Diário de obras: o que é e como preenchê-lo?

O diário de obras, também conhecido como Livro de Ordem ou Relatório de Diário de Obras (RDO), é um documento utilizado para registrar todas as atividades realizadas durante o canteiro de obras.

O registro é obrigatório para todas as obras, e deve ser realizado pelo Engenheiro responsável. O não preenchimento pode gerar advertência e multa para o empreendimento.

No artigo a seguir você vai saber mais sobre a importância, informações essenciais e dicas para fazer o diário de obras de forma simples e correta. Confira!

O que é o diário de obras?

O diário de obras é um recurso indispensável utilizado para registrar o dia a dia das atividades de um projeto de construção, além de ser um importante recurso de confiança e transparência.

Por meio deste documento, é possível relatar e organizar o progresso da obra, registrar imprevistos e acidentes e destacar os recursos utilizados em cada etapa.

Baixe agora o modelo de diário de obra da Cobli!

O documento deve ser preenchido diariamente, de forma obrigatória, conforme determinação do Conselho Federal de Engenharia e Agronomia — Confea — na Resolução nº 1024. A não elaboração do diário configura infração do tipo “empréstimo de nome a serviços sem real participação” da Lei Federal 5194.

O que deve ser registrado no RDO?

O registro do diário de obras funciona como um memorial descritivo com os detalhes dos serviços realizados, equipamentos utilizados, ocorrências gerais do dia, enfim, tudo que for relevante para o relato. Os dados mais comuns encontrados nesse tipo de documento são:

  • Dados gerais da obra (contratante da obra, prazo do contrato, prazo decorrido e endereço;)
  • Data do relatório;
  • Cronograma da obra;
  • Condições do tempo;
  • Mão de Obra (presença e desempenho);
  • Equipamentos – local ou serviço em que foram utilizados;
  • Status das Atividades;
  • Ocorrências;
  • Descrição dos imprevistos e medidas preventivas com base nas ocorrências;
  • Materiais recebidos;
  • Comentários;
  • Fotos;
  • Anexos importantes;
  • Assinatura do profissional responsável.

Como via de regra, o diário de obra deve ser preenchido em três vias no fim do dia. Uma fica no canteiro de obras, outra é guardada pela construtora junto aos documentos do empreendimento e a terceira deve ser enviada para o cliente.

O diário de obras é importante tanto para o sucesso e segurança de um empreendimento, quanto para uma empresa.

O engenheiro da obra é o profissional responsável pela revisão e assinatura do documento, mas a sua elaboração pode ser realizada por um estagiário ou um técnico, que fica encarregado de compilar todas as informações no diário.

O não preenchimento do diário de obra pode gerar sérios problemas para a construtora e para o engenheiro responsável pelo projeto. A ausência dos registros podem gerar penalidades como advertência, multa e, em casos mais graves, no embargo da obra.

Qual a importância do diário de obras?

O diário de obras é um documento muito importante que facilita a gestão geral da obra e pode até ser utilizado para otimizar os orçamentos.

Confira alguns benefícios do documento:

Monitoramento eficaz

Controlar uma obra é um desafio para qualquer gestor. Por isso, o diário de obras ajuda a realizar o monitoramento e controle com uma visão ampla e transparente do projeto, além de ajudar a evitar desperdícios e prejuízos não previstos.

Aumento da produtividade

Controle e eficiência andam lado a lado, por isso quanto mais documentada forem as etapas de uma obra, melhores são os controles de cronograma.

Com um descritivo tão detalhado é possível identificar oportunidades, possibilitando que as etapas sejam mais flexíveis e produtivas.

Cumprimento de prazos

Como o diário de obras expõe o andamento diário da obra, de forma eficaz e transparente, é possível identificar os gargalos da obra e possíveis atrasos no andamento do projeto.

O diário de obras é uma espécie de memória de todas as atividades e acontecimentos relacionados a um empreendimento.

O documento também é um importante instrumento de prestação de contas, para garantir a transparência, não gerar impacto na relação com o cliente e ajudar na negociação de novos prazos.

Como executar o processo de forma eficaz?

Agora que você já entendeu a importância desse registro, trazemos 4 dicas para fazer o diário de obras de forma simples e fácil. Confira!

Preencha o diário no mesmo dia

Nunca deixe o preenchimento do diário de obras para o dia seguinte, pois a memória pode falhar e você pode esquecer informações e acontecimentos importantes do processo.

Coloque a atividade de preenchimento do documento como tarefa obrigatória para o seu dia e não deixe de preenchê-lo.

Registre os acidentes de trabalho

Descreva os acidentes de forma clara, especificando quais foram as consequências do ocorrido para o andamento do projeto.

Se possível, identifique e documente as formas de mitigação, para que a ocorrência não aconteça novamente no futuro.

Arquive os registros com cuidado

É importante realizar o arquivamento dos diários em uma pasta com divisão cronológica, para que seja mais fácil encontrá-los depois.

Uma sugestão é manter os registros também no formato digital, armazenados na nuvem.

Utilize um modelo pronto

Para agilizar o trabalho, utilize uma planilha pronta para o seu diário de obra. O modelo criado pela Cobli é muito completo e fácil de usar: basta preencher com as informações da sua obra.

Baixe agora o modelo de diário de obra da Cobli!

Utilize a tecnologia a seu favor!

Hoje já é possível contar com alternativas digitais para fazer o seu diário de obras.

Além da facilidade na inserção dos dados, as informações ficam guardadas em um lugar seguro e o seu cliente pode ter acesso ao andamento do dia de obra em tempo real, conforme as atualizações forem sendo realizadas.

Além disso, o gestor pode acompanhar e atualizar o andamento de mais de uma obra ao mesmo tempo, de qualquer lugar.

Confira algumas opções disponíveis no mercado:

Pronto! Agora você já sabe como usar o diário de obras para registrar a evolução de uma obra. Esse conteúdo te ajudou? Confira também outros textos sobre planejamento no nosso Blog.

Fale com nossos especialistas!

Estamos disponíveis para tirar dúvidas e demonstrar o sistema de rastreamento e monitoramento de frotas da Cobli em ação.

Teste grátis

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.