Black November Cobli: Confira a promoção do melhor sistema de gestão de frotas!

Tempo de leitura: 6 minutos

O óleo lubrificante desempenha um papel importante para o funcionamento de um veículo e deve ser trocado periodicamente. Saber como descartar óleo e verificar se o estabelecimento onde fez a troca realiza a coleta de óleo corretamente é fundamental para evitar a poluição do meio ambiente e proteger a própria saúde.

Esse é um assunto que merece atenção, pois trata-se de uma substância que possui um alto poder poluente se descartada de forma incorreta, especialmente para o solo e a água, elementos que têm total ligação com a nossa alimentação e saúde de modo geral.

Banner Blog Desktop - Como descartar óleo usado? Saiba mais sobre a coleta de óleo lubrificante

Neste texto falaremos mais detalhadamente sobre como descartar óleo usado, como a coleta deve ser feita, além de outras informações úteis para pessoas físicas e proprietários de frotas de veículos, que devem ter um cuidado ainda maior por conta da frequência com que as trocas de óleo são realizadas. Siga a leitura e confira!

Óleo lubrificante: para que serve?

Já falamos em outro post aqui no blog da Cobli sobre a importância de realizar a troca de óleo do veículo periodicamente, se ainda não leu, vale a pena conferir para verificar se está seguindo todas as recomendações.

Existem três tipos de óleo de motor, que são: mineral, sintético e semissintético. Sua função de lubrificar peças importantes para o funcionamento do veículo, como é o caso das bielas, anéis, válvulas e pistões, evitando que se desgastem por causa do atrito pelo qual passam diariamente.

Com o passar do tempo, o óleo perde sua validade e, consequentemente, sua eficiência, sendo necessário realizar a substituição. Você já parou para pensar para onde vai o óleo depois que a troca é realizada?

Como descartar óleo de motor corretamente? Como a coleta de óleo é feita?

Grande parte dos condutores sabe que a troca periódica do óleo é parte fundamental da manutenção do veículo, mas acabam se esquecendo de pensar em como essa substância é descartada e dos riscos que o descarte inadequado pode gerar.

Esse é um assunto tão importante que existe até mesmo uma resolução do CONAMA (Conselho Nacional do Meio Ambiente) que dispõe sobre o recolhimento e a coleta de óleo usado ou contaminado.

Sendo assim, saber como descartar óleo lubrificante corretamente é fundamental para proceder de forma responsável do ponto de vista ambiental, seja agindo de fato, no caso de ter realizado a troca por conta própria, ou cobrando a empresa que contratou para fazer o serviço.

A Resolução nº 362/2005 do CONAMA determina que os estabelecimentos que vendem ou fazem a troca do item realizem o procedimento para coleta de óleo corretamente, que inclui o armazenamento e a posterior entrega para coletores autorizados pela ANP (Agência Nacional de Petróleo).

Também é responsabilidade dos estabelecimentos informarem aos consumidores através de cartazes como descartar óleo automotivo corretamente e a importância de tomar todos os cuidados indicados.

descarte óleo lubrificante usado

Para onde vai o óleo lubrificante usado recolhido?

As oficinas e estabelecimentos que comercializam o produto devem destiná-lo para uma empresa de coleta de óleo usado, que, por sua vez, irá realizar um procedimento chamado rerrefino, que consiste na extração do óleo básico do lubrificante para posterior reutilização.

O lubrificante é composto de 80 a 85% do chamado óleo básico, que, após passar pelos processos de rerrefino, pode ser reutilizado. Isso evita que a substância seja descartadas na natureza, além de reduzir a necessidade de importação de petróleo para a fabricação de um novo produto.

De acordo com a resolução do CONAMA, os importadores, produtores e distribuidores são obrigados a realizarem a chamada logística reversa e recolherem anualmente a quantidade mínima de 36% do óleo que é fabricado e distribuído no Brasil para destinar ao processo de rerrefino.

É muito importante que, ao ir até um local que realiza a troca, o consumidor verifique se há um tambor para coleta de óleo e questione o estabelecimento sobre a destinação do material. Questione e contribua para que as normas sejam seguidas e o meio ambiente preservado.

Não é recomendado realizar a troca em casa, mas, caso seja necessário, é preciso ter um frasco para coleta de óleo para armazenar a substância que foi substituída e saber onde descartar óleo usado para, posteriormente, fazer a destinação correta.

Descarte incorreto de óleo lubrificante: quais são os perigos?

Ao procurar saber onde descartar óleo de motor corretamente e cobrar para que empresas sigam a resolução do CONAMA, você está contribuindo para a preservação do meio ambiente e, também, da sua saúde.

O óleo lubrificante, depois de chegar ao fim da sua vida útil, é altamente tóxico, oferecendo riscos ao meio ambiente e à saúde das pessoas. Para se ter uma ideia, um único litro pode poluir um milhão de litros de água.

Entre os principais efeitos que o contato inadequado com o óleo pode causar à saúde, podemos citar a intoxicação aguda ou crônica, vários tipos de câncer, além de problemas para os pulmões, o sistema reprodutor e o desenvolvimento fetal.

O papel das oficinas em relação ao descarte de óleo usado

A preocupação ambiental é um tema que está cada vez mais em alta. Hoje, as pessoas se preocupam muito mais com a destinação correta dos resíduos que geram do que no passado.

As oficinas que realizam a troca de óleo devem mostrar aos seus clientes que são ecologicamente responsáveis e realizam o descarte seguindo as recomendações do CONAMA. Além de ser a coisa certa a fazer, isso pode funcionar como um atrativo para novos clientes que tenham essa preocupação.

Mais do que usar essa informação em anúncios, é preciso mostrar para as pessoas que o estabelecimento conta com um tanque para coleta de óleo, explicar como o processo é realizado, para onde vão os resíduos e assim por diante.

A seringa para coleta de óleo e bandeja para coleta de óleo são outros acessórios também bastante importantes a serem utilizados e apresentados ao consumidor durante a troca. Quanto mais eles conhecerem o processo, mais seguros se sentirão para procurar o local em questão quando precisarem do serviço futuramente.

Agora que já sabe onde descartar óleo automotivo e a importância de tomar todos os cuidados com essa substância, aproveite para passar a informação adiante. Quanto mais pessoas souberem e exigirem o descarte correto das oficinas e produtores, menos óleo teremos na natureza.

Acesse nosso site e descubra como o sistema de gestão da Cobli vai te ajudar a melhorar a qualidade do serviço da sua empresa.

Monitoramento de frota - Como descartar óleo usado? Saiba mais sobre a coleta de óleo lubrificante
Fale com nossos especialistas!

Estamos disponíveis para tirar dúvidas e demostrar o sistema de rastreamento e monitoramento de frotas da Cobli em ação.

Teste grátis

Escreva um Comentário