celular-no-transito

Celular no trânsito: o que diz a lei, qual a multa e os perigos?

Vivemos em um mundo conectado, que exige interações e respostas rápidas, por isso, é comum que muitos condutores usem celular no trânsito.

Essa atitude, porém, traz diversos riscos para a segurança do motorista e de outras pessoas. Além disso, a utilização de celular no trânsito ainda é considerada uma infração gravíssima no Brasil.

Mesmo que seja apenas para atender uma ligação ou responder uma mensagem rapidamente, os riscos do uso do celular no trânsito são reais e as estatísticas provam seu perigo.

De acordo com dados da Associação Brasileira de Medicina do Tráfego (Abramet), a maior causa de acidentes entre pessoas de 20 a 39 anos é a utilização do celular enquanto se dirige, chegando a 57% dos casos.

Ainda segundo a Abramet, apenas em 2021, cerca de 250 mil motoristas foram flagrados usando o celular durante a condução de seus veículos.

Com mais de 22% de registros, o estado de São Paulo lidera essa lista perigosa. Na sequência, aparecem Minas Gerais e Goiás.

Se você quer saber qual infração de trânsito o celular pode causar, siga com a leitura para conhecer os detalhes e confira ainda quais os riscos essa atitude pode causar.

O que diz a lei sobre celular no trânsito?

Segundo o Código de Trânsito dirigir falando ao celular é considerado infração gravíssima e suas consequências vão desde pontos na carteira até o pagamento de uma multa considerável.

Existem, contudo, algumas distinções no CTB (Código de Trânsito Brasileiro) em relação ao uso de celular no trânsito. Segundo o inciso VI do artigo 252, falar ao telefone enquanto dirige representa infração média.

Além de causar desatenção na condução durante a conversa, essa ação ainda retarda em 3 segundos a recuperação da atenção total do condutor no trânsito.

E quantos pontos dirigir falando no celular vai trazer para a CNH do motorista flagrado praticando essa atitude? Por ser considerada uma infração média, a punição é de 4 pontos e uma multa no valor de R$130,16.

Já para aqueles que manuseiam o telefone enquanto dirigem, a infração é vista com maior gravidade e, por isso, a multa é de R$293,47.

O condutor ainda computará 7 pontos em sua carteira de habilitação, uma vez que esta é uma infração gravíssima.

Como você acabou de ver, a multa de trânsito por celular é diferente de acordo com a situação em que o motorista é flagrado no momento da infração.

Entretanto, há alguns casos em que o uso do celular no trânsito não causa punições.

Um bom exemplo é quando o aparelho estiver devidamente fixado no painel do automóvel ou num local com fácil acesso e sua visualização não traga distração na condução.

Geralmente, essa cena é comum quando o motorista usa aplicativos de mapas ou GPS para seguir um trajeto.

Mas vale o alerta, caso precise alterar sua direção no app, a indicação é que o condutor estacione o veículo em local permitido ou que um passageiro manuseie o celular.

celular-no-transito
Usar celular no trânsito afeta a atenção do motorista, trazendo riscos e perigos para si, outros condutores e pedestres.

Quais os impactos de dirigir usando celular?

Os riscos do uso do celular no trânsito são diversos e afetam não apenas o condutor, mas outros motoristas e passageiros, além dos pedestres.

No País, os flagrantes dessa infração trazem números impressionantes. A cada hora, são registrados 28 casos de pessoas usando celular enquanto dirigem, segundo a Abramet.

Isso totaliza cerca de 675 brasileiros se arriscando e colocando em perigo a vida de outras pessoas.

Abaixo, confira alguns dos principais riscos e consequências que a utilização do celular no trânsito costuma trazer.

Reação lenta ou tardia

O trânsito, por si só, pode trazer diversos riscos, por isso, é importante estar atento a tudo o que acontece ao redor para ter a reação necessária no tempo certo. Entretanto, o ato de enviar uma mensagem enquanto dirige retarda em 35% a reação do motorista.

Isso ocorre porque a atenção e a percepção visual e auditiva são prejudicadas e, com isso, ao se deparar com uma situação adversa, o tempo que o condutor leva para ver, analisar e planejar sua ação é afetado e pode não ser suficiente para evitar um acidente.

Atrapalha a atenção

Manter a atenção é fundamental para realizar qualquer atividade, mas quando falamos em dirigir é preciso sempre atenção redobrada, especialmente porque o condutor deve analisar sempre o movimento dos veículos ao seu redor.

Porém, a utilização do celular desvia a atenção e atrapalha consideravelmente as ações do condutor. Um exemplo que permite elucidar este problema é a perda da visão panorâmica do veículo, uma vez que o motorista foca apenas no que está a sua frente e deixa de olhar os retrovisores.

Acidentes no trânsito

O uso de celular no trânsito aumenta em 400% o risco de acidentes, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS).

No Brasil, esta é a terceira causa de mortes no trânsito, perdendo apenas para o uso de álcool e excesso de velocidade. Somente nas rodovias federais, o celular causa um acidente a cada 3 dias.

São taxas que assustam, mas que demonstram os perigos dessa atitude que causa riscos para o motorista, seus passageiros e também para os outros. Além de pequenas batidas, que trazem prejuízo financeiro, os acidentes podem gerar danos irreversíveis, como mortes e invalidez.

celular-no-transito
A utilização de celular no trânsito aumenta os riscos de acidentes em até 400%.

Riscos para pedestres e ciclistas

Em situação de maior fragilidade no trânsito, os motociclistas, ciclistas e pedestres, principalmente, correm grande risco de acidentes pelo uso imprudente do celular no trânsito.

Por exemplo, digitar uma mensagem em seu dispositivo a uma velocidade de 80 km/h equivale a dirigir com os olhos fechados ou vendados por cerca de 100 metros.

Assustador, não é mesmo? Por isso, é essencial evitar que mortes por atropelamentos decorrentes da utilização de celular no volante aumentem. Para alcançar este objetivo, é necessário conscientização e medidas efetivas.

Dicas de como usar celular no trânsito com segurança

O primeiro passo para fazer a utilização correta e segura do celular no trânsito é a instalação de um suporte adequado em seu veículo, que não vai atrapalhar sua visão.

Ao receber ligações, existem duas opções: ignorá-las ou estacionar o automóvel em local permitido para atender a chamada. O mesmo vale para mensagens, sejam elas de áudio ou texto.

Caso vá usar o celular para seguir um trajeto, insira sempre os dados do endereço antes de iniciar a condução e, caso precise alterar a rota, estacione corretamente e, só então, manuseie o aparelho.

Esta publicação te ajudou? Confira essa e outras explicações sobre questões de logística e gestão de frota no blog da Cobli.

Fale com nossos especialistas!

Estamos disponíveis para tirar dúvidas e demonstrar o sistema de rastreamento e monitoramento de frotas da Cobli em ação.

Teste grátis

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.