Os veículos utilitários se dividem em dois tipos os tradicionais e os esportivos ou leves

Veículo utilitário: será que você precisa de um?

Todo mundo que se interessa por automóveis sabe que um veículo utilitário é aquele modelo híbrido, capaz de transportar passageiros e carga ao mesmo tempo, certo?

Quem é um pouco mais entendido do assunto automóvel talvez saiba que existem veículos utilitários tradicionais e esportivos, também chamados de leves.

Mas você sabe como diferenciar um veículo utilitário tradicional de um esportivo?

Se um amigo pedisse a sua ajuda, você saberia listar as vantagens e as desvantagens de um veículo utilitário? Não?! Então, acho melhor você continuar a leitura…

Neste texto, vamos explicar o que é um veículo utilitário (incluindo as diferenças entre um modelo tradicional e um esportivo), quais são as principais características e quais são as vantagens e desvantagens de ter um carro desses na garagem!

Veículo utilitário: que tipo de carro é esse?

O dicionário Aulete diz que “utilitário” é um “veículo resistente, de grande potência, que se assemelha ao jipe ou à caminhonete e é utilizado para transportar passageiros e pequenas cargas”.

Essa definição está correta! Veículos utilitários são automóveis capazes de transportar tanto passageiros quando cargas. É uma espécie de automóvel “híbrido”: bom para passear e para trabalhar. 

Por serem espaçosos, confortáveis e potentes, os veículos utilitários são ideais para viagens em família e também para a prestação de pequenos serviços, como a entrega de objetos frágeis e gêneros alimentícios.

O primeiro automóvel a se enquadrar na definição de “utilitário” que temos hoje foi o Ford T, lançado em 1908. 

Em 1933, a General Motors criou o Suburban, que contava com bancos traseiros e amplo espaço para o transporte de cargas. O modelo é comercializado até hoje (completamente repaginado, é claro).

Nas décadas seguintes, surgiram a saudosa Kombi (cujos bancos traseiros podiam ser retirados para abrir espaço para a carga), as pick-ups, os furgões e as SUVs.

Aliás, foram SUVs que de fato afirmaram o caráter híbrido dos veículos utilitários. Antes, os utilitários eram apresentados como veículos ideias para o transporte de pequenas cargas. 

As SUVs que transformaram de vez os utilitários em carros de passeio, capaz de abrigar a família toda mais a bagagem!

Tanto é assim que SUV, sigla para “Sport Utility Vehicle” (veículo utilitário esportivo, na tradução do inglês) virou praticamente sinônimo de veículo utilitário.

No entanto, existe uma diferença entre veículo utilitário tradicional e veículo utilitário esportivo, sabia? Não?! Então, pule para o próximo tópico e descubra as diferenças!

Veículo utilitário: tradicional ou esportivo?

Conforme dissemos acima, há dois tipos de veículo utilitário: os tradicionais e os esportivos. Descubra, na sequência, algumas das principais diferenças entre eles:

Veículo utilitário tradicional

Os utilitários tradicionais costumam ser confortáveis para os passageiros. No entanto, o destaque é o espaço generoso dedicado ao transporte de cargas.

Além disso, os utilitários tradicionais são conhecidos por seu motor potente, que garante um excelente desempenho, e por serem bastante seguros.

Há também modelos projetados para transportar cargas mais pesadas, como os furgões.

Veículo utilitário esportivo

Os utilitários esportivos também são conhecidos como “leves”.

Em geral, são modelos que privilegiam o transporte de passageiros, embora também seja úteis para o transporte de cargas.

Os esportivos são os carros preferidos de quem gosta de pegar estrada e curtir uma aventura. Por isso, eles costumam vir equipados com toda a tecnologia adequada para prevenir acidentes e facilitar a vida de quem se arrisca atrás do volante.

Modelos como Strada, Toro e Saveiro são exemplos de utilitários esportivos (ou leves) populares.

Veículo utilitário: principais características

A esta altura do texto, você já tem uma boa quantidade de informações sobre os veículos utilitários, certo?

Antes de falarmos das vantagens e desvantagens de um veículo utilitário, que tal repassar as principais características desse tipo de automóvel? Anote aí:

  • Porte robusto e carroceria alta, o que amplia o campo de visão do motorista e dá mais segurança e controle a quem está no volante;
  • São capazes de transportar passageiros e cargas ao mesmo tempo;
  • Possuem amplo espaço interno;
  • Os bancos traseiros pode ser rebaixados quase que totalmente;
  • Espaço para carga no porta-malas.

Veículo utilitário: vantagens

Caso você esteja cogitando investir em um utilitário, seja ele tradicional ou esportivo, para reforçar a frota da sua empresa ou para pegar a estrada com a família, é importante se informar das vantagens trazidas por esse modelo de automóvel.

Entre as vantagens dos veículos utilitários estão a potência do motor, o conforto e a dirigibilidade. Nos próximos tópicos, informe-se um pouco mais sobre as vantagens dos veículos utilitários:

Dirigibilidade

Embora sejam carros robustos, os utilitários não são difíceis de dirigir.

A maioria dos modelos já saem das fábricas sensores e/ou câmeras de estacionamento.

Além de prevenir acidentes, tais apetrechos ajudam o motorista a trafegar por via estreitas (o que pode ser complicado, dadas as dimensões do veículo) e enfrentar com tranquilidade e segurança viagens mais longas e cansativas.

Conforto

Veículos utilitários costumam ser extremamente confortáveis, pois são projetados levando em conta a ergonomia.

Como são veículos pesados, os utilitários também chacoalham menos nas estradas.

E mais: em veículos utilitários, ninguém passa aperto! O motorista e o carona contam com um bom espaço para esticar as pernas e os bancos traseiros acolhem confortavelmente até três passageiros.

Os utilitários também têm teto elevado, o que torna mais cômoda a viagem de quem é mais alto.

Potência e estabilidade 

Os veículos utilitários possuem motores potentes que os tornam capazes de encarar praticamente todo o tipo de caminho: ladeiras, estradas esburacadas ou lamacentas, terrenos íngremes ou arenosos etc. 

O controle de tração, os freios potentes (os mais comuns são o ABS e o EBD) e os airbags garantem a estabilidade na hora de dirigir por caminhos, digamos, instáveis.

Os utilitários oferecem a opção de tração em duas ou quatro rodas.

Caso você costume trafegar por estradas tranquilas e prefere economizar combustível, pode optar pela tração em duas rodas.

Em contrapartida, se você gosta de se aventurar por estradas de terra, prefere um veículo mais potente e está disposto a abrir a carteira no posto de gasolina, é melhor optar por tração nas quatro rodas, ok?

Transporte de carga

A esta altura do texto, nem precisávamos dizer que uma das vantagens dos veículos utilitários é a capacidade de transportar tanto cargas quanto passageiros, né?

No entanto, repetir nunca é demais: os utilitários são espaçosos e possuem bagageiros amplos. São capazes e acomodar até cinco passageiros, além de uma boa quantidade de carga.

Contudo, se você vai viajar com o carro lotado de passageiros, é melhor aliviar o peso no bagageiro, ok?

Os veículos utilitários são capazes de transportar tanto passageiros quanto carga

Veículo utilitário: desvantagens

Os veículos utilitários oferecem excelentes vantagens, não acha?

Tudo na vida, porém, tem suas desvantagens. E como queremos ajudá-lo a tomar as melhores decisões, vamos listar abaixo algumas das desvantagens dos veículos utilitários. Fique de olho:

Difíceis de manobrar

O porte robusto dos veículos utilitários traz várias vantagens, como vimos acima. No entanto, também os torna difíceis de manobrar.

Encontrar uma vaga na rua ou em estacionamentos de shopping pode ser uma missão quase impossível. Quem dirige um utilitário precisa fugir de espaços apertados!

Trafegar por ruas muito estreitas também não é tarefa fácil.

Poluentes

O consumo de combustível de um veículo utilitário é maior do que o de um modelo convencional, dado o porte avantajado, o peso do carro e o tamanho dos pneus.

Por consumirem mais combustível, esses veículos, consequentemente, expelem mais gases poluentes.

Menor agilidade

Os veículos utilitários são capazes de enfrentar estradas em péssimas condições (até debaixo de chuva!).

No entanto, por serem veículos muito pesados, realizar manobras muito rápidas, do que tipo que evita acidentes, pode ser um pouco mais complicado.

Devido a seu porte, eles são menos ágeis do que carros mais compactos.

Portanto, motoristas que dirigem veículos utilitários devem ser extremamente cuidadosos e evitar pisar demais no acelerador, especialmente em estradas pouco conservadas e curvas perigosas.

Aliado à velocidade, o porte do veículo pode fazer o motorista perder o controle e acabar capotando o carro. Cuidado!

Veículo utilitário: qual devo comprar

Se você chegou até aqui, já quase praticamente tudo o que há para saber sobre os veículos utilitários: a diferença entre tradicionais e esportivos, as principais características e até as vantagens e desvantagens desse tipo de automóvel.

Mas talvez, para tomar sua decisão, você ainda queira conhecer alguns modelos de veículo utilitário, não?

Para sua sorte, aqui no Blog da Cobli, já publicamos vários textos sobre diferentes modelos de veículo utilitário, como Fiat Strada, Toyota Hilux e Sprinter.

Veja, abaixo, informações sobre esses e outros modelos. Para saber mais, é só clicar nos links e ler o texto completo!

Fiat Strada

O modelo 2021 da Fiat Strada alcançou uma performance bem mais econômica do que sua linha anterior. Na versão 1.3 da picape, o consumo urbano é de ótimos 12,1 km/l. 

Além de um motor potente e boa tração, o consumidor espera que um veículo utilitário entregue uma capacidade de carga muito satisfatória e, nesse ponto, a Strada 2021 cumpre bem seu papel, principalmente pela ampliação de sua caçamba. 

Leia mais sobre o Fiat Strada!

Chevrolet Montana

A Chevrolet Montana é mais uma opção de veículo utilitário compacto à disposição dos consumidores brasileiros. Lançado em 2003, o modelo se destaca por apresentar a maior capacidade de carga.

Com motor 1.4 flex, a Montana apresenta bom desempenho de consumo de combustível. Na cidade, por exemplo, é capaz de rodar até 10,8 km/l. A seguir, você confere informações das versões da picape. 

Leia mais sobre o Chevrolet Montana!

Fiat Toro

Lançada em 2016, a Fiat Toro ganhou o mercado de forma rápida por apresentar um projeto diferenciado, que trouxe a praticidade que muitos procuravam: possui mais capacidade que os veículos utilitários compactos, mas é menor que os modelos médios. 

A versão 2021 da Fiat Toro apresenta mais itens de séries em todas as suas versões, mas pouco se renovou em relação ao design. A picape ganhou mais itens de segurança e melhorou sua central multimídia.

O consumo da Fiat Toro 2021 é bem semelhante ao de outros utilitários. No comparativo entre o gasto urbano e o rodoviário, não há grande diferença entre os motores 1.8 e 2.0.

Leia mais sobre o Fiat Toro no texto que o Blog da Cobli publicou sobre o modelo!

Chevrolet S10

A picape Chevrolet S10 está presente no mercado brasileiro há mais de 20 anos e continua sendo um dos modelos médios mais vendidos da sua categoria.

Conhecida pela sua potência, carroceria e caçamba grandes, e design robusto, a Chevrolet S10 divide a preferência entre os comerciais leves, tendo como rival modelos até menores, como a Fiat Toro.

O modelo 2020 da Chevrolet S10 tem versão flex e a diesel. O maior rendimento é o da Chevrolet S10 CD 2.8 4×4, abastecida com diesel e rodando na estrada.

Leia mais sobre a Chevrolet S10!

Toyota Hilux

A Hilux alia tradição, confiabilidade e potência, uma combinação que a torna a picape média mais vendida do Brasil atualmente. A montadora japonesa Toyota, ano a ano, lança e aprimora versões do modelo, tudo para manter a liderança.

Seu design também chama atenção, com grade proeminente e linhas fluídas. 

Ao comprar um veículo utilitário médio, o consumidor está em busca também de uma boa capacidade de carga e a Toyota Hilux cumpre esse requisito muito bem. Sua carga útil mínima é de 815 kg.

Saiba mais informações sobre a Hilux!

Ford Ranger 

A Ford Ranger continua a ser um veículo utilitário de destaque. Além de forte e potente, apresenta itens de série que tornam sua dirigibilidade bem mais agradável e ainda traz o design interior característico da montadora. 

Esses fatores, aliados à sua motorização e boa capacidade de carga, fazem com que a Ford Ranger conquiste cada vez mais um público que busca um modelo off-road robusto, tanto para aventuras quanto para trabalho.

Saiba mais sobre a Ford Ranger.

Sprinter

A Sprinter apresenta uma gama bem variada de modelos, que atende às mais diversas necessidades dos consumidores. 

Capacidade de carga, motorização e itens de série diferenciados são os grandes destaques da Mercedes-Benz Sprinter. O furgão entrega ainda funcionalidade e um bom design, características que influenciam seu preço.

Leia o texto do Blog da Cobli sobre a Sprinter e  saiba mais sobre o modelo!

Ducato Cargo

A Fiat Ducato Cargo é um dos modelos que mais faz sucesso no segmento de comerciais leves. O automóvel pode ser encontrado na versão para transporte de carga ou para passageiros, chamada de Ducato Minibus. 

Aliando eficiência de motor e ótima capacidade de carga, a Ducato Cargo também apresenta bom espaço interno e itens de série que melhoram sua dirigibilidade.

A Ducato Cargo tem motor 2.3 movido a diesel e é capaz de atingir 10,1 km/l na estrada. A autonomia urbana chega a 783 km. O desempenho é de fato realmente econômico.

Leia mais sobre a Ducato Cargo!

Fiat Fiorino

A Fiat Fiorino lidera o segmento de furgões de pequeno porte no Brasil há muitos anos e seu sucesso é resultado de seu bom custo-benefício. A nova geração estreou em 2013 e, desde então, continua a atrair o público.

A montadora italiana apresenta duas versões da Fiorino, além de um modelo específico para ambulâncias. 

As duas versões da Fiorino vêm com motorização 1.4 flex, com isso, ambas oferecem o mesmo desempenho em relação ao consumo de combustível. Na cidade, por exemplo, é capaz de rodar 10,6 km/l de gasolina.

Saiba mais sobre a Fiorino!

Renault Kango

A Renault Kangoo é um dos furgões que mais faz sucesso no mercado europeu. Em terras brasileiras, o modelo consegue manter seu lugar no segmento por apresentar um bom custo-benefício aos seus consumidores. 

Com uma capacidade de carga atraente e boa motorização, a Kangoo é mais uma opção para as pessoas que fazem uso do furgão, principalmente, como ferramenta de trabalho, seja para transporte rodoviário ou para uso na cidade.

A Kangoo, versão 2018, possui motor 1.6 flex e seu desempenho em relação ao consumo de combustível, contudo, não é dos mais eficientes: cerca de 10,9 km/l na estrada.

Não perca o texto que o Blog da Cobli publicou sobre a Kangoo.

Ufa! Pronto! Se você ficou com a gente até aqui, já tem informações mais que suficientes para decidir se vale ou não comprar um veículo utilitário! E aí? Conta para a gente quais são os seus planos!

Esta publicação te ajudou? Confira essa e outras explicações sobre questões de logística e gestão de frota em nosso blog.

Fale com nossos especialistas!

Estamos disponíveis para tirar dúvidas e demonstrar o sistema de rastreamento e monitoramento de frotas da Cobli em ação.

Teste grátis

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.