Post atualizado em

controle de manutenção

O cuidado é essencial na gestão de frotas. Além de diminuir os gastos com manutenção e combustível, ajuda a preservá-los por muito mais tempo, o que garante economia à empresa. Confira dicas de direção de veículo para manter tudo em dia.

Por isso, é importante oferecer aos motoristas algumas dicas de direção e manutenção que ajudem a diminuir os impactos da rotina nos veículos. São pequenas ações que podem trazer grandes resultados.

Continue a leitura e conheça alguns exemplos de como manter os veículos da sua frota bem conservados!

1. Evite acelerações e freadas bruscas

Sabe aquela mania de afundar o pé no acelerador assim que o semáforo fica verde? Ou aquele hábito de frear em cima da hora, quase cantando pneus? Saiba que ambos os comportamentos são extremamente prejudiciais ao carro!

Além de aumentar consideravelmente o consumo de combustível, as acelerações bruscas elevam a temperatura do motor e podem causar avarias nas juntas e nas correias. A temperatura do motor do carro normalmente se mantém entre 80ºC e 90ºC e, quando ultrapassa esse limite, o sistema de arrefecimento precisa trabalhar com mais intensidade. Consequentemente, sua vida útil acaba sendo reduzida.

Já o hábito de frear bruscamente desgasta as pastilhas de freio, danifica os pneus e ainda pode causar problemas na suspensão por transferir o peso do veículo todo para a parte da frente. O ideal é acelerar com calma e frear devagar, mantendo-se sempre a uma distância de segurança dos outros carros.

2. Preste atenção na pista

Além das lombadas que existem em ruas e rodovias, é comum haver buracos e valas nas pistas. Se você não tomar cuidado, o carro pode passar por cima deles.

Passar em alta velocidade por um quebra-molas ou um buraco pode estragar o sistema de suspensão do veículo, empenar a roda, furar o pneu ou afetar os amortecedores. O conserto dessas avarias pode sair caro, sem contar que, dependendo dos danos, o carro fica imediatamente inutilizável.

Para evitar essa dor de cabeça, é preciso ter atenção ao dirigir e não ultrapassar os limites de velocidade. Em alguns momentos, é difícil ficar desviando de buracos na pista e acaba sendo inevitável passar por cima de um ou de outro. Se isso acontecer, não tente frear em cima da hora, pois os danos podem ser ainda maiores.

3. Elimine os vícios de direção

Deixar o motor ocioso, manter o pé na embreagem ou a mão apoiada na alavanca de câmbio: esses são pequenos vícios que muitos condutores cometem e que podem diminuir a vida útil dos componentes do carro, além de aumentar o consumo de combustível.

Manter o pé na embreagem, por exemplo, pode diminuir sua vida útil em até 50%. E o veículo acaba tendo de ser levado a uma oficina mecânica em razão de um hábito aparentemente inofensivo. A melhor forma de evitar gastos com a manutenção da frota é dando dicas de direção aos motoristas para acabar com esses vícios.

Investir em um sistema de gestão de frotas também pode ajudar nesse aspecto, já que é possível reconhecer e coibir algumas manias específicas, como a de deixar o motor ocioso.

4. Mantenha os pneus calibrados

Dirigir com os pneus murchos aumenta o atrito da roda com o asfalto, o que faz o motor consumir mais combustível para movimentar o carro. Sem contar que isso também desgasta os pneus em pouquíssimo tempo.

A vida útil de um pneu depende de diversos fatores (a qualidade do asfalto, os hábitos de direção e, principalmente, a calibragem), mas, com cuidados básicos, é possível chegar aos 60 mil km sem precisar trocá-los. Porém, ao dirigir com pneus murchos, essa vida útil pode cair para menos da metade.

Apesar de não ser uma peça muito cara, essa economia é muito bem-vinda. Além disso, a calibragem correta evita que certos impactos causem danos maiores aos pneus, como calombos ou rasgos.

5. Abasteça em postos de combustível confiáveis

Por mais que haja fiscalização em cima dos postos de combustível, existem muitos que insistem em adulterar os produtos. Só em São Paulo, 36% das vistorias encontraram irregularidades.

Na maioria dos casos, há o acréscimo de etanol no combustível, o que pode causar sérios danos ao veículo. O maior problema é que os prejuízos não são imediatos, mas aparecem apenas a longo prazo.

Inicialmente, o combustível adulterado danifica os bicos injetores e as velas de ignição, pois a queima é muito menor do que deveria. Com o tempo, isso encharca o catalisador do veículo — responsável por diminuir a emissão de poluentes — e, por fim, o próprio motor é afetado.

Como não é possível ter certeza de quais postos de combustível estão adulterando os produtos, é preciso frequentar somente aqueles dignos de confiança. O ideal é que o gestor indique os locais em que os veículos devem ser abastecidos.

6. Faça revisões periódicas

Por mais que você dê dicas de direção e cuidados para os motoristas da sua frota, é inevitável que os componentes do carro se desgastem ao longo do tempo. É justamente por isso que você deve sempre manter a manutenção da frota em dia.

O ideal é que os veículos sejam levados a uma oficina de confiança para verificar o estado das pastilhas de freio, o motor, a suspensão, o alinhamento das rodas, os filtros, as velas e outros itens que precisam ser trocados de tempos em tempos.

Apesar de alguns componentes demorarem mais para desgastar, a revisão deve ser feita anualmente. Até porque a troca do óleo de motor — um dos elementos mais importantes — deve ser feita a cada mil quilômetros rodados ou a cada ano.

Vale ressaltar aqui a importância de escolher um bom óleo para o carro. Não pense em optar pelo mais barato, pois isso muitas vezes acaba causando prejuízos no futuro. Se estiver em dúvida, verifique com a concessionária qual é a melhor marca e o tipo de óleo mais adequado para a frota.

Outro item muito importante é a bateria, que precisa ser trocada a cada dois anos em média. Para impedir que sua vida útil seja reduzida, os motoristas devem evitar ligar os itens elétricos do carro — como faróis, ar-condicionado ou rádio — enquanto o motor estiver desligado.

Todas essas dicas ajudam a preservar os veículos da frota e a otimizar seu desempenho. Com a redução de impactos, é possível economizar tanto na manutenção como no gasto de combustível. Por isso, é importante educar motoristas e gestores a manterem seus carros sempre em bom estado!

Acesse nosso site, descubra nossas soluções personalizadas e como a gente pode te ajudar!

Monitoramento de Frota

badge primary e1563977884304 - 6 dicas de direção para reduzir o impacto nos veículos da sua frota
Cobli

euquero@cobli.co
(11) 4810-2200

Escreva um Comentário