câmera de fadiga na gestão de frota

Câmera de fadiga: o que é e como ajuda na segurança da frota

Inovações como a câmera de fadiga estão proporcionando novas maneiras para os gestores de frota em todo o mundo aumentarem a segurança de suas frotas.

O dispositivo é uma solução inteligente da videotelemetria que está revolucionando a forma como as empresas monitoram e protegem seus motoristas e outras pessoas no trânsito.

Segundo dados SOS Estrada e da Polícia Rodoviária Federal, houve um aumento de 3,2% nas mortes em rodovias brasileiras entre 2022 e 2023 e, desse total, cerca da metade dos acidentes envolvem veículos pesados

Neste artigo, exploraremos como a câmera de fadiga funciona, seus benefícios e os motivos que a tornaram uma ferramenta essencial para a segurança e eficiência das frotas modernas.

O que é câmera de fadiga?

A câmera de fadiga é um dispositivo de segurança avançado projetado para detectar sinais de fadiga e distração do motorista.

Utilizando tecnologia de ponta, como reconhecimento facial, inteligência artificial e análise de padrões de direção, esses equipamentos monitoram constantemente o motorista em busca de sinais de sonolência, distração e outros comportamentos perigosos.

Ao detectar tais sinais, o sistema emite alertas sonoros ou visuais para chamar a atenção do motorista e da equipe de gestão da frota em tempo real.

Além disso, alguns dispositivos são capazes de acionar sistemas de segurança ativa, como a redução automática da velocidade do veículo ou a emissão de avisos para a central de controle da frota.

Um estudo feito com mais de 3.500 motoristas nos Estados Unidos mostrou que a distração ao volante é o motivo de 90% dos acidentes. Portanto, a aplicação da tecnologia é especialmente importante para gestores de frota, pois ajuda a prevenir acidentes causados pelo esgotamento do motorista na direção

Dessa forma, a instalação das câmeras protege a equipe, os veículos, outras pessoas no trânsito e a reputação da empresa. Além disso, a instalação do sistema tem uma outra vantagem muito positiva, que é promover uma cultura de segurança e responsabilidade. 

As câmeras de fadiga podem melhorar a eficiência operacional e reduzir os custos relacionados a acidentes e danos por meio da educação, uma vez que ensina aos motoristas a maneira correta de agir e se comportar.

Como funciona a câmera de fadiga?

De acordo com a Associação Brasileira de Medicina de Tráfego (Abramet), a fadiga está entre as principais causas de acidentes no trânsito.

Portanto, o uso de câmeras com sensores de fadiga funcionam por meio da utilização de inteligência artificial para fazer uma leitura detalhada do rosto do motorista e capturar os mínimos movimentos e expressões, bem como os comportamentos que indicam cansaço — como as frenagens bruscas de emergência e movimentos abruptos.

Entenda, a seguir, as etapas e como essa tecnologia monitora o comportamento do motorista:

Reconhecimento facial

O sistema usa uma câmera de alta resolução para capturar imagens do rosto do motorista, mesmo em condições com baixa luminosidade. 

Por meio do reconhecimento facial, a câmera é capaz de identificar características como piscar dos olhos, movimentos da cabeça e expressões faciais, que podem indicar sinais de fadiga.

Análise de padrões de direção

Além do reconhecimento facial, a câmera de fadiga também analisa os padrões de direção do motorista.

Pelo dispositivo é possível observar a forma como o motorista mantém o veículo na pista, mudanças repentinas de direção e a frequência de correções de trajetória.

Essa análise de padrões pode indicar se o motorista está alerta e atento à estrada, ou se está mais lento e com a atenção prejudicada.

motorista dirigindo com sinais de fadiga, necessitando de uma câmera de fadiga.
A câmera de fadiga detecta sinais de sonolência, distração e outros comportamentos perigosos ao volante.

Algoritmos inteligentes

Com base nas informações coletadas, a câmera veicular interna utiliza algoritmos inteligentes para determinar se o motorista está apresentando sinais de fadiga ou distração.

Esses algoritmos são capazes de identificar referências específicas associados à fadiga, como olhos pesados, movimentos lentos ou erros frequentes na condução.

Alertas e notificações

Quando a câmera detecta sinais de fadiga, ela emite alertas sonoros ou visuais dentro do veículo para alertar o motorista.

Além disso, as câmeras de fadiga também podem enviar notificações para a equipe de gestão da frota, permitindo uma resposta imediata para garantir a segurança do motorista e da carga.

Essa tecnologia avançada permite que as câmeras de fadiga ajam como um sistema de alerta precoce, ajudando a prevenir acidentes causados pela fadiga do motorista e garantindo viagens mais seguras para toda a equipe.

Quais ações e comportamentos a câmera de fadiga captura?

A câmera é projetada para capturar uma variedade de ações e comportamentos do motorista que podem indicar fadiga, distração ou outros problemas que afetam a segurança.

Sonolência

A câmera de fadiga identifica a sonolência monitorando os olhos do motorista. Por exemplo, ela pode detectar se os olhos estão fechando por períodos prolongados, indicando que o motorista está lutando contra o sono. 

Alguns sistemas também podem monitorar os movimentos da cabeça, pois a sonolência muitas vezes é acompanhada por uma diminuição na capacidade de manter a cabeça erguida.

Uso de celular

O dispositivo detecta o uso do celular ao observar os movimentos das mãos. Se a câmera identificar que o motorista está segurando um objeto próximo ao rosto por um período prolongado, isso pode ser um indicativo de uso de celular durante a condução.

Fumo

A câmera de fadiga identifica o fumo monitorando a presença de um objeto semelhante a um cigarro próximo ao rosto do motorista e observando padrões de inalação e exalação consistentes com o ato de fumar. Reforçando que fumantes têm 1,5 vezes mais probabilidade de sofrer um acidente.

Bocejo

Os bocejos também são sinais de cansaço ou sonolência, por isso a câmera monitora o movimento de abertura da boca do motorista.

Direção distraída

Além de monitorar comportamentos específicos, como uso de celular, fumo e bocejo, a câmera de fadiga também pode examinar a direção distraída observando os padrões gerais de direção do motorista. 

Por exemplo, movimentos bruscos de direção, falta de atenção às sinalizações da estrada e correções frequentes de trajetória podem indicar que o motorista está distraído e não está prestando atenção ao que está fazendo.

dados sobre direção distraída no brasil 2024
Realizamos uma pesquisa exclusiva sobre distração ao volante no Brasil, baixe grátis e acesse os dados.

Quais as vantagens da câmera de fadiga na gestão de frota?

A câmera de fadiga oferece diversas vantagens na gestão de frota, ajudando a melhorar a segurança, o desempenho e a eficiência operacional.

Veja quais são os principais benefícios de contar com essa ferramenta na sua frota.

Monitorar o desempenho do motorista

A câmera de fadiga permite monitorar o comportamento dos motoristas, avaliando padrões de condução perigosos, distração e agressividade ao volante.

Isso permite que os gestores de frota identifiquem motoristas que precisam de treinamento adicional ou suporte para melhorar sua segurança e desempenho.

Além disso, o uso do equipamento na cabine detecta padrões de comportamento de risco, como excesso de velocidade, freadas bruscas e curvas acentuadas.

Com o dispositivo também fica mais fácil fazer a avaliação de conformidade com políticas de segurança. A câmera ajuda a garantir que os motoristas estejam cumprindo as políticas da empresa, como o uso do cinto de segurança e a proibição do uso de celular no trânsito.

Ao identificar áreas em que os motoristas podem melhorar, a câmera de fadiga ajuda a aumentar a produtividade, reduzindo o consumo de combustível e o desgaste do veículo.

Diminuir riscos de acidentes

Ao detectar sinais de fadiga e distração, a câmera ajuda a prevenir acidentes, protegendo os motoristas, os veículos e a carga.

A rápida detecção de comportamentos perigosos possibilita uma resposta imediata por meio de alertas, permitindo que os motoristas ajam antes que a fadiga se torne um problema sério.

Em casos de fadiga severa ou outros comportamentos perigosos, a equipe de gestão da frota pode intervir, instruindo o motorista a fazer uma pausa ou tomar outras medidas para garantir a segurança.

Esclarecimento de situações

Em caso de incidentes ou acidentes, a câmera interna e externa pode fornecer evidências em vídeo que ajudam a esclarecer o que aconteceu, já que gravam continuamente vídeos da estrada e do interior do veículo. 

Essas gravações podem ser usadas como evidência em caso de acidentes, ajudando a esclarecer responsabilidades e resolver disputas. Assim, as cenas capturadas são úteis para investigações internas, seguradoras e autoridades responsáveis.

Após um incidente, as gravações da câmera de fadiga podem ser analisadas para identificar as causas e tomar medidas preventivas e corretivas.

Seja em situações de uso do celular, velocidade acima da média permitida ou outras condições, a tecnologia está presente para esclarecer qualquer evento.

Tomada de decisões

Com base nos dados coletados pela câmera, os gestores de frota podem tomar decisões mais informadas sobre políticas de segurança, treinamento de motoristas e manutenção de veículos.

As informações coletadas fornecem dados objetivos sobre o desempenho dos motoristas e a segurança da frota. Com isso, os gestores tomam decisões mais informadas sobre treinamentos, políticas de segurança e investimentos em outras tecnologias.

Ao analisar os dados da câmera de fadiga ao longo do tempo, os gestores de frota podem identificar tendências e áreas de melhoria contínua, ajudando a aprimorar constantemente as operações da frota.

Impacto financeiro

Ao reduzir o número de acidentes e incidentes relacionados à fadiga ou distração, a câmera ajuda a diminuir os custos associados a reparos de veículos, substituição de cargas danificadas e despesas legais. 

Por outro lado, reduzir o risco de acidentes aumenta a eficiência, reduzindo os custos operacionais gerais da frota. Essa atitude evita multas, processos judiciais e danos à imagem da marca.

Além disso, ao melhorar a eficiência operacional e a segurança, a câmera de fadiga gera outro impacto, que é aumentar a produtividade e a rentabilidade da frota.

Como a câmera de fadiga auxilia na segurança da frota?

Assim como o uso dos sistemas de telemetria, a câmera veicular desempenha um papel fundamental na melhoria da segurança da frota, ajudando a prevenir acidentes causados pela fadiga do motorista e outros comportamentos perigosos. 

A fadiga é uma sensação de cansaço que não passa e é causada pelo excesso físico e mental, principalmente em decorrência do estresse.

No caso dos motoristas, a falta de descanso adequado e má distribuição nas horas de trabalho podem resultar nesse estado que beira a exaustão. 

Falhas na memória, sensação de corpo pesado, dificuldades de concentração e sonolência são alguns indicativos de que é hora de estacionar e descansar.

No entanto, por mais que a fadiga apresenta sinais claros, nem sempre esses indícios são identificados imediatamente pelos motoristas. 

Nesse momento, o sistema de fadiga entra como um dispositivo ágil e eficaz mostrando que o condutor está com uma diminuição dos reflexos básicos necessários para dirigir. Como o equipamento é instalado no painel do veículo, o sistema foca diretamente no rosto do motorista e capta todas as expressões e movimentos.

câmera de fadiga da cobli
Conheça a Cobli Cam Pro, a câmera de fadiga da Cobli.

Dessa maneira, a tecnologia revela se há algum perigo iminente por meio da inteligência artificial presente no sensor de fadiga da câmera.

Ao detectar esses sinais, o sistema emite alertas para advertir o motorista e a equipe no centro de operações, permitindo ações corretivas imediatas.

No geral, as câmeras são também uma solução educativa. Quanto mais os condutores aprendem sobre os sinais de cansaço, mais eles podem se atentar e ficar em alerta sobre o momento de parar.

A longo prazo, os resultados são ainda mais positivos, sobretudo em relação à cultura de segurança na empresa. 

Diferença entre videotelemetria e câmera de fadiga

A videotelemetria e a câmera de fadiga são tecnologias relacionadas à segurança e ao monitoramento de veículos.

Mesmo com finalidades e funcionamentos diferentes, elas são complementares e ajudam a atingir o mesmo objetivo: deixar a frota mais segura nas estradas.

Videotelemetria

A videotelemetria é um sistema que combina vídeo e dados de telemetria para fornecer uma visão abrangente do comportamento do motorista e do veículo. Além de gravar vídeos da estrada e do interior do veículo. 

Porém, apesar de também fazer os registros do comportamento do motorista, a videotelemetria é usada principalmente para monitorar o desempenho do veículo, capturando dados como velocidade, aceleração, frenagem, curvas e localização por GPS.

Combinando tecnologia de vídeo com sensores e GPS, o sistema captura e analisa dados de condução em tempo real.

As câmeras de segurança são usadas para gravar vídeos da estrada e do interior do veículo, além de ter sensores para medir o desempenho do veículo e do motorista, coletando dados que possam ser usados na redução de custos operacionais, como o consumo de combustível e a manutenção do veículo.

Câmera de fadiga

A câmera de fadiga é um tipo específico de câmera que monitora o comportamento do motorista em busca de indícios de fadiga e distração.

Nesse caso, o equipamento é projetado especificamente para detectar sinais como olhos pesados, movimentos lentos, bocejos e outros comportamentos dentro do veículo. 

Ela pode detectar sinais como olhos pesados, movimentos lentos e bocejos, e emite alertas para alertar o motorista e a equipe de gestão da frota. A câmera de fadiga é projetada para aumentar a segurança e prevenir acidentes causados pela fadiga do motorista, protegendo a equipe e os veículos.

Esses dados são usados para avaliar o desempenho do motorista, identificar padrões de condução perigosos e fornecer feedback para melhorar a segurança e a eficiência.

Sensor de fadiga

Em um contexto mais amplo, o sensor de fadiga se refere a tecnologias que detectam sinais de fadiga do motorista. Portanto, se trata do dispositivo presente nas câmeras responsáveis por coletar dados dos movimentos oculares e outros sinais que indicam distração ou cansaço.

motorista mexendo no celular, precisando de uma câmera de fadiga.
A câmera de fadiga detecta o uso de celular no trânsito, comportamento que gera muitos acidentes.

A sua frota precisa de câmera de fadiga?

A necessidade de uso de câmera de fadiga na frota depende de vários fatores, incluindo o tamanho da frota, as condições de trabalho dos motoristas, os regulamentos locais e outras questões.  

Tamanho da frota

Em frotas com muitos veículos e motoristas, pode ser difícil para os gestores de frota monitorar individualmente o comportamento de cada motorista.

Nesses casos, uma câmera de fadiga pode fornecer uma camada adicional de segurança, identificando comportamentos perigosos automaticamente.

Rotas longas ou noturnas

Se seus motoristas frequentemente fazem viagens longas ou noturnas, há um maior risco de fadiga ao volante. Uma câmera veicular pode ajudar a detectar sinais de sonolência e alertar o condutor e a equipe de gestão da frota antes que ocorra um acidente.

Histórico de acidentes ou incidentes

Se sua frota tem um histórico de acidentes ou incidentes relacionados à fadiga do motorista, uma câmera pode ser uma medida preventiva para evitar futuros problemas. 

Políticas de segurança da empresa

Uma empresa que tem a segurança como prioridade sempre vai buscar novas alternativas e tecnologias para cuidar da saúde e bem-estar da equipe

A câmera de fadiga pode ser uma parte importante de suas políticas de segurança para proteger motoristas e a frota, além de também transparecer para seus clientes que as cargas estão seguras nas mãos da empresa.

Proteção dos motoristas

A fadiga prolongada pode ter sérias consequências para a saúde dos motoristas, além dos riscos de acidentes.

Mesmo com a Lei do Caminhoneiro, muitos trabalhadores desrespeitam as ordens e seguem dirigindo quando não têm condições adequadas para isso. 

Nesse contexto, as câmeras ajudam a observar esse comportamento e proteger os motoristas, alertando-os para descansar quando necessário e reduzindo o estresse relacionado à condução.

Melhoria da eficiência operacional

Acidentes causados pela fadiga podem resultar em atrasos nas entregas, danos aos veículos e à carga, e outros custos adicionais. Ao prevenir esses acidentes e até pequenos incidentes, as câmeras de segurança são instrumentos que vão melhorar a eficiência operacional da frota.

Cobli Cam Pro: a câmera de fadiga da Cobli

A Cobli Cam Pro é a câmera de fadiga da Cobli que identifica sinais de fadiga, distração e comportamentos de direção perigosa. 

Com a Cobli Cam Pro, você terá um copiloto automático que antecipa situações de risco, aumentando a segurança da sua frota. São duas câmeras embarcadas, uma que mostra a visão que o condutor tem da via enquanto a outra fica voltada para o motorista.

Veja como a Cobli Cam Pro é a solução ideal para aumentar a segurança da sua frota.

Por meio de videotelemetria e Inteligência Artificial, a câmera reconhece e registra situações como:

  • Fadiga;
  • Distrações;
  • Uso de celular;
  • Uso de cigarro;
  • Direção perigosa em curvas;
  • Excesso de velocidade;
  • Frenagens bruscas;
  • Proximidade do veículo à frente.

Quando identifica qualquer sinal de cansaço ou distração, imediatamente a Cobli Cam Pro sinaliza o condutor por meio de alertas sonoros na cabine. Enquanto isso, o gestor também é notificado para que ele possa fazer verificações em tempo real e tomar medidas preventivas.

Além disso, a Cobli Cam Pro permite o acompanhamento do modo de condução e dá maior visibilidade sobre a performance dos motoristas da frota.

A partir da avaliação de cada um dos condutores, você consegue reconhecer quem dirige melhor, destacar a importância da direção segura e até fazer ajustes para quem precisa de novos treinamentos. 

Como as câmeras ficam ativas o tempo inteiro e filmam todo o percurso, as imagens podem ser usadas como evidências em casos de decisões jurídicas relacionadas a acidentes.

É um equipamento de segurança que traz mais tranquilidade para a sua operação. Veja em números o que a videolemetria pode fazer pela sua frota:

  • Aumento de 70% do uso de cinto de segurança;
  • Siminuição de 60% no número de colisões;
  • 65% menos eventos de excesso de velocidade;
  • 80% de redução de distrações ao volante.

A câmera de fadiga é mais um gasto, mas sim, um investimento que proporciona muitas vantagens para a gestão de frota.

Dúvidas sobre câmera de fadiga

O que é câmera de fadiga?

A câmera de fadiga é um dispositivo de segurança avançado projetado para detectar sinais de fadiga e distração do motorista ao volante.

Quais as vantagens da câmera de fadiga?

Através da câmera de fadiga, é possível monitorar o desempenho dos motoristas, tomar decisões mais assertivas, diminuir os riscos de acidentes e, consequentemente, reduzir os custos da frota.

Esta publicação te ajudou? Confira essa e outras explicações sobre questões de logística e gestão de frota no blog da Cobli!

Sobre o autor

Fale com nossos especialistas!

Estamos disponíveis para tirar dúvidas e demonstrar o sistema de rastreamento e monitoramento de frotas da Cobli em ação.

Teste grátis

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *