Desenvolvimento sustentável: saiba o que é e porque ele é tão importante

Você, provavelmente, já deve ter ouvido falar do termo desenvolvimento sustentável, não é? Mas será que sabe o que ele significa de fato?

Durante séculos, a humanidade se desenvolveu extraindo recursos da natureza, de uma forma sempre que o meio ambiente era afetado e reduzido.

Nas últimas décadas, porém, cientistas e especialistas perceberam que seguir em frente com esse jeito de viver poderia tornar a vida na Terra insustentável.

Florestas, por exemplo, são responsáveis por ajudar na renovação do ar e em deixar o planeta com temperaturas mais amenas – ao serem desmatadas, contribuem para o aquecimento global, tornando todo o planeta mais quente.

E isso pode provocar diversas mudanças na forma como as pessoas vivem ao redor do mundo – de lugares frios já não serem mais tão frios, até calor insuportável, seca e desertificação pelo mundo.

Neste texto, vamos falar mais um pouco sobre o que é o desenvolvimento sustentável, porque ele é tão importante e como adotá-lo pode ser importante para o futuro do planeta.

Também vamos falar como as empresas precisam prestar atenção para se tornarem mais sustentáveis. Vamos lá?

O que é desenvolvimento sustentável?

Existem muitas definições diferentes para o que é desenvolvimento sustentável.

De maneira geral, é possível dizer que o desenvolvimento sustentável é aquele que tem um ritmo capaz de atender as demandas da humanidade hoje, sem comprometer o futuro.

De outra forma, também é uma forma de desenvolvimento que não esgota os recursos para o futuro, como solo, florestas, ar e água, por exemplo.

O desenvolvimento sustentável está ligado diretamente à preservação do meio ambiente e dos recursos naturais.

A definição surgiu no Relatório Nosso Futuro Comum, de 1987, escrito pela Comissão Mundial sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento, criada pela Organização das Nações Unidas.

As discussões sobre o assunto, porém, ganharam mais força a partir da segunda metade do século XX, quando a natureza começou a dar sinais de esgotamento.

Perceba que a definição de desenvolvimento sustentável não significa abrir mão do desenvolvimento em si, mas sim que é preciso conciliá-lo com a preservação ambiental.

Quais são os princípios do desenvolvimento sustentável?

Existem três grandes pilares do desenvolvimento sustentável, que também funcionam como seus grandes princípios.

São eles:

  1. Sustentabilidade ambiental: os recursos ambientais devem ser usados com o fim de preservação; isto é, que não sejam esgotados;
  2. Sustentabilidade social: uso dos recursos de forma a assegurar o bem estar social, a redução de desigualdades e a garantia dos direitos básicos dos cidadãos;
  3. Sustentabilidade econômica: garantia de que os recursos são usados para promover o progresso financeiro, produtivo e tecnológico da humanidade.

Como você pode imaginar, os três pilares estão diretamente ligados, de forma que as ações devem ser tomadas de acordo com cada uma delas.

Qual é a importância do desenvolvimento sustentável?

Desde a Revolução Industrial, a relação entre o ser humano e a natureza se modificou de maneira expressiva, uma vez que a humanidade passou a usar cada vez mais recursos naturais.

Esse progresso ajudou cidades a se desenvolverem, tecnologias a serem produzidas e também a explosão da humanidade, mas nos últimos anos se percebeu que a oferta de recursos naturais não é infinita.

Até mesmo recursos renováveis, como a água e o ar limpo, podem ser impactados por fenômenos como a poluição.

Se isso não acontecer, as gerações atuais já irão sofrer fortes consequências disso, como se vê em fenômenos climáticos, como La Niña e El Niño, que afetam a agricultura e a produção de alimentos no mundo todo.

Quais são os objetivos de desenvolvimento sustentável? E o que é a Agenda 2030?

Desde os anos 1970, a Organização das Nações Unidas se reúne em conferências para pensar o meio ambiente e o desenvolvimento sustentável.

Em 2015, foi realizada a Cúpula do Desenvolvimento Sustentável, em Nova York (EUA), na sede da Organização das Nações Unidas.

Ali, foram criados os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS), uma agenda cheia de objetivos e metas a serem cumpridas pelos países participantes até 2030.

Não é à toa que esse documento, que tem 17 objetivos gerais e 169 metas diferentes, também é conhecido pelo nome de Agenda 2030.

Entre os principais temas da Agenda 2030, estão a erradicação da pobreza, a redução das desigualdades e a promoção de formas de desenvolvimento econômico que protejam e conservem o meio ambiente.

Para isso dar certo, a ONU conta não só com governos, mas também com empresas, com a sociedade civil e com a participação de cada um da sociedade.

Abaixo, você pode ver cada um dos 17 objetivos gerais que fazem parte dos ODS:

  1. Erradicação da pobreza;
  2. Erradicação da fome e garantia de segurança alimentar;
  3. Garantia do acesso à saúde de qualidade e promoção do bem-estar;
  4. Educação de qualidade, inclusiva e equitativa;
  5. Igualdade de gênero;
  6. Gestão sustentável e acesso à água e ao saneamento;
  7. Energia acessível e limpa;
  8. Trabalho decente e crescimento econômico;
  9. Industrialização inclusiva e sustentável, com infra estruturas resilientes e inovação;
  10. Redução das desigualdades;
  11. Tornar cidades e comunidades seguras, resilientes e sustentáveis;
  12. Consumo e produção responsáveis;
  13. Ação contra a mudança global do clima;
  14. Conservação da vida marinha;
  15. Proteção dos ecossistemas terrestres;
  16. Paz, justiça e instituições eficazes;
  17. Fortalecer a parceria global para o desenvolvimento sustentável.

Como funciona o desenvolvimento sustentável no Brasil?

O Brasil tem hoje uma posição muito particular no que diz respeito ao desenvolvimento sustentável.

O fato de ser um país de largas proporções e industrialização tardia faz com que o Brasil ainda tenha mais recursos naturais preservados que a maioria dos países do mundo.

Além disso, o Brasil tem uma série de características favoráveis ao desenvolvimento sustentável, como a enorme quantidade de recursos hídricos e o uso de uma matriz elétrica baseada em hidrelétricas.

No entanto, ao mesmo tempo, o país tem sido muito criticado pela forma como tem protegido seus recursos naturais – em especial, nos últimos cinco anos, quando acelerou o desmatamento das regiões preservadas, como Amazônia e Pantanal.

Além disso, o Brasil também é uma nação cheia de desigualdades e com inúmeros problemas, a despeito de sua posição como uma das principais economias do mundo.

Há a percepção ainda de que falta conscientização geral no País sobre o tema do desenvolvimento sustentável, o que atrapalha ainda mais os esforços para que o Brasil se adeque à Agenda 2030.

Como a área de logística e transporte está ligada ao desenvolvimento sustentável?

Assim como qualquer atividade econômica da atualidade, a área de logística e transporte precisa cada vez mais se preocupar com o desenvolvimento sustentável.

Enquanto alguns objetivos ainda são bastante difíceis de cumprir pelo setor– como a substituição do uso de combustíveis fósseis por fontes mais limpas de energia –, outros já podem ser colocados em prática por empresários e gestores.

A tecnologia pode ser uma grande aliada para quem deseja se adequar ao mundo do desenvolvimento sustentável dentro da área de logística.

Isso porque dispositivos como rastreadores, roteirizadores e aparelhos de telemetria veicular podem ajudar caminhões a terem rotas mais eficientes, reduzindo o consumo de combustível.

Além disso, empresas que adotam gestão de frotas eficientes também conseguem fazer menos viagens e, com a mesma quantidade de recursos, entregar mais.

A adoção de sistemas de armazenamento e entrega inteligentes também pode ser uma aliada dos gestores de frota que buscam ser mais sustentáveis.

Outra questão importante é a das embalagens: reduzir o uso de plástico, preferindo embalagens mais renováveis, também pode ser algo muito importante para o setor.

Além disso, a sustentabilidade pode ser vista como um diferencial, tornando a empresa mais competitiva no mercado – algo que todo gestor de frota deseja, não é mesmo?

Esta publicação te ajudou? Confira mais sobre desenvolvimento sustentável e outras explicações sobre questões de logística e gestão de frota em nosso blog.

Fale com nossos especialistas!

Estamos disponíveis para tirar dúvidas e demonstrar o sistema de rastreamento e monitoramento de frotas da Cobli em ação.

Teste grátis

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.