Pessoal em armazém com tablet na mão.

Logística operacional: o que é e como funciona?

A logística operacional é fundamental no cenário empresarial contemporâneo, garantindo o fluxo eficiente de bens e serviços desde sua origem até o consumidor final.

Neste contexto, a logística operacional busca atingir objetivos essenciais, como redução de custos, melhoria no nível de serviço e adaptação às necessidades dinâmicas dos clientes.

Ao enfrentar desafios inerentes à complexidade da cadeia de suprimentos, flutuações na demanda e custos operacionais, a logística operacional se reinventa constantemente, impulsionada por tendências inovadoras. 

Nesse texto vamos falar sobre os objetivos fundamentais da logística operacional, seus principais processos, os desafios enfrentados no cenário atual e as tendências que moldam o futuro dessa área, ilustrando com cases de sucesso de empresas-líderes que estão na vanguarda da inovação logística.

Vamos nessa? Continue a leitura!

O que é logística operacional?

Logística operacional é o processo de planejamento, implementação e controle do fluxo de bens e serviços desde o ponto de origem até o ponto de consumo. Ela é responsável por todas as atividades envolvidas na gestão logística como movimentação, armazenamento, transporte e entrega de produtos e serviços.

Quais os objetivos da logística operacional?

A logística operacional é uma área essencial para qualquer negócio, pois ela é responsável por garantir que os produtos e serviços sejam entregues aos clientes no prazo, na quantidade e na qualidade corretas. As empresas que conseguem gerenciar seus processos logísticos de forma eficiente e eficaz têm uma vantagem competitiva sobre seus concorrentes.

Os principais objetivos da logística operacional são:

Reduzir custos

A logística operacional deve ser eficiente e eficaz, a fim de reduzir os custos de transporte, armazenamento e distribuição.

Melhorar o nível de serviço

A logística operacional deve garantir que os produtos e serviços sejam entregues aos clientes no prazo, na quantidade e na qualidade corretas.

Atender às necessidades dos clientes

A logística operacional deve ser flexível e adaptável às necessidades dos clientes.

Quais os processos da logística operacional?

A logística operacional envolve uma série de processos, desde o armazenamento até a distribuição, para garantir que os produtos cheguem aos clientes no prazo e nas condições desejadas.

Os processos incluem:

Armazenamento e estoque

Gerenciamento de depósitos e estoques para garantir que haja produtos suficientes disponíveis para atender à demanda.

Processamento de pedidos

Recebimento, processamento e envio de pedidos de clientes de maneira eficiente.

Transporte

Coordenação e gestão dos meios de transporte, seja por rodovia, ferrovia, mar ou ar, para mover os produtos entre diferentes locais.

Embalagem

Preparação adequada dos produtos para transporte, garantindo que estejam protegidos e em conformidade com as regulamentações.

Gestão da cadeia de suprimentos

Coordenação de todas as partes envolvidas na cadeia de abastecimento, desde fornecedores até fabricantes e distribuidores.

Rastreamento e monitoramento

Utilização de tecnologia para rastrear a localização e o status dos produtos ao longo da cadeia de abastecimento.

Gestão de devoluções

Lidar com devoluções de produtos e garantir que o processo seja eficiente e satisfaça as necessidades dos clientes.

Quais as tecnologias aplicadas à logística operacional?

Diversas tecnologias são aplicadas à logística operacional para otimizar processos, melhorar a eficiência e proporcionar maior visibilidade ao longo da cadeia de suprimentos. Algumas das principais tecnologias utilizadas incluem:

Sistemas de gerenciamento de armazéns (WMS)

Automatizam e otimizam as operações em armazéns, rastreando inventários, gerenciando espaços de armazenamento e otimizando a movimentação de produtos.

Sistemas de gerenciamento de transporte (TMS)

Ajudam a planejar, otimizar e executar operações de transporte, incluindo roteirização, programação de veículos e rastreamento de remessas.

Sistema de controle de mercadorias
Reduzir custos, aprimorar o nível de serviço e atender às necessidades dos clientes, são os principais objetivos da logística operacional

Códigos de barras e RFID

A identificação por código de barras e tecnologias de Identificação por Radiofrequência (RFID) são amplamente usadas para rastreamento e gerenciamento de inventário em tempo real.

Internet das coisas (IoT)

Sensores IoT são empregados para monitorar condições ambientais, como temperatura e umidade, ao longo da cadeia de suprimentos, garantindo a integridade dos produtos.

Big data e analytics

O uso de análise de big data permite a identificação de padrões, previsão de demanda, otimização de rotas, e tomada de decisões mais informada.

Inteligência artificial (IA) e machine learning (ML)

Algoritmos de IA e ML são usados para prever demandas futuras, otimizar rotas de transporte, antecipar problemas logísticos e melhorar a eficiência operacional.

Sistemas de gestão de pedidos (OMS)

Esses sistemas automatizam o processamento de pedidos, ajudando na gestão do ciclo de vida dos pedidos, desde a entrada até o envio.

Automação e robótica

A automação de processos em armazéns, como picking automatizado e empilhadeiras autônomas, contribui para a eficiência e redução de erros.

Realidade aumentada (RA)

A RA é utilizada para fornecer informações em tempo real aos trabalhadores, melhorando a precisão e a velocidade das operações.

Blockchain

Oferece uma maneira segura e transparente de registrar transações e movimentações de produtos ao longo da cadeia de suprimentos, reduzindo riscos de fraude e melhorando a rastreabilidade.

A implementação dessas tecnologias varia de acordo com as necessidades específicas de cada empresa, mas a tendência é que a logística operacional continue a evoluir com o avanço das tecnologias emergentes.

Quais são os desafios da logística operacional?

A logística operacional enfrenta vários desafios, e a capacidade de superá-los é crucial para garantir a eficiência e a eficácia das operações. Alguns dos principais desafios incluem:

Complexidade da cadeia de suprimentos

Cadeias de suprimentos globais e complexas podem envolver várias etapas, fornecedores e parceiros, aumentando a complexidade da gestão logística.

Flutuações na demanda

Mudanças imprevisíveis na demanda por produtos podem causar desafios na gestão de estoques e na capacidade de atender às necessidades dos clientes.

Custos operacionais

Os custos associados ao transporte, armazenamento e gestão de inventário podem ser significativos. Manter esses custos sob controle é um desafio constante.

Gestão de estoque

Encontrar o equilíbrio certo entre ter estoque suficiente para atender à demanda e evitar excessos que levam a custos adicionais de armazenamento é desafiador.

Problemas de visibilidade

A falta de visibilidade ao longo da cadeia de suprimentos pode levar a atrasos na identificação de problemas e dificultar a tomada de decisões rápidas.

Riscos logísticos e de segurança

Roubo, danos aos produtos durante o transporte, desastres naturais e outros riscos podem impactar negativamente a logística operacional.

Legislação e regulamentação

Conformidade com regulamentações e legislações locais e internacionais relacionadas ao transporte, armazenamento e distribuição pode ser complexa e está sujeita a mudanças.

Tecnologia desatualizada

A implementação e a manutenção de tecnologias obsoletas podem prejudicar a eficiência operacional e a capacidade de adaptação a mudanças no ambiente de negócios.

Gestão de pessoas

A escassez de mão de obra qualificada, treinamento inadequado e altos índices de rotatividade podem impactar negativamente a eficiência das operações logísticas.

Sustentabilidade

A pressão crescente para práticas mais sustentáveis na cadeia de suprimentos, como redução de emissões de carbono e gestão responsável de resíduos, representa um desafio adicional.

A superação desses desafios requer estratégias bem pensadas, investimentos em tecnologia, colaboração eficaz com parceiros e uma abordagem adaptativa às mudanças nas condições de mercado e nas demandas dos clientes.

Quais são as tendências na logística operacional?

As tendências na logística operacional estão em constante evolução, impulsionadas por avanços tecnológicos, mudanças nas demandas do mercado e uma crescente ênfase na eficiência e sustentabilidade.

Infográfico com as 04 principais tendências da logística operacional.

Além das tecnologias que já mencionamos anteriormente, confira algumas das tendências atuais para o setor:

Digitalização da cadeia de suprimentos

A adoção de tecnologias digitais, como Internet das Coisas (IoT), sensores e sistemas de rastreamento em tempo real, está transformando a cadeia de suprimentos, proporcionando maior visibilidade e controle.

Última milha sustentável

Com um foco crescente na sustentabilidade, estão sendo desenvolvidas soluções de entrega de última milha mais eficientes e ecológicas, como veículos elétricos e estratégias de entrega agrupada.

Supervisor inspecionando a logística da carga
As tecnologias de ponta, como RFID e inteligência artificial, estão transformando a logística operacional

Logística colaborativa

Empresas estão explorando modelos de logística colaborativa, compartilhando recursos, espaços de armazenamento e até mesmo redes de transporte para reduzir custos e melhorar a eficiência.

Gestão de devoluções eficiente

Com o aumento do comércio eletrônico, há uma ênfase maior na gestão eficiente de devoluções para minimizar custos e melhorar a satisfação do cliente.

Logística on-demand

Serviços de entrega on-demand e plataformas de logística estão se tornando mais comuns, proporcionando flexibilidade às empresas para atender às demandas flutuantes.

Estratégias multicanal

Empresas estão adotando estratégias multicanal para atender aos clientes em diferentes plataformas, incluindo lojas físicas, comércio eletrônico e marketplaces.

Cases de sucesso da logística operacional

Empresas-líderes de mercado já estão aplicando inovações tecnológicas e estratégias sustentáveis para enfrentar desafios na logística operacional e oferecer serviços mais eficientes e responsáveis. 

Essas abordagens têm o potencial não apenas de melhorar a eficiência interna, mas também de impactar positivamente a satisfação do cliente e a responsabilidade ambiental. Vamos conhecer alguns cases de sucesso?

Amazon – robôs para picking e packing

A Amazon é pioneira no uso extensivo de robôs em seus centros de distribuição para realizar tarefas de picking e packing. Os robôs trabalham em conjunto com os funcionários, aumentando a eficiência e a velocidade na preparação de pedidos. Essa automação contribui significativamente para lidar com o volume massivo de pedidos que a Amazon processa diariamente.

UPS – IA para prever demanda e otimizar rotas

A UPS utiliza inteligência artificial para prever padrões de demanda de entrega, otimizando rotas e melhorando a eficiência operacional. Algoritmos de machine learning analisam dados históricos e em tempo real para antecipar as necessidades de entrega, reduzindo custos e impacto ambiental ao evitar rotas desnecessárias.

Walmart – embalagens sustentáveis

A Walmart adota práticas logísticas sustentáveis, incluindo o uso de embalagens mais ecológicas. A empresa está comprometida em reduzir seu impacto ambiental, buscando opções de embalagens recicláveis e materiais mais sustentáveis. Essa abordagem alinha-se com a crescente preocupação global com a sustentabilidade na cadeia de suprimentos.

Alibaba – logística colaborativa e inovação

A Alibaba, gigante do comércio eletrônico, investe em inovações logísticas, incluindo o uso de drones para entregas rápidas e a promoção da logística colaborativa. A empresa trabalha com parceiros logísticos para otimizar a cadeia de suprimentos, melhorar a eficiência e oferecer opções de entrega flexíveis aos clientes.

Maersk – blockchain na cadeia de suprimentos

A Maersk, uma das maiores empresas de transporte marítimo, utiliza a tecnologia blockchain para aumentar a transparência e eficiência em sua cadeia de suprimentos. A plataforma TradeLens, desenvolvida em parceria com a IBM, rastreia e documenta a movimentação de contêineres, reduzindo burocracias e melhorando a visibilidade.

Esta publicação te ajudou? Confira essa e outras explicações sobre questões de logística e gestão de frota no blog da Cobli.

Sobre o autor

Fale com nossos especialistas!

Estamos disponíveis para tirar dúvidas e demonstrar o sistema de rastreamento e monitoramento de frotas da Cobli em ação.

Teste grátis

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *