Rastreador veicular

O que é um rastreador veicular? Quando é usado? Entenda todas as funcionalidades desse produto.

Tipos de rastreadores

Existem 03 tipos principais de rastreadores automotivos. Eles são classificados conforme o sistema de telecomunicação utilizado. Todos os dispositivos são equipados com a tecnologia GPS. O que muda é a forma como as informações são transmitidas para uma central de controle.

Satélite

Esse tipo de rastreador envia o sinal para uma rede de satélites que distribui a localização precisa do veículo para a central de rastreamento. Funciona bem em ambientes abertos, mas é caro e não transmite em tempo real.

Radiofrequência

Esse rastreador costuma ser utilizado para o rastreamento de cargas roubadas. É um dispositivo muito simples, por isso, muitas vezes, acaba não satisfazendo as necessidades de uma gestão completa dos veículos da frota.

M2M/GSM

Os modelos mais modernos costumam utilizar essa tecnologia, que transmite o sinal a antenas de telefonia. Preste atenção a como os dados são disponibilizados, pois isso pode interferir na atualização em tempo real das informações.

Como funciona um rastreamento veicular?

Um rastreador veicular é, na maior parte das vezes, um dispositivo que cabe na palma da mão e tem formato semelhante a um pendrive. Em sua versão mais moderna, é conectado ao veículo por meio da entrada OBD. Isso significa que o aparelho é compatível com a maioria dos veículos fabricados a partir de 1996. Para veículos mais antigos é possível usar adaptadores.

OBD: diagnóstico preciso

Rastreadores veiculares conectados via entrada OBD podem ser atrelados a um sistema mais robusto de acompanhamento. O dispositivo costuma ser de fácil instalação: basta encaixá-lo na entrada OBD e já é possível visualizar as informações geradas em um aplicativo ou painel.

Por esses motivos, um rastreador veicular via entrada OBD costuma ser o modelo mais recomendado para frotas empresariais. Aliado à telemetria, ele atua também como um sistema de monitoramento, fornecendo outros dados que facilitam a rotina de gestores. Por exemplo: o controle de gastos com combustível e o agendamento de manutenções preventivas.

Diferença entre rastreamento e monitoramento

Rastrear é observar uma trajetória

Seu objetivo é armazenar dados gerados ao longo de um deslocamento para checar se tudo ocorreu conforme o combinado.

Monitorar é acompanhar o trajeto em tempo real

Dessa forma, é possível garantir que tudo saia conforme o planejado.

Ou seja...

É possível que um rastreador não possa ser utilizado para fazer o monitoramento de veículos. É importante prestar atenção à frequência de pulso do dispositivo para entender o tempo de atualização da localização dos veículos. Na Cobli, por exemplo, essa atualização é feita a cada 05 segundos, sendo ideal para a gestão de frotas e permitindo tanto o rastreamento como o monitoramento.

Quero um rastreador para frotas

Benefícios do rastreamento veicular

A função primordial do rastreamento veicular é informar a localização exata de um carro, caminhão, moto ou qualquer outro tipo de veículo. É uma funcionalidade que resolve especialmente duas questões: segurança e eficiência.

Segurança

O rastreador pode ser um ótimo aliado caso aconteça algum imprevisto com o veículo ou motorista, como roubos e acidentes. Determinados modelos podem até permitir intervenções de forma remota, como o bloqueio do veículo, se um comportamento estranho for detectado pelo sistema.

Se o foco da compra do rastreador está em reforçar a segurança dos veículos e motoristas, o mais indicado é optar por modelos com alta frequência de atualização e boa precisão do pulso. Se além do reforço na segurança também for importante entender o perfil de condução de cada motorista, como é comum em frotas grandes, o recomendado é optar por um sistema robusto, que facilite a gestão de todos os veículos da empresa em um só lugar.

Quero um rastreador com bloqueador
Eficiência

Com a ajuda do software e um serviço de monitoramento do trânsito (como Waze ou Google Maps), é possível determinar as rotas mais rápidas levando em conta vias congestionadas ou bloqueadas por acidentes. Além disso, no caso de empresas que trabalham com um volume grande de veículos, é possível traçar uma rota otimizada, aumentando o número de atendimentos realizados em um dia e reduzindo os custos com a operação.

Com rastreadores do tipo M2M/GSM é possível ainda acompanhar informações mais detalhadas do veículo, como a velocidade com que ele está andando, o tempo em que o motor ficou ligado sem necessidade e também a quantidade de combustível consumido, tornando a gestão de frotas um processo mais eficiente.

Baixar guia para frotas mais eficientes

Economias geradas em frotas com um sistema de rastreamento completo

Segundo um estudo feito dentro da nossa base de dados, veículos de frotas empresariais com um sistema completo de rastreamento veicular apresentam uma economia de até 30% em combustível. A redução de gastos se torna mais evidente quando são levadas em conta frotas de porte médio a grande.',

Tomemos como exemplo uma empresa com uma frota média de 30 veículos. A partir da inteligência fornecida pelo sistema de rastreamento, é possível adotar ações como roteirização otimizada de trajetos, melhor distribuição de tarefas e monitoramento de paradas indevidas. Isso resulta em uma economia anual de até R$106.920,00 para a empresa.

Extrapolando a análise para frotas grandes, de até 200 veículos, a economia anual chega a R$712.800,00. Ou seja, o rastreamento faz com que a gestão de frotas se torne mais eficiente em atendimentos diários e também mais econômica.

Essas comparações ficam ainda mais evidentes quando é feito um acompanhamento do consumo dos veículos. Nele você pode criar campos para o motorista preencher na hora de abastecer, incluindo os litros abastecidos e a distância percorrida.

Para te ajudar já deixamos esse modelo pronto, com as fórmulas definidas e com todos os gráficos mais importantes.

Baixar planilha de cálculo de combustível

A mesma análise acima pode ser feita aproximando-se da realidade de frotas com rendimento variável, já que o consumo pode mudar muito conforme o modelo do veículo.

No caso de carros de serviços, frotas com carros do tipo Ford Focus, por exemplo, apresentam um rendimento médio de 9.3km/l, enquanto frotas com Fiat Mobi percorrem 13.7km/l.

Nesse caso, a economia seria mais acentuada nas frotas de Ford Focus, deixando de desperdiçar por ano até R$115.000,00, enquanto em frotas de Fiat Mobi a economia seria de até R$78.000,00.

Essas variações no rendimento do combustível fazem com que seja muito importante uma boa pesquisa para escolher o veículo que vai compor a frota da empresa.

Outros fatores também pesam nessa escolha, como o espaço disponível dentro do veículo, o tipo de serviço que será prestado, ou ainda, restrições no orçamento que levam à escolha do que é aparentemente "mais barato".

Pensando nisso, criamos uma ferramenta gratuita onde você pode comparar diferentes veículos e entender qual possui o melhor custo-benefício para a sua frota!

Comparar veículos para frotas

Outro tipo de economia é relacionado ao tempo de ociosidade do motor, ou seja, o tempo onde o motor fica ligado sem necessidade, quando o carro está parado, por exemplo.

Para entender melhor esse desperdício, a Cobli descobriu que veículos de frotas não monitorados têm até 25% da jornada realizada com o motor ocioso. Isso representa um desperdício anual de até R$53.460,00 em frotas com uma média de 30 veículos.

Simplificando para o dia a dia: se convertemos os 25% em minutos ociosos diários do motor, isso daria 60 minutos. Esse tempo de ociosidade diária por veículo desperdiçam R$53.460,00 ao ano.

Da mesma forma, podemos analisar casos com menor ociosidade, como 5%. Nesse caso, a taxa representa um tempo de 12 minutos ociosos por dia. Contabilizando isso em frotas de 30 veículos, o desperdício pode chegar ao equivalente a R$10.692,00.

Funcionalidades

Existem diferentes modelos de rastreadores veiculares disponíveis no mercado. É necessário avaliar quais são as necessidades de quem os procura e diferenciar o uso comercial do uso pessoal para fazer a melhor escolha. Abaixo, alguns recursos que podem ser encontrados nos dispositivos com sistemas completos para utilização em frotas:

Todo veículo pode ter um rastreador?

Em geral, um rastreador veicular serve para praticamente qualquer veículo, desde carretas, caminhões e ônibus, passando por carros comuns e até motocicletas. De forma mais ampla, é possível utilizar rastreadores veiculares até em máquinas que não usam estradas OBD, como trens, barcos e tratores — a única limitação de funcionamento nesses casos é a disponibilidade de sinal ou antenas na região. Além disso, como os rastreadores veiculares mais comuns são conectados por meio da entrada OBD, alguns veículos fabricados antes de 1996 podem não possuir uma entrada compatível. Por isso, é indicado falar com um especialista para entender se as necessidades podem ser atendidas e tirar outras dúvidas possíveis sobre o uso nas operações.

O melhor tipo de rastreador

Veículo particular

Se você procura um rastreador para veículo particular, é recomendado avaliar os seguintes pontos:

  • Alertas

    Opte por aqueles que emitem avisos que ajudam a manter uma direção segura, como alertas de velocidade e de bateria fraca.

  • Tipo de veículo

    Tenha em mente qual o modelo do veículo que receberá o dispositivo (se é uma moto, carro, caminhão, van...) e tenha certeza de que o rastreador é compatível com o seu modelo.

  • Tipo de rastreador

    Na maior parte dos casos, o rastreador ideal para carros particulares é o tipo M2M/GSM. Ele é mais barato e, geralmente, conta com a função única de rastrear, já que não é necessário o monitorar indicadores de performance como os utilizados em gestão de frotas.

Gestão de frota

Se você procura um rastreador para veículos de frotas, é recomendado avaliar os seguintes pontos:

  • Localização exata

    Opte por rastreadores com pulsos precisos e com tempos curtos entre uma atualização e outra, ou seja, com maiores frequências de atualização.

  • Relatórios

    O sistema de rastreamento enriquece a inteligência do negócio, otimizando custos e mão de obra. Escolha sistemas completos que forneçam informações sobre controle dos veículos, como rotas, velocidade, frenagens, quilometragem e paradas.

  • Mapas atualizados

    Leve em conta dispositivos que utilizam mapas do Google. Eles costumam ser bem avaliados por estarem sempre com as localizações de prédios, casas e centros comerciais em dia.

4 erros ao escolher um rastreador

Separamos os erros mais comuns cometidos na hora de escolher um sistema de rastreamento veicular. Afinal, o preço não pode ser o único fator lado levado em conta.

  • Não pensar nos recursos disponibilizados por cada rastreador

    Para avaliar as vantagens de um sistema de rastreamento é necessário entender todos os recursos que ele vai disponibilizar para beneficiar o seu veículo ou frota e o quanto esse benefício é importante no dia a dia.

  • Não pesquisar sobre custos adicionais

    Além da mensalidade, existem outros custos envolvidos. É necessário avaliar qual a taxa de instalação de um dispositivo, entender se eventuais reparos estão inclusos no valor ou se são cobrados à parte e quais recursos o sistema poderá fornecer para os seus veículos.

  • Ignorar a tecnologia de transmissão de dados

    Existem 03 tipos de rastreadores, de acordo com a tecnologia de transferência de informações para uma central de controle: via satélite, radiofrequência e M2M/GSM. Cada um desses tipos funciona melhor dependendo do objetivo final. Por isso, é preciso avaliar qual situação é mais adequada para a gestão da frota.

  • Não avaliar a frequência de pulso

    Quanto menor o intervalo entre pulsos com que o rastreador opera, melhor. Por exemplo: um intervalo de 05 segundos indica que as informações sobre o veículo são atualizadas a cada 05 segundos. Para uma gestão de frotas eficientes é recomendável que esse valor não ultrapasse os 60 segundos.

Conhecer o rastreador da Cobli

Informações complementares

Agora que você já conhece os pontos mais importantes sobre rastreador, separamos alguns materiais para você se aprofundar ainda mais no assunto:

Rastreamento de cargas: entenda os bentefícios dessa tecnologia

O rastreamento é feito por meio de dispositivos de geolocalização. Os rastreadores funcionam de duas maneiras: via satélite (os GPS) e via radiofrequência.

Leia mais
o que é e como funciona um sistema de rastreamento veicular?

Rastreadores são dispositivos de geolocalização instalados em veículos automotores, conhecidos por indicar a trajetória e localização de um veículo.

Leia mais
Como a Cobli pode ajudar no rastreamento da sua mercadoria

Entenda como funciona e quais são os benefícios do rastreamento de mercadoria, os tipos de rastreio e como a Cobli pode ajudá-lo a rastrear a sua frota.

Leia mais
como escolher a melhor empresa de rastreamento veicular?

São muitas as razões para contratar uma empresa de rastreamento veicular, mas com tantas opções, é difícil saber qual delas você deve escolher.

Leia mais
Como o monitoramento e o rastreamento beneficiam frotas terceirizadas

Quando falamos de logística, as palavras organização, otimização e gestão estão sempre presentes. O monitoramento pode trazer economia e melhorar os resultados.

Leia mais
Como profissionais de transporte podem se proteger do coronavírus?

Antes de serem motoristas, quem pega a estrada são pessoas. Os cuidados básicos, então, são os mesmos que todo mundo tem que tomar.

Leia mais
Quer uma gestão de frotas completa?Se você precisa fazer uma gestão mais eficiente da sua frota, a Cobli possui um sistema de rastreamento completo e moderno. Fale conosco!