Carro em alta velocidade: quais os riscos e saiba o que diz a lei

Você sabe quais são os riscos de dirigir um carro em alta velocidade? Todo condutor, seja motorista profissional ou não, precisa conhecer os impactos que isso pode gerar em relação à própria segurança, às multas e à conservação do veículo.

Ter conhecimento a respeito dos detalhes envolvidos com a questão da velocidade é importante para evitar riscos e problemas com a lei. Respeitar a legislação é fundamental para contribuir com um trânsito mais seguro para todos.

Neste texto vamos falar sobre as consequências da aceleração excessiva para os veículos, os riscos envolvidos, as multas e os limites permitidos pela lei.

Acompanhe a leitura e tire todas as suas dúvidas!

Carro em alta velocidade: respostas para as dúvidas mais frequentes

Andar com o carro em alta velocidade pode causar diversas consequências, que envolvem o risco de acidentes, de ser multado e perder pontos na CNH (Carteira Nacional de Habilitação), o aumento do consumo de combustível e o desgaste do veículo.

Iremos apresentar a seguir respostas para as dúvidas mais comuns sobre o excesso de velocidade no trânsito.

Quando é considerado alta velocidade?

Não existe apenas uma resposta para essa pergunta, pois cada tipo de via tem o seu limite máximo permitido.

Então, isso quer dizer que é considerado alta velocidade assim que o carro chega nesses limites? Não, pois existe uma tolerância.

O chamado limite de tolerância funciona como uma margem de erro dos radares de fiscalização, para proteger os condutores no caso de um registro de velocidade acima do que, de fato, o veículo estava.

Por isso, há três tipos de velocidades diferentes, são elas:

  • Velocidade permitida: limite máximo de cada tipo de via, geralmente informado nas placas de sinalização;
  • Velocidade medida: velocidade que o veículo apresentava ao passar pelo radar;
  • Velocidade considerada: velocidade considerada pelos órgãos de trânsito após a subtração do limite de tolerância.

Nas vias onde a velocidade máxima permitida é de até 100 km/h, o limite de tolerância é de 7 km. Já nos casos em que a velocidade máxima permitida ultrapassa os 100 km, a margem de tolerância é de 7%.

O valor final, após descontar o limite de tolerância, é o que será considerado para definir se o condutor será ou não multado.

Transitar pelas vias com o carro em alta velocidade pode resultar em multa e acidentes.

Qual a velocidade máxima nas vias de trânsito rápido?

As chamadas vias de trânsito rápido são um tipo de via urbana em que é permitido trafegar a uma velocidade um pouco mais alta do que nas demais por não apresentarem a passagem de pedestres. O limite permitido nessas vias é de 80 km/h.

Qual a velocidade máxima permitida nas vias urbanas?

Na pergunta anterior respondemos à dúvida sobre as vias de trânsito rápido. No entanto, existem mais três classificações dentro das chamadas vias urbanas e cada uma tem sua velocidade máxima permitida.

  1. Vias arteriais: 60 km/h;
  2. Vias coletoras: 40 km/h;
  3. Vias locais: 30 km/h.

Qual a velocidade realmente segura para condução de veículos?

Assim como não é indicado circular pelas vias com o carro em alta velocidade, é importante evitar o oposto, ou seja, dirigir devagar demais.

A lentidão excessiva também pode gerar acidentes, então, a velocidade segura é aquela que está dentro dos limites permitidos, sem reduzir ou ultrapassar.

Saber qual a velocidade mínima permitida em cada via é bastante simples, pois é sempre metade da máxima. Logo, se a velocidade máxima em uma via de trânsito rápido é de 80 km/h, a mínima é 40.

Qual o valor da multa por excesso de velocidade?

Um condutor que está em um carro em alta velocidade pode receber diferentes tipos de multa de acordo com os km/h além do limite.

Por isso, existem três valores diferentes de multa de trânsito por excesso de velocidade, sendo eles:

  • R$130,16 para veículos em até 20% acima do limite permitido;
  • R$195,23 para 20% a 50% acima do permitido;
  • R$880,41 para acima de 50% do limite permitido.

Saiba mais sobre a probabilidade de infringir os radares e ser multado:

Alta velocidade prejudica o motor do carro?

Você já se perguntou o que acontece se acelerar o carro demais? Saiba que exceder a rotação máxima do motor pode danificá-lo, assim como aumentar o consumo de combustível.

Quando a rotação do motor ultrapassa o máximo do veículo, os riscos de pane são bastante altos. Nesses casos, o motor poderá precisar ser substituído ou retificado, dois tipos de reparo com custo elevado.

Seja pelo maior consumo de combustível ou pela necessidade de reparo após uma pane no motor ou acidente, dirigir um carro em alta velocidade pode custar caro.

Como evitar acidentes por excesso de velocidade?

De acordo com dados da OMS (Organização Mundial da Saúde), os acidentes de trânsito são a maior causa de morte entre pessoas de 5 a 29 anos. Dentro desse universo, o excesso de velocidade é o maior responsável pelos óbitos.

Não existe uma fórmula milagrosa para evitar acidentes por excesso de velocidade. Cada condutor deve seguir a legislação e respeitar os limites definidos pela legislação para evitar acidentes e outros problemas causados por ela.

As empresas que possuem frotas podem investir em ferramentas para acompanhar o desempenho e incentivar os seus motoristas a adotarem uma condução econômica e segura, como um sistema de telemetria veicular.

Manter o carro em alta velocidade aumenta o consumo de combustível

Problemas gerados pelo excesso de velocidade para empresas

Se um carro em alta velocidade está suscetível a tantos riscos, imagine as empresas que possuem frotas com vários carros em circulação todos os dias. Nesses casos, os riscos e os problemas são multiplicados!

O aumento do consumo de combustível, as multas, os reparos gerados por acidentes e pela condução ofensiva, são questões bastante prejudiciais para um empreendimento.

Além disso, há um ponto bastante importante a ser lembrado: a imagem do negócio. Afinal de contas, os veículos costumam carregar a marca da empresa, podendo transmitir uma imagem positiva ou negativa para o público.

Por todos esses motivos, é fundamental que os empreendimentos busquem maneiras de acompanhar o desempenho da equipe, estimulando uma condução que preze sempre pela segurança.

Esta publicação te ajudou? Confira essa e outras explicações sobre questões de logística e gestão de frota no blog da Cobli.

Fale com nossos especialistas!

Estamos disponíveis para tirar dúvidas e demonstrar o sistema de rastreamento e monitoramento de frotas da Cobli em ação.

Teste grátis

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.