Post atualizado em

controle de manutenção

É provável que você já tenha escutado alguém dizer que ficar ligando e desligando o veículo gasta mais combustível do que deixá-lo em ponto morto por algum tempo, certo? Este é um argumento muito utilizado por motoristas para justificar o motor ligado enquanto descarregam seus caminhões ou se preparam para sair.

Apesar do senso comum, esse tipo de argumento está errado. A verdade é que o motor ocioso — ou seja, que está ligado enquanto o veículo não está em movimento — pode gastar muito mais combustível do que quando é ligado e desligado novamente. Essa prática também pode contribuir para a poluição produzida pelo motor e favorece seu desgaste precoce.

Para reduzir esse hábito, é ideal que todos os gestores de frota conheçam os prejuízos que o motor ocioso pode causar. E é sobre isso que vamos falar neste post. Acompanhe.

Qual é o impacto no consumo de diesel?

Deixar um caminhão parado com o motor ligado, por exemplo, consome cerca de 2 litros de diesel por hora. Com o aumento do valor dos combustíveis, este é um gasto significativo e que pode ser evitado.

Atualmente, o diesel custa cerca de R$3,30 por litro. Em uma viagem com dez paradas de 10 minutos cada, o motorista estaria economizando, em média, R$10,00 por dia.

Pode parecer pouca coisa, mas para uma frota com 100 caminhões, esse valor passa a ser de mil reais. Se considerarmos uma jornada de 20 dias por mês, seria possível economizar quase R$250 mil por ano — isso é praticamente o preço de um caminhão novo! O mesmo se aplica a veículos leves.

O consumo de combustível de um caminhão parado por mais de 30 segundos já é superior ao que é gasto para colocá-lo em funcionamento. Ou seja, a não ser que a parada dure menos que 30 segundos, é preciso colocar em prática o hábito de desligar o veículo assim que ele estiver parado.

Dirigir com o veículo em ponto morto diminui o consumo?

É importante também falarmos sobre a prática de deixar o motor em ponto morto enquanto um veículo está embalado ou em uma descida.

Muitos motoristas entendem essa prática como uma boa medida para se economizar combustível, já que mantém a rotação do motor reduzida. Contudo, esta é uma ação perigosa e que não gera nenhuma economia. Muito pelo contrário, só tende a causar prejuízos.

Um veículo é um equipamento pesado e, em uma descida íngreme, a marcha lenta permite que sua velocidade seja controlada pelo freio, o que impede que o motorista perca o controle na direção. Por outro lado, se você deixar o veículo em ponto morto, o freio mecânico das rodas sofrerá um desgaste maior, podendo não ser suficiente para frear e manter o controle do automóvel, o que pode provocar sérios acidentes.

Essa prática aumenta o consumo de combustível, pois confunde o sistema de injeção eletrônica e gera um amplo desgaste nas peças do veículo. Além disso, o motorista que deixa seu veículo na “banguela” ainda está sujeito à multas de trânsito no valor de R$85,13.

Portanto, se você deseja ter mais segurança e ainda economizar, a melhor coisa a se fazer é evitar o motor ocioso com o veículo parado.

E o impacto ao meio ambiente?

Além de aumentar o consumo de combustível, o motor ocioso também causa outro prejuízo. Diferentemente dos exemplos anteriores, em que o condutor ou o veículo era afetado, aqui estamos falando de danos causados ao meio ambiente.

A combustão de qualquer tipo de combustível — responsável pelo funcionamento do veículo — é um processo químico que termina com a liberação de dióxido de carbono (CO2) e muitos outros gases poluentes.

O dióxido de carbono é o principal agente responsável pelo efeito estufa, um impacto negativo na atmosfera terrestre que causa o aquecimento global. Outros poluentes liberados pela combustão do diesel também afetam a população, que fica mais propensa a desenvolver problemas respiratórios e alergias.

Nas grandes cidades brasileiras, quase 90% da poluição do ar é causada apenas pelos automóveis. Voltando ao nosso exemplo anterior, aquela mesma frota de 100 caminhões que faz cerca de 10 paradas por dia pode emitir até 7 toneladas de poluentes no decorrer de um ano. Se você quiser ajudar a diminuir este impacto no meio ambiente, melhor parar de deixar o motor do seu veículo ocioso.

Mas, não é preciso aquecer o motor antes de ligar o veículo?

Outra prática muito comum entre os motoristas é deixar o motor ligado para aquecê-lo e evitar danos ao rodar com ele frio. Este, porém, é outro equívoco.

Ao ligar o veículo, o óleo lubrificante se espalha em segundos para proteger o motor do frio. Logo, se você mantém a manutenção da sua frota em dia, não será preciso se preocupar com danos causados por baixas temperaturas.

Depois de ligado, o motor em ponto morto ou em baixa rotação não atinge a temperatura ideal para rodar com o máximo de desempenho. Isso só acontece quando o automóvel é colocado em movimento com a carga cheia.

Sendo assim, a velha conversa de deixar o veículo ligado para aquecer o motor antes de sair da garagem não se justifica mais. Essa prática só serve para consumir mais combustível, poluir o ar e desgastar as peças.

Como controlar o uso do motor ocioso?

Diante de tudo que falamos até agora, é importante que os gestores de frotas tomem medidas para impedir que seus motoristas fiquem com os veículos ligados enquanto estão parados.

Investir em um sistema de monitoramento de frotas, nesses casos, pode ser uma boa solução para esse problema. A tecnologia usada hoje em dia é capaz de identificar diversos dados operacionais dos veículos, inclusive o tempo de motor ocioso.

Caso algum motorista esteja desobedecendo a ordem de deixar o veículo desligado enquanto estiver parado, por exemplo, o sistema pode registrar este tempo de motor ocioso e disponibilizar em um relatório consolidado de toda a frota.

O sistema de monitoramento também é capaz de indicar os momentos em que os motoristas estão trabalhando ou não. Dessa forma, o gestor adquire melhor controle da jornada de todos, e assegura que tudo seja feito da melhor forma possível.

Gerenciamento de frotas não é algo fácil. Por isso, é importante contar com um bom sistema de gerenciamento para garantir que seus motoristas poupem combustível, diminuem a poluição causada pelos veículos e, acima de tudo, dirijam com mais segurança.

 

Acesse nosso site, descubra nossas soluções personalizadas e como a gente pode te ajudar!

Telemetria Veicular

 


 

badge primary e1563977884304 - Quais os malefícios de deixar o motor ocioso?
Cobli

euquero@cobli.co
(11) 4810-2200

Escreva um Comentário