dicas-de-transito

Dicas de segurança no trânsito: como prevenir acidentes?

Construir e manter um trânsito seguro é responsabilidade de todos, sejam eles pedestres ou motoristas. Por isso, trouxemos aqui diversas dicas de segurança de trânsito!

Embora boas práticas de direção sejam disseminadas e o Brasil tenha uma legislação de trânsito avançada, nossas estradas ainda são bastante perigosas.

Um estudo do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) estimou que o Brasil registra, em média, 45 mil mortes no trânsito por ano.

Tamanha quantidade de acidentes gera prejuízos da ordem de R$ 50 bilhões anuais.

Para reverter esses problemas, você sabe, é preciso adotar incentivar a direção defensiva — principalmente daqueles que dirigem profissionalmente.

Na tentativa de contribuir para a conscientização dos motoristas, o Blog da Cobli preparou algumas dicas de segurança de trânsito para ajudá-lo a evitar acidentes e também multas.

Neste texto, vamos reforçar alguns bons hábitos ao volante! Siga a leitura e confira!

Dicas de segurança no trânsito: o que fazer e que evitar para dirigir melhor

Na prática, todas as dicas de segurança são trânsito são um reforço do que ensina a direção defensiva.

Aliás, aulas de direção defensiva são obrigatórias no Curso de Formação de Condutores (CFC), aquele que todo mundo precisa fazer para conquistar a Carteira Nacional de Habilitação (CNH).

A direção defensiva ensina conduzir com prudência e antecipar riscos para prevenir acidentes.

No entanto, talvez você já tenha se esquecido do que aprendeu nas aulas de direção defensiva. Na dúvida, é bom recordá-las!

Confira abaixo nossas dicas de segurança no trânsito!

Cuidado com pedestres, ciclistas e motociclistas

Quando pensamos em acidentes de trânsito, geralmente imaginamos carros estraçalhados à beira das rodovias.

No entanto, os mais impactados pelos acidentes não são os veículos, mas as pessoas: tanto as que estão dentro do carro ou caminhão como as que estão fora.

Aliás, veículos maiores tendem a ser menos impactados por uma colisão.

Por isso, nossa primeira dica de segurança no trânsito é esta: tenha cuidado com os pedestres, ciclistas e motociclistas com quem você divide a via.

A regra geral da segurança do trânsito afirma que os veículos maiores (caminhões, carros) são responsáveis pela segurança dos menores (motos e bicicletas). Consequentemente, todos são responsáveis pela segurança dos pedestres.

O condutor deve estar atento ao comportamento dos outros motoristas e também de motoqueiros, ciclistas e pedestres de maneira a antecipar imprevistos e prevenir acidentes.

Nem precisamos dizer que é preciso prestar atenção redobrada em cruzamentos, certo?

 dicas-de-transito
Uma das principais dicas de segurança no trânsito é o respeito aos pedestres.

Respeite os limites de velocidade

Além de ser uma infração ao Código de Trânsito Brasileiro, dirigir acima da velocidade permitida vai contra tudo aquilo que a direção defensiva ensina.

É perigoso, pode resultar em acidentes e, quanto maior a rapidez de um veículo, menos tempo o motorista terá para agir diante de imprevistos.

Afinal, a física mostra que é mais fácil parar um carro a 80 km/h do que a 150 km/h.

O artigo 218 do CTB considera infração: “transitar em velocidade superior à máxima permitida para o local, medida por instrumento ou equipamento hábil, em rodovias, vias de trânsito rápido, vias arteriais e demais vias”.

Essa infração pode ser média (quando a velocidade for superior à máxima em até 20%), grave (de 20% a 50%) ou gravíssima (acima de 50%).

Infrações médias e graves são punidas com multas de R$ 130,16 e R$ 195,23, respectivamente.

Já uma infração gravíssima acarreta multa de R$ 880,41 e a suspensão do direito de dirigir.

Sinalize antes de realizar uma ação

Você com certeza já viu motorista fazer curva sem dar seta antes, não?

Essa prática é extremamente irresponsável e perigosa. Pode provocar colisões e acidentes ainda mais graves.

É obrigação do motorista ajudar aqueles com quem ele divide a via a evitarem acidentes.

Por isso, ele deve usar a sinalização adequada sempre que fizer uma manobra, como frear, ultrapassar um carro ou fazer uma curva.

Sinalizar corretamente também implica usar de maneira adequada as lanternas e luzes do seu veículo. Afinal, cada uma delas têm uma finalidade própria.

Esteja atento à sinalização

Não basta apenas sinalizar corretamente. Também é preciso estar atendo à sinalização das vias — e obedecê-la.

As placas dispostas ao longo de estradas e rodovias servem para informar os motoristas e orientá-los a adotar posturas mais conscientes ao volante.

Seguir as instruções da sinalização urbana e rodoviária é especialmente importante quando o motorista dirige por áreas que não conhece tão bem.

Mantenha distância segura do veículo à frente

Manter uma distância segura do veículo à frente é uma das principais dicas de segurança de trânsito que podemos oferecer.

É importante respeitar uma distância segura para, em caso de imprevistos, ter tempo (e espaço) suficiente para reagir.

Em condições climáticas adversas, como neblina ou chuva, manter-se afastado do veículo à frente é ainda mais importante.

Tome cuidado em cruzamentos

Acima, já dissemos que é importante tomar cuidado em cruzamentos, mas não custa repetir.

Aliás, vale insistir que é necessário dirigir com atenção e cuidado em todo cruzamento, independentemente se há semáforos ou não.

Sempre que estiver em uma intersecção, sinalize para avisar carros que, eventualmente, venham na direção contrária, para evitar acidentes.

Tomar cuidado em cruzamentos também é importante para evitar roubos. Por isso, além de jamais parar em cima da faixa de pedestres, mantenha os vidros do veículo fechados e fique atendo ao que acontece à sua volta.

Dê a preferência

Você conhece aquele ditado “gentileza gera gentileza”, não é? Pois saiba que ele também é uma boa dica de segurança no trânsito!

Dar a preferência é uma prática que garante não só uma condução mais segura, como também melhora aquele clima já tão estressante do trânsito.

Por isso, sempre que puder, dê a preferência!

Use cinto de segurança

O uso do cinto de segurança garante a proteção do motorista e dos passageiros, além de reduzir danos em caso de acidente.

E também é lei. O artigo 65 do CTB afirma: “É obrigatório o uso do cinto de segurança para condutor e passageiro em todas as vidas do território nacional”.

O artigo 167 determina que não usar cinto de segurança, por outro lado, é infração grave, punida com multa e medidas administrativa (retenção do veículo é a colocação do cinto pelo infrator).

dicas-de-transito
O uso do cinto no banco da frente reduz em 45% as chances de lesões graves em acidentes e, nos bancos de trás, os passageiros ficam até 75% mais seguros.

Mantenha o veículo em bom estado

Tem um outro ditado que você com certeza também conhece: “prevenir é melhor do que remediar”.

Esse dito popular também serve de dica de segurança de trânsito, pois uma boa maneira de evitar acidentes é estar em dia com a manutenção do seu veículo e cuidar de todos os componentes: motor, freios, pneus, etc.

Antes de pegar a estrada, dê uma passada no seu mecânico de confiança para checar se está tudo em ordem com o veículo. Aproveite para calibrar os pneus e trocar o óleo, ok?

Caso você seja gestor de frota, certifique-se de que a manutenção periódica dos veículos está em dia.

Não use o celular ao volante

É verdade que a tecnologia é uma mão na roda para os motoristas.

Aplicativos de rotas ou de controlar gastos com combustível podem ser bastante úteis.

No entanto, o uso do celular ao volante também pode ser um grande problema, pois o aparelhinho distrai o motorista, que deve se manter sempre concentrado na estrada.

O inciso V do artigo 252 do CTB considera infração dirigir “apenas com uma das mãos, exceto quando deva fazer sinais regulamentares de braço, mudar a marcha do veículo, ou acionar equipamentos e assessórios do veículo”.

A Lei nº 13.281/2016 incluiu um novo parágrafo a esse artigo: “A hipótese prevista no inciso V caracterizar-se-á como infração gravíssima no caso de o condutor estar segurando ou manuseando telefone celular”.

Não beba se for dirigir

Quem nunca ouviu a frase de conscientização no trânsito “se beber não dirija”?

De fato, álcool e direção não combinam.

O álcool pode ser ótimo na hora da festa, mas ele é um dos maiores vilões da direção.

Tanto que o artigo 165 do CTB afirma que “dirigir sob a influência de álcool ou de qualquer outra substância psicoativa que determine dependência” é infração gravíssima, punida com multa e suspensão do direito de dirigir por 12 meses.

Alguns remédios, como antidepressivos, ansiolíticos e antialérgicos também podem prejudicar a atenção do motorista.

Aliás, se você toma medicamentos controlados, converse com seu médico para saber se pode continuar dirigindo durante o tratamento.

Por que se preocupar com a segurança no trânsito?

O que você achou das nossas dicas de segurança no trânsito? Bastante úteis, não?

Pois saiba que essas dicas são importantes para todos os motoristas — em especial para aqueles que dirigem profissionalmente.

Esses não apenas profissionais dependem de sua habilidade ao volante para garantir o sustento de suas famílias, como também são peças indispensáveis da engenharia logística que garante o funcionamento da economia.

As dicas de segurança no trânsito possibilitam uma convivência mais pacífica entre motoristas, motoqueiros, ciclistas e pedestres em ruas e rodovias, além de, obviamente, prevenirem acidentes.

E multas também! Afinal, tomar multas em sequência pode levar um motorista profissional a perder o direito de dirigir, isto é, seu ganha-pão.

Por isso, todo cuidado é pouco! Siga nossas dicas de segurança no trânsito e capriche na direção defensiva!

Videotelemetria ajuda a reduzir acidentes e aumentar o cuidado

A videotelemetria é uma tecnologia que utiliza a captação de imagens para a coleta de dados através de câmera de segurança veicular.

Seu funcionamento consiste na instalação de uma câmera no automóvel, que vai gravar imagens tanto do exterior quanto do interior do veículo.

E como ela ajuda a reduzir acidentes e sinistros?

Com a captação das imagens tanto da cabine quanto da via, fica muito mais fácil verificar incidentes de trânsito e identificar o que, realmente, aconteceu. Sem achismos, mas com imagens e filmagens em mãos.

Além disso, com o alerta de excesso de velocidade do veículo, o motorista consegue atuar de maneira preventiva para que a multa não aconteça.

Tudo isso pode ser encontrado na Cobli Cam, telemetria com vídeo que reduz custos e aumenta o cuidado.

Essa tecnologia permite ao gestor identificar e inibir a condução perigosa, tendo mais controle sobre o modo de condução, a partir da videotelemetria.

Conheça alguns dos benefícios para reduzir acidentes e aumentar a segurança:

  • Identificar comportamentos de risco: entenda o comportamento dos motoristas ao volante e dê feedbacks certeiros para os condutores melhorarem seu desempenho;
  • Reduzir custos com infrações e acidentes: monitore e identifique padrões de risco na condução. Receba alertas pelo painel e tenha as gravações dos eventos registradas automaticamente;
  • Proteger de falsas acusações em casos de acidente: utilize as gravações como evidências para discussões jurídicas e solução de processos;

Também é possível contar com alertas sonoros que são gerados a cada evento de direção perigosa que o motorista executa, como “direção distraída“, “curvas bruscas” ou “proximidade do veículo da frente“. Assim, ele consegue ser alertado, sem precisar desviar a atenção do trânsito.

Dúvidas sobre segurança no trânsito

Como tornar o trânsito mais seguro?

Algumas dicas para aumentar a segurança no trânsito são: respeitar os limites de velocidade, fazer manutenções preventivas no veículo e estar sempre atento ao trânsito, evitando uso de celulares e outros dispositivos que podem causar distração.

Qual a importância da direção defensiva na segurança do trânsito?

A direção defensiva é de extrema importância para evita acidentes e garantir uma maior segurança no trânsito para o motorista, para os demais veículos e condutores, e também para pedestres e ciclistas.

Esta publicação te ajudou? Confira essa e outras explicações sobre questões de logística e gestão de frota no blog da Cobli.

Sobre o autor

Fale com nossos especialistas!

Estamos disponíveis para tirar dúvidas e demonstrar o sistema de rastreamento e monitoramento de frotas da Cobli em ação.

Teste grátis

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *