Transporte de cargas especiais: quais cuidados devem ser tomados?

Mais do que fazer uma mercadoria chegar ao seu destino, os processos logísticos devem considerar as particularidades dos produtos. Para isso, é preciso tomar certos cuidados, especialmente quando se trata do transporte de cargas especiais, que, como o nome sugere, possuem necessidades específicas.

Ao longo do texto iremos falar sobre o transporte dessa categoria de carga, os tipos mais comuns e os cuidados necessários para chegar em perfeito estado ao destino. Acompanhe e fique por dentro!

O que é transporte de carga especial?

São consideradas especiais mercadorias com necessidades específicas em relação à temperatura, umidade, que sejam frágeis, perecíveis ou muito pesadas.

Medicamentos são ótimos exemplos de transporte de cargas especiais.

Dessa maneira, não podem ser transportadas da forma padrão, exigindo um maior planejamento.

Se formos comparar os processos para transportar uma carga composta por tecidos e outra por louças, certamente a segunda irá envolver cuidados que não farão parte do manuseio da primeira.

No caso dos tecidos, os cuidados irão se resumir aos já realizados com outros tipos de itens, pois o risco de danos é baixo. Por outro lado, as louças são objetos que podem se quebrar com facilidade, exigindo maior atenção em todas as etapas do transporte.

Quais são as cargas especiais?

O que determina se uma carga é ou não especial é a sua fragilidade, perecividade e riscos de perda em geral.

Veja a seguir quais são os principais tipos de cargas especiais que fazem parte da rotina de quem trabalha no setor logístico:

Medicamentos

Os medicamentos são considerados cargas especiais porque precisam ser transportados em veículos que ofereçam a temperatura adequada, além de um rigoroso controle de higiene. Sem esses cuidados eles podem ter o seu efeito e qualidade comprometidos.

Produtos perecíveis e congelados

Os produtos perecíveis são aqueles que possuem uma vida útil reduzida, como é o caso de frutas e vegetais em geral, carnes e os congelados. Para chegarem intactos ao destino precisam ser mantidos constantemente sob refrigeração.

Bebidas

Certos tipos de bebidas são consideradas cargas especiais por conta da embalagem de vidro, que pode se quebrar se os cuidados necessários não forem tomados.

Outro fator a ser considerado no transporte de bebidas está relacionado à exposição solar, capaz de comprometer a cor e o sabor dos produtos.

Eletroeletrônicos

Os eletroeletrônicos são produtos que costumam ter um maior valor agregado e que também são frágeis. Dessa forma, é preciso adotar medidas para prevenir contra avarias durante o transporte e evitar prejuízos.

Itens frágeis e quebráveis

Não dá para falar de transporte de cargas especiais sem mencionar itens frágeis e quebráveis, como louças e utensílios em porcelana, vidro e outros materiais facilmente quebráveis.

Eles requerem extremo cuidado no manuseio, na embalagem e disposição dentro do veículo. Geralmente são utilizados paletes e outros acessórios para manter as caixas firmes e evitar o excesso de trepidações.

Cargas líquidas

As cargas líquidas também são consideradas especiais, particularmente as alimentícias, como sucos e leite. Os cuidados que devem ser tomados incluem temperatura, exposição à luz solar e embalagens adequadas para evitar vazamentos.

Cargas vivas

São chamadas cargas vivas aquelas compostas por animais, geralmente destinados para matadouros. Esse tipo de transporte requer um conjunto de medidas para evitar que se machuquem e sejam submetidos a altos níveis de estresse.

Cargas pesadas e gigantes

Por fim, temos as cargas pesadas e de grande porte. Elas são consideradas especiais porque precisam de veículos específicos, maquinário para manuseio, avaliação de viadutos e fiação elétrica ao longo da rota, além de escolta durante o trajeto.

Cuidados no transporte de cargas especiais: conheça os principais

Como vimos, cada item possui as suas particularidades, no entanto, existem cuidados no transporte de cargas especiais que são mais gerais e se aplicam à maioria delas. Vamos conferir quais são eles?

1. Realizar a manutenção periódica dos veículos

Um cuidado básico para realizar qualquer tipo de transporte, mas que tem ainda mais destaque no caso de cargas especiais, é o controle de manutenção dos veículos.

Uma falha no veículo durante a rota de um transporte de cargas especiais perecíveis, por exemplo, pode resultar na perda das mercadorias. Portanto, é preciso investir na prevenção para evitar prejuízos.

2. Uso de embalagens adequadas

Mais do que carregar a marca da empresa, as embalagens são importantes para ajudar na proteção das mercadorias. Nesse sentido, é preciso considerar as características de cada produto para fazer boas escolhas.

3. Sinalizar as embalagens corretamente

Outro cuidado relevante relacionado às embalagens é a sinalização. Adesivos como: “este lado para cima”, “frágil”, “inflamável” e outros ajudam a lembrar a equipe da necessidade de cautela ao realizar o transporte e manuseio dos itens.

A embalagem adequada é muito importante para o transporte de cargas especiais.

4. Contar com motoristas treinados

Mais do que dirigir bem, os motoristas que transportam cargas especiais precisam passar por um treinamento para se tornarem aptos para a função.

Afinal de contas, eles precisarão conduzir o veículo com a máxima destreza para evitar o excesso de movimento no compartimento da carga.

5. Ter cuidados especiais também no manuseio

De nada adianta seguir todos os cuidados durante o transporte se o manuseio não for realizado com atenção. É fundamental que o embarque e desembarque de mercadorias seja feito de acordo com o protocolo definido para cada mercadoria.

Itens que precisam de refrigeração, por exemplo, devem ser manuseados com agilidade para evitar prolongar o tempo fora do ambiente controlado e comprometer a sua durabilidade.

6. Investir em uma solução para a roteirização

Uma pesquisa realizada pela CNT (Confederação Nacional do Transporte) constatou que o nível das rodovias brasileiras apresentou uma piora, regredindo para a situação que estava em 2017.

Já imaginou os riscos que isso pode representar para o transporte de cargas especiais? Mesmo tomando outros cuidados, o excesso de buracos pode gerar danos e perdas.

Com estradas tão precárias, se faz necessário investir em uma solução para realizar a roteirização de frotas, como a da Cobli. Assim, além de evitar esses trechos é possível acompanhar o trabalho da equipe, conferindo mais agilidade e qualidade aos processos.

Conclusão

Como foi possível acompanhar ao longo do texto, o transporte de cargas especiais envolve diferentes desafios, mas com planejamento, organização, preparo e as ferramentas certas pode ser realizado de forma segura e eficiente.

Esta publicação te ajudou? Confira essa e outras explicações sobre questões de logística e gestão de frota em nosso blog.

Fale com nossos especialistas!

Estamos disponíveis para tirar dúvidas e demonstrar o sistema de rastreamento e monitoramento de frotas da Cobli em ação.

Teste grátis

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.