manutencao-preditiva-e-preventiva

Manutenção preditiva e preventiva: qual a melhor escolha?

A manutenção preditiva e preventiva são os melhores métodos para reduzir despesas com visitas às oficinas mecânicas, por exemplo.

Mas você sabe qual a diferença entre elas? Embora façam parte da rotina de diversas empresas que contam com uma frota particular, é normal que existam dúvidas, principalmente sobre qual é a melhor.

Se for o seu caso, não precisa se preocupar! Elaboramos este artigo para explicar tudo sobre manutenção e, claro, ajudar você a fazer uma ótima escolha para o seu negócio. Boa leitura!

O que é manutenção preditiva?

A manutenção preditiva é uma atividade técnica baseada na análise de dados obtidos por meio de aparelhos sofisticados, além de acompanhamento de campo.

A medição pode ser feita a partir de métricas preestabelecidas:

  • Termografia;
  • Telemetria;
  • Ultrassom;
  • Análise de vibração;
  • Inspeção visual.

Logicamente, para exercer esse método de forma eficaz, é indispensável investir em treinamentos específicos e contar com o apoio da tecnologia.

manutencao-preditiva-e-preventiva
A manutenção preditiva e preventiva são essenciais para manter a segurança dos colaboradores.

O que é manutenção preventiva?

A manutenção preventiva utiliza um cronograma para analisar a situação de peças e equipamentos.

A partir dessas análises, será possível avaliar a real necessidade de reparos, trocas ou outras medidas que se façam necessárias.

Entre os procedimentos adotados na prevenção estão:

  • Lubrificação das peças;
  • Revisões periódicas dos equipamentos;
  • Inspeção.

Para programar os períodos de avaliação, o ideal é levar em conta as recomendações dos fornecedores; vida útil; garantia; histórico da peça ou equipamento.

Manutenção preditiva ou preventiva: qual a melhor?

Seria muita presunção afirmar categoricamente qual delas é a melhor para o seu negócio, afinal, é preciso entender a sua realidade e perfil.

De qualquer forma, ainda que a manutenção preventiva tenha a sua eficácia, eventualmente pode apresentar falhas e riscos a longo prazo.

Como vimos, sua atuação leva em conta cronogramas!

Logo, se um equipamento ou peça começar a apresentar falhas, o técnico só pode identificá-las quando o período de avaliação chegar (isso se não atrasar).

Já a manutenção preditiva considera não só os cronogramas, mas, principalmente, o estado dos equipamentos.

Imagine uma empilhadeira, por exemplo. Se for detectado um nível de vibração fora do padrão, ainda que as peças estejam no prazo de revisão, o técnico verificará o problema e agirá antes dele se agravar.

A principal diferença entre os métodos é que a manutenção preditiva tem o “poder” de predizer o problema e atuar exatamente no ponto necessário.

Já a preventiva exerce uma atuação mais genérica e com prazos fixos. Sendo assim, podemos dizer que a manutenção preditiva é a melhor escolha.

Isso porque é mais técnica e detalhada, além de trabalhar com base em dados e tecnologia para encontrar possíveis falhas e prever desgastes.

Benefícios da manutenção preditiva

Além de ser a melhor escolha, a manutenção preditiva traz vantagens que merecem ser destacadas. Conheça as principais.

Antecipa a necessidade de intervenção de peças e equipamentos

Como visto, a manutenção preditiva realiza uma supervisão constante das máquinas e equipamentos.

Com o acompanhamento em campo e auxílio de aparelhos sofisticados, é possível se antecipar a possíveis falhas, diminuindo os trabalhos emergenciais.

Suas características atrativas contribuem para passar mais confiabilidade aos colaboradores, parceiros e clientes, pois garante a segurança, eficiência e longevidade das máquinas.

Impede a troca e descarte desnecessários

Quando a empresa adota a manutenção preditiva, consegue detectar com precisão eventuais irregularidades.

Com um diagnóstico tão preciso, portanto, será possível realizar manutenção nas peças corretas.

A verdade é que a falta de precisão na detecção de falhas é um erro comum de outros métodos.

Na maioria dos casos, não há necessidade de trocar ou descartar todas as peças do equipamento, por exemplo.

Mas sem o auxílio de um aparelho que informe qual o problema exato, o gestor acaba tendo que investir em um conjunto completo de peças.

Para evitar, é indispensável realizar a manutenção preditiva. Quando for necessário apenas reparos simples, a economia será bem maior.

Aumenta a disponibilidade dos equipamentos

A manutenção preditiva possibilita a reparação (ou troca de peças) com antecedência, evitando consideravelmente situações de risco.

Na prática, isso significa que as chances de os equipamentos pararem de funcionar por questões de falhas são mínimas.

Isso porque o reparo não acontece de última hora, quando a peça apresenta defeitos ou quando ultrapassou o prazo de vida útil, mas, sim, com base nos dados informados por aparelhos.

Desse modo, vamos supor que a nova peça demore para chegar, dificilmente será preciso interromper o uso do equipamento, afinal, o diagnóstico já foi dado.

E, ainda que seja preciso que a interrupção aconteça, será por um breve período de tempo.

manutencao-preditiva-e-preventiva
A manutenção preditiva e preventiva ajuda a reduzir custos extras.

Reduz o custo de manutenção

Até o momento, já está claro que a manutenção preditiva pode reduzir consideravelmente os custos da empresa com reparos.

Claro que ainda podem surgir questionamentos: “A manutenção preditiva necessita da aquisição de aparelhos específicos e treinamento de funcionários!”.

Sim, é verdade! Contudo, a eficácia desse método, pensando em médio e longo prazo, permite que a empresa economize uma boa grana.

Ao escolher a manutenção preditiva, será possível:

  • Evitar o desperdício de peças;
  • Alongar a vida útil das máquinas;
  • Ser preciso nos reparos.

Facilita o planejamento

Por meio da manutenção preditiva é possível prever o tempo de vida útil das máquinas. Não se trata de achismo ou “experiência” do profissional, tudo é baseado em dados confiáveis.

Além disso, esses dados ainda podem ajudar a realizar um bom planejamento de manutenções.

Certamente as empresas que adotam esse método conseguem manter maior controle sobre as condições de suas máquinas.

O que torna totalmente viável ser mais eficiente ao realizar projeções financeiras e direcionamento de recursos.

Controle de manutenção em frotas

A manutenção preventiva em veículos de frotas comerciais é feita com o uso de softwares de controle de frota. São eles que sinalizam quando está chegando a hora de uma boa avaliação.

Agora, nos conte, já ficou mais fácil escolher entre manutenção preditiva e preventiva, qual a melhor para a sua empresa, certo? Mas, ainda assim, nosso conselho é, opte pela preditiva sempre.

Ao optar por ela, você não estará só reduzindo custos, mas, também, encontrando uma alternativa para deixar seus colaboradores mais seguros e, claro, seus clientes mais satisfeitos.

Videotelemetria ajuda a reduzir custos de manutenção com acidentes e sinistros

A videotelemetria é uma tecnologia que utiliza a captação de imagens para a coleta de dados através de câmera de segurança veicular.

Seu funcionamento consiste na instalação de uma câmera no automóvel, que vai gravar imagens tanto do exterior quanto do interior do veículo.

E como ela ajuda a reduzir custos de manutenção com acidentes e sinistros?

Com a captação das imagens tanto da cabine quanto da via, fica muito mais fácil verificar incidentes de trânsito e identificar o que, realmente, aconteceu. Sem achismos, mas com imagens e filmagens em mãos.

Além disso, com o alerta de excesso de velocidade do veículo, o motorista consegue atuar de maneira preventiva para que algum reparo ou manutenção por conta de um sinistro, não aconteça.

Tudo isso pode ser encontrado na Cobli Cam, telemetria com vídeo que reduz custos e aumenta o cuidado.

Essa tecnologia permite ao gestor identificar e inibir a condução perigosa, tendo mais controle sobre o modo de condução, a partir da videotelemetria.

Conheça alguns dos benefícios para reduzir acidentes e aumentar a segurança:

  • Diminuir custos com manutenção: quais mais incidentes ou sinistros, maior o número de manutenções, certo? Com a videotelemetria, além de aumentar a segurança, o motorista também previne que eventos como esse aconteçam;
  • Identificar comportamentos de risco: entenda o comportamento dos motoristas ao volante e dê feedbacks certeiros para os condutores melhorarem seu desempenho;
  • Reduzir custos com infrações e acidentes: monitore e identifique padrões de risco na condução. Receba alertas pelo painel e tenha as gravações dos eventos registradas automaticamente;
  • Proteger de falsas acusações em casos de acidente: utilize as gravações como evidências para discussões jurídicas e solução de processos.

Também é possível contar com alertas sonoros que são gerados a cada evento de direção perigosa que o motorista executa, como “direção distraída“, “curvas bruscas” ou “proximidade do veículo da frente“. Assim, ele consegue ser alertado, sem precisar desviar a atenção do trânsito.

Quer saber como a videotelemetria funciona na prática e quais seus outros inúmeros benefícios? Acesse e baixa o guia que a Cobli preparou aqui ou abaixo:

Esta publicação te ajudou? Confira essa e outras explicações sobre questões de logística e gestão de frota no blog da Cobli.

Fortaleça seu currículo: Curso de Segurança no trânsito para frotas. 100% gratuito, com certificação.
Fale com nossos especialistas!

Estamos disponíveis para tirar dúvidas e demonstrar o sistema de rastreamento e monitoramento de frotas da Cobli em ação.

Teste grátis

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.