Post atualizado em

Estamos próximos de um feriado estadual na maior metrópole do país (Revolução Constitucionalista de 1932) e as tão esperadas férias de julho finalmente chegaram. Claro que tem viagem programada por aí. Atenção, porque nesse período, o fluxo de carros é intenso nas estradas e todo cuidado é pouco!  Será que você preparou seu carro para a estrada?

Diariamente há registros de acidentes graves, nas principais rodovias que, conforme registramos aqui no blog recentemente, são causados por falha humana. Porém, panes também têm sido alertadas. Já que estamos no momento de programar a arrumação das malas, que tal programar também a checagem da situação do carro para não ter surpresas no meio do caminho? Afinal, ninguém se programa para ficar parado no meio da estrada esperando o guincho chegar!

O ideal para preparar o carro para a estrada é manter a manutenção sempre em dia e não levar o carro para uma revisão às pressas, correndo o risco de não detectar algo que possa comprometer a viagem. Acidentes podem acontecer e, por isso, o carro precisa oferecer segurança aos ocupantes, condutores e demais pessoas que irão encontrar no caminho. Afinal, as férias de julho merecem ser tão divertidas quanto qualquer outro passeio!

Como preparar o carro para a estrada?

Especialistas sempre alertam para a checagem prioritária de alguns itens do veículo, o que não anula a programação de uma vistoria geral. Obrigatoriamente precisa averiguar o freio e a suspensão. Por isso, o ideal é consultar o seu mecânico de confiança, que é qualificado para analisar as condições do carro“, destaca Denise Novaescoordenadora Técnica da Total Brasilfilial do Grupo Total. 

“O maior índice de causas de acidentes que apuramos nas perícias está relacionado a falhas em freios e pneus. As pessoas também se esquecem de fazer a checagem dos itens suplementares como verificar o funcionamento dos cintos de segurança e condições da borracha dos pedais”, diz alerta Hélio da Fonseca Cardoso, engenheiro mecânico e especialista em perícias de veículos automotores do Instituto Brasileiro de Avaliações e Perícias de Engenharia de São Paulo (Ibape-SP).

Segundo Hélio, as luzes de um carro também são muito importantes, pois cada uma emite um tipo de mensagem no trânsito. Todas devem estar funcionando corretamente. Além disso, triângulo, macaco, chave de roda e demais ferramentas essenciais devem ser verificados com antecedência.

Por mais que condutores tenham noção de que acidentes podem ser causados por falta de manutenção, é muito comum não adotarem a rotina da checagem. E antes das férias de julho, ou qualquer outro período de folga, é preciso redobrar a atenção devido ao grande fluxo de carros circulando por aí. “A negligência está presente em grande parte das ocorrências nas estradas. A falha em uma lanterna ou no pisca alerta pode ser a causa de um acidente, assim como o uso de pneus sem procedência”, aponta o engenheiro que também é autor de 11 livros sobre temas relacionados à segurança, entre eles “Recall e “Veículos Automotores”, ambos da editora Leud.

Corra que ainda dá tempo de preparar o carro para a estrada!

Para não criar situações de risco, programe uma checagem geral com um profissional especializado ou em locais autorizados pelo fabricante do veículo. O tempo gasto para preparar o carro para a estrada pode ser o mesmo da preparação das malas dessas tão esperadas férias de julho — coisa rápida! Outro ponto importante é verificar informações sobre as condições climáticas e da estrada. Você pode fazer isso nos sites das concessionárias, que costumam fornecer até mesmo imagens em tempo real. 

Além dos alertas do especialista do Ibape-SP, anote as dicas da Denise Novaes e evite dores de cabeça durante as viagens que programou para as férias:

Óleo e filtro

Devem ser trocados periodicamente, conforme recomendação do fabricante do veículo, por quilometragem ou tempo de uso. Importante estar atento para que as substituições sigam as mesmas especificações da montadora.

Combustível e freios

Essenciais para o funcionamento do carro, precisam ser avaliados para o motor ter um bom desempenho. Em caso de muita sujeira, podem ocorrer entupimentos. O sistema e o fluido de freios devem ser revisados a cada 10 mil quilômetros.

Arrefecimento

Normal (mineral) ou de longa duração (fluido orgânico – OAT), deve-se seguir a recomendação do fabricante e manter a água do radiador no mesmo nível estipulado. Assim, a temperatura do motor se mantém em condições corretas, evitando aquecimento.

Pneus

Calibre-os, bem como o estepe, e avalie se há diferenças de pressão no veículo carregado e vazio, desde que não estejam gastos.  A avaliação do desgaste é feita de forma simples pelo TWI (Tire Wear Indicator – Indicador de Desgaste do Pneu), saliências que ficam entre as ranhuras.

Suspensão, bateria e palhetas

Devem ser revistas a cada 10 mil quilômetros, incluindo a geometria e o balanceamento. Além disso, é fundamental avaliar o desgaste de amortecedores, molas, buchas e batentes, inclusive a bateria. Já as palhetas não podem estar tortas, nem com a borracha ressecada.

Painel e lâmpadas

Representam as condições do veículo, por isso, em caso de dúvida sobre o significado das luzes, consulte o manual do carro. Nunca viaje com alguma lâmpada queimada, pois é perigoso e ainda pode render multas ao motorista.

Itens de emergência

Antes de pegar a estrada, verifique se todos os componentes básicos de segurança estão no lugar. Entre eles, não podem faltar o triângulo, a chave de roda, o macaco e o estepe. 

Pronto, agora você já sabe o que precisa para preparar seu carro para a estrada.

Gostou das dicas? Então fique atento e busque posts em nosso blog que tratam sobre temas como segurança, direção segura, entre outros. Conheça também as soluções Cobli que auxiliam na programação de manutenção, entre outras necessidades para que seu veículo.

Rastreamento de Frota
badge primary e1563977884304 - Férias de julho: o carro está em dia para pegar estrada? 
Cobli

euquero@cobli.co
(11) 4810-2200

Escreva um Comentário