Profissional de logística realizando supply chain compliance.

Supply chain compliance: entenda o que é e sua importância

O supply chain compliance é um processo que facilita a gestão de riscos na cadeia de abastecimento, incluindo desde questões financeiras, até o envolvimento com companhias que não cumprem normas trabalhistas, ambientais etc.

Através de uma política de compliance a empresa pode se proteger contra riscos legais e financeiros, além de construir uma reputação positiva entre os seus clientes e fornecedores.

Neste artigo você irá saber mais sobre supply chain compliance, a importância da conformidade na cadeia de suprimentos, os riscos que ajuda a evitar, práticas adotadas, tecnologias que facilitam sua aplicação, entre outras informações relevantes.

Vamos começar?

O que é supply chain compliance?

O supply chain compliance, conformidade da cadeia de abastecimento em português, é o conjunto de práticas e requisitos que uma empresa deve considerar e aplicar para garantir que sua cadeia de suprimentos opere de maneira ética, legal e sustentável.

Afinal, a gestão de fornecedores é bastante complexa porque envolve mais do que fazer pedidos, pagar por eles e receber as mercadorias.

Especialmente em companhias de médio e grande porte, são muitas as questões que compõem esse relacionamento. Por isso esse cuidado é tão importante e virou uma estratégia na logística empresarial.

Importância da conformidade na cadeia de suprimentos

Prezar pela conformidade na cadeia de suprimentos é importante por diferentes motivos.

O principal deles é que, ao iniciar uma relação com um fornecedor, a empresa passa a compartilhar dos seus valores e da sua imagem. Nesse caso, a assinatura de um contrato é vista pelo mercado como um endosso.

O supply chain compliance preserva a companhia de eventuais fraudes, escândalos e atrasos dos seus fornecedores, situações essas que podem prejudicar a reputação e a sua operação.

Além disso, é uma forma de demonstrar credibilidade no mercado, atraindo parcerias com empreendimentos igualmente sérios.

Quais são os riscos e consequências da não conformidade?

Para entender melhor a importância do supply chain compliance, veja quais são as principais consequências que a não conformidade na saúde de suprimentos pode causar na empresa.

Riscos legais e financeiros

Se um fornecedor não segue determinadas regulamentações e leis, tanto ele quanto a empresa que utiliza seus produtos e com a qual possui uma relação comercial, podem sofrer sanções legais e multas, resultando em grandes prejuízos financeiros.

A não conformidade também pode levar a ações judiciais com fornecedores, clientes e outras partes interessadas, problemas que poderiam ser evitados mediante uma política rígida de compliance.

Impacto na reputação da empresa e nas relações com clientes e parceiros

Para além dos prejuízos financeiros e problemas judiciais, uma empresa pode sofrer um forte impacto negativo sobre a sua reputação, comprometendo as relações com clientes e demais parceiros de negócios.

As consequências de situações desse tipo podem ser bastante graves, necessitando de um grande esforço para a reconstrução da imagem corporativa.

Mulher gestora de logística fazendo o supply chain compliance.
O supply chain compliance garante que a cadeia de abastecimento opere de maneira ética, legal e sustentável.

Práticas de conformidade na cadeia de suprimentos

Agora que você já sabe quais são as principais consequências da não conformidade, confira práticas para evitá-las na cadeia de suprimentos.

Due diligence e avaliação de riscos

Due diligence, diligência prévia em português, é um processo que envolve pesquisa e análise sobre uma empresa, sendo realizado previamente para avaliar os riscos de uma parceria, a fim de identificar possíveis irregularidades.

Trata-se de uma prática fundamental para verificar a reputação das organizações e construir relacionamentos apenas com aquelas que se mostrarem sérias e comprometidas com seus clientes, parceiros de negócios e órgãos reguladores.

Verificação e monitoramento dos fornecedores

Além da due diligence, é importante realizar a verificação e o monitoramento dos fornecedores. Assim, é possível acompanhar se eles mantêm as práticas éticas identificadas na análise feita previamente.

A menção a indicadores-chave de desempenho voltados ao supply chain compliance no SLA (Service Level Agreement, em português acordo de nível de serviço) é uma forma de monitorar os fornecedores e preservar a empresa contra possíveis problemas.

Auditorias e certificações

Por fim, temos as auditorias e certificações, duas estratégias bastante eficientes para manter o supply chain compliance.

Um tipo de investimento que, embora costume ser elevado, ajuda a evitar diversos prejuízos, tanto financeiros quanto de reputação.

Através delas, tanto a empresa quanto seus fornecedores, passam por análises minuciosas realizadas por especialistas, a fim de identificar possíveis não conformidades em áreas específicas da cadeia de suprimentos.

Tecnologias para realizar o gerenciamento da conformidade

Assim como acontece com grande parte dos processos de uma empresa na atualidade, a tecnologia também pode auxiliar no gerenciamento da conformidade na cadeia de suprimentos. Veja quais são as mais utilizadas!

Softwares de gerenciamento de cadeia de suprimentos

A utilização de um software de gerenciamento da cadeia de suprimentos dos fornecedores é fundamental para garantir o cumprimento de prazos.

Assim, é possível antecipar possíveis atrasos e agir antes de um desabastecimento ocorrer, por exemplo.

Ferramentas de rastreamento e monitoramento

O transporte de mercadorias é parte essencial da cadeia de suprimentos.

Nesse contexto, ferramentas de rastreamento e monitoramento de veículos trazem visibilidade sobre a movimentação de frota, além de impactarem diretamente na pontualidade e segurança da operação.

Gestor de logística utilizando tecnologia para o supply chain compliance.
A tecnologia auxilia o supply chain compliance na transparência e agilidade dos processos.

Uso de blockchain e outras tecnologias para aumentar a transparência

A tecnologia é também importante para aumentar a transparência no relacionamento entre as empresas e seus fornecedores.

Por meio de sistemas de rastreabilidade é possível acompanhar a origem e o fluxo das mercadorias, garantindo conformidade com normas específicas.

O blockchain é outro exemplo por se tratar de uma tecnologia de registro descentralizado e imutável. Através da criptografia, garante a segurança e a transparência das transações realizadas ao longo da cadeia de suprimentos.

Como medir e avaliar a conformidade na cadeia de suprimentos?

Como foi possível ver ao longo da publicação, é muito importante avaliar continuamente a conformidade na cadeia de suprimentos.

Isso pode ser feito por meio de ações, como:

  • Acompanhamento de indicadores-chave de desempenho;
  • Análises prévias de fornecedores, antes de fechar contratos;
  • Auditorias e avaliações de risco periódicas;
  • Uso de tecnologia para acompanhar os processos e garantir sua transparência;
  • Análises de documentos relacionados às transações com fornecedores.

Esta publicação te ajudou? Confira essa e outras explicações sobre questões de logística e gestão de frota no blog da Cobli!

Sobre o autor

Fale com nossos especialistas!

Estamos disponíveis para tirar dúvidas e demonstrar o sistema de rastreamento e monitoramento de frotas da Cobli em ação.

Teste grátis

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *