Como um carro movido a energia solar funciona? Saiba tudo sobre!

Você já imaginou dirigir um carro movido a energia solar, sem precisar dos combustíveis tradicionais? Embora essa descrição possa parecer uma cena de filme de ficção científica, saiba que esse tipo de veículo já existe.

Mas como é possível que um carro se movimente apenas através da energia transmitida pelo sol? O que fazer em dias nublados? Essa tecnologia já existe no Brasil? Será que carros movidos a energia solar poluem muito?

Continue acompanhando para conferir as respostas para esses e outros questionamentos sobre os carros movidos a energia solar. Boa leitura!

Como funciona o carro movido a energia solar

Vamos começar a entender como funcionam os carros movidos a energia solar?

Apesar da ideia parecer inovadora, em 1960, um americano chamado William G. Cobb já havia adaptado um veículo elétrico para funcionar através da energia produzida pelo sol.

Além disso, essa tecnologia já é usada para outras finalidades. Não é difícil encontrar em diversas cidades casas com painéis de energia solar. Eles captam a luz e o calor do sol, convertendo em eletricidade para o consumo doméstico.

No caso dos veículos, a lógica é a mesma: eles possuem os chamados painéis fotovoltaicos que captam a luz do sol e fazem o motor movido a energia solar funcionar sem o uso de outros combustíveis.

O carro movido a energia solar possui painéis fotovoltaicos que convertem raios em energias.

Um questionamento comum está relacionado aos momentos em que não há sol, como à noite e em dias nublados. Uma grande vantagem é que alguns modelos são capazes de armazenar energia constantemente, mesmo quando estão parados.

Dessa maneira, quando não há sol, o veículo utiliza a energia armazenada. A duração dessa autonomia varia de acordo com o modelo do carro.

Recentemente, a Lightyear, startup sediada na Holanda, anunciou um lançamento surpreendente: um carro movido a energia solar com capacidade para rodar por até sete meses sem a necessidade de carregamento.

A previsão da empresa é que até novembro de 2022 sejam entregues 946 unidades do modelo, que ganhou o nome Lightyear 0. O número zero é uma mensagem de que essa é a primeira de várias versões a serem lançadas nos próximos anos.

Quanto custa um carro movido a energia solar?

As palavras “carros movidos a energia solar preço” são as primeiras buscadas por aqueles que se interessam por esse tipo de veículo.

Como existem diferentes empresas ao redor do mundo produzindo modelos de carro movido a energia solar, os valores sofrem variações.

O holandês Lightyear 0, que citamos anteriormente, será comercializado por 250 mil euros, o que em reais gira em torno de R$ 1,3 milhão. O valor é alto por conta da autonomia do modelo, inédita no mercado até o momento.

Opções com valores mais baixos são oferecidas por outras fabricantes, como:

  • Sion, da alemã Sono Motors, com valor de 23.900 euros (R$ 127.000);
  • Aptera Paradigm, da americana Aptera Motors, com valor de 30.000 dólares (R$151.000);
  • Humble One, da também americana Humble Motors, com valor de 109.000 dólares (R$550.000);
  • Sonata Hybrid, da já mundialmente conhecida Hyundai, com valor médio de 30.000 dólares (R$151.000).

Carros movidos a energia solar: vantagens e desvantagens

À primeira vista, um carro movido a energia solar parece uma opção de mobilidade sustentável e econômica. Mas será que esse tipo de veículo possui apenas vantagens? Acompanhe!

Vantagens

  • São veículos movidos por uma fonte de energia inesgotável, o sol;
  • Não emitem gases poluentes na atmosfera;
  • Os proprietários não têm gastos com combustíveis;
  • São silenciosos;
  • Não possuem unidades mecânicas complexas, por isso, são mais duráveis;
  • A necessidade de manutenção é menor que a dos veículos com motor à combustão.

Desvantagens

  • Os valores para compra são bastante altos, especialmente no Brasil, por serem veículos importados;
  • Nem todos os modelos possuem a capacidade de armazenamento de energia. Então, em dias nublados é preciso carregá-los com eletricidade;
  • A maioria dos modelos não atinge a mesma velocidade que os carros convencionais.

Como é possível observar, nem todas as desvantagens são tão negativas assim e dependem do ponto de vista.

Aqueles que possuem condições e estão dispostos a investir podem optar pelos modelos com maior autonomia.

Já a questão da baixa velocidade pode ser considerada positiva se pensarmos que menos velocidade significa também mais segurança no trânsito, com uma redução dos riscos de acidentes.

Um dos vários benefícios de um carro movido a energia solar é não ter gastos com combustíveis e, consequentemente, não emitir gases poluentes.

É possível usar energia solar para abastecer carros elétricos?

Uma dúvida comum sobre carros e energia solar é se dá para recarregar veículos elétricos com energia solar. A resposta é que sim, é possível!

A energia solar pode ser usada para alimentar qualquer equipamento elétrico, incluindo carros. Então, basta contar com um carregador específico ligado a uma fonte alimentada por energia solar.

Mas como funciona um carro movido a energia elétrica? Basicamente, no lugar da combustão dos modelos convencionais, ele funciona por meio de uma corrente elétrica, que aciona o motor.

Carros movidos a energia solar no Brasil

Ao que tudo indica, os carros movidos a energia solar e elétrica irão se popularizar ao longo dos próximos anos. Várias montadoras já contam com opções à venda, além de projetos em andamento e lançamentos ainda para este ano.

Os modelos movidos à eletricidade são mais fáceis de serem encontrados no nosso país. Para se ter uma ideia, a venda de carros elétricos e híbridos cresceu 78% no Brasil apenas nos quatro primeiros meses de 2022, de acordo com dados da ABVE – Associação Brasileira de Veículos Elétricos.

Inclusive, em várias cidades brasileiras já há exemplares de ônibus movido a energia solar em circulação, como São Paulo, Campinas, Florianópolis, Belo Horizonte, Salvador e Brasília.

Mais uma novidade que acaba de chegar por aqui são os carros elétricos compactos que não necessitam de habilitação. Um bom exemplo é o Citroën Ami, da já conhecida montadora francesa.

Ele tem capacidade para apenas duas pessoas, atinge a velocidade máxima de 45 km/h e é indicado para curtas distâncias. Não é o tipo de carro que irá competir com os demais modelos, sendo direcionado para atividades específicas, como o turismo.

Assim, podemos concluir que os carros elétricos no Brasil já são uma realidade e há promessas de que os movidos a energia solar cheguem em breve.

Esta publicação te ajudou? Confira essa e outras explicações sobre questões de logística e gestão de frota no blog da Cobli.

Fale com nossos especialistas!

Estamos disponíveis para tirar dúvidas e demonstrar o sistema de rastreamento e monitoramento de frotas da Cobli em ação.

Teste grátis

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.