seguranca-trabalho-transito-dicas

Segurança do trabalho no trânsito: como orientar sua frota?

O gestor de frota possui diversos desafios em sua função e um deles é garantir a segurança do trabalho no trânsito para condutores e outros colaboradores. 

Entre as medidas que devem ser adotadas para evitar um acidente de trânsito com o veículo da empresa está a formação dos motoristas. 

Treinamento, uso de ferramentas adequadas e uma política rígida de direção defensiva são alguns dos pontos que não podem faltar na equação da segurança do trabalho no trânsito. 

Isso porque as estatísticas mostram que, no Brasil, a cada 49 segundos acontece um acidente de trabalho, segundo o Observatório de Segurança e Saúde no Trabalho da Secretaria Especial do Trabalho. 

Ao longo de 2021, foram registrados 571.800 acidentes de trabalho, ou seja, uma média de 1.566 casos diários, de acordo com o Ministério do Trabalho e Previdência.

Os dados são chocantes e evidenciam que muitas empresas não se preparam adequadamente para garantir que seus funcionários estejam seguros no desempenho de suas funções. 

Por isso, é importante que a direção da companhia entenda como realizar a gestão de acidente de veículo de frota e, principalmente, como prevenir esse tipo de acontecimento. 

Quer saber mais sobre como implementar ações de segurança e como o cuidado no trânsito impacta nos custos na sua frota? Então, acompanhe as informações abaixo.

seguranca-trabalho-transito
A segurança do trabalho no trânsito ajuda a garantir a integridade física dos colaboradores.

Qual a relação entre segurança no trânsito e acidente de trabalho?

O tema segurança no trabalho deve ser tratado com seriedade e eficiência em qualquer segmento. Contudo, há alguns setores que precisam olhar para essa questão com muito mais afinco e, principalmente, com ações efetivas. 

O mercado da construção civil é um deles, assim como o de transporte. Seja nas rodovias brasileiras ou no perímetro urbano, os riscos de motoristas e ajudantes de entrega sofrerem acidentes costumam ser grandes. 

Mas para entender melhor sobre esse assunto, é essencial entender o que é acidente de trabalho no trânsito, que ocorre quando o funcionário da empresa se acidenta enquanto está exercendo suas funções. 

Um exemplo que ajuda a elucidar essa situação é de um motorista que vai realizar uma entrega. Imagine que durante o trajeto até a localização do destinatário, um outro veículo colide com o automóvel da frota. 

Mesmo que o colaborador não tenha ferimentos, esse caso pode ser considerado como acidente de trabalho no trânsito. 

Nesse cenário, a empresa deve garantir toda a assistência ao seu funcionário, inclusive, encaminhá-lo a um hospital para a realização de exames que vão constatar como está seu estado de saúde. 

Evitar esse tipo de problema é o que faz da segurança do trabalho no trânsito um elemento relevante na gestão da frota. 

Além de deixar claras todas as orientações que os condutores devem seguir na rotina operacional, é importante que a política da frota também estimule o treinamento e aperfeiçoamento dos profissionais no quesito segurança, focando especialmente na direção defensiva e responsável. 

Como aplicar em sua frota a segurança do trabalho no trânsito

A gestão de acidente de veículo de frota é um ponto importante para qualquer empresa de transporte ou do segmento logístico. 

Estamos falando de medidas que vão nortear as ações da companhia em uma situação em que um ou mais colaboradores estejam acidentados. 

Mas antes disso, é preciso dar um passo para trás e investir em ações de prevenção. Isso fará com que o número de acidentes seja reduzido e vai aumentar a segurança dos colaboradores no seu dia a dia. 

A seguir, confira algumas dicas que podem ajudar a melhorar a segurança do trabalho no trânsito

Treinamento sobre direção defensiva 

A capacitação dos motoristas e demais colaboradores é fundamental para que as operações da frota sejam realizadas com segurança, qualidade e eficiência.

Por isso, é essencial que a gestão da companhia faça treinamentos e atualizações frequentes sobre as boas práticas de direção defensiva, impactando a segurança dos condutores e terceiros.

Conhecer e respeitar as leis de trânsito

É comum que algumas empresas contratem motoristas sem muita experiência, que ainda não podem ser considerados profissionais do segmento. 

Mesmo que você se veja nessa situação, saiba que deve exigir que os condutores conheçam as leis de trânsito e, principalmente, que as cumpram em sua rotina de trabalho. 

Para que isso aconteça, é possível, por exemplo, monitorar infrações, o cumprimento de rotas estabelecidas, o comportamento do profissional, etc. 

Realizar a manutenção dos veículos 

De nada adianta implementar treinamentos para a equipe se os veículos não estiverem em condições adequadas de uso.

O bom gestor de frota sabe que deve investir em um plano de manutenção dos automóveis, garantindo assim que reparos e trocas de peças sejam feitos de forma otimizada e eficiente, o que vai ajudar de maneira consistente a evitar acidentes. 

Adotar medidas de segurança no dia a dia 

O uso do cinto de segurança é determinado por lei, contudo, deve ser algo que o responsável pela gestão da frota precisa estimular e até mesmo exigir dos colaboradores. Sua utilização é capaz de reduzir em até 40% os riscos de morte em acidentes de trânsito. 

O mesmo deve acontecer com a utilização do celular durante a direção. É preciso conscientizar os motoristas dos riscos que envolvem manusear o telefone enquanto dirige. 

Investir em seguro para transporte de cargas

O seguro de transporte de cargas é um importante aliado na promoção da segurança do trabalho no trânsito. Isso porque garante que em uma situação de acidente ou roubo, não haverá prejuízos para a companhia. 

Dessa maneira, o condutor realizará a entrega com mais tranquilidade e pode se comportar de forma mais segura em um eventual assalto, não tentando fugir ou reagir. 

Fazer o monitoramento da frota 

A utilização de apps e softwares de monitoramento e/ou rastreamento de frota é um ponto primordial na gestão das operações da frota e também no incremento da segurança dos funcionários da empresa. 

Com esse tipo de dispositivo, é possível localizar o veículo e saber se o trajeto está sendo feito da maneira planejada. 

seguranca-trabalho-transito-dicas
Quando se aplica a segurança do trabalho no trânsito, a empresa vê seus riscos e custos diminuírem.

Investir em tecnologia que melhora o modo de condução

O modo de condução de um veículo diz muito sobre o motorista, mas também pode ser uma verdadeira dor de cabeça para as empresas de logística.

Além disso, também ser constantemente refinado, buscando uma direção mais segura e com maior cuidado.

E como melhorar o modo de condução? Uma das maneiras é investindo em tecnologia, como a videotelemetria, que utiliza a captação de imagens para a coleta de dados via câmera de segurança veicular, identificando pontos de melhoria na operação.

Essa tecnologia permite ao gestor identificar e inibir a condução perigosa como aceleração, curva e frenagem bruscas, distração ao volante e proximidade do veículo à frente.

Conheça algumas das inúmeras funcionalidades da Cobli Cam, telemetria com vídeo da Cobli que reduz custos e aumenta o cuidado:

  • Identifique comportamentos de risco: entenda o comportamento dos motoristas ao volante e dê feedbacks certeiros para os condutores melhorarem seu desempenho;
  • Reduza custos com infrações e acidentes: monitore e identifique padrões de risco na condução. Receba alertas pelo painel e tenha as gravações dos eventos registradas automaticamente;
  • Proteja-se de falsas acusações em casos de acidente: utilize as gravações como evidências para discussões jurídicas e solução de processos.

Como o cuidado no trânsito impacta nos custos na sua frota?

O gestor que trabalha com um checklist para controle de segurança do trabalho consegue mensurar com facilidade toda a operação de sua empresa. 

Ao ter visibilidade dos riscos, acidentes ocorridos e o estado dos veículos e equipamentos, é possível dimensionar como os custos da companhia são afetados pelas políticas de segurança. 

Acidentes de trabalho podem custar milhares de reais aos cofres da organização, além de ter um grande impacto humano, que é o ponto mais grave. 

Quando se coloca em prática ações efetivas que visam aumentar a segurança do trabalho no trânsito, há diminuição de riscos de acidentes, trabalhadores atuando com mais engajamento por saberem que a companhia se preocupa com sua integridade física, gasto menor com reparos nos veículos e até mesmo baixo custo com multas e infrações. 

Além disso, é possível notar que as entregas são realizadas dentro do prazo e com qualidade, os automóveis têm maior vida útil e os custos com manutenção são apenas os já programados pela gestão, ajudando assim a manter a saúde financeira sempre em dia. 

Esta publicação te ajudou? Confira essa e outras explicações sobre questões de logística e gestão de frota no blog da Cobli.

Sobre o autor

Fale com nossos especialistas!

Estamos disponíveis para tirar dúvidas e demonstrar o sistema de rastreamento e monitoramento de frotas da Cobli em ação.

Teste grátis

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *