Post atualizado em

roteirização da Cobli

Nos últimos meses, o preço da gasolina subiu 17% com a nova política de preços da Petrobras. Para os motoristas, isso significa mais dinheiro gasto na conta do posto. Sendo assim, a economia desse recurso torna-se cada vez mais valiosa.

Especialmente para condutores profissionais ou gestores de frotas que usam veículos para tocar seus negócios, o desperdício de combustível pode afetar também a eficiência do empreendimento. Sendo assim, é sempre bom estar alerta para não gastar demais na hora de abastecer o carro.

No artigo de hoje, você conhecerá dicas muito úteis para economizar combustível e a rodar mais gastando menos. Acompanhe!

1. Não exija demais do seu motor

Um hábito comum entre os condutores é forçar o veículo, acelerando demais o carro. Esse é um comportamento recorrente de alguns motoristas que insistem na aceleração acima do limite por medo de deixar o veículo “morrer”. Subir excessivamente os giros do motor para ultrapassagens difíceis, por exemplo, são práticas que aumentam a taxa de consumo de gasolina.

Sem contar que uma postura agressiva no trânsito pode colocar em risco a segurança dos passageiros e a integridade do veículo.

Para evitar prejuízos, adote uma direção mais suave. Ao fazer isso, você colherá benefícios tanto na economia dos gastos com combustível quanto no aumento da durabilidade dos componentes do veículo, reduzindo os custos com a manutenção.

2. Faça a manutenção das velas

Essas peças são responsáveis por realizar a queima do combustível dentro do motor. Seu desgaste pode comprometer a performance do veículo, além de aumentar a taxa de consumo de combustível.

Quando elas estão com problemas, a queima de combustível se torna irregular. Em alguns casos, isso dificulta a partida no veículo e pode provocar falhas no motor em baixa rotação.

Sendo assim, lembre-se de fazer a manutenção periódica das velas. O ideal é que elas sejam verificadas a cada 10 mil quilômetros por um mecânico de sua confiança.

3. Calibre seus pneus

A calibragem correta dos pneus também exerce grande influência na taxa de consumo de gasolina do veículo. A pressão recomendada para cada modelo encontra-se no manual do proprietário.

É recomendável verificar a pressão periodicamente — no mínimo a cada quinze dias — para assegurar que os pneus estão com a calibragem correta. Essa verificação também deve ocorrer em caso de mudanças no peso do veículo e sempre antes de qualquer viagem mais longa.

4. Não sobrecarregue seu veículo

A carga do automóvel é outro fator que influencia na economia de combustível. Quanto mais pesado estiver o carro, mais gasolina ele queimará. Esse efeito é ainda mais sensível nas zonas urbanas, onde as arrancadas bruscas costumam ocorrer com maior frequência. Se você está carregando algum objeto no porta-malas sem necessidade, tire-o de lá. Assim, certamente seu consumo por quilômetro rodado será reduzido.

No caso de veículos comerciais, por exemplo, procure saber mais sobre a roteirização, pois ela faz toda a diferença nos custos logísticos. Um planejamento adequado do trajeto das entregas pode auxiliar na redução das despesas.

5. Troque as marchas na hora certa

Usar marchas mais baixas em alta rotação também contribui para o aumento no consumo de combustível. O mesmo ocorre quando tentamos forçar o motor adotando uma marcha mais alta em baixa velocidade. Isso é muito comum ao passar em quebra-molas, por exemplo.

Outra atitude que auxilia na economia é evitar altas velocidades. A maior parte dos veículos foi projetada para ter seu menor consumo de combustível nas marchas longas, próximo dos 80 km/h. Ao se aproximar dos 100 km/h, o carro passa a consumir cerca de 20% a mais.

6. Feche os vidros do veículo

Apesar da aerodinâmica dos veículos ter melhorado muito nos últimos anos, um dos principais vilões do consumo ainda é a resistência do ar. Muitos acreditam que estão economizando combustível ao evitar o uso do ar-condicionado.

Isso até pode ser verdade quando o veículo trafega em baixa velocidade, porém, ao trafegar nas estradas, a janela aberta também prejudica sua taxa de consumo.

Isso acontece porque o ar entra pelas janelas, o que aumenta o esforço do motor para manter a velocidade ou acelerar. Para evitar que isso aconteça, feche os vidros e ligue o ar-condicionado sem culpa!

7. Aproveite os semáforos para economizar

Uma postura muito comum nos motoristas brasileiros é acelerar o veículo ao se aproximar de um semáforo fechado. Essa má conduta somente acelera o desgaste do sistema de freios e contribui para os custos com combustível.

Nessas situações, procure tirar o pé do acelerador e aproveitar o freio motor para reduzir a velocidade do veículo. Algumas vezes nem é necessário voltar a acelerar, pois o semáforo fica verde antes mesmo do veículo parar totalmente. Contudo, apenas a mudança de atitude já contribui para reduzir o consumo nesses casos.

8. Evite o ponto morto

Outra atitude que prejudica suas tentativas de melhorar os quilômetros rodados com um litro é o uso da famosa “banguela”.

Muitos motoristas, ainda acostumados com carros carburados, acreditam que colocar o carro em ponto morto nas descidas auxilia na economia de combustível. No entanto, a tecnologia evoluiu e, atualmente, a maior parte dos carros possui injeção eletrônica.

A calibragem desse sistema já está adaptada para reduzir a injeção de combustível quando você tira o pé do acelerador na descida. Nesse caso, se você deixar o carro na “banguela”, ele interpretará que em breve será necessário acelerar de novo e injetará mais combustível.

9. Cuide do combustível

Muitas vezes acabamos iludidos pelo preço do combustível e abastecemos em postos que não estamos acostumados.

Ao ser descuidado, o risco de encontrar combustíveis adulterados é maior. Isso pode comprometer não só o seu orçamento, mas também prejudicar outras peças do seu veículo. Sendo assim, busque sempre postos de gasolina confiáveis.

Outro ponto de atenção é a manutenção dos filtros de ar e de combustível. É bem comum que esses componentes sejam ignorados pelos motoristas, afinal, essas peças não apresentam problemas sensíveis ao condutor pelo desgaste. O principal efeito — aumento da taxa de consumo de gasolina — só aparece aos motoristas mais atentos.

Com simples mudanças de hábitos na direção será possível economizar combustível e ainda garantir mais segurança na direção. Esteja atento à sua conduta e esteja em dia com a manutenção do seu veículo.

Gostou do post? Então compartilhe este artigo nas suas redes sociais para ajudar seus amigos a poupar ainda mais!

Ebook-combustivel

Acesse nosso site, descubra nossas soluções personalizadas e como a gente pode te ajudar!

Controle de Combustível

 

badge primary e1563977884304 - 9 boas práticas para economizar combustível
Cobli

euquero@cobli.co
(11) 4810-2200

Escreva um Comentário