Post atualizado em

Hoje em dia, obter informações em tempo real é cada vez mais importante. Isso é especialmente importante para o mundo dos transportes – seja para quem pede um carro via aplicativo que está para chegar ou para um gestor de frotas que precisa determinar, com rapidez, qual veículo deve fazer uma entrega. Neste segundo caso, um sistema de monitoramento veicular pode ser a melhor saída. Neste texto, você vai entender o que é o monitoramento veicular, para que ele serve, porque ele é diferente do rastreamento veicular e quais são suas principais vantagens.

O que é monitoramento veicular?

Monitoramento veicular é uma tecnologia que permite determinar a localização de um veículo em tempo real, com auxílio de um dispositivo que esteja conectado ao automóvel e possa enviar esses dados para uma central, responsável por coordenar esses dados e repassar aos interessados – seja um gestor de frota, no caso de um veículo corporativo, ou um familiar, no caso de um carro privado.

Para que esse sistema funcione, são necessárias três partes fundamentais: um dispositivo conectado ao veículo – o chamado rastreador veicular –, um sistema de comunicação capaz de “conversar” com o dispositivo e um meio para que essas informações trafeguem do sistema até o usuário que busca saber a localização do veículo.

O rastreador veicular é capaz de extrair as informações do veículo graças a uma tecnologia chamada On Board Diagnostics (OBD, na sigla em inglês). Para isso, o dispositivo – que cabe na palma da mão – deve ser espetado numa entrada que leva o nome da tecnologia, presente em todos os veículos feitos no País desde 2010. 

Além disso, o rastreador também tem um sistema de comunicação – que pode ser o GPS (Sistema de Posicionamento Global, na sigla em inglês) ou uma rede de radiofrequência –, para poder enviar esses dados à central. O princípio de funcionamento dos dois é o mesmo: o dispositivo envia sinais a uma rede – de satélites ou de antenas de telefonia – e o sistema faz a triangulação para determinar sua posição no espaço.

Qual a diferença de rastreamento e monitoramento?

A principal diferença entre sistemas de rastreamento e de monitoramento é a robustez da tecnologia de cada um. O primeiro é bem mais rudimentar: apenas informa em instantes determinados por onde o veículo passou. Já os sistemas de monitoramento podem determinar a localização do veículo em tempo real, bem como mostrar as rotas utilizadas e até ajudar um gestor de frota a saber, por exemplo, qual foi a causa de um atraso ou desvio em específico.  

Além disso, há sistemas mais modernos de monitoramento que não só determinam a posição do veículo, mas também informam à central dados sobre seu funcionamento, desgaste e até preveem a necessidade de manutenção – isso acontece com ajuda de uma tecnologia específica, chamada de telemetria. No entanto, esses sistemas de monitoramento precisam de uma rede de internet com dados móveis, bastante similar à de um smartphone, para funcionar, uma vez que enviam um pacote de informações mais complexo à rede.

Qual o preço de um rastreador veicular?

Na internet, não é difícil encontrar rastreadores veiculares a partir de R$ 100 – modelos com mais funções, como a telemetria, já custam cerca de R$ 300. Há ainda serviços que cobram mensalidades para o acompanhamento em tempo real dos veículos – o que pode ser bastante interessante para empresas e frotas.  

Há ainda seguradoras que oferecem rastreadores aos usuários que contratam um seguro de veículo. E há quem já tenha ouvido falar de “rastreadores de carros grátis” – na maioria dos casos, é só um jeito de identificar produtos que não cobram mensalidade, mas apenas um custo fixo pelo aparelho. Lembre-se: não existe almoço – ou rastreador de carro – grátis de fato. 

Qual é a melhor empresa de monitoramento de veículos?

É algo que depende da necessidade do usuário – e do investimento que ele se sente compelido a fazer. Quem tem um veículo de passeio, por exemplo, pode optar por modelos mais simples de monitoramento, voltados apenas para a segurança. Já quem depende do veículo para trabalhar – como profissionais liberais e empresas – podem e devem se beneficiar de uma empresa capaz de realizar o monitoramento em tempo real e gerar insights de como tornar a operação mais eficiente. É algo que pode melhorar a segurança, a rapidez e, claro, os custos de se manter uma frota. 

Quais as vantagens do monitoramento veicular?

Quem adota um sistema de monitoramento veicular tem mais comodidade na hora de consultar as informações sobre seu veículo ou frota de veículos. Primeiro, porque a localização é feita em tempo real – e não com minutos de atraso, como acontece em sistemas mais rudimentares de rastreamento. 

Além disso, uma central ativa pode gerar relatórios de eficiência (diários, semanais ou mensais, por exemplo) e até alertas em caso de algum atraso, acidente ou falha de segurança – no caso, por exemplo, de um motorista fazer alguma manobra perigosa, o gestor de frota pode ser avisado.

Outro benefício é a facilidade de uso: sistemas como o da Cobli podem ser acessados diretamente na tela do computador, em um navegador, ou por meio de um aplicativo no celular, tornando a gestão do veículo muito mais simples. 

Esta publicação te ajudou? Acesse nosso site, descubra nossas soluções personalizadas e como a gente pode te ajudar! Confira também outras explicações sobre questões de logística e gestão de frota em nosso blog. Você também pode entrar em contato com um de nossos atendentes pelo (11) 4810-2200 ou pelo euquero@cobli.co.

Rastreamento de Frota
badge primary e1563977884304 - Monitoramento veicular: o que é e para que serve?
Cobli

euquero@cobli.co
(11) 4810-2200

Escreva um Comentário