Cronograma de manutenção: tudo que você precisa saber

Um cronograma de manutenção de equipamentos é a forma mais eficaz de otimizar a vida útil do maquinário, garantir a produtividade e evitar prejuízos.

A falta de revisão pode ocasionar a parada da produção, gerando atrasos e podendo comprometer a credibilidade do serviço prestado.

Nesse artigo você vai entender por que é necessário investir em manutenções periódicas e aprender como criar um cronograma eficiente para garantir que tudo funcione perfeitamente. Vamos lá?

Por que investir em manutenção?

A rotina de manutenção deve estar no planejamento estratégico de toda empresa para garantir o bom funcionamento dos equipamentos e a integridade da infraestrutura do negócio.

Existem três tipos de manutenções. Confira a seguir:

  1. Manutenção corretiva: conserto para a recuperação da capacidade produtiva do equipamento que está apresentando problemas;
  2. Manutenção preventiva: inspeção preventiva para evitar que o equipamento quebre ou atrapalhe a operação, ajudando a diminuir o número de incidentes e ocorrências;
  3. Manutenção preditiva: realizando por meio de análise e monitoramento dos equipamentos para prevenir problemas e paradas utilizando aparelhos de medição.

Seja preventiva ou preditiva, a manutenção garante a segurança, a integridade e a eficiência dos equipamentos.

Um cronograma de manutenção ajuda a otimizar a vida útil do maquinário, garantir a produtividade e evitar prejuízos.

A falta de cuidado e revisão pode ocasionar a parada de processos, gerando perdas financeiras, atrasos. Em casos de prestação de serviço direto, esse tipo de problema pode comprometer a credibilidade e confiança dos seus clientes.

Leia também: Manutenção preditiva e preventiva: qual a melhor escolha?

Entenda o que é um cronograma de manutenção

O cronograma de manutenção aumenta a vida útil dos equipamentos para os quais a sua empresa presta serviços, evitando desperdício de tempo e de materiais.

É um documento que contém todas as informações necessárias para a realização de reparos e inspeções de equipamentos.

O documento, geralmente feito em uma planilha, deve contemplar os seguintes itens:

  • Listagem com todos os equipamentos;
  • Descrição de cada atividade de manutenção;
  • Definição do profissional responsável pela execução;
  • Previsão do tempo necessário para realização da tarefa;
  • Tipo de manutenção;
  • Nível de criticidade;
  • Status da manutenção: planejado, em realização ou finalizado;
  • Data de realização da tarefa.

Mesmo que uma manutenção tenha sido realizada, é necessário que o cronograma também indique o tempo previsto para a realização de nova revisão.

A Cobli criou um modelo de cronograma de manutenção para você baixar e já começar a usar. Acesse!

Passo a passo para elaborar um bom cronograma de manutenção

Um cronograma só é realmente útil para o dia a dia da empresa quando ele é eficiente e contempla as peculiaridades e necessidades de cada organização.

Existem 03 tipos de manutenção: corretiva, preventiva e preditiva.

Entenda como elaborar um cronograma de manutenção apropriado para o seu negócio:

1. Realize um inventário de todos os equipamentos ativos

Para realizar o cronograma de manutenção pela primeira vez é importante listar todos os equipamentos de todos os setores da empresa. As informações mais relevantes para esta etapa são:

  • Nome do equipamento (marca/modelo);
  • Números de série;
  • Especificações;
  • Números de identificação de ativos;
  • Localizações fixas.

Lembre-se que os computadores, smartphones e infraestrutura também necessitam de cuidados recorrentes.

2. Defina prioridades

Identifique quais são os equipamentos essenciais que garantem o funcionamento do seu negócio e coloque-os como prioridade no seu cronograma de manutenção.

3. Defina a periodicidade

Programe o tempo máximo entre cada manutenção de acordo com as necessidades especiais de cada equipamento, como:

  • Características do maquinário;
  • Intensidade do uso;
  • Desgaste das peças.

4. Estabeleça os horários para as manutenções

Inclua no cronograma os melhores horários para análise e manutenção de cada equipamento, priorizando os períodos fora do expediente ou em momentos de baixa demanda de uso.

5 .determine os responsáveis

Inclua no documento quem é responsável por cada manutenção. O funcionário deve acompanhar cada operação e garantir que os equipamentos estejam em perfeitas condições de uso.

6. Acompanhe a manutenção e registre detalhes

O responsável pela manutenção deve acompanhar e relatar a condição atual do equipamento. O relatório deve incluir:

  • Data e horário da manutenção e indicação da provável data do próximo reparo;
  • Profissional responsável;
  • Peças utilizadas;
  • Custos do processo de manutenção;
  • Problemas ou possíveis defeitos encontrados.

Esse tipo de relatório pode indicar o uso inadequado do equipamento ou se o maquinário precisará ser substituído em breve.

7. Faça uma checklist

Antes de iniciar a manutenção, liste todos os itens que devem ser verificados em cada equipamento e peças que devem ser trocadas. Além de reduzir os erros durante o processo, o checklist garante que a revisão tenha sido realizada da forma correta.

Quais são os principais benefícios dessa atividade?

Ao colocar o cronograma de manutenção em prática, sua empresa só tem a ganhar. Confira alguns benefícios dessa organização:

  • Minimização de problemas;
  • Otimização da vida útil dos equipamentos;
  • Distribuição de papéis e responsabilidades;
  • Garantia de segurança e confiabilidade;
  • Diminuição de prejuízos e paradas na produção.

Para que todos possam desenvolver o trabalho da melhor forma possível, é importante que o cronograma de manutenção esteja disponível para todas as partes envolvidas.

Tem uma frota? Conheça o sistema de controle de manutenção da Cobli

Se a sua empresa possui uma frota, o sistema de manutenção da Cobli pode te ajudar a reduzir custos e manter seus carros sempre preparados para realizar serviços.

Com nosso sistema você não corre o risco de perder datas de futuras manutenções!

Nosso controle calcula quando o próximo reparo deve ser feito, emitindo alertas direto no painel de administração.

O software também registra um histórico completo de todos os serviços feitos e ainda facilita o acesso às informações por meio de filtros. Para saber mais, clique aqui.

Esta publicação te ajudou? Confira essa e outras explicações sobre manutenção e gestão no nosso blog.

Fale com nossos especialistas!

Estamos disponíveis para tirar dúvidas e demonstrar o sistema de rastreamento e monitoramento de frotas da Cobli em ação.

Teste grátis

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.