Tempo de leitura: 8 minutos

Você já tem na ponta da língua as práticas de higiene mais eficazes para prevenir a contaminação com a Covid-19, o novo coronavírus, correto? Vamos repassá-las?

  • Lavar as mãos a cada duas horas com água e sabão. Lavar bem mesmo, esfregando tudo por, no mínimo, 20 segundos. Se não tiver um relógio próximo, é só cantar “Parabéns a você” ou repetir o “Pai nosso”
  • Lavadas as mãos, não se esqueça de passar álcool em gel
  • Ao tossir ou espirrar, use um lenço de papel para cobrir o nariz e a boca e depois descarte-o. Na falta de um lenço, espirre ou tussa no antebraço e não nas mãos
  • Evite tocar o rosto e se mantenha distante de aglomerações

Mas como higienizar corretamente os veículos e impedir que eles transportem o vírus para lá e para cá?

Daí surgem ainda mais questões: O carro deve ser limpo com mais frequência? É melhor limpá-lo em casa ou deixar a higienização por conta de um profissional especializado? Quais produtos usar para se livrar da ameaça do vírus e não danificar o veículo? Como cuidar do carro durante a quarentena?

Neste texto, vamos dar algumas dicas para manter o coronavírus longe do seu veículo.

Quais produtos usar na limpeza do veículo?

Caio Latorre, supervisor de marketing na Mix Auto Center, aconselha a fazer a higienização externa do carro pelo menos uma vez por semana.

Para lavar a lataria, bastam água e sabão neutro ou sabão de coco. A limpeza interna deve ser mais frequente, a depender a utilização do veículo.

Ao higienizar a parte de dentro do carro, é importante dar uma atenção especial às peças que são mais tocadas e manuseadas pelo motorista, como o volante, o freio de mão, as maçanetas, a manopla de câmbio e os botões que abrem e fecham os vidros.

O aspirador de pó é um bom aliado na higienização do veículo. Aspire bem, todos os cantinhos do carro, principalmente os mais escondidos, que são também os que mais juntam mais poeira.

Além de uma solução de água e sabão, álcool ou álcool em gel também podem ser usados para limpar algumas partes do veículo (não todas).

Como preço do álcool anda subindo, ele pode ser substituído por desinfetantes do tipo Lysoform.

Quais produtos podem danificar o veículo?

Cuidado com o uso de álcool. Reserve o álcool e o álcool em gel para limpar os componentes de plástico e mantenha-os longe de tudo o que for tecido ou couro. Álcool ou álcool em gel nos bancos? Nem pensar!

Também nem cogite usar alvejante e desinfetantes à base de amônia ou água oxigenada para limpar o interior do carro. Esses produtos podem estragar superfícies de tecido e couro.

Importante: sempre tome cuidado ao usar líquidos para higienizar o volante e o painel para não danificar a parte elétrica do carro.

Latorre também aconselha a evitar as esponjas de melanina, que são abrasivas. “A famosa ‘esponja mágica’, utilizada a seco, pode danificar tecidos, couro, borracha e até plásticos mais escuros.

Prefira um pano úmido e uma mistura de água de detergente neutro para minimizar o risco de contaminação”, afirma.

Se for usar uma esponja, que seja uma macia. Pode até ser uma daquelas usadas para lavar louça, desde que você use somente a parte de cima dela, a mais macia.

Limpe os bancos

Limpeza com ozônio vale a pena?

Quem preferir deixar a higienização do veículo nas mãos de um profissional, pode recorrer a um autocenter que ofereça o serviço de limpeza com ozônio (ou oxissanitização).

O ozônio é 200 vezes eficiente do que o cloro (presente em alvejantes) na limpeza e elimina fungos, bactérias e odores.

Quando feita por profissionais, a limpeza com ozônio garante a higienização completa sem danificar as superfícies do veículo.

A quais parte do carro é preciso dar mais atenção na hora da limpeza?

As partes do carro que são tocadas ou manuseadas com mais frequência pelo motorista ou pelos passageiros devem receber atenção redobrada na hora da limpeza. Confira algumas dicas:

Banco

Como vimos, não use álcool, álcool em gel, desinfetantes à base de água oxigenada ou amônia e alvejantes para limpar os bancos. Esses produtos estragam couro e tecidos.

Primeiro aspire bem os bancos. Depois, limpe-os com um pano ou uma esponja macia e uma solução de água e detergente neutro ou sabão de coco.

Não se esqueça de passar também um pano seco para evitar que as superfícies permaneçam úmidas.

Volante

O volante é parte mais suja do carro.

Um estudo feito nos Estados Unidos mediu a quantidade média de bactérias existente por centímetro quadrado, ou unidades formadoras de colônias (CFU), em um volante.

Foram encontradas 629 CFU no volante, contra a média de 172 CFU em assentos de vasos sanitários.

Para deixar o volante limpo, já sabe: água e sabão. Se o volante não for de couro, dá para passar álcool.

Painel

Para limpar o painel, vale a mistura e água e sabão e também um pouco de álcool, mas tudo com muito cuidado. Não se esqueça de aspirar tudo.

Higienize a maçaneta

Maçanetas e manopla de câmbio

Limpe com água, sabão de coco ou detergente neutro e álcool em gel. Sempre com muito cuidado.

Como funciona a quarentena para veículos?

Como muita gente está trabalhando de casa e evitando sair, também tem muito mais carro parado na garagem.

Nesse meio tempo, quais cuidados devem ser tomados para manter o carro em boas condições e evitar problemas, quando, enfim, acabar a quarentena?

Só ligar o motor resolve?

Se você não está usado o carro para ir ao trabalho, tente ligá-lo ao menos uma vez por semana.

Deixe o motor ligado por um tempo, de 20 a 40 minutos, mas não se esqueça de fazer isso com a garagem aberta para evitar encher o ambiente de fumaça.

Se a sua garagem não for bem ventilada, é melhor tirar o carro e dar pelo menos duas voltas no quarteirão a cada dois dias.

Lembre-se de rodar com as janelas abertas. Sim, abertas.

Se os filtros do ar condicionado não estiverem limpos, você corre o risco de ajudar vírus e bactérias a se espalharem pelo seu carro.

É arriscado deixar o carro parado com combustível no tanque?

Deixar combustível no tanque do carro parado pode dar ruim. Se o combustível evaporar, quando você for ligar o carro depois, pode até fundir o motor.

Antes de botar seu carro em quarentena, passe no posto e abasteça com gasolina premium ou gasolina aditivada, que são mais seguras.

E tente ligar o motor com alguma regularidade.

Invista em uma revisão pré-quarentena

Deixar o carro parado por muito tempo também pode causar outros problemas, como descalibrar os pneus, o que vai levar a um aumento da queima de combustível.

Se puder, faça uma revisão antes de começar de vez a quarentena do veículo para não ter nenhuma surpresa desagradável depois.

Latorre, da Mix Auto Center, sugere calibrar os pneus com nitrogênio. O serviço não sai tão mais caro e a assim a calibragem dura mais.

Higienização contra o coronavírus

Não se esqueça de reforçar a higiene do motorista!

Não adianta nada deixar o carro limpinho e bem cuidado e depois botar a mão suja no volante, nas maçanetas, em tudo.

Antes de entrar no carro, lave bem as mãos e esterilize-as com álcool em gel. Quando for sair do carro, passe outra vez álcool gel nas mãos. Lembre-se: o veículo serve para transportar cargas e passageiros, não vírus.

Pronto! Seus veículos e motoristas estão devidamente protegidos contra o vírus. Quer compartilhar essas informações de forma mais rápida com seus funcionários e colegas de profissão? Preparamos um material legal para você:

200325 infografico covid blog 341x900 - Coronavírus: Como higienizar veículos da sua frota?

Agora que você já higienizou sua frota, que tal entender como você pode gerenciar melhor sua frota durante a pandemia? Leia neste post aqui.

Este conteúdo te ajudou? Fique de olho no blog da Cobli com mais atualizações sobre o coronavírus e seus impactos na logística.

Rastreador veicular 1 - Coronavírus: Como higienizar veículos da sua frota?