distracao-no-transito

Distração no trânsito: como diminuir e aumentar a segurança?

A distração no trânsito é uma das principais causas de acidentes no mundo. Segundo a revista científica canadense Journal of Bone and Joint Surgery, 18% dos acidentes com veículos são causados pela distração ao volante. Isso quer dizer que, a cada 25 segundos, a desatenção mata 1 pessoa e deixa outras 58 pessoas feridas.

Uma olhadinha no celular, mudar a estação de rádio, atender uma ligação ou até mudar a rota no GPS são atitudes simples e corriqueiras que podem desviar a sua atenção e causar acidentes graves.

Preparamos este conteúdo para você conhecer mais sobre os principais riscos da desatenção no trânsito e entender a importância de uma direção segura e consciente. Vamos nessa?

Dirigir: uma atividade que não tem nada de trivial

Quem dirige a muito tempo costuma achar que está cem por cento no controle da atividade e pode conduzir até de olhos fechados, não é mesmo?

Mas apesar da facilidade, dirigir é uma atividade intelectual que utiliza as oito inteligências do ser humano: comunicação, raciocínio lógico, noção de espaço, coordenação motora, autoconhecimento e compreensão, interpretação dos estímulos sonoros, relacionamento e localização ambiental.

Por isso, por mais experiência que o motorista tenha para dirigir, evitar distrações e redobrar a atenção é essencial para garantir uma condução segura.

 distracao-no-transito
A distração no trânsito, agravada pelo uso de celulares, é uma das principais causas de acidentes no mundo.

Tipos de distração no trânsito

As desatenções ao conduzir um veículo podem ser divididas em quatro tipos. Confira a seguir:

Distração visual

Acontece quando a visão do condutor não está voltada para a estrada ou veículo. Pode ocorrer de três maneiras:

  1. Bloqueio do campo de visão: quando algum objeto ou vidros escurecidos, por exemplo, comprometem a visão ou reconhecimento de objetos, ou obstáculos na via.
  2. Distração por objeto: quando algum objeto, como celular ou GPS, tira a atenção do condutor por um período.
  3. Falta de atenção: quando o motorista se distrai, pensando e olha, mas não vê.

Distração auditiva

Acontece quando o condutor foca a atenção em sons ou sinais, como atender uma chamada no celular, ouvir uma música ou conversar com o passageiro, ao invés de focar na via.

Distração física (ou biomecânica)

Ocorre quando o motorista tira uma ou as duas mãos do volante para manusear algum objeto.

Distração cognitiva

Ocorre sempre que o condutor perde a atenção total durante a condução do veículo, como falar no telefone, conversar com o passageiro ou até alterar a rota no GPS, reduzindo o seu tempo de reação.

E ainda tem a questão da velocidade…

Apesar de as desatenções serem divididas em tipos, é muito comum que os condutores se distraiam com mais de uma simultaneamente, ou todas. Além disso, a distração no trânsito pode ser ainda mais perigosa segundo a velocidade e condição da via em que o veículo está.

Você sabe quantos metros um veículo trafega, por segundo, em determinada velocidade? Confira a seguir:

  • 1 segundo a 50 km/h: ≈ 14 metros;
  • 1 segundo a 70 km/h: ≈ 19 metros ;
  • 1 segundo a 100 km/h: ≈ 28 metros;
  • 1 segundo a 120 km/h: ≈ 33 metros .

Aquela simples olhadinha para o lado pode causar um acidente grave. Fique atento!

Como diminuir a desatenção no trânsito?

A gente sabe que às vezes é difícil se desconectar totalmente dos dispositivos eletrônicos e distrações do dia a dia, mas manter uma direção atenta é essencial para diminuir o número de acidentes e garantir a segurança. Preparamos algumas dicas para te ajudar a diminuir a distração no trânsito, continue a leitura!

Não use o celular enquanto estiver dirigindo

Segundo levantamento da Abramet, o celular é a principal distração no trânsito brasileiro. Mais de 246 mil motoristas foram multados, em 2021, por usarem o celular enquanto dirigiam, cerca de 28 infrações por hora, segundo o G1.

Apesar de não ser considerado um crime de trânsito, o uso do celular enquanto dirige é proibido pelo Código de Trânsito Brasileiro, julgado como infração gravíssima, com multa no valor de R$ 293,47 e aplicação de 7 pontos na CNH.

Para evitar prejuízos e, principalmente, comprometer a segurança do condutor e demais cidadãos, é importante deixar o aparelho desligado ou em modo avião, para evitar distrações e não cair em na tentação de verificar aquela notificação que acabou de chegar.

As ligações em viva-voz também devem ser evitadas, pois como já falamos anteriormente, a distração cognitiva reduz a atenção na via, podendo causar acidentes.

distracao-no-transito
Dirigir é uma atividade intelectual que utiliza todas as inteligências cognitivas do ser humano.

Não consuma bebidas ou drogas

Todo mundo sabe que o uso de bebida alcoólica ou drogas entorpecentes não combinam com a direção, pois afetam diretamente o sistema cognitivo do condutor, deixando o tempo de reação mais lento e afetando a percepção.

Além do risco de segurança, o valor da multa para quem dirige embriagado é de R$ 2.934,70. O motorista também perde o direito de dirigir por um ano.

Atenção para o uso de medicamentos

Alguns medicamentos também podem comprometer a cognição do motorista, diminuindo o tempo de percepção e reação. Por isso, em caso de uso de remédios, vale a pena ler a bula para entender as possíveis reações antes de dirigir.

Fique atento ao sono e cansaço

Em longos trajetos, ter um cronograma de parada e descanso é essencial para recarregar as energias e evitar cochilos ou distrações no trânsito. Nesses momentos é importante reservar um tempo para fazer as refeições longe do volante, outra distração muito comum.

Adote uma direção defensiva

Quando o motorista adota uma direção defensiva, está atento a via e a tudo que acontece ao redor.

Outras medidas importantes neste sentido são: manter a distância segura do veículo à frente, evitar ultrapassagens forçadas, respeitar o limite de velocidade e reduzir a atenção em casos extremos como chuva e neblina.

Antes de sair, deixe tudo de um jeito confortável para você

Antes de iniciar o trajeto, arrume tudo que precisa para evitar distrações enquanto dirige, como ajustar os retrovisores e banco, escolher o trajeto no GPS, regular a temperatura do ar-condicionado e o que mais você julgar necessário.

Segurança em primeiro lugar!

Você sabia que é possível desenvolver uma cultura de segurança dentro da frota utilizando ferramentas de apoio para fortalecer o gerenciamento de riscos do seu negócio?

A Cobli disponibiliza gratuitamente o curso on-line de segurança no trânsito para frotas, com 05 módulos que oferecem conteúdo exclusivo sobre segurança, normas, gerenciamento de riscos e muito mais para que o gestor possa criar um plano de prevenção de acidentes eficiente para uma frota segura. Cadastre-se e comece agora mesmo!

Além do curso, também montamos um kit completo de segurança com 05 ferramentas e 01 guia para que o gestor de frotas possa acompanhar indicadores de segurança e aumentar a proteção da frota.

Esta publicação te ajudou? Confira essa e outras explicações sobre segurança no blog da Cobli.

Fale com nossos especialistas!

Estamos disponíveis para tirar dúvidas e demonstrar o sistema de rastreamento e monitoramento de frotas da Cobli em ação.

Teste grátis

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.