Segurança no trânsito: guia completo + curso gratuito

Segurança no trânsito é um conceito importante para todo motorista ter em mente na hora de pegar a estrada. O assunto envolve não somente leis, mas também um conjunto de práticas defensivas que garantem a todos os veículos e pedestres uma locomoção segura.

Levando em conta os dados sobre o trânsito em nosso país, podemos considerar essa ação como uma questão de saúde pública.

Isso porque, de acordo com a Secretaria Nacional de Trânsito, o Brasil ocupa a quinta posição no ranking mundial de vítimas de trânsito, atrás apenas da Índia, China, Estados Unidos e Rússia.

Somente em 2021, foram mais de 11 mil mortes no trânsito, ou seja, a cada dia, 32 pessoas perderam a vida. O número de acidentes chegou a 632.764, o que equivale a 72 incidentes por hora no Brasil.

São números impressionantes como esses que fazem com que seja necessário um esforço coletivo e individual para mudar este cenário.

Como forma de conscientização, o Governo Federal, juntamente com órgãos governamentais e diversas organizações, realiza, todo ano, a campanha Maio Amarelo, que tem como propósito chamar a atenção da sociedade para o alto índice de mortes e feridos no trânsito em todo o mundo.

E essa é a ideia central que propusemos no decorrer deste conteúdo: orientar sobre a importância de aderir a direção defensiva, promover a segurança e implementar políticas efetivas. Continue acompanhando e conheça também nosso curso gratuito sobre segurança no trânsito para frotas!

Vamos lá?

Por que gestores de frota devem investir em uma política de segurança no trânsito?

A segurança no trânsito envolve uma série perdas e riscos, como:

  • Risco humano/ colaboradores;
  • Risco de acidentes terceiros;
  • Perdas materiais;
  • Despesas mecânicas e a um acidentado;
  • Perda de reputação e credibilidade para empresas;
  • E muitos outros.

Por isso, atuar com estratégias para a prevenção de acidentes de trânsito é um dos pontos que devem ser aprofundados pelos gestores de frota.

Em uma operação de transportes, o gestor atua em ações focadas na proteção do motorista e das pessoas que compõem o trânsito em que ele está inserido.

Não fazer a direção defensiva significa veículos quebrados com mais frequência, problemas de atendimento e mais gastos com combustível.

Um programa de segurança no trânsito para frotas estabelece as políticas e os procedimentos necessários para ajudar a garantir um ambiente de trabalho seguro para os funcionários e também pode ajudar a proteger contra as despesas não previstas causadas por acidentes com veículos.

Como o cuidado no trânsito impacta nos custos da sua frota?

Seja composta por veículos de pequeno ou grande porte, empresas que possuem uma frota própria são beneficiadas por uma política de segurança no trânsito de várias maneiras.

Mas é no orçamento da sua empresa onde você vai poder visualizar ganhos cada vez mais significativos.

Confira alguns deles:

  • Menos reparos não programados;
  • Redução no pagamento de indenizações;
  • Ganho de produtividade;
  • Maior índice de disponibilidade da frota;
  • Menos custos com a depreciação de veículos;
  • Menos gastos com combustível.

Agora que você já tem motivos suficientes para investir em segurança no trânsito, vamos entender quais podem ser os principais fatores que estão colocando sua frota em risco e pode estar passando despercebido!

Fatores que colocam a segurança da sua frota em risco

Vários processos conduzidos de forma equivocada podem desencadear uma série de problemas, principalmente relacionados à segurança dos veículos e dos colaboradores.

Antes mesmo de começar a pensar em criar uma política de segurança, é preciso observar e identificar quais fatores estão trazendo riscos para os seus processos atuais.

Reunimos os mais importantes. Confira abaixo:

  • Falta de planejamento e prazos curtos: para cumprir prazos, os motoristas muitas vezes dirigem na velocidade acima da permitida e isso aumenta os riscos de acidentes;
  • Descumprimento da lei do motorista: a lei n.º 13.103/2015, conhecida como lei do motorista, prevê paradas programadas para descanso e almoço, além de limitar a carga horária na jornada dos motoristas. O não cumprimento acarreta em possíveis acidentes, além de problemas físicos e psicológicos;
  • Falta de manutenção periódica dos veículos: a manutenção é um item chave que não pode ser descuidado. O não agendamento de manutenções preventivas e periódicas é um fator seríssimo que pode desencadear problemas sem precedentes;
  • Trafegar com sobrecarga: muitas vezes, veículos inadequados são escalados para conduzir com excesso de carga, por exemplo, e isso pode ser um fator desencadeante de acidentes.

Empresas que operam com frotas precisam cuidar ainda mais de perto de todos esses itens de segurança que acabamos de relacionar.

Isso pode ser feito por meio de um checklist de segurança, no qual componentes, sistemas e equipamentos dos veículos são periodicamente vistoriados.

Montamos um kit completo de segurança de frotas com 05 ferramentas e 01 guia para que seja possível acompanhar indicadores de segurança e melhorar a proteção dos motoristas!

Além disso, disponibilizamos gratuitamente um curso completo de segurança no trânsito para frotas! Você pode acessar agora mesmo ou conferir outras dicas que irão ajudar neste momento.

E agora que você já consegue identificar se algum desses fatores podem estar afetando o bom desempenho e a segurança da sua frota e já tem a primeira ajuda em mãos, chegou o momento de criar uma política de segurança no trânsito e partir para a prática.

05 passos para criar uma política de segurança no trânsito

Após assimilar o que apresentamos até aqui, é hora de partir para a prática.

Primeiramente, para facilitar na criação da sua política de segurança no trânsito, é possível dividir as dicas em duas categorias:

  1. Dicas gerais de segurança para gerenciamento de frotas;
  2. Dicas de segurança práticas e diárias para motoristas de frota — diretrizes práticas do dia a dia que devem constar em todos os programas de treinamento de segurança, bem como nas avaliações de direção segura ao volante.

Criar, compartilhar e mensurar a eficiência de uma política de segurança no trânsito para a sua empresa é um trabalho que exige planejamento.

Por isso, preparamos um passo a passo para ajudar:

Passo 01: identifique seus motoristas

Pode parecer simples, mas em empresas com uma frota composta por vários veículos e com um nível de rotatividade alto, por exemplo, conhecer e identificar os motoristas é um trabalho essencial.

Além disso, é preciso identificar como seus colaboradores estão utilizando os veículos da frota, dentro e fora do horário de trabalho:

  • Seus motoristas usam seus veículos para ir e voltar do trabalho?
  • Você tem conhecimento sobre aqueles que costumam rodar na velocidade acima da permitida?
  • Quais tipos de certificações e cursos os seus condutores possuem?

O objetivo aqui é obter dados o suficiente para tomar decisões mais assertivas em torno da segurança e do treinamento dos motoristas.

Passo 02: mensure e melhore seu processo de contratação

O quão rigoroso é o seu processo de seleção? Será que você está contratando os profissionais corretos para lidar com a sua frota e evitar acidentes?

A preocupação com a segurança da sua frota no trânsito deve começar logo na fase inicial de contratação. Para isso, é preciso considerar alguns requisitos, como:

  • Cursos, licenças e certificações;
  • Histórico do condutor;
  • Testes esporádicos (Exames físicos e toxicológicos, por exemplo).

A verdade é que sem um processo de contratação estabelecido, você certamente vai ter problemas relacionados à segurança no trânsito no futuro.

Passo 03: invista em treinamentos

Estabelecer treinamentos recorrentes e até mesmo criar um calendário para isso, faz com que a equipe fique mais engajada e consciente em todos os períodos do ano.

Treinar os seus condutores ajuda a prevenir acidentes, uma vez que motoristas treinados são capazes de seguir à risca a sua política de segurança e evitar acidentes no trânsito.

Continue a leitura agora e não perca a nossa dica para um curso completo e gratuito para segurança no trânsito!

Passo 04: promova sempre a direção defensiva

Promover a direção defensiva talvez seja o principal esforço que os gestores de frota devem fazer para melhorar a segurança no trânsito.

Isso porque, quando faz parte da política da frota sendo assimilada pelos seus motoristas, a direção defensiva atua diretamente na prevenção de acidentes nas estradas.

Algumas medidas que os gestores de frota podem instituir, incluem:

  • Verificar regularmente o estado dos veículos;
  • Utilizar sempre o cinto de segurança;
  • Sempre sinalizar as suas próximas ações nas estradas;
  • Não enviar mensagens de texto enquanto dirige;
  • Respeitar as regras de trânsito;
  • Não mudar de faixa com muita frequência;
  • Não dirigir sob a influência de álcool ou quando estiver com sonolência.

Para garantir que o lado da frota está sendo cumprido, é possível trabalhar bons hábitos com os condutores. Um bom exemplo disso é adotar uma política de tolerância zero com comportamentos arriscados (como cruzar faróis vermelhos) de forma a manter todos seguros.

Baixe gratuitamente nosso guia de direção segura e melhore o perfil de condução da frota!

Além disso, inovações na tecnologia, como a Internet das Coisas (IoT), ganham cada vez mais destaque e novas ferramentas nascem para aperfeiçoar as condições de segurança no trânsito, proteger os funcionários e oferecer dados que orientem melhor os motoristas na conduta correta de direção defensiva.

Passo 05: faça o monitoramento da sua frota

Você recebe informações em tempo real sobre as rotas e processos dos seus motoristas?

Verificar se as regras estão sendo cumpridas e se os colaboradores estão respeitando a sua política de segurança é fundamental, pois é praticamente impossível atuar neste campo sem uma ferramenta de monitoramento.

Desde 2017, a principal causa de acidentes de trabalho são os sinistros de trânsito, sendo também a primeira causa de afastamento de trabalho.

O monitoramento permite ter uma visão mais completa dos serviços, mostrando onde estão os motoristas e como eles estão dirigindo. Também é possível verificar acelerações e freadas, velocidade em que os veículos passam em curvas, uso do combustível e a duração das paradas.

O monitoramento fornecido pela Cobli possibilita, ainda, que seja feita a detecção do motorista. Aliada ao rastreamento e ao monitoramento há, ainda, a telemetria veicular, um aprofundamento da coleta de informações que auxilia na redução de custos e na manutenção da frota.

Por isso, contar com a tecnologia pode ser um diferencial estratégico para a sua gestão de frotas, neste caso.

Agora que você já tem uma série de dicas em mãos, vamos voltar ao prometido no 3º passo?

Curso de segurança no trânsito para o gestor de frotas: conheça o Cobli Ensina

Uma boa orientação é a chave para o sucesso. Afinal, orientar os colaboradores que dirigem os veículos da sua empresa é uma ótima maneira de tornar o dia a dia dessas pessoas mais seguro!

E antes de mais nada, o gestor de frotas precisará estar incluso nessa capacitação.

Afinal, é por meio de conteúdos práticos e técnicos sobre promoção da segurança em suas operações, da sua importância e como implementar as medidas de prevenção, que será possível repassar o aprendizado e garantir um trânsito mais seguro.

O que você vai aprender?

O curso de segurança no trânsito foi criado pela Cobli para auxiliar gestores a deixarem a sua frota mais segura.

Nele, você vai descobrir como promover a segurança para sua frota. Vamos falar sobre como aplicar a cultura de segurança no trânsito no dia a dia, como fazer gerenciamento de riscos e como criar uma política de segurança efetiva.

Conheça os 04 módulos gratuitos

Buscando maneiras de disseminar o conhecimento, o curso possui 04 módulos totalmente gratuitos, com foco em gestão, educação e treinamento. Confira abaixo:

Módulo 01: panorama sobre segurança no trânsito

No primeiro módulo, você terá acesso a dados sobre a importância da segurança no trânsito para frotas e possíveis soluções para diminuir a ocorrência de acidentes.

Será possível entender melhor o desafio de aumentar a segurança da frota, passando pela necessidade de identificar os eventos inseguros e medidas que podem ser tomadas para atuar na prevenção dos acidentes.

Módulo 02: cultura de segurança no trânsito

Para ter responsabilidade no trânsito, é fundamental que os motoristas e gestores de frota se atentem a alguns cuidados necessários relacionados à inspeção de veículos e a importância da atenção no trânsito.

Neste capítulo, você verá sobre a importância da direção defensiva na prevenção de perigo no trânsito e outras situações adversas que podem impactar a segurança da frota.

Módulo 03: diagnóstico e plano de ação para prevenção de acidentes

Neste módulo, apresentaremos alguns comportamentos no trânsito que podem colocar os motoristas em risco.

Um dos passos para acompanhar a condução dos motoristas e prevenir acidentes é definindo indicadores de segurança. Por isso, reunimos algumas métricas que podem auxiliar neste acompanhamento e a importância de ferramentas e recursos para analisar os indicadores de segurança.

Além disso, para ter um diagnóstico completo sobre a segurança da frota, é preciso passar por uma etapa fundamental: a investigação de acidentes.

A pirâmide de acidentes é uma das ferramentas que podem ser utilizadas para classificar eventos relacionados à segurança de acordo com a sua gravidade e nós vamos mostrar como utilizar essa ferramenta ao seu favor!

Módulo 04: iniciativas para uma frota segura

Durante o curso, falaremos sobre ferramentas e tecnologias que podem ser aplicadas à gestão da segurança da frota. Por isso, separamos alguns materiais para que você conheça mais sobre essas soluções.

Ao final deste módulo, você terminará de concluir seu curso de segurança no trânsito para frotas e chegará a hora de testar seus conhecimentos no nosso teste e conquistar o certificado de conclusão!

Conclusão

Um trânsito mais humanizado é o que precisamos hoje e no futuro!

Agora, você está preparado para ser um motorista mais consciente, trabalhando sempre com a direção defensiva.

Além disso, também já conta com um curso completo e gratuito para garantir a segurança no trânsito das suas frotas. Não deixe de acessar!

E você, o que pensa sobre o assunto? Está pronto para responder como contribui com a segurança no trânsito?

Esta publicação te ajudou? Confira essa e outras explicações sobre trânsito e gestão de frota em nosso blog.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.