Você pretende usar o conteúdo abaixo para
Agradecemos sua resposta!

Tempo de leitura: 7 minutos

Uma empresa muito bem estruturada e com visão de futuro sabe que a prevenção de perdas é parte fundamental de seu planejamento financeiro.

E se você chegou até aqui é porque também tem consciência de que esta prática é de grande utilidade, certo? 

A prevenção de perdas pode não somente evitar gastos desnecessários, como também tem a capacidade de ser rentável para a sua empresa.

Preparado para saber o que significa prevenção de perdas? Então, confira abaixo as principais informações!

o que é prevenção de perdas

O que é prevenção de perdas?

Quando falamos em prevenção de perdas no varejo, muita gente relaciona esta prática a uma medida de resguardo contra roubos e furtos em lojas físicas.

Porém, esta seria apenas a ponta do iceberg, afinal, a prevenção de perdas no varejo engloba muito mais ações cautelosas do que você imagina.

O objetivo dessas medidas é proteger a empresa de qualquer tipo de prejuízo dentro da cadeia de produção, distribuição e comercialização de produtos.

Dessa forma, podemos sintetizar que a prevenção de perdas seria um conjunto de práticas muito bem elaboradas a fim de evitar gastos desnecessários para a empresa.

Para se ter uma ideia da dimensão dos prejuízos relacionados a perdas, a Abrappe (Associação Brasileira de Prevenção de Perdas) realizou uma pesquisa no varejo nacional com o intuito de extrair dados concretos a respeito dos impactos relacionados às perdas no setor.

A conclusão, contudo, foi assustadora: no ano de 2018, o varejo brasileiro perdeu cerca de R$ 21,46 bilhões! 

Os segmentos mais afetados foram os supermercados, com o maior índice de perdas, seguido pelas drogarias, perfumarias, livrarias e papelarias.

Existem muitas causas que podem resultar em perdas para o varejo.

Perecimento de mercadorias, armazenamento incorreto e avarias provenientes de um transporte mal feito estão dentre as razões pelas quais há um desperdício de produtos e um enorme desfalque para as empresas.

Mas quais são os tipos de prejuízos mais comuns? Isso veremos a seguir!

Os tipos de prejuízos mais comuns

Como dito anteriormente, as perdas podem ocorrer em diversas etapas de logística e comercialização de produtos.

O tamanho do prejuízo varia de acordo com uma série de fatores, mas abaixo você poderá conferir alguns dos tipos de perdas mais recorrentes. Confira!

Furtos

O furto é um crime cometido sem violência e, geralmente, ocorre com pequenas quantidades de mercadorias. 

Contudo, não podemos minimizar os prejuízos financeiros a ele atribuídos. 

Tal prática pode ser cometida tanto por consumidores mal-intencionados como por parte dos próprios funcionários da empresa.

Armazenamento incorreto 

Cada tipo de produto requer condições de armazenamento distintas. 

Existem aqueles que são mais sensíveis e necessitam de maiores cuidados e outros nem tanto.

As cargas refrigeradas podem ser um bom exemplo, afinal, as mercadorias carecem de condições térmicas específicas para que não sofram danos de qualidade e nem estraguem durante o transporte.

O armazenamento incorreto pode resultar em perdas colossais tanto de produtos quanto de dinheiro.

Descubra como o sistema para gestão de frotas com rastreamento e monitoramento veicular da Cobli garanta mais segurança para os veículos!

Transporte inadequado

O transporte de mercadorias feito de maneira incorreta pode acarretar em avarias e perdas totais de produtos.

Neste caso, os cuidados vão desde a escolha do veículo mais apropriado até mesmo a embalagem e disposição dos produtos dentro do caminhão.

Além disso, outra preocupação importante está relacionada aos tipos de carrocerias para cada mercadoria.

A carga seca, por exemplo, pode ser transladada por meio de baús ou carrocerias abertas. 

Vale prestar atenção nas especificidades dos produtos para poder escolher a opção mais adequada.

Trajeto e roubo de cargas

Pode parecer não tão importante, mas o trajeto também é fundamental para a prevenção de perdas.

Imagine uma carga refrigerada. Ela precisa chegar o mais rápido possível a seu destino para que não estrague no meio do caminho.

E não é só isso! Um trajeto mais otimizado também traz redução de custos e um serviço mais rápido e eficiente. 

Quando bem traçado, esta medida ainda pode evitar locais perigosos nos quais o roubo de cargas seria mais propício.

Agora que você já sabe quais são os tipos de perdas, vamos ver como preveni-las.

bloqueador veicular

Como fazer prevenção de perdas no varejo?

O primeiro passo para elaborar uma boa prevenção de perdas no varejo é entender sua importância e conscientizar as pessoas que trabalham em sua empresa sobre o tema.

Depois disso, para seguir uma lógica de raciocínio e trazer as melhores soluções, é preciso dimensionar o tamanho dos prejuízos.

Quanto que a sua empresa perde mês a mês e ao longo do ano? 

Essas métricas são importantes na hora de elaborar estratégias para reduzir os danos. 

A partir de então, é preciso ver quais são os caminhos possíveis a serem seguidos. 

Uma medida capaz de prevenir possíveis incidentes, principalmente para aqueles cujo problema é logístico, é o rastreador veicular.

E na Cobli você encontra o melhor monitoramento de veículos do mercado, afinal, não é somente um aparelho que diz onde o seu veículo está.

O rastreador veicular da Cobli é uma solução completa, que traça as melhores rotas, evitando locais perigosos onde poderiam haver maior incidência de roubo de cargas, mas também possuem controle de combustível, monitoramento do veículo e do motorista.

A gestão de frota integrada promovida pelo aparelho é capaz de controlar os gastos, analisar como o veículo está sendo conduzido e ainda alertar para manutenções pendentes.

Além disso, outra tática como aderir a um sistema de gestão de transporte que reúna todas as informações em um só lugar pode ser uma maneira eficiente de não deixar nenhum dado importante para trás e ainda ter um controle financeiro maior.

Criar uma área de prevenção de perdas dentro da empresa também pode ser uma solução plausível, afinal, você terá uma equipe destinada a pensar e propor novas ideias, apontando os gastos desnecessários que poderiam ser evitados. 

Em parte, é o que um fiscal de prevenção de perdas faz, cuja função é zelar pelo patrimônio da companhia. 

Mas não se engane, porque as medidas de precaução vão muito além do que um fiscal de prevenção de perdas faz. 

Ele pode ser um auxílio na estratégia como um todo, mas não a solução de todos os seus problemas. 

Por fim, depois de analisar todas as nuances do que tem causado os gastos desnecessários em sua empresa e entender o que é prevenção de perdas, é hora de colocar a mão na massa e traçar as melhores soluções para o que a sua empresa precisa!

Esta publicação te ajudou? Confira outras explicações sobre questões de logística e gestão de frota.

Fale com nossos especialistas!

Estamos disponíveis para tirar dúvidas e demostrar o sistema de rastreamento e monitoramento de frotas da Cobli em ação.

Teste grátis

Escreva um Comentário