Profissional de logística usando machine learning no supply chain.

Machine learning no supply chain: 05 dicas para sua frota

O uso de machine learning no supply chain pode transformar a gestão de frotas.

As empresas podem analisar grandes volumes de dados em tempo real, identificar padrões e tendências, além tomar decisões mais informadas e estratégicas.

Ao incorporar essas tecnologias na gestão logística, é possível reduzir custos e aumentar a eficiência, melhorando a satisfação do cliente e ganhando vantagem competitiva no mercado.

Neste artigo, vamos explorar sete dicas práticas para aplicar o machine learning no supply chain de forma eficaz e aproveitar ao máximo suas vantagens.

O que é machine learning no supply chain?

Machine learning no supply chain é a aplicação de algoritmos e técnicas de inteligência artificial para analisar e interpretar dados relacionados às operações logísticas.

Essa tecnologia permite que as empresas automatizem processos, identifiquem padrões e façam previsões precisas sobre a demanda, estoque, transporte e outros aspectos da cadeia de suprimentos.

Ao utilizar dados históricos, o machine learning ajuda as empresas a tomarem decisões mais informadas e estratégicas, otimizando eficiência, reduzindo custos e melhorando a satisfação do cliente.

De forma geral, o machine learning no supply chain é uma ferramenta poderosa para melhorar a gestão e o desempenho de toda a cadeia de suprimentos.

Como o machine learning no supply chain auxilia a gestão de frotas?

O machine learning no supply chain oferece uma série de benefícios tangíveis para a gestão de frotas.

Desde a previsão de demanda até a otimização de rotas e a manutenção preditiva de veículos, essa tecnologia está transformando como as empresas gerenciam suas operações logísticas.

Previsão de demanda e planejamento de rotas

O machine learning permite às empresas analisar dados históricos de demanda e padrões de consumo para prever com precisão futuras necessidades de transporte.

Com base nessas previsões, os algoritmos podem otimizar o planejamento de rotas, considerando fatores como tempo, distância, restrições de tráfego e disponibilidade de veículos.

Isso resulta em rotas mais eficientes e custos reduzidos de transporte.

Manutenção preditiva de veículos

Ao analisar dados de sensores e registros de manutenção, o machine learning pode identificar padrões de falha e desgaste em veículos.

De acordo com dados da Polícia Rodoviária Federal, acidentes causados por falhas mecânicas em rodovias federais são responsáveis por 5 a 7% do total de ocorrências.

É possível implementar programas de manutenção preditiva, onde as intervenções são realizadas antes que ocorram problemas graves.

Dessa forma, a gestão de frotas pode minimizar o tempo de inatividade não planejado e prolongar a vida útil dos veículos.

Profissional usando machine learning no supply chain.
Machine learning no supply chain ajuda a interpretar dados relacionados às operações logísticas.

Otimização da alocação de recursos

Com base em dados em tempo real de rastreamento sobre a localização e disponibilidade de veículos, combinados com informações sobre demanda e prioridades de entrega, o machine learning pode otimizar a alocação de recursos.

Isso garante que os veículos sejam disponibilizados de maneira eficiente para atender às demandas variáveis, maximizando a utilização dos ativos da frota.

Roteirização dinâmica

Em um ambiente operacional agitado, a roteirização dinâmica pode ser uma ferramenta que otimiza o tempo.

O machine learning pode adaptar as rotas em tempo real com base em variáveis como condições de tráfego, mudanças nas condições meteorológicas e eventos inesperados. Isso permite uma resposta ágil a imprevistos, minimizando atrasos e garantindo a entrega pontual.

Redução de emissões e custos

Ao otimizar rotas e minimizar o tempo de inatividade dos veículos, o machine learning contribui para a redução das emissões de carbono e dos custos operacionais.

Rotas mais eficientes significam menos quilometragem percorrida e, consequentemente, menos consumo de combustível.

Aplicações de machine learning no supply chain

O uso de machine learning no supply chain está transformando a forma como as empresas gerenciam suas cadeias de suprimentos.

Vamos explorar algumas das principais maneiras pelas quais o machine learning está sendo aplicado nesse cenário, oferecendo soluções práticas e inovadoras para os desafios enfrentados pelas empresas na gestão de suas cadeias de suprimentos.

Previsão de demanda

O machine learning é utilizado para analisar padrões históricos de vendas e dados sazonais, possibilitando uma previsão mais precisa da demanda por produtos.

Com essa previsão, as empresas podem ajustar seus níveis de estoque e planejar suas operações de produção e distribuição de forma mais eficiente, evitando excessos ou faltas de produtos.

Mecânico realizando reparo em veículo com o uso de machine learning no supply chain.
Identificar a necessidade de manutenções na frota é um dos benefícios do machine learning no supply chain.

Otimização de inventário

Algoritmos de machine learning são empregados para otimizar os níveis de inventário, considerando fatores como sazonalidade, lead times de fornecedores e demanda variável.

Isso ajuda as empresas a reduzirem custos de armazenamento, minimizar desperdícios e garantir que os produtos certos estejam disponíveis no momento certo.

Detecção de fraudes e anomalias

É possível identificar padrões suspeitos em transações financeiras e registros de estoque, ajudando as empresas a detectar e prevenir fraudes e outras atividades não autorizadas.

Isso protege os ativos da empresa e fortalece a integridade de sua cadeia de suprimentos.

Previsão de lead time de fornecedores

O machine learning pode ser empregado para prever com maior precisão os lead times de fornecedores.

Analisando dados históricos de pedidos, desempenho dos fornecedores, condições climáticas e eventos sazonais, os algoritmos podem identificar padrões e tendências que influenciam os tempos de entrega.

Com essas previsões mais precisas, as empresas podem planejar suas operações de forma mais eficiente, reduzindo o risco de atrasos na produção e garantindo uma gestão de estoque mais eficaz.

Como a Cobli ajuda na automação da sua gestão de frotas

A Cobli oferece uma plataforma de gestão de frotas que utiliza tecnologia avançada, incluindo machine learning, para automatizar e otimizar diversos aspectos da gestão de frotas.

Você pode fazer o monitoramento da frota e acompanhar o desempenho de seus veículos por meio de tecnologias como a videotelemetria, receber alertas automáticos sobre manutenção preventiva e identificar oportunidades de otimização de rotas.

Veja como a Azza aumentou em 19% o tempo produtivo em toda a operação de campo com a Cobli.

Além disso, a plataforma fornece insights detalhados por meio de análises de dados, permitindo que você tome decisões mais estratégicas e eficientes para sua frota.

Sem dúvidas, o machine learning no supply chain é uma grande tendência na área de logística e traz muitos benefícios para o dia a dia.

Esta publicação te ajudou? Confira essa e outras explicações sobre questões de logística e gestão de frota no blog da Cobli!

Sobre o autor

Fale com nossos especialistas!

Estamos disponíveis para tirar dúvidas e demonstrar o sistema de rastreamento e monitoramento de frotas da Cobli em ação.

Teste grátis

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *