Seguro por km rodado: como funciona? Vale a pena?

A evolução pela qual o mercado de seguros passou nos últimos anos é bastante significativa. Isso deve-se, principalmente,  às necessidades que estão em constante alternância por parte dos consumidores. O seguro por km rodado faz parte dessas grandes inovações dos últimos anos.

Essa metodologia, de cobrar o seguro apenas pela quilometragem percorrida pelo carro, nasceu e ganhou força nos Estados Unidos, com o nome de pay-per-use, em tradução literal, pagar pelo que dirige. 

A modalidade de seguro por km rodado apareceu como uma importante alternativa às diferenças de uso entre determinados públicos do mercado automotivo. 

Um motorista de aplicativo ou motoristas que trabalham realizando entregas, precisam de um produto específico, como um seguro de frota, pois estão na rua, basicamente, todos os dias.

Agora, uma pessoa que dirige apenas aos finais de semana, para fazer viagens curtas ou pequenos trechos, não precisa pagar o mesmo valor, visto que na maioria das vezes, o carro está estacionado.

Mesmo que, na comparação de Setembro de 2023 com Setembro de 2022, os preços dos seguros tenham caído 10,6%, segundo a TEx, insurtech especializada em soluções online para o mercado segurador, o valor do seguro por km rodado é mais atrativo para pouca usabilidade.

Vale ressaltar, também, que um dos destaques do seguro por km rodado é a abordagem mais personalizada e flexível em comparação aos seguros automobilísticos tradicionais, principalmente, por deixá-lo mais acessível à maioria da população.

Neste texto, exploraremos o conceito de seguro por km rodado, como funcionam suas taxas, seus benefícios em comparação com o seguro tradicional, as diferenças entre as duas modalidades e como os desafios e desvantagens a essa abordagem inovadora.

O que é o seguro por quilômetro rodado?

O seguro por km rodado é uma revolução no mundo dos seguros automobilísticos. Ele opera com um conceito diferente do que a maioria das pessoas está habituada. 

Nesta modalidade de seguro por km rodado, o preço é calculado com base na quantidade de quilômetros percorridos pelo veículo segurado durante determinado período. 

Claro que há outras variáveis que precisam ser analisadas além da quilometragem percorrida, como o valor do carro, índice de roubo de veículo, entre outros.

Isso vai totalmente em contraste com os seguros tradicionais, onde os proprietários pagam prêmios fixos. Prêmio, neste caso, nada mais é do que o preço do seguro.

Como funciona o cálculo das taxas de seguro por quilômetro rodado?

O grande diferencial desse produto personalizado é o cálculo das taxas de seguro por km rodado. Essa análise é parte fundamental do seguro por km rodado.

Para determinar o prêmio a ser pago, os segurados instalam um dispositivo de rastreamento no veículo. Esse dispositivo monitora constantemente os quilômetros percorridos e consegue passar, com precisão, as informações necessárias para o cálculo do preço. 

Quanto mais quilômetros o veículo percorre, maior será o custo do seguro. Essa fórmula simples e direta torna o seguro por km rodado altamente personalizado, permitindo que os motoristas paguem apenas pelo que realmente usam.

No entanto, na maioria das contratações, também há um preço fixo mensal, mais baixo do que os seguros “tradicionais”. Esse valor fixo é baseado no preço de mercado do carro e nas proteções que podem ser contratadas, como assistência 24 horas, vidros, terceiros, RCTR-C, entre outras.

O seguro por km rodado é uma alternativa para os motoristas e empresas terem maior previsibilidade de custos com esse produto.

Essa mensalidade serve para proteger o veículo nos momentos em que ele está parado, por exemplo, na garagem ou na rua, e pode sofrer algum tipo de sinistro,  que é uma ocorrência de um risco coberto, durante o período de vigência do plano de seguro.

Exemplificando o cálculo das taxas de seguro por quilômetro rodado

Imagine que, para o seguro do seu carro, o valor fixo mensal é de R$50. A este preço, será somado a distância percorrida mensalmente, também negociado previamente.

Nesta situação hipotética, o segurado terá uma assinatura fixa de R$50, além de R$0,10 por quilômetro percorrido.

Por meio do dispositivo de rastreamento, a seguradora realiza o cálculo da distância percorrida, que pode ter sido, por exemplo, 70 quilômetros. Neste caso, ao final do mês, o segurado pagará R$57 (R$50 da mensalidade + R$7 da quilometragem percorrida).

Quais são os benefícios de um seguro por km rodado em comparação ao tradicional?

Ao pensar na transição para o seguro por km rodado, alguns motoristas e empresas podem se beneficiar dessa escolha vantajosa. 

Quem trabalha em empresas, com muitos veículos, e precisa fazer a gestão de seguros para frotas, por exemplo, também pode ter ganhos, principalmente quando é analisado os dados da frota no detalhe, como a quantidade de quilômetros rodados por cada carro. 

Abaixo, destacamos os principais benefícios dessa modalidade em comparação com o seguro tradicional:

Economia 

Uma das maiores vantagens do seguro por km rodado é a economia significativa que ele pode proporcionar. 

Especialmente para aqueles que não utilizam os veículos com frequência ou têm um estilo de vida que envolve menos tempo na estrada, o seguro por km rodado pode resultar em valores mensais mais baixos aos seguros tradicionais de pagamento fixo.

Personalização

O seguro por km rodado tem a grande vantagem de ser altamente personalizável. 

O produto leva em consideração o uso real do veículo. Isso permite que os motoristas tenham mais controle sobre seus custos de seguro, pagando apenas pelo que realmente precisam.

Incentivo à direção responsável

Com o custo do seguro diretamente relacionado à quantidade de quilômetros rodados, os motoristas têm um incentivo natural para adotar práticas de direção mais seguras e responsáveis. 

Inclusive, dentro da modalidade de seguro por quilômetro rodado, existe um produto ainda mais personalizado que é o Pay How You Drive, que, em uma tradução literal, é pague como você dirige. Quanto mais prudente você é no trânsito, menor será o valor pago pela quilometragem percorrida.

Esses pontos podem levar a uma redução nas sinistralidades e, consequentemente, a prêmios mais baixos.

Flexibilidade

Os segurados têm a flexibilidade de ajustar seu plano de seguro conforme suas necessidades, adicionando ou removendo coberturas adicionais conforme desejarem.

Para quem trabalha com frotas, por exemplo, pode incluir o seguro de carga, um adicional para cobrir eventuais riscos relacionados a uma carga durante a operação de transporte e que é obrigatório por lei.

Quais são as diferenças entre um seguro por quilômetro rodado e um seguro tradicional?

As diferenças entre o seguro por quilômetro rodado e o seguro tradicional são simples de serem identificadas.

No entanto, por se tratarem de seguros, a base dos produtos pode ser semelhante.

Abaixo, destacamos as principais diferenças:

Método de cálculo de prêmio

Claramente, a principal diferença entre o seguro tradicional e o seguro por quilômetro rodado. 

O método de cálculo de prêmio é o elemento mais evidente que diferencia as duas modalidades. Enquanto o seguro tradicional depende de prêmios mensais ou anuais fixos, a depender da seguradora e do método de pagamento escolhido, o seguro por km rodado calcula o custo com base na quantidade de quilômetros percorridos.

Personalização de acordo com o dia a dia do motorista

O seguro por quilômetro rodado é bastante personalizável, levando em consideração necessidades específicas de cobertura do seguro, além, claro, da quilometragem real do motorista.

Em contraste, o seguro tradicional geralmente oferece pacotes de cobertura mais genéricos, também conhecidos como “produtos de prateleira”.

Controle de custos

Com o seguro por quilômetro rodado, os motoristas têm um controle significativamente maior sobre seus custos, podendo ajustá-los com base na quantidade de quilômetros rodados.

Isso pode ser de grande ajuda, também, para frotistas, que conseguem controlar, de maneira mais detalhada, os custos relacionados aos veículos.

Uso de tecnologia

No seguro por km rodado há uma dependência clara da tecnologia, pela necessidade de implementação de dispositivos de rastreamento ou aplicativos para monitorar a quilometragem e até o comportamento de direção – isso é possível por meio da telemetria veicular.

A Cobli, uma plataforma de inteligência que descomplica a gestão e potencializa a frota, oferece esse tipo de produto para ajudar no acompanhamento de informações importantes sobre como os veículos estão sendo conduzidos, como acelerações e frenagens bruscas, curvas perigosas e velocidades excedidas.

Já o seguro tradicional, geralmente, não requer a mesma quantidade de tecnologia para funcionar, pois consegue usar a base de informações estáticas e históricas, como índice de roubo do tipo de veículo, índice de roubo de cargas, entre outras.

Quais são os desafios ou desvantagens associados ao seguro por quilômetro rodado?

Apesar de suas vantagens, o seguro por quilômetro rodado também apresenta alguns desafios e desvantagens. Na gestão de seguros para frotas, inclusive, pode trazer grande impacto.

Privacidade

Para calcular o prêmio com precisão, as seguradoras precisam rastrear a quilometragem do veículo. Isso pode levantar preocupações de privacidade para alguns motoristas.

Custos imprevisíveis

Aqui entra um pouco do que citamos para quem faz gestão de seguro em frotas. 

Por, em geral, não se ter um padrão regular de quilometragem, os custos do seguro por quilômetro rodado podem ser imprevisíveis e flutuar ao longo do ano.

Limitações geográficas

Alguns programas de seguro por km rodado podem ter limitações geográficas, o que pode ser inconveniente para quem viaja com frequência ou quem percorre grandes distâncias, como em serviços de entregas.

Como as seguradoras rastreiam os quilômetros percorridos pelos segurados? 

As seguradoras utilizam diferentes métodos para rastrear os quilômetros percorridos pelos segurados. Os mais comuns incluem o uso de rastreador GPS, aplicativos para smartphones ou até leituras de odômetro periódicas.

Esses métodos garantem que a seguradora tenha dados precisos para calcular o prêmio de forma justa.

O seguro por km rodado também pode ser apoio para motoristas dirigirem com mais responsabilidade.

O seguro por quilômetro rodado leva em consideração a maneira como o veículo é conduzido?

Isso depende do tipo de produto e da empresa onde você contratará o seguro por km rodado. 

Algumas empresas que oferecem o seguro por quilômetro rodado também levam em consideração a maneira como o veículo é conduzido. Essa modalidade é conhecida como  Pay How You Drive, como falamos anteriormente, que significa “Pague Como Você Dirige”.

Além da quilometragem, fatores como a velocidade, a aceleração brusca e as frenagens repentinas podem influenciar o prêmio. 

Motoristas que adotam um comportamento de direção mais seguro podem receber descontos adicionais.

O seguro por quilômetro rodado oferece cobertura adicional opcional?

Sim, assim como o seguro tradicional, o seguro por quilômetro rodado oferece opções de cobertura adicionais. 

Os segurados podem personalizar seu plano escolhendo coberturas, como:

  • Danos a terceiros;
  • Assistência 24 horas;
  • Proteção contra furto;
  • Seguro de cargas;
  • Assistência de vidros etc.

Isso permite que os motoristas adaptem o seguro às suas necessidades individuais.

Esta publicação te ajudou? Confira essa e outras explicações sobre questões de logística e gestão de frota no blog da Cobli

Sobre o autor

Fale com nossos especialistas!

Estamos disponíveis para tirar dúvidas e demonstrar o sistema de rastreamento e monitoramento de frotas da Cobli em ação.

Teste grátis

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *