Dia do meio ambiente: 10 práticas sustentáveis para empresas

O dia do meio ambiente é celebrado anualmente em 5 de junho, essa data foi estabelecida pela Organização das Nações Unidas (ONU), em 1972. O objetivo principal da data é chamar a atenção do mundo para os inúmeros problemas ambientais que o planeta vem enfrentando.

A preservação do meio ambiente tornou-se uma das pautas centrais em discussão no mundo. Cuidar do planeta em que vivemos é fundamental para que as gerações seguintes tenham condições razoáveis para viver.

Porém, os problemas ambientais têm se tornado cada vez mais presentes nas sociedades modernas.

Assim, cabe à sociedade, ao governo e às empresas trabalhar no sentido de reduzir questões como emissão de gases do efeito estufa, desmatamento e outros impactos negativos na natureza.

Continue acompanhando o conteúdo e saiba como o dia mundial do meio ambiente pode ser o pontapé inicial para começar uma campanha de sustentabilidade e otimização de recursos na sua empresa!

Principais problemas que afetam o meio ambiente

Os problemas nessa área são inúmeros e, na prática, o desafio para enfrentá-los é grande.

Para alcançar o sucesso e, consequentemente, uma melhoria neste cenário, é necessário o envolvimento de todos e em todas as esferas.

Entre os principais problemas que ameaçam a preservação ambiental no mundo hoje, se destacam:

  • Descarte inadequado de lixo;
  • Falta de coleta seletiva e de projetos de reciclagem;
  • Consumo excessivo de recursos naturais;
  • Desmatamento;
  • Inserção de espécies exóticas em diferentes ecossistemas;
  • Uso de combustíveis fósseis;
  • Poluição do ar;
  • Desperdício de água;
  • Falta de esgotamento sanitário.

Como vivemos um momento de expansão demográfica e uma cultura de consumo em excesso — incompatível com a capacidade do planeta de renovar seus recursos naturais —, podemos prever que em breve teremos que lidar com o racionamento desses bens.

Por isso, o incentivo a mudanças, disseminação de conhecimento e o uso consciente de novos hábitos é imprescindível.

Porque devemos colaborar com o dia do meio ambiente?

Reduzir impacto ambiental é um tema de extrema importância para toda a sociedade. Porém, quando falamos do ramo empresarial, esse assunto é ainda mais delicado e urgente.

Isso porquê, um estudo da Climate Accountability Institute, mostrou que um grupo de 20 empresas é responsável por mais de um terço das emissões de gases causadores do efeito estufa em todo o mundo desde 1965.

Segunda análise, essas empresas foram responsáveis por 480,16 bilhões de toneladas de dióxido de carbono e metano liberados na atmosfera nesse período.

O dia mundial do meio ambiente foi criado pela Organização das Nações Unidas (ONU) em 1972 para atrair a atenção da sociedade aos problemas ambientais.

Assim, empresas de todos os setores, e principalmente as grandes indústrias, estão percebendo a necessidade de reduzir o impacto ambiental.

Existem diversas maneiras de reduzir impactos ambientais em uma empresa e colaborar com o dia do meio ambiente, não somente na data comemorativa, mas em todos os dias do ano.

Quer saber como fazer isso? Confira nos tópicos abaixo!

10 maneiras de empresas contribuírem para a responsabilidade ambiental

O setor de transporte contribui com um quarto das emissões globais de gases de efeito estufa e é a área em que as irradiações de carbono mais crescem desde 2000, de acordo com o Relatório da Situação Global do Transporte e Mudança Climática Global.

Entre os modais que mais contribuem com as emissões de dióxido de carbono, os carros leves lideram com 45% do volume emitido. Em seguida, aparecem os caminhões, responsáveis por 21% das emissões de CO2, ônibus e micro-ônibus que representam 5% e motocicletas chegam a 4%.

O relatório projeta que países em desenvolvimento serão responsáveis por praticamente todo o aumento das emissões de carbono por transporte. A contribuição das emissões desses países – 29 entre os 40 pesquisados – crescerá de 40% em 2015 para uma projeção de 56% a 72% em 2050.

Diante disso, vemos que o setor de transporte tem grande impacto social e ambiental, sendo uma atividade essencial e que deve ser gerenciada de maneira sustentável.

Mas o que você, como gestor, pode fazer para ter uma empresa sustentável?

É o que vamos explicar e exemplificar agora!

1. Controle de emissão de gases poluentes

O Ministério do Meio Ambiente lidera campanhas para controlar a emissão de gases poluentes e realiza um acompanhamento rígido da fumaça emitida por veículos.

Por isso, a fim de respeitar a legislação e contribuir para a saúde ambiental, é essencial que empresas adotem medidas para monitorar a performance dos veículos, principalmente dos caminhões, como maneira de evitar problemas e multas.

Ferramentas como o opacímetro podem ser utilizadas para medir e analisar a densidade da fumaça, ajudando empresas a verificar se suas emissões estão dentro dos padrões permitidos.

Outra boa prática é na instalação do GNV (Gás Natural Veicular) — menos poluente — em alguns veículos e até mesmo a adoção de carros movidos à energia elétrica que dispensam o uso de combustíveis.

2. Otimização de processos

Principalmente no setor logístico, manter operações mais enxutas e simplificadas são maneiras de prezar pela agilidade e contribuir para a redução de desperdícios e gargalos.

Assim, ao investir em práticas mais eficientes para otimizar a armazenagem — baseadas em soluções reutilizáveis —, a movimentação e o transporte de produtos, a empresa se beneficia com a diminuição de erros, perdas, despesas e etapas desnecessárias.

E qual o resultado disso? É simples! A empresa consome menos recursos e gera menos lixo, ajudando o meio ambiente.

Atuar de forma sustentável e contribuir para melhorar a qualidade de vida da população integram a lista de prioridades das empresas do futuro.

3. Adoção de políticas ESG

A sigla ESG – do inglês, Environmental, Social and Governance, praticamente substituiu a palavra sustentabilidade no mundo corporativo.

Esse termo pode ser utilizado para dizer o quanto uma empresa se preocupa em minimizar seus impactos ambientais, construir um mundo mais justo e responsável para as pessoas que fazem parte do seu universo e manter os melhores processos de gestão.

No caso do lado ambiental, são medidas as práticas e as políticas de uma empresa quanto a temas como:

  • Emissão de carbono e mudanças climáticas;
  • Poluição do ar, da água e do solo;
  • Biodiversidade;
  • Desmatamento;
  • Eficiência energética e uso de fontes renováveis de energia;
  • Gestão de resíduos;
  • Escassez de água.

Além disso, como o mercado de investimentos está cada vez mais atento a temas ESG, as empresas devem prestar atenção em dois aspectos:

  1. Se adequar aos critérios ESG pode fazer com que a empresa consiga receber mais investimentos, especialmente se for uma companhia de maior porte;
  2. Os critérios ESG também podem ser usados por grandes clientes, como varejistas e distribuidores, para escolher parceiros logísticos.

Ou seja: adequar a essas políticas pode fazer com que uma empresa se torne mais competitiva no mercado!

Quer saber como adotar políticas ESG para sua empresa? O Blog da Cobli conta com um conteúdo completo sobre o assunto, não deixe de acessar!

4. Investimento em logística reversa

A logística reversa é uma iniciativa criada para fazer diferença na natureza e na sociedade, uma vez que ela proporciona o reaproveitamento de materiais.

Essa prática faz com que fabricantes e consumidores compartilhem uma única responsabilidade: dar o destino correto aos resíduos de produtos ou serviços.

Algumas categorias especiais têm obrigação de cumprir a logística reversa, como agrotóxicos, pilhas e baterias, pneus, óleos lubrificantes, lâmpadas e produtos eletroeletrônicos.

Basicamente, a logística reversa consiste em três passos:

  • 1º passo: o consumidor devolve o produto ou embalagem ao comerciante/distribuidor;
  • 2º passo: o distribuidor os mesmos produtos para o fabricante;
  • 3º passo: o fabricante encaminha para reuso, reciclagem ou descarte adequado.

Conseguir reaproveitar recursos também é um bom caminho para reduzir custos – pode sair mais barato reciclar ou reutilizar uma embalagem do que produzir uma nova.

E ainda, quem consegue fazer uma boa logística reversa tem ainda vantagens competitivas contra seus concorrentes.

Quer saber mais sobre a logística reversa? De quem é a responsabilidade? Como aplicar na sua empresa? A Cobli tem um conteúdo completo no blog!

5. Compensação de gás carbono

O Brasil aumentou suas emissões de gases do efeito estufa em 2020. A alta de 9,5% foi na contramão do resto do mundo, que teve uma redução de 6,7%, segundo estimativas do Global Carbon Project.

O CO2 é o grande vilão do efeito estufa, principal responsável pelo aquecimento global.

Por isso, a compensação de carbono, uma tentativa de neutralizar na atmosfera o gás carbônico emitido e absorvido nos últimos anos, é essencial para evitar desastres piores no futuro.

O dia mundial do meio ambiente pode ser utilizado para o desenvolvimento do propósito sustentável na cultura empresarial.

Empresas, indústrias e governos, que emitem uma quantidade muito maior de carbono, precisam realizar cálculos mais complexos oferecidos por organizações especializadas que oferecem um inventário completo das emissões de CO2.

Com este relatório é possível identificar as áreas da empresa que emitem mais carbono para focar em medidas de mitigação.

Um bom começo para neutralizar e minimizar a geração de CO2 antes mesmo de realizar o inventário é adotar medidas simples como utilização de materiais 100% reciclados, diminuição do gasto com energia, uso de água de reuso.

6. Investimento em biocombustíveis

Vimos que o setor de transporte é um dos que mais contribuem com as emissões de dióxido de carbono, e é também conhecido como um setor que usa muitos combustíveis fósseis, como gasolina e diesel.

Por isso, o investimento em biocombustíveis pode ajudar a reduzir a poluição e resultar em economia para as empresas.

Os biocombustíveis são combustíveis produzidos a partir de materiais vegetais, que não sofreram o processo de fossilização.

Isso significa que o biocombustível pode ser utilizado em usinas para a geração de energia elétrica, ou ainda em motores, na utilização de equipamentos – como veículos automotores ou máquinas agrícolas.

Pensando em maneiras de ajudar a contribuir com o dia do meio ambiente e ter atitudes mais responsáveis, utilizar biocombustíveis pode ser uma ótima opção!

7. Realizar manutenções preventivas

Verificar constantemente se as peças dos veículos da frota estão em perfeito estado é uma das principais ações que contribuem para que os caminhões emitam cada vez menos gases na atmosfera.

É preciso realizar sempre uma regulagem para evitar a queima excessiva de combustíveis. Além disso, a manutenção preventiva garante um melhor desempenho e reduz custos de manutenção.

O alinhamento e balanceamento de cada caminhão também deve ser programado. Eles são essenciais para promover a segurança do colaborador, evitar problemas na suspensão e o desgaste dos pneus.

A Cobli reparou um material gratuito de manutenção de veículos, para garantir que sua frota rode o maior tempo possível, com a manutenção em dia. Baixe, é grátis!

8. Contar com rotas otimizadas

Se sua empresa possui veículos que utilizam combustíveis fósseis, como gasolina e diesel, pode parecer difícil ter uma dinâmica sustentável na área de logística.

Mas mesmo quem utiliza veículos poluentes pode adotar políticas para melhorar isso, como roteirização, rastreamento veicular e telemetria veicular.

Juntas, essas três ferramentas podem ajudar veículos a fazerem rotas mais eficientes, saber se está na hora de corrigir problemas que os façam poluir menos e até mesmo gastar menos combustível.

9. Disponibilizar medidas de redução de resíduos

Toda empresa que está de olho na possibilidade de contribuir com o dia do meio ambiente por meio de ações sustentáveis, deve pensar em gerenciar seus resíduos.

Entre os exemplos, podemos citar:

  • A classificação de resíduos de acordo com os materiais que podem ser reciclados;
  • Redução do uso de papel, especialmente com a adoção de softwares de gerenciamento;
  • Controle da gestão de resíduos especiais para que sua reciclagem seja adequada.

10. Investir em condução econômica

Se a sua empresa trabalha com frotas e quer ser mais sustentável, deve investir em uma condução mais econômica!

Uma das maneiras de fazer isso é orientando os motoristas sobre a importância de dirigir de forma cautelosa, evitando ações que promovem o alto consumo de combustível.

Então, como praticar direção econômica?

Seja para a direção econômica de caminhão ou de veículos leves, a redução de custos é alcançada no dia a dia ao volante. Confira alguns pequenos hábitos que podem ajudar:

  • Abandonar o hábito de aquecer o motor;
  • Realizar manutenções preventivas periodicamente;
  • Calibrar os pneus periodicamente;
  • Evitar carregar pesos desnecessários;
  • Optar por abastecer em postos parceiros e confiáveis;
  • Respeitar os limites de velocidade;
  • Reduzir o uso do ar condicionado;
  • Evitar andar com o veículo na reserva;
  • Preferir horários de menor fluxo sempre que possível.

Conclusão

Atuar de forma sustentável e contribuir para melhorar a qualidade de vida da população deve estar na lista de prioridades de uma empresa!

O dia do meio ambiente (5 de junho) é uma oportunidade para aprofundar as discussões e sensibilizar os colaboradores sobre a necessidade de buscar formas de garantir um planeta saudável por meio da preservação dos recursos naturais, por exemplo.

Vimos que o ponto de partida é entender quais são os seus impactos, desde o consumo de matéria-prima e o processo de produção, até a destinação final dos resíduos. Além disso, existem diversas práticas que podem ser adotadas nas empresas.

Mais do que pensar no cotidiano, será cada vez mais exigido um olhar a longo prazo sobre as transformações e impactos positivos que podemos gerar. As causas sustentáveis estarão mais ligadas a princípios e propósitos do que a ações isoladas. Sua empresa está pronta para comemorar o dia do meio ambiente com ações sustentáveis?

Esta publicação te ajudou? Confira essa e outras explicações sobre questões de logística e gestão de frota no blog da Cobli.

Fale com nossos especialistas!

Estamos disponíveis para tirar dúvidas e demonstrar o sistema de rastreamento e monitoramento de frotas da Cobli em ação.

Teste grátis

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.