como-implantar-a-cultura-de-seguranca-no-trabalho

Cultura de segurança no trabalho: 06 dicas para implementar

A cultura de segurança no trabalho deve ser extremamente bem elaborada e, claro, ser seguida à risca por toda empresa que preza pelo bem-estar dos colaboradores. 

No dia a dia, conhecemos como Segurança do Trabalho, ou seja, conjunto de medidas que tem por objetivo minimizar acidentes e doenças ocupacionais, protegendo a integridade e capacidade de todos. 

O assunto é bastante relevante! De acordo com dados do Observatório de Segurança e Saúde no Trabalho, nos últimos 10 anos, foram registradas 22.954 mortes no mercado de trabalho formal no Brasil

Neste artigo, explicaremos como criar e promover uma cultura de segurança séria e eficiente no ambiente de trabalho. Boa leitura! 

Como implantar uma cultura de segurança no trabalho?

Os benefícios que a Segurança do Trabalho podem trazer para qualquer empresa, independentemente do porte, são inúmeros. Contra fatos não há argumentos. 

As políticas de prevenção estão diretamente relacionadas a outros indicadores como, por exemplo, despesas, reputação, engajamento, produtividade e organização.

Uma vez adotadas, seu negócio alcançará um ambiente de trabalho mais seguro, satisfatório e eficiente em todos os aspectos. 

Engana-se quem acredita que trata-se de uma ação altamente complexa. Em muitos casos, ações básicas podem contribuir para a melhoria do cenário interno do negócio.

A seguir, listamos 6 dicas para fomentar uma cultura de segurança no trabalho, confira! 

1. Disponibilize treinamento para os colaboradores

Este é o ponto de partida para se garantir a efetividade de qualquer ação que vise à segurança no trabalho

É imprescindível que os colaboradores estejam devidamente instruídos e preparados para agir/se comportar de acordo com as premissas estabelecidas, a fim de manterem-se a si mesmos e os colegas em segurança. 

Nesse sentido, vale elaborar um cronograma de treinamentos, no qual consta os principais riscos aos quais os colaboradores estão submetidos e quais as formas de atenuá-los.

2. Desenvolva uma análise de riscos

Outra medida crucial para a segurança no trabalho é analisar, de forma contínua, todos os riscos envolvidos nas atividades

No caso de empresas que lidam com transporte de cargas, por exemplo, é interessante levantar informações sobre ocorrência de acidentes, furtos e roubos de veículos.

Convém ainda atentar-se às necessidades de descanso e ao cumprimento das normas de trânsito e de segurança. De novo, os motoristas precisam estar cientes sobre responsabilidades e dos riscos envolvidos.

cultura-de-seguranca-no-trabalho
A cultura de segurança deve nascer da cultura organizacional.

3. Não deixe ocorrências sem a devida solução

Um dos erros mais comuns na hora de lidar com riscos. Em muitos casos, problemas menores, de pequena repercussão, acabam tendo suas soluções postergadas.

Tal postura é totalmente prejudicial. O ideal é que o problema seja resolvido o quanto antes, até para evitar que ele se agrave.

4. Avalie a qualidade do trabalho

Para que seja efetiva, a cultura de segurança no trabalho deve passar por constante avaliação, a fim de medir quais medidas estão funcionando e quais devem ser modificadas. 

Os funcionários idem! Manter uma rotina de análises irá auxiliar a mapear os principais pontos de atenção e aplicar medidas eficientes para solucionar entraves.

É preciso, por exemplo, avaliar o modo de condução de um motorista. Olhar com cautela para a forma como ele dirige,  é realmente segura e prudente. 

Vale lembrar que, hoje em dia, com o apoio da tecnologia, esse tipo de avaliação pode ser feita de forma automatizada.

5. Certifique o cumprimento de normas

Como mencionado, de nada adianta instruir bem os colaboradores e implementar uma ampla cultura de segurança no trabalho se tudo isso não for alvo de fiscalização contínua.

Gestores e líderes devem checar as atividades dos colaboradores com frequência, atestando, por exemplo, que EPI ‘s estão sendo utilizados, jornadas respeitadas, enfim. 

De modo geral, certificar-se que as normas internas e externas estão sendo colocadas em prática.

Em muitos casos, é preciso uma fiscalização mais ativa. Só assim para que a segurança se torne um verdadeiro hábito no dia a dia dos colaboradores.

6. Invista em inovação

Por fim, um dos pilares de segurança do trabalho pode ser instaurado ao usar a tecnologia como aliada, otimizando diversos processos rotineiros.

A sofisticação dos sistemas de gerenciamento e os modernos recursos de automação, além de mais eficiente, também favorecem esse objetivo. 

Como dito, soluções automatizadas são capazes de avaliar o modo de condução de motoristas, constatando possíveis falhas, riscos e abusos, o que ajuda na prevenção de acidentes.

No mesmo sentido, existem sistemas conectados aos veículos que passam informações em tempo real sobre rota e estado de conservação. 

A partir deles, gestores de frotas terão um panorama geral, assegurando a qualidade/frequência da manutenção e ainda prevenção de riscos.

Estabelecer uma cultura de segurança no trabalho não exige nenhum esforço sobre-humano. Pelo contrário, ações estratégicas, como as citadas neste artigo, podem garantir que todas atividades estão adequadas. 

Qual a importância de se estabelecer uma cultura de segurança no trabalho na empresa?

Em geral, a cultura de segurança no trabalho nada mais é do que um conjunto de ações destinadas a minimizar riscos e proporcionar boas condições favoráveis. 

A partir dela, diversos benefícios são percebidos. Confira! 

Redução de acidentes

No caso dos transportes, que já apresentam riscos evidentes, a cultura de segurança no trabalho auxilia bastante na conservação da frota

Há grandes chances de reduzir acidentes, por exemplo, que não só afetam o patrimônio como também a integridade física dos colaboradores

Para isso, além de respeitar as normas de trânsito, é preciso pautar a rotina de trabalho deles promovendo consciência e responsabilidade sobre seus atos. 

Reforço na confiança ao executar o trabalho

Profissionais que atuam em empresas que prezam pela sua segurança e bem-estar, certamente conseguem trabalhar muito mais tranquilos. 

Mas, afinal, como implantar a segurança do trabalho na empresa e garantir que será executado no dia a dia? 

Se todos estiverem cientes de que estão sendo, dentro do possível, protegidos, e que os riscos de imprevistos são mínimos, não irão medir esforços para manter esse clima. 

Logo, fica claro que a segurança no trabalho ajuda as empresas a imprimir uma operação de maior qualidade.  

Aumento da produtividade

Como reflexo do tópico anterior – o aumento da segurança operacional, a partir do uso de equipamentos de proteção e da aplicação de instruções e treinamentos -, garante que o colaborador execute bem suas demandas. 

Inclusive, irá ajudar a aumentar sua produtividade. Esteja certo de que menos erros ou acidentes irão atrapalhar seu desempenho e integridade. 

Lembre-se, todo empregado se sente mais valorizado e motivado quando a empresa se demonstra preocupada com ele. 

Diminuição de custos

Quando a empresa adota uma cultura de segurança no trabalho, os custos também são positivamente afetados. 

Isso ocorre, principalmente, pelo fato de que a quantidade de acidentes, de falhas e de outros problemas reduz bastante. Logo, menos retrabalho ou reparos.

No mesmo sentido, minimiza-se também a ocorrência de multas e de punições em razão do descumprimento das normas relativas à segurança do trabalho

Essas regras possuem teor de extrema relevância dentro das empresas, na medida em que sua inobservância pode implicar tanto em penalidades pesadas quanto em processos trabalhistas.

Seguindo todos esses pontos, seu negócio ficará cada vez mais bem estruturado. Agora, você já pode dizer que sabe como implantar a segurança do trabalho na empresa!

como-implantar-a-cultura-de-seguranca-no-trabalho
As atitudes e o comportamento dos trabalhadores em relação à segurança deve ser motivada, desenvolvida e contínua.

Aumente a segurança da sua frota com a videotelemetria

A videotelemetria é uma tecnologia que utiliza a captação de imagens para a coleta de dados por meio de uma câmera de segurança veicular.

Pensando, portanto, nas principais necessidades do gestor de frotas, a Cobli lançou a Cobli Cam, telemetria com vídeo que reduz custos e aumenta o cuidado para com os colaboradores. 

Essa tecnologia permite identificar e inibir tentativas de condução perigosa, mantendo maior controle sobre o trajeto, a partir da videotelemetria.

Veja como a Cobli Cam aumenta a segurança da sua frota! 

Melhora no modo de condução

Com os dados coletados a partir da videotelemetria, o gestor poderá estudar o modo de condução de cada um de seus motoristas, sinalizando pontos de melhorias e dando feedbacks positivos ou não.  

Segurança contra roubos

O monitoramento por meio de câmeras também é uma forma de prevenir assaltos, uma vez que a ação dos bandidos será captada, facilitando o reconhecimento no futuro, caso necessário. 

Diminui a distração

Com os alertas sonoros emitidos a cada evento de direção perigosa que o motorista executa, como “direção distraída“, “curvas bruscas” ou “proximidade do veículo da frente”, as chances de reduzir acidentes aumentam. 

Quer saber como a videotelemetria funciona na prática? Acesse e baixe o guia que a Cobli preparou aqui ou abaixo.

Esta publicação te ajudou? Confira essa e outras explicações sobre questões de logística e gestão de frota no blog da Cobli

Sobre o autor

Fale com nossos especialistas!

Estamos disponíveis para tirar dúvidas e demonstrar o sistema de rastreamento e monitoramento de frotas da Cobli em ação.

Teste grátis

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *