rastreamento-veicular-area-da-saude

Rastreamento em saúde: aumente a segurança e eficiência

Praticamente todas as áreas que se envolvem com logística podem ter benefícios usando rastreadores, mas o rastreamento em saúde é provavelmente uma das que terão os maiores benefícios ao adotar essa tecnologia.

O rastreamento veicular na área de saúde pode ajudar em diversas tarefas: da entrega de remédios até a destinação de ambulâncias em uma emergência, passando pelo recolhimento do lixo hospitalar e da logística reversa.

Além disso, o rastreamento veicular pode ajudar muito quem precisa cumprir com as normas estritas de vigilância sanitária, uma vez que dá informações aos gestores de frota sobre o status dos veículos e suas missões diárias.

Neste texto, vamos falar um pouco mais sobre o que é rastreamento veicular e como as empresas voltadas para tratar pacientes, cuidar de emergências ou transportar materiais médicos e farmacêuticos podem se beneficiar dele.

Também vamos falar sobre alguns desafios das frotas de saúde que o rastreamento veicular pode ajudar e como a tecnologia pode ser uma aliada de quem presta serviços nessa área.

Siga a leitura e confira!

O que é rastreamento veicular?

Antes de falarmos propriamente sobre rastreamento veicular na área de saúde, é importante a gente entender o que é rastreamento veicular.

Vamos lá: rastreamento veicular é uma tecnologia que permite que uma pessoa, à distância, saiba onde está um determinado veículo.

Para essa tecnologia funcionar, três peças são importantes: um dispositivo conectado ao veículo – o chamado rastreador veicular –, um sistema de localização capaz de “conversar” com o dispositivo e um meio para que essas informações viajem adequadamente.

A função básica de um rastreador veicular é determinar a localização exata de qualquer tipo de veículo.

É uma funcionalidade que serve especialmente a dois aspectos: segurança e eficiência.

Como usar o rastreamento veicular na área da saúde?

O rastreamento veicular pode auxiliar a área da saúde em diferentes tipos de operações.

Nos parágrafos a seguir, vamos dar alguns exemplos de como isso pode acontecer.

Ambulâncias

Ambulâncias, você bem sabe, são feitas para atender a emergências de pacientes após algum acidente ou correndo risco sério de morte.

Chegar rápido até o paciente pode ser uma questão, literalmente, de vida ou morte.

Agora imagine que uma frota de ambulâncias de um determinado hospital está espalhada pela cidade – algumas ocupadas, outras não.

Se todas elas estiverem equipadas com rastreadores veiculares, será possível saber onde elas estão – e assim, descobrir qual delas está mais perto do paciente em perigo.

Além disso, ao se conseguir determinar quanto tempo a ambulância vai demorar até chegar ao paciente, é possível ajudar quem está com ele a ter mais segurança de que tudo vai ficar bem.

Se necessário, essa estimativa também ajuda as equipes dentro da ambulância a se prepararem para fazer os tratamentos de emergência adequados, ajudando a salvar vidas.

Transporte de medicamentos e vacinas

Regulado pela Vigilância Sanitária, o transporte de medicamentos e vacinas não pode ser feito de qualquer jeito.

É preciso observar critérios de estabilidade, temperatura e adequação das cargas para evitar perdas.

Determinados materiais, como medicamentos especiais e vacinas, podem perder seu efeito caso sejam transportados em uma temperatura acima do ideal.

Além disso, muitos desses materiais são instáveis, o que significa que devem ser transportados com cuidado para que a velocidade não faça com que eles percam suas propriedades químicas.

Um rastreador veicular pode ajudar gestores de frota a ficarem mais tranquilos quanto a esse tipo de problema, uma vez que informa a velocidade do veículo.

Além disso, tipos especiais de rastreadores também podem enviar outras informações, como a temperatura de uma câmara fria colocada na parte de carga do caminhão.

Carga e descarga

Da mesma forma que precisam ser transportados com cuidado, medicamentos, vacinas e outros materiais hospitalares também precisam ser armazenados com cuidado.

Não é toda hora que as equipes dos hospitais estão prontas para receber esses materiais e fazer a gestão do estoque de maneira proveitosa.

Usar rastreamento veicular dá previsibilidade a esses times: se eles sabem que hora exata a entrega será feita, fica mais fácil destacar os profissionais e já preparar o estoque para receber novas cargas.

Para isso, basta um rastreador veicular colocado no caminhão que faz essas entregas, conectado a uma central que dispara avisos para essa equipe de carga e descarga.

 rastreamento-veicular-area-da-saude.
Rastreamento em saúde pode ser arma importante para ajudar ambulância em emergência, mas também evitar acidentes em meio à correria.

Quais são os principais desafios para a logística na área da saúde?

Agora que você já sabe como o rastreamento em saúde pode ser usado na área da saúde, vamos falar um pouco mais sobre alguns desafios que existem nesse ramo.

Velocidade no envio da frota

Nós já falamos um pouco sobre esse desafio anteriormente, mas não custa reforçar: ter uma boa velocidade ao enviar ambulâncias e veículos de emergência pode fazer a diferença na área da saúde.

No entanto, só ter o rastreamento veicular à disposição para saber qual veículo está mais perto para ser enviado não adianta muita coisa.

É preciso que os motoristas tenham um bom planejamento e conhecimento das principais rotas para conseguir dar conta dessa emergência a tempo.

Se os itinerários não forem planejados e monitorados – por exemplo, com uma avenida interditada atrapalhando a rota –, os riscos para os pacientes (e também para a empresa) podem ser enormes.

Além disso, a própria questão da velocidade é um problema: o motorista precisa saber conduzir de maneira hábil e ágil, mas sem colocar o veículo ou as pessoas que estão dentro dele em risco.

Um rastreador veicular pode ser uma boa forma de ter controle sobre essas operações – mais do que só indicar a posição do veículo, ele também mostra como o deslocamento está sendo feito.

Se o gestor de frota entender que a forma de conduzir do motorista coloca em risco a segurança das operações, ele pode agir e dar um aviso ao condutor.

Uso apropriado do veículo

Uma preocupação de qualquer frota é a conservação de seus veículos.

No caso das ambulâncias, veículos bastante específicos e cheios de equipamentos médicos, conhecidos por seu alto custo, isso é ainda mais importante.

Quando a ambulância é utilizada para fins indevidos, os riscos de quebras e problemas são ainda maiores.

O rastreamento pode auxiliar nesse sentido: afinal, com os motoristas cientes de que estão sendo monitorados, é muito provável que eles parem de ter atitudes indevidas ao volante. Entre elas, estão:

  • Acelerações e freadas bruscas;
  • Desvio proposital de rotas;
  • Paradas não permitidas;
  • “Empréstimo” dos veículos para fins particulares.

Atitudes assim atrapalham a conservação da frota veicular, afetam a imagem da empresa e até mesmo aumentam os custos de manutenção.

Por falar em manutenção, é muito importante que a empresa tenha ainda um plano de manutenção a ser executado, prevenindo os problemas (e não remediando as quebras e falhas).

Custos de operação

Outro desafio presente no dia a dia da logística, que impacta muito a área da saúde, são os custos de operação.

Afinal de contas, tanto os veículos como os insumos usados por eles (combustíveis, pneus, peças) têm um alto custo, que pode impactar severamente a lucratividade de uma área conhecida por ter margens já reduzidas.

Isso se torna ainda mais importante quando lembramos que ambulâncias são veículos que fazem muitos trajetos e estão quase sempre em alta velocidade – um gatilho para o consumo de muito combustível.

Um rastreador veicular pode ser um aliado na hora de reduzir os custos.

Primeiro, porque ao registrar as rotas que os motoristas estão cumprindo, é possível checar se há espaço para otimizar essas rotas, e com isso, reduzir o consumo de combustível.

Segundo, porque rastreadores mais modernos tem tecnologias como telemetria veicular, que auxiliam a determinar a hora exata da manutenção, antes que o veículo quebre – e corrigir um problema antes dele acontecer é muito mais barato.

Além disso, o rastreador veicular permite ao gestor de frota ter maior controle sobre a atividade dos motoristas, reduzindo riscos de sinistros e também chances de multa, que podem afetar a saúde financeira da operação logística.

Logística reversa

Negligenciada por muitos setores, a logística reversa é uma obrigação das empresas na área da saúde.

Dar o correto destino para o lixo hospitalar e farmacêutico é algo de suma importância para as empresas da área de saúde.

Afinal, trata-se de material que pode contaminar recursos naturais, como solo e água, bem como outras pessoas, e precisa de destinação correta.

O rastreamento veicular pode ser uma forma de ajudar a garantir que a logística reversa na área da saúde esteja funcionando.

Afinal de contas, é possível verificar os caminhos que veículos com os resíduos estão cumprindo – e ter certeza de que foram entregues nos locais certos.

rastreamento-veicular-area-da-saude
Mais do que apenas eficiência, o rastreamento em saúde pode também ajudar a salvar vidas – especialmente quando as frotas são maiores.

Qual é a importância do rastreamento veicular na área da saúde?

Se você leu este texto atentamente até aqui, já deve ter entendido que o rastreamento veicular tem uma enorme importância na área da saúde.

Primeiro, por a saúde ser uma área cheia de custos elevados e o rastreamento veicular pode auxiliar a reduzir esses custos, seja tornando as operações mais eficientes ou reduzindo o consumo de materiais como combustíveis e peças para os veículos.

A saúde é ainda uma área bastante regulada e o rastreamento veicular permite aos gestores de frota maior controle se estas regras estão sendo cumpridas.

O rastreamento também permite aos gestores saber se os motoristas estão executando seus serviços com a qualidade desejada.

Por fim, mas não menos importante, vale lembrar que a saúde é uma área em que custos não são a única grandeza – e o rastreamento pode ajudar as empresas a salvarem mais vidas e cuidarem melhor das pessoas.

Por que a tecnologia de rastreamento pode ser uma aliada na saúde?

A tecnologia de rastreamento pode ser uma grande aliada para quem presta serviços na área da saúde.

Mais do que apenas indicar a posição exata de um veículo espaço, o rastreamento veicular é uma tecnologia que gera uma série de dados importantes para os motoristas e os gestores de frota.

De posse desses dados, gestores e motoristas podem ter o controle de que estão fazendo um bom trabalho; além disso, os dados podem auxiliar gestores nas tomadas de decisão, mesmo estando a distância dos veículos.

Além disso, os dados gerados por rastreadores veiculares como os da Cobli também são muito importantes para que, com o tempo, os gestores de frota entendam quais foram as melhores estratégias usadas por seus veículos.

Com isso, é possível entender o que deu certo e o que deu errado, aprimorando trabalhos e se diferenciando no mercado, conquistando e satisfazendo mais clientes.

Esta publicação te ajudou? Confira essa e outras explicações sobre questões de logística e gestão de frota no blog da Cobli.

Fale com nossos especialistas!

Estamos disponíveis para tirar dúvidas e demonstrar o sistema de rastreamento e monitoramento de frotas da Cobli em ação.

Teste grátis

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.