Black November Cobli: Confira a promoção do melhor sistema de gestão de frotas!

Tempo de leitura: 8 minutos

É para contornar os desafios operacionais que cada vez mais empresas têm investido em outsourcing.

Uma hora ou outra, todo empreendedor tem que resolver a seguinte equação: como elevar a produtividade e, ao mesmo tempo, reduzir os custos?

Não se deixe intimidar pelo termo estrangeiro: outsourcing nada mais é do que uma empresa contratar outra empresa para assumir determinadas áreas (TI, jurídico, financeiro, marketing, RH, etc) com vistas a elevar a produtividade e, de quebra, economizar um pouco.

É comum confundir outsourcing com terceirização, mas, como veremos a seguir, são processos diferentes.

Neste texto, vamos explicar o que é outsourcing (inclusive o que são outsourcing onshore nearshore e offshore), como ele se diferencia da terceirização e que benefícios pode trazer para a sua empresa.

Siga a leitura e confira!

O que é outsourcing?

Para entender o que significam esses termos em inglês que aparecem no mundo dos negócios, quase sempre vale a pena traduzi-los.

Vamos lá: “out” quer dizer “fora” e “source” significa “fonte” ou “origem”.

Outsourcing, portanto, quer dizer, literalmente, “fonte de fora” ou “fonte externa” e descreve o processo de contratação de um serviço especializado, oferecido por uma outra empresa.

No entanto, outsourcing não é a contratação de quaisquer serviços, mas de serviços específicos que terão um papel importante para melhorar a performance de um negócio, seja tornando os processos mais eficientes e econômicos, seja ajudando a empresa a se reposicionar em um mercado cada vez mais competitivo.

Obviamente, não são todas as áreas de uma empresas que podem, simplesmente, ser entregues a uma outra empresa.

Por isso, antes de cogitar o outsourcing é imprescindível que uma empresa tenha clareza quanto às principais atividades que desempenha, isto é, saber qual é o seu “core business”, como preferem alguns.

Uma vez identificadas as atividades que não podem ser transferidas para outra empresa, a próxima etapa é descobrir o que pode, ou seja, aquelas áreas que costumam dar dor de cabeça e que, embora sejam importantes, não estão ligadas diretamente aos principais objetivos da empresa e se tornariam mais eficientes se administradas por equipes especializadas.

Alguns dos exemplos mais de áreas onde a prática do outsourcing é comum: marketing, comunicação e divulgação, manutenção de maquinário, recursos humanos, jurídico e, principalmente, tecnologia da informação (TI).

Como todos sabemos, a informática avançou muito nos últimos anos e as novas tecnologias têm muito a contribuir para a elevação a produtividade de empresas que atuam nas mais diferentes áreas.

No entanto, estruturar uma equipe de TI é caro e às vezes compensa mais (pensando no bolso e nos resultados) contratar os serviços de uma outra empresa capaz de ajudar quem trabalha do ramo da logística, da alimentação e do varejo a enfrentar a delicada transição digital e a lucrar com as oportunidades oferecidas pelas novas tecnologias.

A diferença entre outsourcing e terceirização

Muita gente acha que outsourcing e terceirização são a mesma coisa. Não são!

Como vimos, outsourcing é a contratação de serviços especializados com o objetivo de ganhar eficiência e reduzir custos.

A terceirização também é a contratação dos serviços de uma outra empresa, mas, diferentemente do outsourcing, o objetivo aqui é apenas reduzir custos e não ganhar produtividade.

Terceirizar é contratar uma empresa especializada em um serviço que sairia mais caro se assumido por funcionários da empresa contratante, como limpeza, segurança e transporte.

A terceirização compensa, principalmente, porque trata-se da contração de um serviço e não de funcionários, portanto, os pesados custos trabalhistas estão ausentes.

Em vez de contratar seguranças, faxineiras e motoristas (e arcar com salários, benefícios, custos de treinamento, etc), é contratada uma empresa que oferece serviços especializados de vigilância, limpeza e transporte.

Percebe como outsourcing leva em conta estratégias para o crescimento da empresa enquanto a terceirização simplesmente ajuda a reduzir custos e preocupações?

As diferenças entre outsourcing onshore, nearshore e offshore

Também é comum que algumas pessoas confundam os diferentes tipos de outsourcing, como outsourcing onshore, outsourcing nearshore e outsourcing offshore.

Veja abaixo como se diferenciam esses tipos de outsourcing:

Outsourcing onshore

Vamos traduzir? “Shore” significa “costa” ou “litoral”.

“On” é uma preposição que quer dizer várias coisas, como “em cima” e, dependendo do caso, “dentro”.

Outsourcing onshore, portanto, é a contratação de uma empresa do situada no mesmo país.

Ocorre, por exemplo, quando uma empresa brasileira busca os serviços especializados de outra empresa brasileira.

O outsourcing onshore costuma ser a opção mais fácil, prática e barata.

Outsourcing offshore

 “Off” é outra preposição que quer dizer inúmeras coisas, como, por exemplo, “fora”.

Outsourcing offshore é a contratação dos serviços especializados de uma empresa estrangeira.

A opção pelo outosourcing offshore se dá, principalmente, por questões econômicas (a mão de obra é mais barata em alguns países do que em outros) e também quando se está em busca de serviços ainda mais especializados em áreas como informática e finanças.

Outsourcing nearshore

“Near” quer dizer “perto”.

Outsourcing nearshore é a contratação dos serviços especializados de uma empresa situada em um país próximo, no qual o fuso horário é o mesmo (o que facilita a organização das reuniões virtuais), a língua e a cultura são próximas e os mercados enfrentam desafios parecidos.

Ocorre, por exemplo, quando uma empresa brasileira busca os serviços especializados de uma empresa da Argentina, do Uruguai ou de algum outro país vizinho.

outsourcing produtividade

Os benefícios do outsourcing

Agora que você já sabe tudo o que há para saber sobre outsourcing, que tal conhecer algumas das vantagens que essa prática pode trazer para o seu negócio?

Confira abaixo algumas dos principais benefícios do outsourcing:

Aumento da produtividade

Como explicamos acima, a elevação da produtividade é o principal objetivo do outsourcing.

A contratação de serviços “de fora” permite focar ainda mais nas principais – e mais rentáveis – atividades que ocorrem no interior da empresa.

O outsourcing, afinal, é a contratação de equipes altamente qualificadas e especializadas, cuja função é apresentar soluções para os problemas que a sua empresa enfrenta e oportunidades de crescimento por meio da otimização e agilização dos mais diversos processos.

Com mais tempo e contração para dedicar ao “core business” da empresa e gente especializada cuidando de cada detalhe daquelas áreas mais problemáticas, a produtividade não tem escolha: ela vai subir!

Redução de custos

Outsourcing também ajuda a reduzir os gastos. 

Ao contratar uma empresa para assumir determinada área, você não precisará, por exemplo, investir na formação de um departamento de TI ou de recursos humanos.

Pense só na economia que isso vai representar! Em vez de pagar salários, manter e investir em um departamento inteiro que pode funcionar até que bem, você vai contratar os serviços especializados de uma outra empresa, que se comprometer a entregar resultados.

Outsourcing também ajuda a economizar porque direciona melhor os investimentos.

Em vez de testar e testar (o que é importante, mas sempre resulta em um pouco de dinheiro jogado fora), você vai investir somente naquilo que uma equipe altamente capacitada e interessada no seu sucesso aconselhar. O retorno aí é bem mais garantido, não?

Acesso à tecnologia de ponta

Lembra que dissemos que o outsourcing de TI é cada vez mais comum?

Pois é, há motivos para que isso ocorra.

Empresas especializadas em TI conhecem as tecnologias mais modernas e sabem como tirar proveito e – o mais importante – lucro delas.

Por melhor que seja o seu departamento de TI, se a tecnologia não faz parte do “core business” da sua empresa, é improvável que você consiga se manter atualizado e saiba o que há de mais novo e vantajoso na área.

Ao contratar uma empresa especializada, você pode ficar mais tranquilo: o trabalho deles é justamente te apresentar à tecnologia de ponta.

Demos o exemplo do TI, mas esse princípio vale para qualquer área, dos recursos humanos ao marketing, do jurídico ao financeiro.

Fale com nossos especialistas!

Estamos disponíveis para tirar dúvidas e demostrar o sistema de rastreamento e monitoramento de frotas da Cobli em ação.

Teste grátis

Escreva um Comentário