Você pretende usar o conteúdo abaixo para
Agradecemos sua resposta!

Tempo de leitura: 6 minutos

Recentemente, foi publicado um texto aqui no blog da Cobli em que falamos sobre a tecnologia EDI e sua importância na logística. Hoje, falaremos sobre um tipo de arquivo EDI em especial, o CONEMB.

Para contextualizar, EDI significa Electronic Data Interchange, traduzindo, intercâmbio eletrônico de dados. Trata-se de um processo voltado para a troca de informações entre sistemas, o que facilita o compartilhamento do status das entregas entre uma transportadora e seus clientes.

O EDI Proceda CONEMB é um tipo de arquivo que contém discriminados todos os conhecimentos de transporte embarcados e que as transportadoras enviam para os contratantes do serviço de frete.

Neste texto, você saberá para que serve o CONEMB, sua importância e os benefícios que pode proporcionar para as empresas. Continue a leitura e desmistifique mais essa sigla que faz parte do universo da logística.

Entenda melhor o que é CONEMB e outros arquivos do mesmo padrão

Se é para desmistificar, vamos começar por entender o significado da sigla CONEMB, que, caso ainda não tenha se dado conta, é Conhecimentos Embarcados. Então, conforme já mencionamos, é um arquivo que lista todos os conhecimentos das mercadorias embarcadas.

Quando se fala em layout EDI CONEMB, se refere à forma com a qual o arquivo deve ser gerado pelo sistema, ou seja, as especificações que ele precisa ter, respeitando um padrão. 

No ramo da logística existem dois padrões, o XML e o Proceda, o CONEMB segue o modelo do segundo. O nome Proceda é uma referência à empresa que é considerada pioneira nesse formato de documento.

Existem cinco tipos de arquivos EDI que seguem o padrão Proceda e que costumam ser usados por transportadoras. Eles são representados pelas siglas: NOTFIS, OCOREN, PREFAT, CONEMB E DOCCOB. Cada um tem o seu próprio layout, contendo as informações relevantes para cada passo dentro do processo logístico.

Geralmente, a ordem de emissão desses arquivos é a seguinte:

  • NOTFIS – é o arquivo que lista os dados das notas fiscais que o embarcador, ou seja, aquele que contratou o frete, emitiu;
  • CONEMB – é a lista com os conhecimentos de transporte embarcados;
  • OCOREN – apresenta as ocorrências e o status da entrega;
  • PREFAT – é uma pré fatura que o embarcador emite e envia para a transportadora contendo a lista com os CTes e romaneios que foram conferidos para que a cobrança do serviço seja realizada;
  • DOCCOB – é um documento de cobrança que a transportadora emite e apresenta para que o cliente efetue o pagamento pelos serviços prestados.

O NOTFIS e OCOREN são de emissão obrigatória, enquanto os outros são condicionais, mas, de qualquer maneira, todos são bastante relevantes dentro do processo e podem trazer muitos benefícios para as empresas.

Importância do CONEMB na logística

Agora que já entendeu o que é arquivo CONEMB, vamos falar sobre sua importância no transporte logístico e os benefícios que pode oferecer.

Estamos vivendo a era dos dados e as empresas que reconhecem isso e os usam a seu favor, acabam saindo na frente. E é exatamente esse o caso do CONEMB, que facilita a troca de informações entre transportadoras e seus clientes, conferindo mais agilidade e confiança em relação aos serviços prestados.

Mesmo que não seja um documento obrigatório, cada vez mais as empresas que contratam serviços de transporte vêm buscando companhias que possuam sistemas capazes de gerar e enviar arquivos EDI para tornar as operações mais seguras.

layout edi conemb

Confira os principais benefícios que o CONEMB pode oferecer para as transportadoras e seus clientes.

  • Agilidade no compartilhamento de informações

Através do envio desse arquivo, os embarcadores ficam cientes das operações que estão em andamento e seus respectivos CT-es e NF-es. Tudo isso através de um sistema que realiza o processo automaticamente, sem a necessidade de enviar manualmente por e-mail.

  • Facilita o processo de redespacho

Em algumas situações, as transportadoras precisam realizar o redespacho de mercadorias, que ocorre quando é necessário contratar outra empresa para dar continuidade ao transporte.

Nesse caso, o CONEMB pode ser enviado para essa outra transportadora, para que ela dê continuidade ao processo de entrega utilizando as informações do arquivo, tornando-o mais ágil.

  • Redução das chances de erro

Como o sistema utiliza dados previamente lançados gerar o documento e o arquivo segue sempre o mesmo padrão, há uma redução significativa nas ocorrências de erros.

Não há o risco de acontecerem problemas gerados por erros de digitação ou esquecimento de algum dado importante, situações que poderiam causar falhas no transporte das mercadorias. Assim, se poupa tempo e se evita prejuízos ligados a retrabalhos.

  • Diferencial competitivo

Qualquer cliente, quando vai contratar um serviço, busca uma empresa que inspire confiança. Quando se trata do transporte de cargas, contar com recursos que tornem o processo mais seguro, como um sistema que compartilhe informações com agilidade, faz toda a diferença e pode se tornar um diferencial em relação aos concorrentes.

  • Diminuição de custos operacionais

O sistema irá gerar o arquivo CONEMB automaticamente, algo que os colaboradores de uma transportadora passariam um bom tempo para realizar manualmente. 

Sem contar que, com a automatização dos processos, deixa de ser necessário realizar a impressão e o armazenamento dos documentos, que são ações que geram diversos custos.

Veja como funciona o sistema de gestão de frotas com monitoramento, roteirização e rastreamento veicular da Cobli!

O que é preciso para começar a emitir o CONEMB?

Depois de saber mais a respeito do CONEMB o que é e sua importância, talvez esteja se perguntando como começar a emitir esse e outros arquivos que seguem o padrão Proceda. 

Para isso, é preciso adquirir um sistema com a tecnologia EDI. Por se tratar de uma mudança considerável no modus operandi do negócio, é importante que todos os membros da equipe estejam engajados e contribuam para a adaptação.

Treinar um colaborador para gerenciar o processo ou contar com o suporte de um profissional externo especializado em EDI poderá facilitar a implantação do sistema.

Desafios irão surgir, como acontece com tudo o que é novo, mas é preciso ter em mente que investir em tecnologias para o negócio é dar um salto em direção ao futuro, oferecer serviços de qualidade para os clientes e, assim, obter diferenciais para se destacar em meio à concorrência.

Gostou do conteúdo? Compartilhe com alguém e acompanhe outras novidades em nosso blog

Monitoramento de frota - O que é CONEMB? Qual a importância desse arquivo EDI na logística?
Fale com nossos especialistas!

Estamos disponíveis para tirar dúvidas e demostrar o sistema de rastreamento e monitoramento de frotas da Cobli em ação.

Teste grátis

Escreva um Comentário