Saber se um caminhão está no lugar e na rota certos. Aumentar a segurança de uma viagem. Conseguir economizar tempo e dinheiro gastando menos combustível: essas são algumas das vantagens que a tecnologia de rastreamento pode trazer para um motorista. Para fazer isso direito, porém, é preciso usar um dispositivo muito especial: o rastreador de caminhão. Neste texto, explicaremos o que ele é, como funciona, para que serve, quais são suas vantagens e até quanto custa um rastreador de caminhão. Vamos lá?

O que é um rastreador de caminhão?

Um rastreador de caminhão é um dispositivo que cabe na palma da mão, mas que é dotado de bastante tecnologia e pode ajudar bastante na segurança e na eficiência da sua atividade. A maioria desses aparelhos é pouco maior que um pen-drive ou um isqueiro e pode se conectar com o veículo por meio de uma tecnologia chamada On Board Diagnostic (OBD, na sigla em inglês, ou diagnóstico a bordo).

Como o rastreador funciona?

Por uma obrigação regulatória, todos os caminhões fabricados no Brasil desde 2010 saem de fábrica equipados com ao menos uma entrada para dispositivos que usam a tecnologia OBD – que também tem uma versão mais nova, chamada de OBD II. Quando o rastreador é plugado nessa entrada, ele é capaz de obter dados sobre a localização do veículo e os enviar em tempo real para uma central de monitoramento, com ajuda de tecnologias de comunicação.

Modelos mais sofisticados também são capazes de monitorar informações sobre gasto de combustível, óleo e até mesmo informar se é necessário realizar algum tipo de manutenção antes que o caminhão quebre.

Como o rastreador sabe onde o veículo está? E como ele se comunica com os sistemas?

Quanto à tecnologia de comunicação, há dois tipos de rastreadores de caminhão. O mais popular deles é o que utiliza o GPS (Sistema de Posicionamento Global, na sigla em inglês): nada mais é do que um sistema que transmite informações para satélites localizados na órbita terrestre.

Uma vez que a localização dos satélites é conhecida, a plataforma é capaz de agregar informações para determinar, com margem de erro de poucos metros, onde o veículo está localizado.

Além disso, há ainda a tecnologia de radiofrequência. Neste caso, em vez do rastreador enviar seu sinal para satélites, ele manda informações para antenas de rádio ou de telefonia – a partir de uma triangulação da localização das antenas e da intensidade dos sinais, é possível calcular a posição do caminhão. O sistema de GPS tem maior precisão, mas não funciona em áreas em que há muitas árvores ou em subsolos, algo que a radiofrequência consegue dar conta.

Para que posso utilizar um rastreador no meu caminhão? E quais são as vantagens?

Há diversos motivos para se usar um rastreador. O primeiro deles é deixar o transporte mais seguro – além de gerar maior precisão na rota, ter um rastreador a bordo também pode tornar mais fácil notificar algum incidente de segurança.

Muitas seguradoras já pedem também que os caminhões utilizem rastreadores com seguro para reduzir riscos e ter maior controle das informações no caso de algum sinistro. Isto é: se algum problema acontecer, será mais fácil explicar o que ocorreu e de quem é a responsabilidade, seja num acidente, num assalto ou qualquer outro incidente.

Outra motivação é a eficiência: é possível saber se o trajeto percorrido é o mais rápido; no caso de rastreadores mais avançados, o bom uso da tecnologia pode gerar economias de combustível e tempo, além de exibir dados sobre quando é a hora de fazer manutenção em alguma parte do caminhão.

Além disso, para quem lida com entregas em áreas urbanas, em que rapidez é algo fundamental, rastreadores podem ajudar centrais de monitoramento e transportadoras a achar o motorista disponível que está mais próximo da carga – mais um ganho de eficiência.  

Para transportadoras ou empresas que têm frotas próprias, um sistema de rastreamento também pode ajudar a controlar a jornada de trabalho (e descanso) dos motoristas.

Quanto custa um rastreador de caminhão?

Um bom rastreador de caminhão não é algo barato, mas também está longe de ser inacessível: há modelos de bom desempenho cujo preço gira em torno de R$ 300. Além disso, há empresas – como é o caso da Cobli – que não vendem o aparelho, mas sim cobram uma mensalidade por seu uso e auxílio no monitoramento, fornecendo insights para melhorar a segurança e a eficiência do seu caminhão.

Esse conteúdo te ajudou? Confira nosso blog para mais informações sobre o setor, ou fale com um de nossos atendentes pelo telefone (11) 4810-2200 ou pelo e-mail euquero@cobli.co.

Rastreamento de Frota
badge primary - Rastreador de caminhão: o que é e para que serve?
Cobli

euquero@cobli.co
(11) 4810-2200

Escreva um Comentário