multa-de-rodizio

Multa de rodízio: tudo que você precisa saber sobre

O Rodízio Municipal de Veículos é um programa criado pela Prefeitura de São Paulo para restringir a circulação de veículos no centro expandido da cidade, para melhorar as condições de trânsito durante os dias da semana e diminuir os congestionamentos nas principais vias. E a multa de rodízio é algo muito comum.

Nesse artigo você vai encontrar tudo que precisa saber sobre o tema: como funciona o rodízio, qual é a área de restrição, quais são as penalidades, pontuação e valores da multa para quem furar os horários e como recorrer.

Vamos lá?

Como funciona o rodízio de carros em São Paulo?

Em 2021, a cidade de São Paulo tinha 8,8 milhões de veículos em circulação, entre carros, motos, ônibus ou caminhões, segundo levantamento do SENATRAN. Imagina o caos que seria se todos os veículos estivessem nas principais vias da cidade, ao mesmo tempo?

Pensando nisso, a Prefeitura de São Paulo, por meio da Lei nº 12.490/1997, implantou em 1997, o rodízio de carros, que tem o objetivo de diminuir e controlar o volume de veículos nas vias públicas da capital, em horários de pico e locais de maior circulação de carros, além de reduzir os níveis de poluição na cidade.

Quais são as placas que podem rodar em cada dia da semana?

O rodízio de carros em São Paulo funciona de segunda a sexta-feira, em dois períodos de 3 horas, durante a manhã, das 7h às 10h e à noite, das 17h às 20h.

A restrição funciona de acordo com o final de placa de cada veículo e dia da semana correspondente. Confira a seguir:

DIA DA SEMANAFINAIS DE PLACA
Segunda-feira1 e 2
Terça-feira3 e 4
Quarta-feira5 e 6
Quinta-feira7 e 8
Sexta-Feira9 e 0

Quais são as áreas de restrição em São Paulo?

O rodízio vale para todo o centro expandido, também conhecido como mini anel viário, de São Paulo, ou seja, avenidas e bairros com alto volume de circulação de veículos. Confira a seguir as regiões que fazem parte da área de restrição:

rodizio-sao-paulo
Fonte: Prefeitura do Estado de São Paulo

Confira a lista:

  • Marginal do Rio Tietê: entre a Avenida Salim Farah Maluf e Marginal do Rio Pinheiros;
  • Marginal do Rio Pinheiros: da Marginal do Rio Tietê até a Avenida dos Bandeirantes;
  • Complexo Viário Maria Maluf: toda a extensão;
  • Avenida Presidente Tancredo Neves: toda a extensão;
  • Avenida das Juntas Provisórias: toda a extensão;
  • Viaduto Grande São Paulo: toda a extensão;
  • Avenida Professor Luís Ignácio de Anhaia Melo: entre Viaduto Grande São Paulo e Avenida Salim Farah Maluf;
  • Avenida dos Bandeirantes: toda a extensão;
  • Avenida Afonso D’Escragnolle Taunay: toda a extensão;
  • Avenida Salim Farah Maluf: toda a extensão.

Quem pode circular livremente no rodízio?

Alguns veículos possuem isenção do rodízio, confira a seguir quem pode circular livremente pelo centro expandido da cidade:

  • Serviços essenciais (redes de água/esgoto, energia elétrica, telecomunicações, gás canalizado, coleta de lixo, correios, serviço funerário, penitenciários);
  • Transporte coletivo, escolar e táxis;
  • Motocicletas e similares;
  • Guinchos;
  • Ambulâncias, insumos ligados às atividades hospitalares;
  • Policiamento, defesa civil, forças armadas e escolta armada;
  • Corpo de bombeiros;
  • Fiscalização e operação de transporte de passageiros;
  • Serviço dos Conselhos Tutelares;
  • Tribunal Regional Eleitoral e requisitados;
  • Atendimento a emergências químicas e ambientais;
  • Serviço de fiscalização, sinalização e apoio ao trânsito;
  • Transporte de combustível aeronáutico e ferroviário;
  • Transporte de valores;
  • Veículos de reportagem, em cobertura jornalística;
  • Transporte de produtos alimentares perecíveis;
  • Veículos Urbanos de Carga;
  • Pessoas com deficiência (PCD);
  • Médicos;
  • Corpo diplomático, corpo consular e organismos internacionais;
  • Carros elétricos ou híbridos.

Pessoas com deficiência e médicos, para ter direito a isenção, devem preencher o formulário de solicitação no site da Secretaria de Mobilidade e Trânsito.

 multa-de-rodizio
O rodízio tem como objetivo controlar o volume de veículos e reduzir os níveis de poluição da cidade.

Qual a pontuação, valores e penalidades da multa de rodízio?

As regras do rodízio estão previstas no Art. 187 do Código de Trânsito Brasileiro, e engloba todos os veículos  que circulam na Cidade de São Paulo.

O furo do horário do rodízio é uma infração média,  punida com 4 pontos na CNH e uma multa no valor de R$ 130,16.

É importante ressaltar que os carros de outros municípios devem seguir as mesmas regras dos veículos emplacados em São Paulo. Durante os fins de semana e feriados, o rodízio é suspenso.

Radares fotográficos são responsáveis por registrar a placa do veículo. Agentes de trânsito também podem fiscalizar e autuar os infratores.

Como recorrer à multa de rodízio?

Todo motorista tem o direito de recorrer a uma infração de trânsito. O recurso pode ser realizado em três momentos diferentes, entenda:

Ao receber a autuação

O condutor deve apresentar a defesa prévia, antes que seja aplicada uma penalidade. É possível realizar a defesa pela internet, no site do DETRAN-SP.

Ao receber a multa

É necessário apresentar um recurso de 1ª instância para a JARI (Junta Administrativa de Infrações)

Caso o recurso tenha sido negado

É possível apresentar um recurso de 2ª instância junto ao órgão autuador (CONTRAN, CETRAN, ou CONTRANDIFE).

Como controlar as multas de rodízio da sua frota?

O sistema de gestão de frotas da Cobli é a solução ideal para organizar o dia a dia da sua operação com tranquilidade e eficiência.

Por meio do nosso software exclusivo é possível ter uma maior visibilidade da frota, monitorando qual veículo está disponível em determinado dia da semana e considerando as restrições do rodízio para planejar rotas fora do centro expandido,  reduzindo os custos com multas.

De qualquer forma, sabemos que muitas vezes as multas são inevitáveis e todo gestor precisa ficar atento ao controle eficaz dessas infrações para notificar o motorista responsável a tempo de realizar o processo de transferência dos pontos. 

Esta publicação te ajudou? Confira essa e outras explicações sobre multas e gestão de frota no blog da Cobli

Fale com nossos especialistas!

Estamos disponíveis para tirar dúvidas e demonstrar o sistema de rastreamento e monitoramento de frotas da Cobli em ação.

Teste grátis

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *