Próximo
01. Diminua a quantidade de manutenções

A escolha do veículo certo para sua operação

Descrição

Escolher um veículo é uma decisão que envolve muitos fatores. Uma escolha ruim pode causar diversos problemas para sua operação. Aqui, vamos falar sobre quais pontos levar em conta na hora de tomar essa decisão.

Transcrição do vídeo

00:00

Pessoal, bem-vindo ao curso sobre como reduzir o seu custo com manutenção, o custo de manutenção da sua frota.

Um dos pontos mais importantes que você tem que manter em mente para gastar menos dinheiro com manutenção é que essa economia começa muito antes de você ir na oficina mecânica. Depois que o veículo já quebrou, está tudo saindo fumaça e tudo mais, realmente já ficou um pouco tarde para você capturar os ganhos.

Então a gente vai falar do primeiro passo para você gastar menos dinheiro com manutenção, que é a escolha do veículo correto.

Veículos para frota: o que deve ser considerado?

00:28

A gente sabe que tem uma variedade muito grande de veículos, que existem questões de design, mas também questões mecânicas que mudam de um para o outro que vão te ajudar definir qual é o veículo ideal para sua operação e que vai custar menos dinheiro.

Vou dar um exemplo bobo, para deixar um pouco mais claro.

Se você tiver um caminhão, obviamente você vai gastar muito mais dinheiro com manutenção do que se você tiver um carro leve e você vai gastar muito mais dinheiro com essa manutenção do que com a manutenção de uma moto.

Essas variações também são verdades dentro de cada uma dessas categorias.

Então a gente vai te ajudar a pensar um pouco mais em como você tem que pensar para fazer a escolha do seu veículo.

Veículos pessoais x veículos de frota

00:58

Uma segunda dica que vale você manter em mente é que a operação de um veículo de frota é muito diferente de uma operação de veículo para a pessoa física.

Os veículos de frota rodam muito mais. Muitas vezes eles têm mais carga. Muitas vezes têm diversos motoristas que às vezes não dão tanta atenção para o veículo. Então, para você fazer a escolha ideal é melhor procurar materiais específicos para frota.

De novo: não comparar como se fosse uma pessoa física normal comprando veículo.

Vamos lá, agora vou começar aqui a te mostrar a matemática para você entender.

O custo de manutenção esperado de um veículo no primeiro ano é de cerca de 1,5%.

Vamos imaginar aqui que a gente comprou hoje um veículo de 50 mil reais. A expectativa é que nos próximos 12 meses ele gaste no total R$750 de manutenção. Muitas vezes esses gastos são divididos em mais de uma manutenção, que somados dão esses R$750.

E aí começa o problema: conforme o seu veículo vai envelhecendo, o custo de manutenção dele vai crescendo.

Qual a relação entre manutenção e depreciação veicular?

01:55

Pense que os componentes vão desgastando. Uma coisa quebrou, a gente demorou para trocar e começou a atrapalhar outros componentes do veículo.

A expectativa é que esse custo de manutenção cresça cerca de 12,5% ao ano.

E tem um outro efeito que você não pode perder de vista quando você está fazendo essas contas, é que o valor do seu veículo também vai depreciando. Então conforme os anos passam, o seu veículo vai valer cada vez menos e o seu custo de manutenção vai ser cada vez maior, até chegar o momento que realmente o custo de manutenção é maior do que o valor do seu veículo.

E aí você já passou da hora que você deveria vender esse veículo e começar uma nova operação.

02:36

Isso tudo sem considerar a questão de que você tendo um veículo que está dando muita manutenção, você acaba tendo uma operação muito grande para manter ele na rua. Tem que ficar levando na oficina, e se o veículo é velho, não tem peça - tem que procurar. Quebra durante o dia, quando ninguém estava esperando. E aí tem que alugar carro, usar táxi, Uber...

Todo o estresse que isso põe na sua operação, além do custo financeiro, também tem que ser levado em conta para você escolher o momento ideal de você vender o veículo.

Agora que a gente entendeu um pouco melhor como funcionam os custos principais associados é a hora de pensar em qual é o veículo ideal para sua operação.

Qual o veículo ideal para frotas?

Frotas de motos

03:11

O primeiro veículo que a gente vai falar aqui hoje são as motos! As motos são os veículos mais leves que uma operação utiliza, são os mais baratos e são também os que têm o menor custo de manutenção.

Isso tudo é devido à capacidade de carga ser muito menor, então o maquinário acaba sendo um pouco mais leve.

No entanto, o problema que advém disso é que as motos conseguem levar uma ou, no máximo, duas pessoas de cada vez.

E a capacidade de carga é muito pequena.

03:32

Então, para serviços recomendamos motos para quem realmente vai precisar só de poucas ferramentas, que caibam ali no espaço restrito. Ou para entregas também (entregas muito pequenas, em geral comuns para curtíssimas distâncias).

Mesmo as motos sendo o veículo que tem o menor custo de manutenção, ela também tem diversos componentes menores que quebram bastante. Então, a vela de ignição, acelerador e embreagem, são alguns itens que comumente você vai ter que trocar.

Frotas de veículos de passeio

03:57

A segunda categoria que a gente vai comentar são os tão comuns veículos de passeio, o “carro normal”.

Na verdade, no Brasil existem mais de 8 milhões de carros de passeio sendo utilizados para usos comerciais. Isso porque é um veículo muito flexível, que a gente consegue usar para uma gama muito grande de coisas.

Mesmo quem vai fazer serviços técnicos um pouco mais pesados, tem que levar ali uma caixa de ferramentas maior, um maquinário um pouco maior. Também são muito comuns para fazer entregas, em geral já na cidade e também para quem faz serviços profissionais, mas que já busca um conforto um pouco maior para o passageiro.

Consultores, forças de venda também utilizam bastante esse tipo de veículo para suas operações, mesmo não precisando do transporte de carga.

Frotas de veículos utilitários

04:39

A terceira categoria são os utilitários. E esse veículo é super legal, porque ele começa a ser bastante flexível.

Você tem uma capacidade de carga grande e você também consegue levar mais pessoas ao mesmo tempo no veículo, sem se comprometer muito - como acontece muitas vezes num carro leve, precisando dobrar os bancos de trás.

Então os utilitários têm alguns usos muito comuns, como quando a gente vai fazer muitas entregas dentro da cidade.

A gente precisa desse espaço maior, quando vamos fazer entregas em cidades mais distantes e não temos aquela flexibilidade de ficar indo e vindo para abastecer ou pegar novos produtos da carga. E também para times de campo que vão levar algumas pessoas e equipamentos.

Em manutenções de itens pesados como elevador, ar condicionado e parte de mineração, acaba tendo bastante uso para esse tipo de veículo.

Frotas de picapes

05:22

O quarto item é a Picape, que é um item intermediário entre os utilitários e um VUC (um veículo um pouco mais pesado). Por ela ter não só um espaço um pouco maior para você guardar o material que você tá levando, como também por ser aberto, ela acaba trazendo dois benefícios grandes, que são: a flexibilidade, para você pôr e tirar ali carga de maneira muito rápida e também para você aceitar formatos mais difíceis de carga.

Até por isso que ela ficou bastante popular para usos rurais, que a gente sabe que tem bastante carga ainda não bem formatada e ela facilita muito esse processo de pôr e tirar.

Frotas de VUCs (Veículos Urbanos de Carga)

05:54

A quinta categoria são os VUCs, que é um veículo extremamente popular para quem faz aquele transporte de última milha nas cidades.

O VUC, não sei se todo mundo sabe, é um veículo especificamente brasileiro.

Ele surgiu muito por causa de uma legislação que foi implementada nas cidades daqui, que não permite circulação de veículos com mais de 6,30 metros por 2,20 metros em cidades específicas horários específicos.

Então as montadoras fizeram o VUC, que é exatamente desse tamanho máximo.

Quando você precisa de bastante espaço, ele é o máximo que você consegue entrar em muitas das cidades legalmente. Por isso ele conseguiu se popularizar tanto para transporte de cargas diversas.

06:33

Uma outra especificidade dos VUCs que é muito legal para as frotas é que eles já são montados para permitir que você coloque refrigeração ali neles.

Para quem faz transportes de frios, carne e outras coisas que você precisa manter uma temperatura adequada, é mais fácil adaptar esse tipo de veículo. Além dele não ser tão grande, você não desperdiça tanta energia para manter ele refrigerado.

Frotas de caminhões

06:55

E a sexta e última categoria que a gente quer trazer aqui hoje para vocês são os caminhões.

Os maiores e os pesados dos veículos, são extremamente úteis para quando você quer levar uma quantidade grande de carga, por uma grande distância.

Principalmente por estradas, até pela questão da mobilidade dele dentro da cidade ser um pouco reduzida.

Então essas são as principais categorias de veículos, mas uma coisa que é muito importante você levar em conta para sua operação é separar as características de cada uma das partes.

Vemos em operações maiores um exemplo comum que é: a gente usa caminhões para levar de um centro de distribuição até outro, depois pegamos um VUC para levar ali até o meio da cidade e dali até a ponta final podem ser utilizadas as motos para que essa carga chegue aos clientes.

07:38

É muito importante você mapear na sua operação o que cada uma das partes está fazendo e qual é o veículo ótimo para cada uma delas.

Sempre lembrando que quanto mais leve você conseguir utilizar e quanto menos veículos você conseguir ter, menor vai ser o seu custo de manutenção.

Falando de manutenção, você entendendo quais são essas partes todas da sua operação, você começa a ser capaz de escolher: "Tá bom, qual o veículo eu realmente vou querer para cada uma dessas partes?"

Veículos com maior suporte para manutenção

08:33

Um ponto que vale muito a pena você levar em conta na hora da sua decisão é: as regiões que você está.

Por que eu digo isso?

Uma das coisas mais importantes da questão de você fazer a manutenção é você ter a oficina e a peça perto de você quando você precisar.

Tem aquela piada antiga que a peça de Fusca você encontra até em padaria.

Parece meio bobo, mas faz uma baita diferença. Além de você quebrar o veículo, ter que ficar lá um dia na oficina mecânica esperando e o pessoal falar que vai demorar duas semanas para peça, que vem de um outro país, vir de barco, chegar para arrumar seu carro é muito tempo jogado fora.

É importante que você selecione veículos que têm estrutura de manutenção na região onde você está.

Então vale a pena você procurar por essas marcas que sejam um pouco mais consolidadas aí.

Itens que influenciam muito no valor da manutenção

08:47

Um outro ponto que vale a pena você tomar atenção, são três itens principais que acabam compondo quase 50% do custo de manutenção.

São os pneus, a suspensão e a bateria.

Então muitas vezes as pessoas se distraem quando vão fazer a compra de um veículo, e não olham qual que é o custo das manutenções previstas pela concessionária, quando vai ser troca de óleo troca de filtros e tudo mais.

Obviamente esses custos são importantes, mas você vê que o grosso do seu custo está nesses outros três itens.

Estes dados e muitos outros dados você consegue entender mais em profundidade acessando uma pesquisa que a gente construiu para vocês.

A gente estruturou ela com base nesses cinco carros que aparecem aqui na tela para você, que são de categorias de peso diferente, então eles servem tanto para você fazer a sua escolha, quanto para você entender mais em profundidade como essa escolha deve ser feita.

09:34

E aqui eu faço a recomendação que você realmente veja essa pesquisa com bastante calma, porque muitos dos itens valem a pena você estudar com detalhe.

Um exemplo bem chamativo para mim foi a questão dos pneus do Onix.

A gente encontrou estes pneus sendo vendidos por R$ 750.

E a gente encontrou esses mesmos pneus sendo vendidos por R$ 1200.

Aqui tem uma dica clássica de manutenção de frota, vale a pena você tentar consolidar o seu volume em uma oficina só ou até trabalhar junto com outras empresas da sua região para começar a ter esses ganhos de escala e você conseguir ter essa economia ali na prática no final.

Inclusive, isso daqui é um dos tópicos de um dos nossos próximos vídeos. Então já vale você ficar esperto com isso.

Resumo

10:14

E para terminar esse vídeo aqui com um resumo, eu acho que vale a pena você manter em mente que a escolha dos seus veículos é um custo muito grande, você vai ficar com esses veículos por diversos anos, e são eles que os motoristas vão estar dirigindo todo santo dia.

Então, vale a pena você ler com calma aqui todo o material de apoio, consultar a pesquisa, consultar os artigos que a gente está expondo, que mostram quais são os principais itens.

A gente criou, inclusive, uma ferramenta onde você consegue simular esses custos de manutenção e outros custos específicos da sua operação, para ter certeza que você faz a melhor decisão para você e fica feliz com ela pelos próximos anos.