Como fazer o controle de quilometragem do veículo?

Antes de explicar “como”, melhor contar “porque” é uma boa ideia saber manter o controle de quilometragem do veículo.

Afinal, essa tarefa exige bem mais do que descobrir qual a real quilometragem do seu carro ou caminhão. O importante é saber interpretar esse número.

Isso porque o saber controlar sua quilometragem, por exemplo, poderá ajudar a descobrir quando está chegando a hora de agendar as manutenções periódicas do veículo.

Além disso, ainda pode sinalizar o desgaste precoce de peças, problemas com o motor ou com os sistemas de transmissão automática e lubrificação.

E mais: controlar a quilometragem é ótimo para o seu orçamento, seja mensal ou anual.

Para que se tenha ideia, entre janeiro e agosto de 2022, a falta de manutenção preventiva e inspeção veicular foram responsáveis por 1.770 acidentes com 36 mortes . Por isso, reforçamos a importância de não deixar esse cuidado para depois.

Mas, afinal, como fazer o controle de quilometragem? Comece anotando com regularidade o que o seu odômetro indica e mantenha esses registros sempre à mão.

Controle de quilometragem do carro: 4 checagens essenciais

Não sabe quando está chegando a hora de realizar uma manutenção preventiva? Então, entenda como funciona a quilometragem do seu veículo.

Para essa missão, existem alguns testes bem simples que podem ser realizados por você mesmo, sem recorrer ao seu mecânico. Confira a seguir!

1. Entenda o odômetro

Odômetro é aquele equipamento no painel do carro que mede os quilômetros rodados desde que ele saiu da linha de montagem.

A aferição do odômetro pode ser mecânica ou digital. No primeiro caso, a quilometragem é medida em tempo real e com o auxílio de um conjunto de engrenagens.

Já a aferição digital é feita por circuitos eletrônicos. Os odômetros mostram duas informações diferentes.

A quilometragem total (quantidade de quilômetros percorridos pelo veículo desde que ele saiu da linha de montagem); e a quilometragem parcial (pode ser iniciada, pausada e reiniciada pelo motorista).

2. Verifique se a quilometragem é original

Desde a popularização dos odômetros eletrônicos, ficou bem mais difícil adulterar a quilometragem.

Para que se tenha ideia, até os odômetros mais antigos foram equipados com dispositivos de segurança para evitar fraudes.

De qualquer forma, leve o seu carro até um mecânico que tenha um scanner automotivo – capaz de elaborar um relatório-, que revele se há ou não algo de errado com o seu odômetro ou com qualquer outra parte.

Você também pode descobrir se o equipamento está intacto checando os registros de manutenção do veículo e comparando a quilometragem atual com as anteriores.

3. Observe os registros de manutenções

Se o seu carro fosse uma pessoa, o registro de manutenção seria o prontuário médico dele.

Está tudo lá: trocas de peças, revisões e defeitos que apesar de serem antigos ainda podem causar dor de cabeça, enfim, histórico completo.

Atente-se às anotações regulares sobre a quilometragem, ali você também pode descobrir se o odômetro foi adulterado.

4. Tenha um panorama de manutenção por meio da quilometragem

O controle de quilometragem, como dissemos, ainda indica quanto tempo falta para levar o veículo para revisão.

Se você interpretar corretamente o odômetro, saberá a hora de checar os pneus, a iluminação, os freios e outras peças essenciais para a segurança e bom funcionamento do veículo.

As manutenções programadas (recomendadas pelo fabricante) são feitas de acordo com a quantidade de quilômetros rodados.

controle-de-quilometragem-do-veiculo
Saber interpretar a quilometragem do veículo irá reduzir custos extras e manter a segurança dos passageiros.

Quais as vantagens do controle de quilometragem?

Controlar a quilometragem do veículo é, basicamente, essencial para duas coisas: saber quando visitar o seu mecânico de confiança e fazer economia.

Você sabe quantos quilômetros o seu carro ou caminhão é capaz de rodar com um litro de combustível? Também pode descobrir quais são os trajetos mais rápidos ou econômicos, certo?

Isso faz com que planeje melhor o seu orçamento e, principalmente, controle os gastos no posto de gasolina.

Caso note que o seu veículo está consumindo mais combustível do que o previsto, a quilometragem está aumentando muito rápido ou devagar, cuidado!

O quanto antes, procure investigar o que está acontecendo. Talvez, seja um problema que só uma ida à oficina poderá resolver.

Além disso, isso costuma ser um indicativo de que o motorista está pesando muito no acelerador ou deixando o motor ocioso, o que também consome muito combustível.

Por fim, controlar a quilometragem ainda pode contribuir para fiscalizar o trabalho do motorista, corrigindo maus hábitos e premiando quem trabalha bem.

A importância da rotina da checagem

Atualmente, um dos pontos positivos da maioria dos veículos é que eles já saem da fábrica com computadores de bordo. Além de mostrarem a performance, ainda revelam suas reais condições.

Quando não existe esse dispositivo, o motorista pode realizar essas checagens a partir de apontamentos e controles gerais, que o fazem cumprir o cronograma de check-ups.

No caso dos veículos utilizados para fins comerciais que têm um roteiro determinado previamente de entregas ou visitas, o controle pode ser gerenciado por um profissional responsável pela gestão das frotas.

Por meio de tecnologias, ele terá condições de avaliar a manutenção ideal para cada veículo, apresentando gastos reais e não uma planilha com valores exorbitantes .

Resumindo, quais reparos são emergenciais e o que pode ficar para o futuro, sem causar gastos desnecessários. Isso também é válido para os veículos de passeio.

controle-de-quilometragem-do-veiculo
A cada 10 mil quilômetros, lembre-se de trocar o óleo; a cada 60 mil, de trocar os pneus.

O que pode ser evitado a partir do controle de quilometragem?

De acordo com o especialista, os principais problemas que pode ser evitados com o controle de quilometragem são:

  • Desgaste precoce de peças;
  • Contaminação interna de um motor com o entupimento do sistema lubrificação;
  • Desgastes internos nos sistemas de transmissão automática;
  • Acidentes por falta de troca dos pneus
  • Entre outros!

Lembrando que tudo isso pode ser facilmente evitado desde que os reparos sejam feitos na hora certa.

Portanto, seja em carros de passeios ou em frotas comerciais, o acompanhamento periódico das condições gerais a partir do controle de quilometragem é obrigatório.

Além de contribuir para reduzir gastos desnecessários, também irá manter a segurança de todos.

Esta publicação te ajudou? Confira essa e outras explicações sobre questões de logística e gestão de frota no blog da Cobli.

Fortaleça seu currículo: Curso de Segurança no trânsito para frotas. 100% gratuito, com certificação.
Fale com nossos especialistas!

Estamos disponíveis para tirar dúvidas e demonstrar o sistema de rastreamento e monitoramento de frotas da Cobli em ação.

Teste grátis

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.