Como contratar um motorista: dicas para escolher bons profissionais

Para transportadoras e empresas que atuam com gestão de frotas, saber como contratar um motorista é fundamental para manter a qualidade de seus serviços e também a continuidade das operações.

Um dos pontos principais dos gestores que possuem experiência e entendem a importância de como contratar um motorista qualificado é reconhecer os elementos que fazem a diferença na hora de escolher um condutor.

A checagem de dados, uma boa entrevista, referências sobre o trabalho do candidato, todos estes pontos são cruciais para contratar o novo colaborador.

No Brasil, existe uma carência de profissionais qualificados para o setor. De acordo com a Pesquisa CNT Perfil Empresarial, divulgada em abril de 2022, cerca de 60% das empresas entrevistadas afirmam que poderiam contar com mais profissionais na equipe se não tivessem percalços na contratação.

O mesmo estudo revelou que 77% das companhias encontram dificuldades de encontrar motoristas experientes, com treinamento e capacitação adequada para o segmento.

Em um país que conta com cerca de 2 milhões de caminhoneiros, este cenário parece ser deslocado da realidade. Entretanto, o desafio de contratar um colaborador adequado faz parte do dia a dia de boa parte das transportadoras.

Para ajudar a superar este obstáculo, preparamos um guia com muitas dicas de como contratar um bom motorista. Siga com a leitura e confira as informações.

Como contratar um motorista de caminhão?

Um dos primeiros pontos a serem levados em consideração no processo seletivo deste profissional é qual o modelo de contratação será usado.

A escolha deve ser feita de maneira que atenda todas as necessidades da empresa. Por exemplo, se existe grande demanda de serviços e é necessário que o condutor atue integralmente na empresa, o formato ideal é com carteira assinada, a CLT.

Já se for para realização de trabalhos esporádicos, atendendo apenas fretes pontuais, então, é possível contratar motoristas autônomos, que vão realizar as tarefas sempre que houver fretes disponíveis.

Além disso, o gestor da frota deve ficar atento às perspectivas do negócio. Caso exista uma expectativa de crescimento da organização a curto prazo, é mais viável contar com um colaborador no modelo CLT, uma vez que haverá trabalho contínuo.

Outro elemento dessa equação é o treinamento dado ao profissional e a continuidade das operações. Ao contratar um motorista para fazer parte da equipe, a empresa poderá contar com um integrante que conhece o negócio e as políticas da companhia, entregando assim um trabalho de qualidade ao cliente.

Todos estes fatores influenciam na vida financeira da empresa, pois impactam na produtividade operacional, nas entregas, prazos e na satisfação do cliente final, que pode ou não voltar a fazer negócio com a organização.

Agora que você já entendeu o cenário inicial de como contratar um motorista para sua transportadora, vamos explorar a fundo quais aspectos devem ser considerados no processo de seleção.

Um bom processo seletivo alinha as necessidades da empresa com as qualificações adequadas do profissional.

Dicas de como contratar um bom motorista

Chegou a hora de conferir mais informações que ajudam a entender como é complexo encontrar um profissional qualificado e quais etapas exigem mais atenção por parte do gerenciador da frota.

A seguir, elencamos questões que são relevantes para o processo seletivo e que ajudam a exemplificar as características ideais do candidato, além de dar suporte à decisão do gestor de como contratar um motorista experiente e qualificado para a função. Confira:

Definição da vaga

O início do processo seletivo deve ser marcado pela definição do perfil da vaga. Nesta etapa, é preciso detalhar o que é esperado do candidato, como quantos anos de experiência, perfil comportamental, habilidades e também as atribuições da vaga, como período ou escala de trabalho, possíveis trajetos, remuneração e benefícios, etc.

Divulgação da vaga

A segunda etapa consiste em divulgar a vaga com eficiência, de maneira a otimizar o processo. Para isso, conte com as redes sociais e também com seus contatos.

Muitas vezes, os próprios motoristas que já integram a equipe podem ter indicações a fazer para a seleção. Pontos de descanso de motoristas, postos de gasolina e outros locais estratégicos podem servir de base para divulgar a vaga.

Triagem dos candidatos

Ao receber os currículos dos candidatos, é necessário fazer uma triagem minuciosa. Para isso, leve em consideração as atribuições do cargo e veja se o que foi requisitado na divulgação da vaga está alinhado com a experiência do profissional. Faça critérios de eliminação inteligentes e que atendam às necessidades da empresa para aquele cargo específico.

Qualificação profissional

Encontrar motoristas capacitados para realizar o trabalho de logística não é uma tarefa simples, especialmente porque boa parte dos condutores profissionais não possuem treinamento adequado.

Contudo, vale a pena procurar um candidato que se aproxime ao máximo dos requisitos desejados e entre as qualificações mais importantes estão:

  • Conhecimento sobre legislação de trânsito;
  • Direção defensiva;
  • Mecânica básica;
  • Condução mais econômica;
  • Conhecer procedimentos básicos de primeiros socorros;
  • Familiaridade com o uso de tecnologia, como rastreadores, câmeras de segurança veicular, aplicativos de monitoramento, roteirizadores, entre outros.

Experiência e histórico profissional

O gestor que sabe como contratar um motorista entende que a análise da experiência do profissional vai muito além de descobrir há quanto tempo o condutor está atuando no segmento.

Isso porque não basta apenas conhecer o funcionamento do caminhão ou de um veículo, é necessário ter jogo de cintura e repertório que vem com o dia a dia, como saber quais são as estradas mais perigosas ou como ter mais segurança em suas paradas de descanso e alimentação, cumprir prazos, conhecer as rotas e suas características, evitar golpes, etc.

Uma ação válida é entrar em contato com antigos empregadores para ficar por dentro da postura do motorista em sua rotina de trabalho.

Entender como contratar um motorista requer saber as etapas de um processo de seleção minuciosamente.

Perfil do candidato

Muito ligado ao tópico anterior, saber como é o perfil comportamental do candidato pode evitar futuras dores de cabeça.

Para isso, é preciso entender seu temperamento, se tem atitudes explosivas ou agressivas no trânsito, se age com cautela nas estradas, se respeita seus colegas, gestores e clientes, se é pontual no cumprimento dos prazos estabelecidos, etc. A realização de exames toxicológicos também é uma informação importante no processo seletivo.

Entrevistas

A entrevista é um dos momentos mais importantes para descobrir qual é o candidato ideal para vaga, por isso, não economize nas perguntas para entender melhor o perfil do motorista e saber se ele vai se encaixar bem na sua empresa.

Faça perguntas sobre sua trajetória profissional, seus hábitos na estrada e tente conhecer um pouco mais sobre sua vida pessoal. Todos estes pontos são importantes para a contratação.

Alinhamento de planos e expectativas

Por fim, é essencial alinhar os planos da empresa com as expectativas do candidato.

Fale bastante sobre a rotina de trabalho na companhia, quais são os serviços que vai desempenhar, como o gestor espera que seja seu desempenho e pergunte ainda se o profissional pretende ter uma passagem rápida ou duradoura neste cargo.

Saber os objetivos do motorista ajuda a escolher alguém que se encaixe melhor nos projetos da organização.

Como contratar um motorista autônomo?

Para contratar um motorista autônomo é possível fazer um contrato de prestação de serviços, estabelecendo quais são as demandas que devem ser atendidas, o prazo para seu cumprimento, valores, rotas, entre outras informações que ajudam a entender como será a parceria.

Outra forma que pode ser empregada é a contratação de motoristas que pertencem à categoria MEI (Microempreendedor Individual). Estes profissionais podem emitir notas fiscais de cada frete realizado e podem ser chamados para trabalhos específicos ou mesmo para demandas mensais, por exemplo.

Agora que você já entendeu tudo sobre como contratar um motorista, sabe que este processo demanda uma seleção criteriosa por parte do gestor de frota, mas que, quando bem feita, traz resultados positivos para todas as operações da empresa.

Esta publicação te ajudou? Confira essa e outras explicações sobre questões de logística e gestão de frota no blog da Cobli.

Fale com nossos especialistas!

Estamos disponíveis para tirar dúvidas e demonstrar o sistema de rastreamento e monitoramento de frotas da Cobli em ação.

Teste grátis

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.