Segurança da frota: ações e melhorias para investir

A segurança da frota é uma das prioridades e, por consequência, gera preocupações para qualquer gestor. São muitas responsabilidades atreladas, que envolve a integridade física do condutor e de outras pessoas, assim como cuidados com o veículo.

Nem sempre é fácil, mas geralmente o que resulta em problemas são a falta de planejamento e conhecimento sobre práticas de segurança. Além de ter motoristas treinados e capacitados, os veículos também devem receber atenção especial para evitar prejuízos em decorrência de sinistros — roubos, furtos, avarias e outras perdas.

A boa notícia é que atualmente existem sistemas que aumentam a segurança e produtividade da sua frota, além de reduzir riscos financeiros. 

Acompanhe este post até o final e saiba como ampliar a segurança de frota com as melhores práticas para motoristas, de que maneira fazer o gerenciamento de riscos e prevenção de acidentes na frota e muito mais!

Por que investir na segurança da frota?

Os dados coletados por pesquisa da PNAD (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua), realizado pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), mostra que em 2021 foram roubados mais de 192 mil de automóveis no Brasil. 

Além disso, o número de roubos de carga também disparou nos últimos anos. O documento “Brasil: Relatório Trimestral de Roubo de Carga”, desenvolvido pelo Centro de Inteligência da Overhaul, revela que foram registrados 17.230 roubos de mercadorias em 2023 — um aumento de 5,5% em comparação com 2022. 

Esses dados são importantes para que se tenha uma visão ampla do que acontece no país e o nível de segurança necessário para encarar as estradas. 

Sendo assim, veja a seguir os principais motivos para começar a investir imediatamente na segurança da frota.

Redução de acidentes de trânsito

Nesse sentido, a segurança é uma prioridade para proteger condutores, reduzir fatalidades e, a partir disso, assegurar que os veículos da frota e o patrimônio da empresa voltem intactos. 

Por outra perspectiva, os acidentes afetam a mobilidade urbana. As vias são bloqueadas, aumenta o congestionamento e prejudica o fluxo de veículos, o que afeta toda a cadeia produtiva de transporte de mercadorias, bens e serviços

Banner de case de sucesso da Cobli com a Health Log.

Proteção dos motoristas e passageiros

Apesar dos danos materiais, a vida e segurança dos motoristas deve estar em primeiro lugar. Os incidentes no trânsito tiram vidas, provocam lesões sérias e muitas vezes envolvem terceiros. 

Nesse contexto, investir na segurança da frota é fundamental para proteger a integridade física e a vida dos motoristas e passageiros. Priorizar a segurança dos ocupantes não apenas resguarda vidas, mas também fortalece a responsabilidade social e a reputação da empresa.

Preservação dos veículos e cargas

Ao pensar na segurança da frota, a primeira coisa que vem à mente é a preservação dos veículos e das cargas transportadas. 

Roubos de veículos e mercadorias representam uma ameaça constante, resultando em perdas financeiras significativas para as empresas. Porém, nem sempre as ameaças são externas. 

O cuidado com os automóveis é fundamental para prolongar a vida útil da frota e evitar paralisações inesperadas devido a falhas mecânicas. As vistorias regulares, manutenções e direção cuidadosa são práticas rotineiras para preservar os veículos, assim como manter a segurança da carga com embalagens adequadas, transporte adequado e outras medidas protetivas.

Cumprimento das regulamentações e normas de segurança

O setor de transportes está sujeito a regulamentações rigorosas e normas de segurança estabelecidas pelas autoridades governamentais. Ou seja, para atuar na área é preciso atender às exigências legais.

Manter a conformidade com as normas de segurança não apenas evita penalidades legais, mas também contribui para a construção de uma imagem positiva da empresa perante os clientes, parceiros e a sociedade em geral. 

Por isso, investir na segurança também reforça a ética corporativa e a responsabilidade empresarial e demonstra comprometimento com a segurança.

Melhores práticas de segurança para motoristas

O Brasil é um país onde o transporte rodoviário é o principal meio de locomoção de mercadorias. Por suas dimensões continentais, é comum que os motoristas passem horas e até dias na estrada. 

Sendo assim, fazer a gestão de motoristas é uma prioridade para que a jornada seja bem-sucedida do início ao fim. 

Confira práticas de segurança fundamentais que seus motoristas devem seguir.

Treinamento em direção defensiva

Implementar treinamentos regulares como medidas de segurança contribui para reduzir o risco de acidentes e assegurar um ambiente mais seguro durante as operações da frota.

Ofereça treinamentos e capacitações regulares em direção segura para os motoristas, enfatizando a importância de antecipar situações de risco, manter distância segura de outros veículos e adotar uma postura preventiva no trânsito.

Se possível, inclua simulações de situações de emergência para preparar os motoristas para reações adequadas.

Cumprimento das leis de trânsito

Reforce aos condutores a importância do cumprimento rigoroso das leis de trânsito, incluindo limites de velocidade, respeito às sinalizações e normas específicas para transporte de carga. Essas medidas também são importantes para evitar multas e reduzir drasticamente as chances de acidentes.

Uso adequado do cinto de segurança

O cinto de segurança é um item obrigatório. Exija o uso em todos os ocupantes do veículo, independentemente da distância a ser percorrida. Para que seja ainda mais seguro, não deixe de verificar regularmente o estado de conservação dos cintos de segurança e realize a substituição imediata em caso de defeitos.

Evitar distrações ao volante

O uso de dispositivos móveis, como smartphones, é a principal causa de acidentes relacionados à distração ao volante. Uma rápida olhada no celular para ver uma simples mensagem é tempo suficiente para que o motorista perca o foco e provoque um acidente. 

Por esse motivo, proíba o uso de dispositivos eletrônicos enquanto estiver dirigindo, exceto para sistemas de navegação seguros e dispositivos de mãos livres.

Manutenção regular dos veículos

Existem muitas situações em que o motorista não tem responsabilidade pela segurança e pode ser uma vítima da falta de manutenção dos veículos. Fica a cargo da pessoa responsável pela gestão de frota criar um programa de manutenção preventiva para garantir que os veículos estejam em perfeitas condições operacionais.

Triângulo de sinalização em estrada
A segurança da frota abrange os cuidados com os veículos, como manutenções regulares para evitar acidentes

A manutenção periódica da frota faz verificações regulares em itens cruciais, como freios, calibragem e estado dos pneus, sistemas de iluminação e fluidos do veículo. Dessa forma, todos os veículos se mantêm em perfeitas condições para viagens. 

Como o monitoramento e rastreamento contribuem para a segurança da frota?

Como já ficou claro até aqui, a segurança da frota se torna a prioridade máxima para as empresas de transporte. 

Nesse contexto, o monitoramento e rastreamento dos veículos da frota se tornaram indispensáveis, proporcionando uma visão em tempo real das operações e ajuda para que gestores acompanhem a localização exata de cada veículo da frota a qualquer momento. 

Uma das tecnologias mais comuns é a telemetria, que fornece dados sobre o desempenho dos veículos a partir de sensores inteligentes que monitoram parâmetros como velocidade, frenagem, aceleração e até mesmo comportamentos específicos do motorista

Já a videotelemetria adiciona uma camada visual ao monitoramento por meio de câmeras de segurança instaladas estrategicamente ao redor do veículo. Essas imagens servem como evidências cruciais em casos de incidentes e também incentivam a adoção de práticas de direção mais conscientes.

Por fim, os sistemas de roteirização estabelecem as rotas que os veículos devem seguir, os locais que as paradas devem ser feitas e outros detalhes das viagens. Assim, a roteirização inteligente vai além de simplesmente apontar o caminho mais curto. 

O sistema considera fatores como condições de tráfego, previsões meteorológicas e até mesmo índices de criminalidade em determinadas áreas. Ao traçar rotas mais seguras, o sistema não apenas otimiza o tempo de viagem, mas também reduz os riscos associados a estradas menos seguras.

Todos os sistemas citados tem uma vantagem em comum: comunicação direta e em tempo real com os motoristas, alertas instantâneos que informam sobre desvios de rota não autorizados, padrões de condução agressivos ou qualquer evento que possa comprometer a segurança.

Como fazer o gerenciamento de riscos e prevenção de acidentes na frota

O gerenciamento de riscos e a prevenção de acidentes são pilares essenciais para garantir a segurança operacional da frota. A aplicação de abordagens proativas e integradas são medidas que reduzem incidentes e fortalecem uma cultura de segurança

Planejamento de rotas seguras e eficientes

Ao planejar as rotas da sua frota, tanto a segurança quanto a eficiência são prioridades. A solução é utilizar sistemas de roteirização inteligente que levem em consideração variáveis como trânsito, condições meteorológicas e regiões que possam ser mais perigosas. 

Os sistemas de roteirização mostram caminhos que não só oferecem segurança, mas também eficiência, garantindo menor exposição a situações de risco e rotas estratégicas para o sucesso da operação.

Manutenções preventivas e inspeções regulares

A manutenção preventiva vem em primeiro plano quando se fala em segurança de frotas. Implemente programas que realizem verificações regulares em todos os veículos, certificando-se de que sistemas como freios, estado dos pneus, itens de iluminação e outros componentes críticos não estejam com defeitos. 

As ações de manutenção minimizam o risco de falhas mecânicas, o que assegura que os veículos estejam sempre no melhor estado. Portanto, o ideal é elaborar uma planilha de manutenção para fazer inspeções necessárias, utilizando tecnologia para mapear e controlar as verificações de forma eficiente.

Programas de incentivo à segurança e premiações

Estimular uma cultura de segurança é essencial e colocar os colaboradores como protagonistas aumenta o engajamento e interesse das pessoas. Uma forma simples de fazer isso é criar programas de incentivo, recompensando motoristas que demonstram práticas de condução seguras e respeito às normas de trânsito. 

As premiações podem variar, desde reconhecimento público até bônus financeiros ou benefícios adicionais. Esses programas são soluções que reconhecem esforços individuais e promovem uma cultura organizacional focada em segurança.

Análise de dados para identificação de tendências

A partir do momento que se aplica tecnologia, a análise de dados é uma ferramenta poderosa para aprimorar a segurança. Utilize as informações geradas por sistemas de telemetria e monitoramento e faça análises profundas de padrões de condução e incidentes.

Observar os resultados por meio de dados faz com que você identifique tendências e áreas de melhoria. Dessa forma, as informações mostram quais os ajustes necessários nas práticas operacionais para mitigar riscos específicos. Por sua vez, a tomada de decisões baseada em dados contribui para a constante evolução da segurança da frota.

Uso de tecnologia adequada

A escolha de sistemas tecnológicos certos traz maior segurança para os veículos da frota e também para os motoristas que os dirigem. Nesse contexto, o gestor de frota deve avaliar as necessidades da empresa e encontrar soluções que auxiliem e aumentem a proteção, como softwares de rastreamento veicular.

Tecnologias avançadas são essenciais para reforçar a segurança, e os sistemas de assistência melhoram a condução, dão alertas de colisão e oferecem suporte adicional aos motoristas, reduzindo o risco de acidentes. 

Além disso, a integração de sistemas de videotelemetria permite o registro e análise de eventos em tempo real, proporcionando uma visão abrangente dos comportamentos e incidentes. 

Câmera de rastreamento veicular em carro
A videotelemetria auxilia na redução de acidentes com o uso de câmeras que aumentam a segurança nos veículos

Não esqueça que a tecnologia adequada não apenas aprimora a segurança, mas também contribui para a eficiência operacional da frota.

Como criar políticas de segurança e direção segura

A segurança e a direção responsável são fundamentais para o sucesso operacional de qualquer empresa que gerencia uma frota de veículos, mas isso só é possível com a criação de políticas internas. 

Estabelecer políticas claras e abrangentes garante que todos os membros da equipe estejam alinhados com os padrões de segurança. Dessa maneira, criar políticas sólidas de segurança e direção é um compromisso com a integridade da equipe, dos ativos da organização e da reputação da empresa.

O primeiro passo é ter uma compreensão aprofundada das necessidades específicas da frota e dos riscos inerentes às operações. Para que isso aconteça, envolva os stakeholders — desde os líderes de equipe até os motoristas —, pois essas vozes diversas proporcionam perspectivas valiosas e detalhadas sobre cada uma das áreas da empresa, formando a base para políticas abrangentes.

Dentro do plano de ação, defina padrões de condução que todos devem seguir, bem como os sistemas que serão usados para acompanhar se as regras estão sendo cumpridas. Nessa fase, estabeleça normas como:

Só com a definição de políticas a serem seguidas é que o gestor terá mais controle sobre a segurança da frota. 

Em contrapartida, também é preciso estabelecer dentro das políticas um cronograma com inspeções regulares em todos os veículos junto de uma estratégia de avaliação de sistemas de freios, pneus e demais componentes críticos.

Todas essas ações são facilitadas por meio de sistemas de telemetria e rastreamento, que coletam e registram dados imprescindíveis. A utilização dessas ferramentas analisa padrões de condução e incidentes, entregando números que revelam uma visão detalhada. 

Com esses dados em mãos, o gestor identifica tendências e áreas de aprimoramento que orientam ajustes que precisam ser feitos nas práticas operacionais, moldando uma estratégia de segurança ágil e responsiva.

De maneira geral, as políticas que levam em consideração os dados coletados na própria organização têm muito mais chances de terem melhores resultados. Para isso, a adoção de tecnologia adequada, como sistemas de assistência à condução e videotelemetria, é um grande recurso para reduzir impactos negativos e elevar a segurança. 

Benefícios e impactos de melhorar a segurança da frota

A segurança da frota é um componente crítico que não apenas impacta diretamente a integridade dos ativos, mas também se traduz em benefícios estratégicos significativos para as organizações. 

Neste contexto, aprimorar a segurança da frota não é apenas uma medida preventiva, mas uma estratégia proativa para garantir a continuidade operacional e a sustentabilidade do negócio.

Redução de custos com acidentes e manutenção

Sem dúvidas um dos impactos mais significativos no que se refere às vantagens de ter mais segurança na frota é a redução de prejuízos — tanto em relação à acidentes de trânsito, manutenções corretivas, causas e ações judiciais, multas e muitas outras despesas.

Menos incidentes significa menos gastos com reparos veiculares, seguros e despesas associadas, resultando em uma gestão financeira mais eficiente. Provavelmente essa é a principal intenção dos gestores quando a conversa é sobre a definição de políticas internas.

Porém os resultados conquistados e a diminuição significativa nos custos acaba ficando em segundo plano, sobretudo quando se nota os aspectos positivos conquistados em outras áreas, como a própria segurança dos motoristas.

Confira abaixo como a Azza Telecom, cliente Cobli há mais de 02 anos, reduziu em 65% o comportamentos de riscos ao volante:

Melhoria na reputação e imagem da empresa

A segurança da frota não é apenas uma preocupação interna. O que os clientes enxergam também afeta a percepção externa sobre a organização. Empresas comprometidas com a segurança são vistas como responsáveis e confiáveis, o que atrai clientes e parceiros de negócios.

Ou seja, empresas que priorizam a segurança da frota demonstram comprometimento com a responsabilidade corporativa. Os resultados vêm através de uma imagem positiva perante clientes, parceiros comerciais e consumidores em geral, fortalecendo a reputação da empresa no mercado.

Aumento da produtividade e eficiência operacional

Uma frota segura opera de maneira mais eficiente, não há questionamentos sobre isso. A implementação de práticas de condução segura e a conscientização dos motoristas resultam em diminuição de desgaste dos veículos, maior tempo de atividade e cumprimento de cronogramas de entrega.

Quanto mais segura é a frota, mais produtiva. A redução de interrupções devido a acidentes resultam em entregas mais previsíveis, maior pontualidade e uma operação mais previsível como um todo.

Retenção de motoristas qualificados

A rotatividade de motoristas tem um grande impacto na sua operação, já que um novo profissional precisa ser treinado, deve aprender as normas internas e outras etapas antes de efetivamente começar a trabalhar. Ou seja, além do tempo de preparo, isso também tem um custo.

O caminho mais interessante é investir na qualificação e retenção dos motoristas que já fazem parte do time. Mas e como fazer isso? Existem diversas alternativas.

A sua empresa pode criar programas de incentivo e bonificações para os motoristas que prezam pela segurança e seguem os protocolos internos. A premiação mostra para todos os funcionários que esse comportamento é recompensado de diferentes formas, tornando as práticas seguras algo estimulante. 

Os cuidados e demonstração de preocupação com o bem-estar dos trabalhadores deve estar acima das questões financeiras. A segurança deve ser algo que importa genuinamente, e os funcionários precisam sentir para que se engajem nas ações. 

As recompensas podem ser medidas ao analisar informações de motoristas que:

  • Não cometeram ou que menos tiveram infrações;
  • Acúmulo de multas;
  • Acelerações e frenagens bruscas;
  • Seguiram a rota planejada;
  • Respeitam as normas de trânsito;
  • Obedecem as jornadas de descanso;
  • Obedecem as paradas obrigatórias e o tempo estabelecido;
  • Cuidados com os veículos;
  • Aplicam práticas de direção defensiva;
  • Entregam as cargas no tempo estipulado e com mercadorias em perfeitas condições. 

Os pontos que podem ser avaliados são os mais variados, mas devem ser mensurados para fazer sentido dentro da sua transportadora. 

A boa notícia é que todos esses fatores podem acompanhados e analisados facilmente por meio de sistemas de monitoramento e gestão de frotas, como os produtos da Cobli! Com painéis intuitivos, você gerencia toda a frota e garante a segurança da sua operação

Além disso, com poucos cliques é possível acessar dados da frota ou dos motoristas, acompanhar o consumo de combustível, a previsão de chegada, consegue emitir relatórios completos com informações detalhadas e muitas funcionalidades complementares. 

A sua operação será mais eficiente se você garantir a segurança da frota com os sistemas da Cobli, que contam com bloqueador veicular, chaveiro de identificação de motoristas para saber quem é o condutor responsável e outras funções. A sua frota será mais segura com a tecnologia certa e soluções inteligentes. 

Esta publicação te ajudou? Confira também outras explicações sobre questões de logística e gestão de frota no blog da Cobli.

Sobre o autor

Fale com nossos especialistas!

Estamos disponíveis para tirar dúvidas e demonstrar o sistema de rastreamento e monitoramento de frotas da Cobli em ação.

Teste grátis

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *