Você pretende usar o conteúdo abaixo para
Agradecemos sua resposta!

Tempo de leitura: 6 minutos

O transporte de medicamentos, mais do que qualquer tipo de carga, precisa de cuidados especiais do armazém até o destino final.

As particularidades desse tipo de carga, como sensibilidade a variação de luminosidade, umidade e temperatura, por exemplo, exigem que o transporte seja realizado com o dobro de cuidado com durante o manuseio, armazenamento e envio.

Neste texto vamos explicar os procedimentos ideais para garantir que os medicamentos cheguem intactos ao consumidor final. Confira a seguir!

Quais são as exigências legais para a logística de medicamentos?

A logística de medicamentos compreende todos os procedimentos diferenciados de armazenamento, manuseio e transporte realizados a fim de garantir a qualidade, integridade e as propriedades dos remédios transportados.

Desde 1999, com a criação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA), uma empresa transportadora que deseja realizar o transporte de medicamentos, precisa contratar um farmacêutico que será responsável pelo controle da cadeia de distribuição dos produtos.

Este profissional deve orientar o dia a dia da operação e adequar as estruturas da empresa objetivando o cumprimento da legislação sanitária em vigor e das boas práticas de transporte de medicamentos.

Além do farmacêutico, é necessário que a empresa contrate um Responsável Legal e um Responsável Técnico para gerir a operação deste tipo de carga.

Toda empresa do segmento deve possuir o Certificado de Regularidade Técnica (CRF) do Conselho Regional de Farmácia; Autorização de Funcionamento de Empresa (AFE), cedida pela ANVISA; Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros (AVCB) e Autorização de funcionamento emitido pela prefeitura.

Para a movimentação de medicamentos de controle especial, ou seja, aqueles que necessitam de uma temperatura controlada, além da documentação citada acima, é requerido uma Autorização Especial (AE), também fornecida pela ANVISA.

O que é o procedimento padrão para transporte de medicamentos?

Faz parte dos requisitos das boas práticas do transporte de remédios a elaboração de um procedimento operacional padrão (POP) que deve conter a descrição detalhada das metodologias necessárias para garantir excelência em todos os processos desse tipo de  logística.

Confira os pontos  que devem ser incluído neste sistema e avaliados a cada transporte desse tipo de carga:

Gestão

  • Controle de Documentos e Registros;
  • Macro Fluxo de Trabalho;
  • Controle de Reclamações com todos as informações necessárias para a aplicação de ações corretivas;
  • Treinamento referente a procedimentos, saúde, higiene, vestuário e conduta dos colaboradores envolvidos;
  • Qualificação de Fornecedores.

Qualidade

  • Auto-inspeção do sistema de qualidade;
  • Sistemas de Qualidade definindo responsabilidades e autoridades;
  • Registros confidenciais do Sistema de Qualidade.

Higiene

  • Conservação, Limpeza e Manutenção de Equipamentos;
  • Controle de Pragas.

Logística

  • Procedimento de manuseio e armazenamento;
  • Controle de Temperatura e Umidade;
  • Definição de critérios para assegurar o transporte seguro e adequado evitando trocas, avarias, deterioração ou outros efeitos adversos dos medicamentos;
  • Inspeção, abrangendo todo o controle de recebimento, separação e expedição.
logística de transporte de medicamentos

Como deve ser feito este tipo de transporte?

Os veículos para o transporte de medicamentos devem ser adaptados exclusivamente para este fim. 

Para manter a integridade dos medicamentos em curtas distâncias faz-se necessária a utilização de micro containers ou caixas de isopor. Longas distâncias, por sua vez, requerem a utilização de baú refrigerado.

Os veículos com refrigeração são os mais escolhidos pelos clientes pois neles é possível registrar a variação de temperatura ao longo do percurso e se certificar que os níveis climáticos serão mantidos dentro da faixa correta para cada tipo de produto.

Confira os cuidados que devem ser adotados durante o processo:

  • Condição de  armazenamento e transporte

Antes de receber a ordem de transporte dos medicamentos, muitas vezes é preciso armazenar a carga de forma correta e controlada, para que a integridade e eficácia dos produtos seja mantida.

O armazém deve possuir câmaras frias para estocagem de remédios termosensíveis como vacinas, por exemplo. O ideal é que qualquer item, mesmo que não demande refrigeração, não seja exposto a uma temperatura maior que 25ºC.

Os medicamentos não podem ser armazenados e transportados em ambientes úmidos, sem ventilação ou exposto ao sol.

  • Atente-se a estabilidade do produto

A estabilidade é o período de tempo no qual determinado produto mantém, dentro de limites estabelecidos e sob determinadas condições ambientais, as mesmas características físicas, químicas e farmacológicas.

Fatores como temperatura, ventilação, luminosidade e umidade, poeira, contaminantes e agitação, por exemplo, podem afetar a estabilidade do medicamento e afetar sua integridade.

  • Condicione os medicamentos corretamente

Observe as recomendações contidas na embalagem do produto para definir os cuidados de conservação e atenda os reforços determinados pelo farmacêutico da equipe.

As caixas que condicionam os medicamentos deve ser adequadas e do tamanho correto para evitar avarias e vazamentos. 

  • Segurança

O farmacêutico responsável deve analisar os produtos farmacêuticos e no caso de encontrar alguma adulteração ou suspeita de falsificação deve separar e notificar a ocorrência à autoridade sanitária competente, indicando o número do lote.

Veja como funciona o sistema de gestão de frotas com monitoramento, roteirização e rastreamento veicular da Cobli!

A importância da tecnologia de rastreamento de carga para o transporte de medicamentos

Contar com uma tecnologia de rastreamento, como a oferecida pela Cobli, é essencial no ramo de transporte de medicamentos. Além de fornecer informações em tempo real sobre a localização, esta ferramenta é importantíssima para garantir a segurança da carga e o combate à falsificação.

Por ser uma carga visada, roubos e assaltos são um grande fator de risco. O rastreador monitora o veículo durante todo o percurso e permite a identificação de situações de risco com mais agilidade. Aliado a um bloqueador veicular, é possível cortar o fornecimento de combustível e impedir que os bandidos levem a carga roubada para muito longe. 

Leia também: Especialista discute sobre tecnologia para forças de vendas de Farma

Um sistema de roteirização também é uma tecnologia que otimiza as entregas de forma eficiente e segura. Muitas vezes o tempo parado em engarrafamentos pode ser críticos para os medicamentos, por isso é importante monitorar e estabelecer rotas rápidas que cheguem ao destino garantindo a integridade da carga.

Descubra como o sistema de rastreamento de frotas da Cobli vai ajudar a melhorar a gestão de entregas da sua empresa.

Monitoramento de frota - Regras e cuidados para o transporte de medicamentos
Fale com nossos especialistas!

Estamos disponíveis para tirar dúvidas e demostrar o sistema de rastreamento e monitoramento de frotas da Cobli em ação.

Teste grátis

Escreva um Comentário