Você pretende usar o conteúdo abaixo para
Agradecemos sua resposta!

Tempo de leitura: 5 minutos

Quem trabalha com veículos está sempre de olho no preço do combustível: o que está mais barato, o álcool ou a gasolina?

Abastecer com álcool realmente sai em conta? Mas com gasolina no tanque, o carro roda mais quilômetros por litro, não é? No fim, qual desses dois combustíveis é mais vantajoso?

Realmente a escolha não é tão fácil, porque vai impactar diretamente o seu orçamento.

Se você gastar muito com combustível – e, pior, gastar muito com um combustível que rende pouco –, vai ter menos recursos para investir, seja na expansão ou na manutenção da frota, e vai precisar repassar os custos ao cliente se não quiser ficar no prejuízo.

Economizar não é só escolher o combustível mais barato ou o que faz mais quilômetros com um litro.

Sim, escolher entre álcool e gasolina é um primeiro passo, mas estar atento ao modo como você consome é extremamente importante. 

Por exemplo: ar-condicionado ligado também ajuda a gastar combustível. Se não estiver tão quente, que tal só abrir o vidro?

Manter a velocidade mais ou menos constante também ajuda a economizar, porque acelerar e frear queima combustível.

Quando compensa usar gasolina?

A gasolina é, de longe, o combustível mais popular, porque dá ao veículo mais autonomia e eficiência energética. O número de quilômetros rodados com o litro de gasolina tende ser a maior do que os número de quilômetros rodados com um livro de álcool.

Isso quer dizer que sempre compensa abastecer com gasolina?

Não exatamente. A gasolina é mais cara do que o álcool – e o preço não para se subir. 

Não bastasse o preço alto, a gasolina também polui mais do que o álcool por ser um combustível de origem fóssil, derivado do petróleo. Aliás, são aos altos e baixos – principalmente os altos – do preço do barril de petróleo que fazem o preço da gasolina flutuar tanto, especialmente para cima. 

Apesar do preço e da poluição, ainda compensa encher o tanque com gasolina se o veículo vai percorrer longas distâncias, porque a necessidade de parar para abastecer vai ser menor, interrompendo pouco a viagem.

Quando compensa usar o etanol?

Diferentemente da gasolina, que é extraída do petróleo, um recurso finito, o álcool – ou etanol – é um combustível renovável, produzindo, principalmente, a partir de cana-de-açúcar, mas também de outros vegetais, como o milho.

É por isso que o álcool polui menos e é mais barato do que a gasolina.

Apesar desses dois benefícios importantes, a eficácia energética do álcool é menor do que a gasolina, ou seja, com um litro de álcool, um veículo roda menos quilômetros do que com um litro de gasolina. 

Isso quer dizer que nunca compensa abastecer com álcool apesar do preço mais baixo? Essa é uma daquelas ocasiões em que o barato sai caro

Definitivamente, não. Abastecer com álcool compensa quando o preço desse combustível é, no máximo, 70% do preço da gasolina. Isso quer dizer que, em termos de rendimento, um livro de álcool equivale mais ou menos a 0,7 litro (ou 700 mililitros) de gasolina.

Etanol ou gasolina: como calcular o consumo?

Se o álcool é mais barato, mas a eficiência energética da gasolina é maior, qual deles escolher?

Pegue lápis e papel (ou uma calculadora) e faça as contas. Multiplique o preço da gasolina por 0,7. O resultado é menor do que o preço do álcool? Se for, abasteça com etanol, porque o baixo preço está compensando a eficiência energética menor. 

Se o seu veículo for flex, daqueles que podem ser abastecidos tanto com álcool quanto com gasolina, a proporção entre os preços dos dois combustíveis pode ser ainda mais interessante. Nesses casos, compensa abastecer com álcool se o preço for, no máximo, 80% do preço da gasolina.

Dica: já existem aplicativos que fazem essa conta para você.

É possível misturar gasolina e etanol no mesmo tanque em carro flex?

Carros flex são aqueles que podem ser abastecidos tanto com álcool tanto com gasolina. Não há problema nenhum em misturar os dois combustíveis no mesmo tanque – foi para isso mesmo, para misturar se quiser, que os motores flex foram desenvolvidos. Fique tranquilo: o motor não vai durar menos ou funcionar com desempenho menor se você misturar os dois combustíveis. Aliás, a gasolina brasileira já vem misturada, de 25% a 27% dela é, na verdade, álcool.

Qual o melhor para o meio ambiente?

Essa é fácil: o álcool.

A gasolina é extraída de um combustível fóssil, o petróleo. Quando ela entra em combustão dentro do motor do carro, ocorre a liberação de gases como monóxido e dióxido de carbono, que, além de poluentes, contribuem para o elevar as temperaturas do planeta.

O álcool é a opção de combustível mais ecológica, porque é um biocombustível, um combustível renovável, produzido a partir de vegetais como cana-de-açúcar, milho, beterraba, aveia e até cevada. Por isso, o álcool libera menos gases poluentes que a gasolina.

Esta publicação te ajudou? Confira essa e outras explicações sobre questões de logística e gestão de frota em nosso blog site.

Controle de combustível - Álcool ou gasolina: qual compensa mais?
Melhore a gestão da sua frota com a Cobli

   Clique aqui para tirar suas dúvidas ou solicitar um teste grátis do nosso sistema de rastreamento e monitoramento de frotas.

Escreva um Comentário