modo-de-conducao-veicular

Como o modo de condução aumenta o desempenho da frota?

O modo de condução de um veículo diz muito sobre o motorista, mas também pode ser uma verdadeira dor de cabeça para as empresas de logística.

Gestores de frota buscam incessantemente maneiras de reduzir os custos logísticos e entender o modo de condução de seus motoristas é uma dessas alternativas essenciais para economizar.

Uma vez que você entende como os seus motoristas conduzem os veículos, você consegue analisá-los e traçar estratégias para corrigir comportamentos ineficientes e melhorar sua performance.

Quer saber mais? Siga a leitura e confira!

O que é a condução de veículos?

A condução de veículos é a forma como os motoristas dirigem e isso impacta diretamente a empresa de logística.

Freadas bruscas, manobras perigosas e desrespeito às leis de trânsito são apenas alguns dos riscos de um modo de condução inapropriado.

Hoje em dia, até para facilitar a vida dos condutores, muitos carros já vêm com um botão de modo de condução, ou seja, ao apertá-lo, o condutor consegue escolher que tipo de direção quer ter: econômica, esporte ou até ecológica com menos emissão de poluentes.

Entretanto, sabemos que essa não é a realidade das frotas brasileiras. Então, precisamos falar sobre o modo de condução dos veículos e como isso pode melhorar ou piorar a performance de uma empresa.

Por que preocupar-se com o modo de condução de seus motoristas?

Imagine o seguinte cenário: um motorista que ultrapassa o limite de velocidade das vias, freia bruscamente quando chega perto de um outro veículo, não dá seta para trocar de faixa, não respeita as prioridades de cruzamento nas vias.

Um condutor como esse coloca a sua vida e a de terceiros em risco. Além disso, ele arranha a reputação da empresa, desgasta os pneus do automóvel, gasta excessivamente combustível e recebe multas de trânsito.

E quem vai arcar com essa conta absurdamente alta? A empresa. Então, investir em maneiras de monitorar o modo de condução dos motoristas é essencial para quem almeja reduzir os custos logísticos, certo?

Além disso, precisa-se comunicar aos condutores as boas práticas da empresa e como eles podem atingir uma condução econômica.

Mas o que é a condução econômica?

Quando pensamos em condução econômica, logo vem à cabeça a redução de custos de combustível, certo?

E não é para menos, vemos todos os dias nos noticiários preços recordes de gasolina, o que é uma constante preocupação para os gestores de frota.

Entretanto, a condução econômica vai mais além e reúne não somente o valor gasto com combustível, mas a redução de acidentes, valorização do veículo, redução de manutenções e até mesmo o aumento da efetividade das entregas.

Em outras palavras, a condução econômica é uma maneira responsável de dirigir aliada a otimização de custos e até de mão de obra.

Mas para que isso se torne realidade, a empresa também precisa fazer a sua parte.

Investir em treinamentos de direção defensiva, planejar rotas mais eficientes e manter a manutenção do veículo em dia são algumas das formas de aumentar a produtividade e reduzir custos logísticos.

E como saber se o motorista possui um modo de condução adequado? Siga para o próximo tópico e confira!

modo-de-conducao
O modo de condução diz muito sobre o motorista, mas também deve ser uma preocupação das empresas.

Como a telemetria impacta no modo de condução dos motoristas?

A telemetria veicular é uma tecnologia de captação remota e armazenamento de informações de um veículo.

É através dela que é possível analisar a velocidade média de um automóvel, o consumo de gasolina, quantas paradas o motorista fez ao longo do trajeto, se houve acelerações ou frenagens bruscas, etc.

Com essa quantidade de dados em mãos, o gestor poderá estudar o modo de condução de cada um dos seus motoristas, podendo apontar pontos de melhorias e dar feedback do que está sendo feito corretamente.

A telemetria, portanto, é fundamental no controle do modo de condução dos motoristas, já que é um mecanismo capaz de fiscalizar as ações dos condutores para tomadas de decisão mais rápidas e assertivas.

Veja alguns dos benefícios desta tecnologia:

Controle do modo de condução dos veículos

A telemetria fornece uma série de dados extremamente úteis para os gestores de frota.

Estes, por sua vez, podem coletar essas informações e analisá-las para saber qual o modo de condução dos motoristas e transformar comportamentos ineficientes em produtividade e cautela na direção.

Economia

Quando se tem acesso a uma base de dados que aponta com o que estamos gastando mais dinheiro, fica muito mais fácil prover soluções, não é mesmo? Afinal, o primeiro passo é identificar o problema.

Com a telemetria, gestores conseguem saber o que está acontecendo durante as viagens e direcionar seus esforços para ajudar os motoristas.

Então, se percebe-se que há um gasto mais alto com motoristas que excedem os limites de velocidade nas vias e freiam bruscamente, resultando em desgaste do automóvel e gasto de combustível, talvez a melhor solução que o gestor possa trazer é um treinamento para os motoristas.

Como consequência, o gestor terá uma equipe mais bem preparada para dirigir Brasil afora e reduz os custos de depredação do veículo e combustível.

modo-de-conducao-veicular
Um bom motorista entende que o seu modo de condução é essencial para manter a segurança no trânsito.

Segurança no trânsito

Outra vantagem de ter a telemetria como aliada é a maior segurança no trânsito e, consequentemente, para a empresa.

Motoristas treinados sabem exatamente o que podem ou não fazer enquanto dirigem e são capacitados para agir rapidamente em situações que pedem agilidade.

Aumento da vida útil do veículo

Sabe-se que a partir do momento que um veículo 0km sai da concessionária, ele já está desvalorizado.

Agora imagine o que acontece com uma frota, que viaja pelo Brasil inteiro. A depreciação do veículo é uma realidade, mas com um modo de condução mais eficiente, é possível prolongar a vida útil do veículo.

Como o motorista não irá sobrecarregar o automóvel e terá muito mais cuidado, as chances de preservar o automóvel são muito maiores, certo?

Estas são apenas algumas das razões pelas quais toda empresa deveria prezar pelo modo de condução de seus motoristas. Orientar, treinar e monitorar são os passos chave para que uma empresa reduza seus custos e melhore a sua performance.

Esta publicação te ajudou? Confira essa e outras explicações sobre questões de logística e gestão de frota no blog da Cobli.

Fale com nossos especialistas!

Estamos disponíveis para tirar dúvidas e demonstrar o sistema de rastreamento e monitoramento de frotas da Cobli em ação.

Teste grátis

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.