Tempo de leitura: 3 minutos

O maior objetivo da Cobli é ajudar o próximo.

Normalmente, ajudamos os nossos clientes, gestores de frota, que buscam auxílio para tornar seu dia a dia menos complicado e suas operações mais eficientes.

Mas, às vezes, surgem oportunidades para ajudar grupos de pessoas inesperados.

Foi o que aconteceu com o grupo de apoio Ponto de Amor, um instituto humanitário de Florianópolis, em Santa Catarina.

Durante a pandemia, Rogério e outros voluntários estão atendendo mais de 700 famílias na região da Praia dos Ingleses.

Diariamente, eles distribuem cerca de 500 refeições na Paróquia Sagrado Coração de Jesus e, além disso, fazem a entrega de cestas básicas e de materiais de higiene para famílias carentes.

Porém, mesmo toda a força de vontade de ajudar não é suficiente para tornar o trabalho menos árduo.

Com cinco veículos para fazer toda essa distribuição, ficou complicado organizar os trajetos de forma eficiente, sem perder tempo com voltas desnecessárias e, muito menos, gastando combustível.

Foi aí que a equipe do Ponto de Amor resolveu procurar por um serviço de roteirização. Alguns cliques no Google e eles nos encontraram.

Agora, a Cobli é mais um dos colaboradores dessa rede de solidariedade, disponibilizando nosso roteirizador sem custos para que o trabalho do Rogério e seus colegas ficasse mais fácil.

“Usar o sistema da Cobli nos ajudou muito, porque agora nós conseguimos criar roteiros lógicos”, conta Rogério Xavier Camargo, empresário de 56 anos que está cuidando da roteirização do projeto. “Antes, nós tínhamos que ficar catando milho: um monte de ruas para ir, olhar cada uma no Google e tentar montar esse roteiro na mão. Aos poucos, aprendemos a usar o sistema e nossa distribuição melhorou muito!”.

Voluntários do Ponto de Amor reúnem as doações para entregar

Rogério conta que nunca trabalhou com logística. Quando começou a perceber que precisava organizar melhor os trajetos das entregas, o Google foi sua primeira opção, mas ele logo percebeu que precisava de algo mais “robusto”, como ele mesmo chamou.

O sistema da Cobli dá duas alternativas: fazer as entregas de forma mais rápida, ou de forma mais econômica.

Essa segunda opção é a mais viável para Rogério e os voluntários, já que o combustível é pago a partir de vaquinhas dos voluntários. “Agora, conseguimos economizar com a gasolina, porque vamos de forma mais assertiva aos locais”, diz.

Rogério conta ainda que, por vezes, os trajetos se mostram mais curtos e, assim, eles conseguem economizar também no tempo.

E mesmo trabalhando duro dia e noite para conseguir doações, cozinhar alimentos, preparar as cestas básicas e fazer as entregas, não falta carinho e afeto nas palavras de Rogério.

“Vocês que nos ajudam são nosso combustível! Todos que acreditam no que a gente tá fazendo, que demonstram solidariedade… Isso nos faz acreditar cada vez mais que estamos no caminho certo”, diz o voluntário. “Esses ‘pontos de amor’ estão se conectando. Confesso que me emociona bastante”.

Nós também nos emocionamos muito, Rogério. Parabéns para todos envolvidos nessa ação! Estamos honrados em poder contribuir.

Se você também quiser ajudar, entre em contato pelo telefone deles: (48) 98846-2510.

Monitoramento de frota - Cobli ajuda projeto solidário Ponto de Amor em Florianópolis

Escreva um Comentário