Você pretende usar o conteúdo abaixo para
Agradecemos sua resposta!

Tempo de leitura: 6 minutos

Os diferentes tipos de frete impactam diretamente no preço final da entrega para o seu cliente, por isso é importante entender cada um e escolher a modalidade mais adequada ao perfil do seu negócio.

Na hora de escolha, você deve levar em conta diversas variáveis como tipo, quantidade da carga transportada e distância percorrida até o destino.

Também é preciso avaliar se a carga precisará de segurança extra ou se será preciso contratar alguma transportadora parceira para finalizar a entrega.

É importante não esquecer da documentação e tributos que também impactam no valor final, independentemente do tipo de frete escolhido.

Quanta coisa! Vamos entender cada ponto e para otimizar custos e prestar o melhor serviço possível para seus clientes. Siga a leitura!

Quais são os tipos de frete?

Quando você vai escolher o tipo ideal para seu negócio, existe uma decisão que precisa ser tomada: “vou oferecer todos tipos de frete existentes ou pretendo me especializar em apenas alguns deles”. Entenda melhor os dois tipos de frete que te ajudarão a tomar esta decisão.

CIF

O frete CIF (em inglês: Cost, Insurance and Freight), significa Custo, Seguro e Frete. Nesta modalidade a responsabilidade, o gerenciamento de riscos do transporte e os custos são de responsabilidade do remetente da carga. 

Neste caso, os impostos incidem sobre o valor do frete e da mercadoria. O cliente paga um valor único (preço do produto, impostos, seguro e frete) que será utilizado como base para o cálculo do Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS).

Este tipo de frete é recomendado para empresas que vendem diretamente para o consumidor final (B2C), como e-commerces.

FOB

O Frete FOB (em inglês: Free On Board), significa livre a bordo. O fornecedor, neste caso, não tem mais responsabilidade sob a carga no momento em que ela é despachada para entrega. O cliente, por sua vez, fica responsável pelos processos logísticos, como pagamento todos os custos de seguro e transporte no momento da entrega. 

Nestes tipos de frete, os tributos são específicos dos serviços de transporte. Além do ICMS, incidem impostos como IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados), PIS e Cofins

Esta modalidade é recomendada para o comércio realizado entre empresas (B2B), já que muitas vezes o comprador já tem seus próprios processos logísticos e uma rede parceiros que podem otimizar o prazo e custo de entrega.

Quais são os modelos de contratação de frete?

Na contratação do frete, existem quatro tipos diferentes a se considerar: normal, subcontratação, redespacho e redespacho intermediário

Contratação normal

O frete normal é a modalidade mais comum. A transportadora recolhe o produto no remetente e entrega para o destinatário. Não há nenhuma empresa ou fornecedor envolvido no meio desta operação.

Subcontratação

O modelo de subcontratação ocorre quando a transportadora contrata outra empresa para realizar a entrega dos produtos para o cliente. O percurso é realizado apenas por uma transportadora.

Isso geralmente acontece quando a área de entrega está fora da rota de cobertura da transportadora ou prazos de entrega são muito curtos para viabilizar a operação.

Redespacho

O redespacho o percurso de entrega é realizado por duas transportadoras. A transportadora contratada pelo cliente faz o percurso de A até B, e o parceiro contratado pela transportadora faz o trajeto do ponto B até o destino.

Redespacho intermediário

Neste tipo, a empresa contratada não faz a coleta do produto nem a entrega no destino. A transportadora responsável pelo redespacho intermediário recebe a mercadoria de uma transportadora e realiza o transporte intermediário até o ponto em que outra transportadora que fará a entrega final.

Tipos de carga: diferenças entre carga fracionada e lotação.

As características das cargas também podem influenciar na forma como o serviço é realizado, nos custos e no prazo de entrega.

Carga fracionada

É recomendado para pedidos com poucos itens ou volume reduzido. Para o transporte valer a pena, o veículo precisa ter a sua carga preenchida com pedidos de outros clientes.

Esta modalidade é mais econômica já que atende várias empresas de uma vez e elas acabam dividindo indiretamente o custo do frete. E os pedidos são distribuídos normalmente nos pontos de entrega.

Carga lotação

É recomendada para pedidos em grandes quantidades que ocupam toda a capacidade do veículo de transporte, aproveitando a otimização ao máximo.

Neste caso os produtos seguem diretamente para um ponto de entrega específico e o frete é pago integralmente pelo comprador.

sistema de gestão de frotas cobli

Como a Cobli pode ajudar a otimizar sua operação logística?

Agora que você já entendeu como funcionam as particularidades de cada tipo de frete, veja como a Cobli pode te ajudar as entregas da sua empresa.

Indicadores de performance logística

Implemente indicadores de desempenho de entrega, como o OTIF, que verifica se os pedidos foram entregues no prazo e sem devoluções, além de conferir se o produto chegou dentro das especificações fornecidas para os clientes, no momento da compra.

Os insights recebidos através dos registros das etapas de entrega são essenciais para a tomada de decisão, correção de falhas e sucesso da operação.

O sistema de Gestão de Frotas da Cobli que te ajuda a conduzir a operação logística da empresa com tranquilidade e eficiência, aumentando a visibilidade da operação e reduzindo custos.

Se quiser ver como funciona na prática, fizemos uma material especial com a Mobly que usa os dados logísticos para deixar sua operação mais eficiente.

Segurança nas vias

A segurança nas vias e nas regiões de entrega podem interferir no prazo e no custo extra com a segurança do patrimônio transportado.

Neste caso, é necessária a criação de rotas seguras e monitoramento de situações de risco sempre que estiver com algum veículo fora da garagem. E com o uso de um rastreador veicular sua empresa consegue fazer um gerenciamento de rota completo e prático, acompanhando todo o seu percurso.

Monitoramento de frota

Monitorar a frota é tão importante quanto acompanhar o rota da carga. Esse tipo de monitoramento se faz importante para ajudar na gestão da frota como um todo.

O monitoramento de frota da Cobli apresenta uma solução completa para o controle da operação. Com o sistema, você monitora os veículos, otimiza toda a rota e analisa os dados gerados em cada trajeto. Também é possível acompanhar o modo de condução dos motoristas e controlar a necessidade de manutenção de cada veículo.

Ficou interessado em alguma solução da Cobli? Acesse nosso site e entre em contato conosco!

Monitoramento de frota - Tipos de frete: o que devo avaliar na hora de escolher?
Melhore a gestão da sua frota com a Cobli

   Clique aqui para tirar suas dúvidas ou solicitar um teste grátis do nosso sistema de rastreamento e monitoramento de frotas.

Escreva um Comentário