Dicas de direção econômica para reduzir custos com a frota

Existem muitas formas de conduzir um veículo e alguns maus hábitos podem contribuir para um aumento de custos. Para uma direção econômica é preciso conhecer esses vícios e evitá-los no dia a dia.

Vale destacar que uma condução mais econômica não está relacionada apenas ao consumo de combustível. Embora esse seja um ponto de destaque no orçamento de uma frota, também é preciso considerar os custos de manutenção e outros impactos.

Neste texto iremos falar sobre o conceito de direção econômica, sua relevância para empresas que possuem frotas de veículos e compartilhar dicas muito úteis para reduzir custos. Vamos começar?

O que é direção econômica?

Uma direção econômica é aquela em que se considera dois pilares básicos, sendo: a economia de combustível e o uso adequado do veículo, evitando desgastes desnecessários.

Quando uma empresa capacita a sua equipe de motoristas considerando esses dois aspectos, a frota é conduzida de modo mais responsável e eficiente.

Os ganhos não envolvem apenas a diminuição de custos operacionais. A condução econômica também contribui para um menor risco de acidentes, para a redução da emissão de Co² na atmosfera e para um trânsito mais seguro.

Como praticar direção econômica?

Economizar, no sentido amplo da palavra, significa poupar recursos. Geralmente, para alcançar esse objetivo é preciso lançar mão de um conjunto de ações e quando se trata de veículos não é diferente.

Seja para a direção econômica de caminhão ou de veículos leves, a redução de custos é alcançada no dia a dia ao volante. Pequenos hábitos reunidos são capazes de gerar impactos bastante positivos para a empresa.

A forma como as marchas são trocadas, as freadas e acelerações, a escolha das rotas, a qualidade do combustível, tudo isso influencia para ter mais ou menos custos com a frota.

A redução de custos é alcançada no dia a dia ao volante, tanto para pequenos veículos quanto para caminhões.

Quais são regras e procedimentos recomendados para a condução econômica?

Não é necessário realizar nenhum processo mirabolante para uma condução mais econômica. Hábitos simples já ajudam muito!

Veja a seguir que são ações simples, mas com grande potencial para auxiliar na redução de custos com os veículos.

1. Abandonar o hábito de aquecer o motor

Existem hábitos de direção passados através das gerações. No entanto, muitos deixam de fazer sentido por conta da evolução dos veículos com o passar dos anos e podem influenciar o consumo.

Esquentar o motor antes de sair é um bom exemplo disso. Hoje, não é mais necessário esperar alguns minutos com o veículo ligado, basta aguardar cerca de 20 segundos após ligá-lo e pronto!

2. Realizar manutenções preventivas periodicamente

Qualquer máquina com defeito terá o seu funcionamento prejudicado, o que pode impactar no aumento do consumo, e isso se aplica também aos veículos.

As manutenções preventivas são importantes para evitar que isso aconteça, além de contribuírem para a redução de custos com reparos. Afinal de contas, as medidas de prevenção costumam ser mais baratas do que os consertos.

3. Calibrar os pneus periodicamente

Quanto mais baixa estiver a pressão dos pneus, mais força o veículo precisará fazer para se movimentar, o que resulta no aumento do consumo de combustível.

Especialmente no caso de veículos de frota, que trafegam diariamente, é preciso manter uma rotina de calibragens.

4. Evitar carregar pesos desnecessários

Assim como citamos no tópico anterior, quanto mais força um veículo precisa fazer, mais combustível ele irá consumir, o que tem forte relação com o peso. Dessa forma, é sempre bom evitar carregar pesos desnecessários.

O ideal é orientar a equipe a manter nos veículos apenas os equipamentos necessários para as atividades que serão realizadas a cada dia.

5. Optar por abastecer em postos parceiros e confiáveis

Quando você vai adquirir um produto, considera a qualidade ao fazer sua escolha? E quando é para abastecer os veículos de uso particular e da sua empresa, também leva isso em consideração?

Saiba que esse é um ponto muito importante para uma direção econômica, pois combustíveis de má procedência podem causar um aumento do consumo e danos ao veículo.

A direção econômica pode reduzir inúmeros custos, principalmente de combustível.

Como uma frota tem uma frequência maior de abastecimento, vale a pena buscar parcerias com postos de confiança. Dessa forma, se evita o risco de pagar por combustíveis adulterados e é possível obter descontos.

6. Respeitar os limites de velocidade

O excesso de velocidade é mais uma ação que faz o consumo do veículo aumentar e, em certas situações, faz subir o risco de acidentes.

A melhor decisão é sempre respeitar os limites de velocidade das estradas, prezando pela economia e segurança.

7. Reduzir o uso do ar condicionado

O ar condicionado veicular é um equipamento que traz mais conforto em dias quentes. Porém, como precisa usar metade da potência do motor para funcionar, gera uma perda no desempenho e o aumento do consumo.

O mais indicado é ligar o ar apenas quando for necessário, como naqueles dias em que o calor está realmente incômodo.

8. Evitar andar com o veículo na reserva

Andar com o veículo na reserva, embora possa acontecer em algumas situações, deve ser evitado ao máximo.

Quando o nível de combustível está baixo, existe o risco de entrar ar no sistema, da bomba elétrica ficar superaquecida ou ainda de sujeiras que ficam no fundo do tanque entupirem as bombas e os filtros.

Para evitar esses problemas, capazes de gerar diversos custos para correção, é melhor manter uma rotina de abastecimento. Assim não há perigo de um colaborador ficar parado no meio do caminho sem poder chegar ao destino.

9. Preferir horários de menor fluxo sempre que possível

Nem sempre o mesmo trajeto realizado em horários diferentes irá consumir a mesma quantidade de combustível. Aquele acelera e freia, comum em horários de pico, aumenta o consumo significativamente.

Sempre que possível, o melhor a fazer é se planejar para pegar rotas com menos movimento. Dessa maneira, o veículo flui com mais facilidade e o trajeto se torna mais econômico.

10. Utilizar uma ferramenta para controle de combustível

Além de todos os procedimentos relacionados aos hábitos ao volante que citamos, existem ferramentas capazes de otimizar a direção e facilitar o controle de combustível da frota.

Com o sistema da Cobli a gestão de frotas se torna muito mais eficiente. Você poderá acompanhar a localização dos veículos, roteirizar as frotas de modo inteligente, programar manutenções, entre outras funcionalidades que contribuirão para uma direção muito mais econômica.

Acesse a calculadora de economia e veja quanto pode economizar por ano e por mês ao utilizar a ferramenta em sua operação.

Esta publicação te ajudou? Confira essa e outras explicações sobre questões de logística e gestão de frota em nosso blog.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.