Multa por ultrapassagem indevida

Multa por ultrapassagem indevida: valore e pontos na CNH

A multa por ultrapassagem é uma das penalidades mais comuns e perigosas no trânsito brasileiro, dentre todas, é a que pode causar maior risco, principalmente em rodovias. 

Além de englobar vários tipos diferentes de infração — com penalidades que vão de leve até gravíssimas —, o valor também pode variar de acordo com o grau de periculosidade, podendo ultrapassar os R$ 2.500 de multa.

Para garantir a segurança e não ter prejuízos financeiros, a gente te conta quais os tipos de ultrapassagem indevida e suas consequências. Confira a seguir!

Quando é seguro ultrapassar?

Ultrapassar é uma ação rotineira que, feita da forma correta respeitando a sinalização e as condições da pista, não compromete a segurança do condutor e nem fere as regras impostas pela legislação.

Para ultrapassar de forma segura, em primeiro lugar, preste atenção à sinalização: seja nas linhas pintadas na pista ou nas placas.

Linhas duplas contínuas ou linhas simples contínuas são um indicativo de que, naquele local, a ultrapassagem é proibida.

A placa proibido ultrapassar é, portanto, da categoria de sinalização de regulamentação, pois indica um movimento não permitido.

A placa R-7 (imagem acima), também é um indicativo de que a ultrapassagem no local é irregular. De acordo com o Manual Brasileiro de Sinalização de Trânsito, a placa proibido ultrapassar indica que naquele ponto “as condições de distância de visibilidade, traçado, ocorrência de obstáculos, ou qualquer outra condição de segurança e/ou fluidez, não permitem a ultrapassagem segura dos veículos”. Não dá para bobear, né?

Porém, na ausência desses dois indicativos, a ultrapassagem é permitida. Mas cuidado! Antes de iniciar o deslocamento certifique-se que a pista contrária estará livre para a manobra e garanta que nenhum dos veículos próximos, estejam eles atrás ou na frente,  têm a intenção de realizar uma ultrapassagem ou mudança de pista.

Como a Cobli pode te ajudar na redução de custos da sua operação? Descubra agora mesmo!

Antes de manobrar, não se esqueça de sinalizar, com o pisca, a intenção de realizar a mudança e, depois, indicar novamente  a intenção de retornar para a pista de origem.

Quando a ultrapassagem gera multa?

As multas têm como objetivo educar, controlar e punir manobras e ações arriscadas que possam colocar a segurança das pessoas em risco e bloquear a fluidez do tráfego.

O Código de Trânsito Brasileiro, indica uma série de práticas que podem ser consideradas irregulares, em que o condutor pode ser autuado por ultrapassagem indevida. As infrações podem ser consideradas de leve a gravíssima, dependendo do risco envolvido.

Uma multa por ultrapassagem de infração gravíssima costuma ser de R$ 293,47.

Conheça, a seguir, as 8 situações em que a ultrapassagem é considerada indevida.

Ultrapassar pela direita

De acordo com o artigo 199 do Código de Trânsito Brasileiro, ultrapassar pela direita, salvo quando o veículo da frente estiver colocado na faixa apropriada e der sinal de que vai entrar à esquerda, é uma infração média, que soma 4 pontos na CNH e gera uma multa no valor de R$130,16.

Ultrapassar veículos de transporte coletivo ou escolar pela direita

De acordo com o artigo 200 do Código de Trânsito Brasileiro, ultrapassar pela direita veículos de transporte coletivo ou escolares, parado para embarque ou desembarque de passageiros, salvo quando houver refúgio de segurança para o pedestre, é uma infração gravíssima, que soma 7 pontos na CNH e gera uma multa no valor de R$ 293,47.

Ultrapassar ciclista sem guardar distância segura

De acordo com o artigo 201 do Código de Trânsito Brasileiro, deixar de guardar a distância lateral de um metro e cinquenta centímetros ao passar ou ultrapassar bicicleta é uma infração média, que soma 4 pontos na CNH e gera uma multa no valor de R$130,16.

Ultrapassar pelo acostamento

De acordo com o artigo 202 do Código de Trânsito Brasileiro, ultrapassar outro veículo pelo acostamento ou em interseções e passagens de nível é uma infração gravíssima, que soma 7 pontos na CNH. Neste caso, o condutor terá que pagar a taxa multiplicada por 5, devido ao fator multiplicador aplicado em infrações mais graves, no valor total de R$1.467,35.

Garanta um kit de ferramentas para melhorar o seu dia de trabalho de campo

Ultrapassar pela contramão

De acordo com o artigo 202 do Código de Trânsito Brasileiro, ultrapassar pela contramão outro veículo é uma infração gravíssima nos casos a seguir:

  • nas curvas, aclives e declives, sem visibilidade suficiente;
  • nas faixas de pedestre;
  • nas pontes, viadutos ou túneis;
  • parado em fila junto a sinais luminosos, porteiras, cancelas, cruzamentos ou qualquer outro impedimento à livre circulação;
  • onde houver marcação viária longitudinal de divisão de fluxos opostos do tipo linha dupla contínua ou simples contínua amarela.

Assim como na ultrapassagem pelo acostamento, a taxa será multiplicada por 5, resultando o valor de R$1.467,35 e 7 pontos na Carteira Nacional de Habilitação.

Em casos de reincidência, ou seja, se o condutor for autuado novamente em até 12 meses, a multa será dobrada, no valor de R$ 2.934,70.

Ultrapassar veículos em comitiva

De acordo com o artigo 205 do Código de Trânsito Brasileiro, ultrapassar veículo em movimento que integre cortejo, préstito, desfile e formações militares, salvo com autorização da autoridade de trânsito ou de seus agentes caracteriza uma infração leve, somando 3 pontos na CNH e gerando uma multa no valor de R$ 88,38.

Ultrapassar veículos parados em fila

De acordo com o artigo 211 do Código de Trânsito Brasileiro, ultrapassar veículos em fila, parados em razão de sinal luminoso, cancela, bloqueio viário parcial ou qualquer outro obstáculo, com exceção dos veículos não motorizados configura uma infração grave, somando 5 pontos na CNH e gerando uma multa no valor de R$ 195,23.

Ultrapassar ciclista em alta velocidade

De acordo com o artigo 220, inciso XIII,  do Código de Trânsito Brasileiro, deixar de reduzir a velocidade do veículo de forma compatível com a segurança do trânsito ao ultrapassar ciclista é uma infração gravíssima, que soma 7 pontos na CNH. Neste caso, o condutor também terá que pagar a taxa multiplicada por 5, no valor total de R$1.467,35.

Também é importante ressaltar que, além das formas apresentadas anteriormente, forçar a ultrapassagem de um veículo é uma infração gravíssima punida com a cobrança de taxa multiplicada por 10, no valor total de R$8.804,10 e suspensão do direito de dirigir.

Como a videotelemetria ajuda a gerir e diminuir multas de trânsito?

videotelemetria é uma tecnologia que utiliza a captação de imagens para a coleta de dados através de câmera de segurança veicular.

Seu funcionamento consiste na instalação de uma câmera no automóvel, que vai gravar imagens tanto do exterior quanto do interior do veículo. E como ela pode ajudar a diminuir multas?

Com a captação das imagens tanto da cabine quanto da via, fica muito mais fácil verificar incidentes de trânsito e identificar o que, realmente, aconteceu. Sem achismos, mas com imagens e filmagens em mãos.

Além disso, com o alerta de excesso de velocidade do veículo, o motorista consegue atuar de maneira preventiva para que a multa não aconteça.

Tudo isso pode ser encontrado na Cobli Camtelemetria com vídeo que reduz custos e aumenta o cuidado.

Essa tecnologia permite ao gestor identificar e inibir a condução perigosa, tendo mais controle sobre o modo de condução, a partir da videotelemetria.

Quer saber como a videotelemetria funciona na prática e quais seus outros inúmeros benefícios? Acesse e baixa o guia que a Cobli preparou aqui ou abaixo:

Esta publicação te ajudou? Confira outras explicações sobre questões de logística e gestão de frota.

Fale com nossos especialistas!

Estamos disponíveis para tirar dúvidas e demonstrar o sistema de rastreamento e monitoramento de frotas da Cobli em ação.

Teste grátis

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.