Cronograma de obras: guia definitivo com passo a passo

Um cronograma de obras é a ferramenta mais indicada para definir prazos e organizar as atividades que devem ser realizadas em cada etapa de um projeto de construção civil.

Além disso, permite o acompanhamento da produtividade da equipe e auxilia na organização e otimização do tempo.

A elaboração do documento é uma tarefa minuciosa e estratégica. Como toda projeção, deve ser analisada diariamente para corrigir falhas, atualizar prazos e minimizar impactos.

Nesse artigo você vai entender mais sobre a elaboração do cronograma de obra e os benefícios que esse tipo de planejamento pode trazer para o seu projeto. Confira!

Um cronograma de obras ajuda a definir prazos e organizar as atividades.

A importância do planejamento de longo prazo

O planejamento e controle são atividades que impactam diretamente o desempenho do projeto. Por isso, ao desenvolver um cronograma de obra, é importante ter uma visão completa da obra.

Um planejamento de longo prazo é aquele que prevê todas as fases do projeto, do início até o fim. Por isso, o gestor deve estudar sobre os objetivos do projeto, analisar todas as partes envolvidas, identificar riscos e considerar o orçamento previsto para a obra.

Quanto menor o prazo, maior e mais detalhado deve ser o nível do planejamento.

O que é o cronograma de obras?

O cronograma de obras é um documento, geralmente elaborado pelo engenheiro responsável, que deve conter todas as demandas, etapas e prazo de duração dos serviços de uma obra.

O documento, desenvolvido em forma de planilha, contém a descrição de cada etapa, de forma sequenciada, que deve ser dividida em períodos – semanas, quinzenas ou meses –, dependendo do tamanho e data de finalização do projeto.

Além do prazo, o cronograma também indica qual é o profissional responsável pela execução de cada atividade, permitindo o melhor monitoramento do andamento das etapas.

É importante que todos os colaboradores envolvidos no projeto tenham acesso ao cronograma da obra, para que entendam os impactos da execução correta ou atraso de cada atividade.

Quais são as vantagens de montar esse documento?

Já vimos que um bom planejamento pode garantir excelentes resultados e um aproveitamento de recursos e equipe. Conheça algumas vantagens da aplicação do cronograma de obras no seu projeto:

Controle de prazo

Um cronograma de obras organizado e atualizado permite que o gestor tenha um controle maior sobre todas as atividades e prazos do processo.

Identificação de obstáculos e gestão de risco

Acompanhar de forma detalhada a evolução de uma obra por meio do cronograma possibilita ao gestor uma visão ampla do que está acontecendo.

Além de mostrar um panorama do momento, o documento também apresenta as próximas etapas, recurso esse que facilita a identificação de entraves e gargalos na execução.

Conhecendo o problema, o gestor terá mais tempo e informações para evitar e resolver problemas futuros.

Redução de custos com material e mão de obra

Como o cronograma dá uma visão abrangente de todo o andamento do projeto, o gestor pode planejar com antecedência a entrada de materiais e estoque na obra, regulando o volume de compra de acordo com a etapa e a necessidade. Com isso, é possível:

  • Evitar a compra de materiais desnecessários ou excedentes;
  • Realizar a compra no momento correto, evitando problemas com armazenagem inadequada e perda de material;
  • Otimizar a gestão de fornecedores, melhorando as condições de entrega e preço.

O mesmo acontece com o quadro de colaboradores. Quanto mais organizado for o cronograma, mais otimizada será a alocação dos recursos humanos, evitando a ociosidade ou esgotamento físico da equipe.

Passo a passo para elaborar um cronograma de obras

O cronograma de obra deve detalhar as atividades planejadas, descrever as tarefas associadas a cada etapa e incluir o prazo de conclusão esperado.

A partir dessas informações o gestor poderá organizar e comunicar as equipes, comprar os insumos, alugar equipamentos, contratar mão de obra, monitorar as atividades e replanejar, quando necessário.

Confira a seguir os passos para montar um cronograma de obra:

1. Liste todas as atividades

Crie uma listagem com todas as atividades que serão realizadas durante o projeto.

É importante que você pense em atividades maiores e nos desdobramento delas em atividades menores. Quanto mais detalhada for essa descrição das subtarefas de cada etapa, maior será a visão dos prazos necessários para conclusão.

2. Defina prazos para realização de cada etapa

Os orçamentos da construção civil geralmente contém informações que podem te ajudar a definir os prazos de um projeto.

Procure utilizar uma ordem lógica e definir quais são as atividades prioritárias, que se relacionam entre si ou são dependentes, para entender o que precisa ser finalizado antes para que a próxima etapa seja iniciada.

Para ter uma visão completa de todo o processo e planejar com mais objetividade, é importante envolver profissionais de todas as áreas do projeto. Cada um pode trazer uma perspectiva diferente de necessidades e prazo para cada fase.

3. Execute o planejado

O cronograma é um documento vivo que deve ser consultado e alterado durante todo o desenvolvimento do projeto.

Durante a execução do projeto, é importante atualizar o documento com as informações da obra e registrar todos os ajustes, riscos ou impedimentos.

4. Meça os resultados

Ao chegar no fim do projeto, analise todas as versões do seu cronograma e entenda as mudanças realizadas durante a execução.

Esses registros são muito importantes para definir quais foram as as lições aprendidas do projeto, para que nas próximas execuções a sua equipe tenha um escopo de trabalho mais objetivo e produtivo.

Ciclo PDCA: uma ferramenta de melhoria contínua

Para auxiliar na execução do planejamento estratégico e cronograma de obra de forma eficiente, que tal utilizar o Ciclo PDCA como uma ferramenta de melhoria contínua dos seus processos?

Leia também: aplicando o ciclo PDCA à logística

O Ciclo PDCA – planejar (plan), executar (do), checar (check) e agir (act) – é uma metodologia usada para solucionar os problemas identificados durante o andamento do projeto. Confira as quatro etapas:

  1. Planejar: o que fazer com o problema identificado?
  2. Executar: agir de acordo com as metas traçadas no planejamento estratégico e limitações da obra
  3. Checar: confirmar se as metas foram atingidas
  4. Agir: implantação de boas práticas que garantem a solução do problema
O PDCA tem como objetivo a melhoria de processos de forma constante.

Ao utilizar o método de forma preventiva e contínua, como apoio para o cronograma de obras, é possível identificar melhorias nos processos, evitando tomada de decisões impulsivas e desperdícios de recursos.

Esse conteúdo te ajudou? Confira também outros textos sobre planejamento e gestão no nosso Blog.

Sobre o autor

Fale com nossos especialistas!

Estamos disponíveis para tirar dúvidas e demonstrar o sistema de rastreamento e monitoramento de frotas da Cobli em ação.

Teste grátis

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *