Tempo de leitura: 7 minutos

Motoristas dirigindo na chuva são exigidos de uma máxima atenção. Quando a pista está molhada a aderência dos pneus diminui e a visibilidade fica comprometida. A estabilidade do veículo também é afetada, podendo trazer para o motorista uma série de riscos que comprometem a segurança do condutor.

De acordo com as concessionárias que administram as principais vias brasileiras, o número de acidentes cresce, em média, 20% em dias chuvosos. Isso acontece principalmente porque muitos motoristas ignoram a pista molhada e não reduzem a velocidade.

Atenção redobrada e prudência são atitudes chave para garantir a segurança nessas condições. Quer saber mais sobre o assunto e, de quebra, pegar algumas dicas práticas para essa situação desafiadora? Você está no lugar certo, vem com a gente!

O que diz o Código de Trânsito Brasileiro sobre a direção na chuva?

O Código de Trânsito Brasileiro (CTB) também leva em consideração as condições climáticas para definir algumas normas de circulação.

Guardar distância de segurança lateral e frontal entre o seu veículo e os demais durante a chuva é uma regra importante que ajuda a evitar acidentes. O motorista que não respeita esta determinação está cometendo uma infração grave, punida com multa.

Os limpadores de pára-brisa são itens essenciais para garantir a melhor visibilidade do condutor durante os períodos de chuva. A legislação exige que o equipamento esteja em boas condições de uso. Conduzir veículo sob chuva sem acionar limpador de para-brisa é infração grave.

Sob chuva, neblina, cerração ou ventos fortes é importantíssimo reduzir a velocidade do veículo de forma compatível com a segurança do trânsito. Além do enorme risco de acidentes, não respeitar esta medida é uma infração grave.

Outras duas regras importantes, passíveis de infração médica em caso de descumprimento, são: manter a luz baixa acesa sob chuva forte e não usar o veículo para arremessar água ou detritos sobre os pedestres ou outros veículos.

As infrações graves relacionadas à condução imprudente na chuva serão punidas com multa no valor de R$195,23 e 5 pontos na carteira. Já as infrações médias geram multas de R$130,16 e 4 pontos.

Saiba mais sobre multa por excesso de velocidade

Aquaplanagem: o que é e como evitá-la?

A aquaplanagem é um fenômeno físico muito comum durante a chuva. O veículo, ao atravessar uma camada de água, perde o atrito com o asfalto, flutuando sob a via. Nesses casos, é muito comum que o motorista perca o controle do automóvel.

A qualidade do asfalto, quantidade de água na pista e principalmente o estado de conservação dos pneus são fatores que favorecem a aquaplanagem, fique atento!

Em caso de aquaplanagem, mantenha a calma e siga as orientações a seguir:

  • Retire o pé do acelerador quando perder o controle do veículo;
  • Não pise no freio de forma brusca;
  • Segure firme o volante para manter as rodas retas;
  • Ao retomar o contato com o solo, gire levemente o volante para verificar se o veículo recuperou a aderência ao solo;
  • Se o seu veículo tiver freios ABS, freie lentamente até retomar o controle total do veículo.

Como a Cobli pode ajudar a rastrear seus veículos? Descubra agora mesmo!

Sete dicas para dirigir na chuva com segurança

Quando as condições do tempo não são favoráveis, alguns cuidados precisam ser tomados para diminuir os riscos durante a viagem. Confira a seguir algumas dicas para te ajudar a dirigir com segurança em dias chuvosos.

  1. Pare o carro

Se você não tiver segurança o suficiente para conduzir o veículo ou se a tempestade estiver muito forte, estacione o carro em um local seguro até a chuva parar ou diminuir.

Quando o volume de água é muito grande e o pára-brisa não dá conta de garantir uma visibilidade aceitável da pista é melhor não arriscar.

Se você estiver na estrada e precisar parar no acostamento, não esqueça de ligar o pisca alerta para evitar colisões.

  1. Mantenha o para-brisa em bom estado

Com o tempo de uso é normal que o limpador perca a eficiência. Por isso, para garantir que você não seja pego desprevenido numa tempestade, é importante trocar as borrachas do pára-brisa com frequência. Manter os vidros limpos também ajuda a melhorar a visibilidade em situações extremas.

Garanta um kit de ferramentas para melhorar o seu dia de trabalho de campo

  1. Verifique a vida útil dos pneus

O estado de conservação dos pneus determina a estabilidade do veículo na pista, principalmente nas molhadas. Os sulcos dos pneus ajudam a escoar a água e evitar a aquaplanagem.

O desgaste é comum. Com o uso, os sulcos perdem a profundidade e eficiência favorecendo as derrapadas em curvas ou freadas.

Não espere os pneus ficarem totalmente lisos para realizar a troca. De acordo com o Contran, a profundidade mínima é de 1,6mm.

  1. Ligue as luzes do veículo

O uso das luzes de posição e faróis de neblina durante a chuva é obrigatório, mesmo durante o dia. Isso porque a luminosidade ajuda a identificar o veículo durante grandes tempestades.

Se a chuva ocorrer durante a noite, é recomendado utilizar o farol baixo e de neblina.

  1. Diminua a velocidade

Quanto mais rápido tiver, menos controle o motorista terá sobre o veículo. Por isso, em situações de pista molhada e chuva, é importante diminuir a velocidade.

Além disso, é muito importante prestar atenção durante as frenagens, principalmente nas curvas, para antecipar os movimentos e não correr riscos.

Baixe um guia completo sobre como reduzir o consumo de combustível!

  1. Mantenha uma distância segura

Para evitar uma colisão é importante manter uma distância segura dos veículos em qualquer situação. Se a regra para a pista seca costuma ser de manter a distância equivalente a um carro, na chuva o espaço deve ser duplicado.

Assim, você evita acidentes caso seja preciso realizar uma manobra ou freada brusca.

  1. Evite ultrapassagens

Ultrapassar é uma manobra que exige atenção sob qualquer circunstância. Se estiver chovendo, o cuidado precisa ser ainda maior.

Em caso de tempestades muito fortes evite realizar a manobra, sobretudo em estradas de pista simples. Caso seja inevitável, sinalize os seus movimentos e realize a ultrapassagem com todo o cuidado.

O que fazer em trechos alagados?

Trechos alagados podem ser bastante perigosos. Além da altura e força da água é difícil saber se há algum buraco ou obstáculo no trecho encoberto pela água.

Nessa situação, é importante observar o tamanho do alagamento. Se o nível de água passou da metade das rodas, não tente atravessar. Se a água estiver abaixo e você resolver seguir em frente, não mude de marcha. Engate o carro na primeira para que seja possível manter a força do carro durante todo o percurso alagado e dirija em velocidade baixa e constante.

Se durante a travessia o carro morrer, não dê a partida para evitar que a água entre no motor.

Esta publicação te ajudou? Confira outras explicações sobre questões de logística e gestão de frota.

Monitoramento de frota - Dirigindo na chuva com mais segurança e atenção
Fale com nossos especialistas!

Estamos disponíveis para tirar dúvidas e demonstrar o sistema de rastreamento e monitoramento de frotas da Cobli em ação.

Teste grátis

Escreva um Comentário