Qual o melhor óleo para moto? Saiba como escolher o certo

Engana-se quem pensa que os cuidados com a motocicleta se resumem a uma revisão anual. Muito pelo contrário, manter o veículo em boas condições, cuidar de sua segurança e saber qual o melhor óleo para a moto é fundamental para que ele funcione em sua plena capacidade.

Quando se trata de um veículo, todo cuidado é pouco. Além de assegurar a saúde de sua motocicleta, escolher o melhor óleo para a moto pode trazer uma série de benefícios, tais como uma melhora de performance e lubrificação dos componentes internos, por exemplo.

Entretanto, essa decisão de qual melhor óleo para moto pode ser difícil. Por isso, separamos tudo o que você precisa saber sobre o lubrificante, quais são os tipos existentes no mercado e como fazer uma escolha certeira que irá deixar a sua motocicleta em perfeito estado. Confira!

A importância da escolha do melhor óleo para moto

O motor é uma peça chave para qualquer veículo, seja ele de duas rodas ou não. O que nem todo mundo sabe, porém, é que ele precisa de um lubrificante adequado e no nível correto para não ser danificado.

O óleo da moto é responsável, dentre outras coisas, por gerar uma camada protetora entre as peças do motor evitando, assim, qualquer tipo de atrito entre elas. Dessa forma, as chances de haver uma corrosão entre os componentes são menores.

Além disso, outra função do lubrificante está atrelada à refrigeração do motor, impedindo o arrefecimento do mesmo.

A escolha do melhor óleo lubrificante para moto é fundamental para manter a saúde do veículo.

Por isso, não realizar a troca periódica do óleo para moto pode ser perigoso. O lubrificante tem uma textura viscosa que, com o tempo, vai se diluindo.

Quando o óleo perde a sua consistência, ele também é reduzido em eficácia e acaba deixando o motor e seus componentes em condições de vulnerabilidade.

Como todo dono de motocicleta quer que seu veículo dure o máximo possível, saber qual o melhor óleo e quando deve haver a manutenção do mesmo são questões primordiais.

Os 03 tipos de óleo existentes no mercado

Os tipos de óleo para moto podem ser classificados em 03 categorias referentes à sua origem: mineral, sintético e semissintético.

Assim como qualquer produto no mercado, cada um deles possui prós e contras. Vejamos mais informações a seguir:

  • Mineral: a vantagem deste lubrificante certamente é o preço. Essa é a opção mais econômica, mas lembre-se que o barato pode sair caro. Apesar de ser muito utilizado, ele deve ser trocado em média a cada 5 mil quilômetros rodados;
  • Semissintético: Uma alternativa mediana entre o óleo mais barato – de origem mineral – e o lubrificante sintético. Ele é um pouco mais caro do que o primeiro e mais em conta do que o segundo. Possui uma qualidade mais elevada em relação ao óleo mineral e deve ser trocado em média a cada 10 mil quilômetros rodados;
  • Sintético: Com um custo mais elevado, esse lubrificante é 100% desenvolvido pensando nas necessidades da moto e, por isso, oferece uma performance melhor do que os anteriores. É recomendado que faça a troca do lubrificante sintético a cada 20 mil quilômetros rodados.

Como escolher o óleo lubrificante ideal para a minha moto?

O primeiro passo para escolher o melhor óleo para a sua moto é checar o manual da motocicleta. Isso porque os fabricantes descrevem por lá as especificidades desse lubrificante para aquele modelo de motor.

Os óleos para motos são medidos por meio de indicadores de viscosidade e de desempenho. Entenda melhor a seguir!

Indicador de viscosidade (SAE)

Como o próprio nome diz, este indicador é um importante medidor de viscosidade e é descrito por meio de dois números separados pela letra “w”.

No caso do melhor óleo para moto Honda 150, por exemplo, a montadora recomenda o 10w-30, que é feito justamente para este tipo de motocicleta.

O primeiro número, no caso o 10w, aponta a viscosidade do lubrificante em estado frio. Já o segundo numeral é referente à textura do mesmo em temperaturas elevadas.

A lógica é a seguinte: quanto mais alto for o número, mais espesso e viscoso será o lubrificante.

Para que os componentes da motocicleta não entrem em atrito, é preciso escolher o melhor óleo para moto.

Para saber o indicador de viscosidade ideal para a sua moto, basta olhar o rótulo do produto.

Indicador de desempenho (API)

O indicador de desempenho (API) mostra a performance do lubrificante quando exposto a situações extremas, tais como temperaturas baixíssimas ou elevadas.

Essa informação, novamente, encontra-se no rótulo do produto e é representada pela letra “S” de service seguida de outra letra do alfabeto.

O melhor óleo para moto Honda 160, por exemplo, tem o indicador de desempenho SL e o SAE igual ao 150: 10w-30.

Quanto maior for a posição da letra seguinte ao “S” no alfabeto, melhor será a performance do lubrificante.

Algumas marcas de óleo para moto disponíveis no mercado

Quando falamos de melhores marcas de lubrificantes para motocicletas precisamos destacar as especificações do fabricante.

No manual do veículo costuma estar sinalizado tanto o tipo de óleo que deve ser utilizado como uma referência de marca.

No entanto, também vale a pena estar ciente de quais são as empresas mais conhecidas desse segmento. Por isso, separamos os cinco principais.

  • Lubrax: nacional e líder no mercado, os lubrificantes Lubrax. A marca tem seu produto utilizado nos automóveis da Stock Car;
  • Petronas: presente em mais de 90 países mundo afora, o óleo para moto da Petronas oferece respostas ultra rápidas e alta resistência às mudanças de temperatura do motor;
  • Texaco: atuando desde 1915 no Brasil, o lubrificante da Texaco promete uma vida útil prolongada para a sua motocicleta;
  • Castrol: com uma história centenária, a Castrol oferece óleos lubrificantes para motos de alta performance e é uma das marcas com maior destaque no mercado;
  • Shell: empresa global que desenvolveu uma linha exclusiva de óleo lubrificante para motos, a Shell Advance.

Ainda, existem os lubrificantes das próprias montadoras. O melhor óleo para moto Honda Pop 100 e moto Honda 125, por exemplo, é o óleo Pro Honda 10w30.

Dicas para escolher o melhor lubrificante para a sua motocicleta

Sabemos, então, da importância da escolha correta do óleo lubrificante para a moto. Mas como escolher o melhor deles? Na hora de adquirir o produto, tenha sempre em mente os seguintes quesitos:

  • Especificações da motocicleta: leia o manual do veículo e veja as especificações de lubrificantes que o fabricante recomenda;
  • Entenda em qual categoria se enquadra a sua moto: motocicletas utilizadas no dia a dia, por exemplo, não utilizam o mesmo tipo de óleo daquelas que vão para competições. Por isso, entenda em qual categoria o seu veículo está;
  • Esteja ciente dos níveis de API e SAE: como falamos anteriormente, os indicadores de desempenho e viscosidade são primordiais na hora da escolha do melhor óleo para moto. Saiba exatamente quais são eles.

Agora que você já sabe qual o melhor óleo para moto, tudo fica muito mais fácil, não é mesmo?

Esta publicação te ajudou? Confira essa e outras explicações sobre questões de logística e gestão de frota no blog da Cobli.

Fale com nossos especialistas!

Estamos disponíveis para tirar dúvidas e demonstrar o sistema de rastreamento e monitoramento de frotas da Cobli em ação.

Teste grátis

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.