o-que-e-gerenciamento-de-dados

Gerenciamento de dados: tudo que você precisa saber

O gerenciamento de dados é uma área crítica e relevante para o mundo empresarial moderno. Em um ambiente em que a quantidade de informações disponíveis é cada vez maior, é essencial que as companhias consigam lidar com esses dados de maneira eficiente.

Um bom gerenciamento de dados pode ajudar as empresas a obter uma visão mais clara de seus clientes e do mercado em que operam, permitindo que tomem decisões mais embasadas e estratégicas. 

Além disso, este processo é fundamental para garantir a conformidade com as leis e regulamentações de proteção de dados, que são cada vez mais rigorosas em todo o mundo.

Entre os desafios de quem trabalha e depende desta área para suas operações e negócios está saber como gerenciar grandes volumes de dados com assertividade e, principalmente, de modo seguro.

Essa questão, inclusive, é essencial para manter a reputação de uma organização, especialmente com o cenário agressivo nacional. Segundo a empresa de segurança Axur, o Brasil é o país que mais teve vazamento de dados em 2022 em todo o mundo

Para conhecer mais sobre qual a importância do gerenciamento de dados, continue a leitura e veja as informações abaixo. 

O que é gerenciamento de dados?

Gerenciamento de dados é um termo que descreve o processo de coleta, armazenamento, organização, análise, proteção e governança dos dados de uma organização

Em um mundo onde a quantidade de dados gerados está aumentando rapidamente, é importante para as empresas gerenciar efetivamente seus dados para alcançar seus objetivos e permanecer competitivas no mercado.

Um elemento relevante é que a gestão de dados pode ajudar a aumentar a eficiência, reduzir custos e melhorar a experiência do cliente. 

Além disso, ajuda as empresas a cumprir as regulamentações de privacidade de dados, como a GDPR e a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD).

Qual a importância do gerenciamento de dados

O gerenciamento de dados é uma das atividades mais importantes para empresas de todos os segmentos, especialmente com a crescente quantidade de informações que são geradas e coletadas diariamente. 

Com uma boa gestão e análise de dados, as companhias podem tomar decisões mais assertivas e pautadas em informações confiáveis, identificar tendências e oportunidades de negócios, além de otimizar processos e reduzir custos. 


gerenciamento-de-dados
O gerenciamento de dados tem impacto na segurança da informação e na visão estratégica da empresa.

Outro ponto importante é a conformidade com regulamentações de privacidade e segurança, evitando riscos e prejuízos para a empresa. 

Neste sentido, é fundamental que as empresas dediquem tempo e recursos para implementar boas práticas de gerenciamento de dados, investindo em tecnologias e profissionais qualificados.

Veja a seguir algumas de suas vantagens:

  • Melhora a qualidade dos dados: o bom gerenciamento ajuda a garantir a qualidade dos dados, assegurando que as informações estejam atualizadas, precisas e completas;
  • Reduz custos: um gerenciamento de dados eficaz contribui para a redução de custos de armazenamento e backup desnecessários, além de evitar multas por violações de privacidade;
  • Aumenta a eficiência: a automação da gestão de dados ajuda a aumentar a eficiência, permitindo que os funcionários se concentrem em tarefas mais importantes.

Quais tipos de dadospodem ser gerenciados?

Quer saber como os dados são coletados, armazenados, processados e utilizados em uma empresa?

Abaixo elencamos alguns dos principais tipos de dados e suas características, revelando seu funcionamento de maneira clara e objetiva. Confira. 

Dados estruturados

Os dados estruturados são aqueles que têm uma estrutura definida e organizada, sendo fáceis de pesquisar, classificar e analisar. 

Um exemplo comum são as informações armazenadas em um banco de dados relacional. Esses dados são organizados em tabelas e podem ser facilmente consultados e manipulados usando SQL. 

Outro exemplo de dados estruturados é um arquivo CSV, que contém informações sobre clientes de uma empresa, como nome, endereço e número de telefone.

Dados não estruturados

São dados que não têm uma estrutura definida ou organizada e podem incluir textos, imagens, vídeos e áudios. Eles são mais difíceis de pesquisar, classificar e analisar do que os dados estruturados. 

Um exemplo de dados não estruturados é uma transcrição de uma conversa telefônica entre um cliente e um representante de serviço ao cliente.

Estes dados podem ser analisados usando técnicas de processamento de linguagem natural para extrair informações relevantes.

Dados semi-estruturados

São uma mistura de dados estruturados e não estruturados, têm alguma estrutura definida, mas não seguem uma formatação rigorosa.

Um bom exemplo comum de dados semi-estruturados é um documento XML, que possui informações sobre um produto. Esses dados têm uma estrutura definida, mas podem ser flexíveis o suficiente para acomodar informações adicionais.

Dados de streaming

Dados de streaming são aqueles que são gerados em tempo real e transmitidos continuamente. Podem incluir feeds de mídia social, dados de sensores e transações financeiras. Eles são difíceis de armazenar e gerenciar devido ao seu volume e velocidade. 

Entre os exemplos, podemos citar um feed de mídia social que traz postagens de usuários. Esses dados podem ser analisados em tempo real para extrair informações relevantes.

Dados de referência

São aqueles usados como base para outros dados e têm como características serem estáticos, sem mudanças frequentes. 

Informações de um catálogo de produtos são um bom exemplo de dados de referência. Esses dados são usados como base para o detalhamento do produto em um banco de dados.

Dados de metadados

Dados de metadados são aqueles que fornecem informações sobre outros dados, incluindo data de criação, autor e localização. 

Como exemplo temos um arquivo de imagem, que contém informações sobre a câmera usada para tirar a foto, além da data e hora em que a imagem foi tirada.

o-que-e-gerenciamento-de-dados
É possível reduzir custos e tomar decisões mais assertivas com um bom gerenciamento de dados.

As melhores práticas de gerenciamento de dados

Para garantir um bom gerenciamento de dados, é importante que as empresas adotem uma abordagem estratégica e planejada para coletar, armazenar e analisar seus dados. 

Isso inclui a implementação de políticas de governança de dados para definir as responsabilidades, processos, padrões e ferramentas para gerenciá-los de forma eficaz.

O uso de tecnologias avançadas, como análise de big data e inteligência artificial, bem como a contratação de especialistas em dados e a criação de equipes dedicadas ao gerenciamento de dados são algumas ações que devem integrar este planejamento. 

Também é essencial ter um sistema de backup e recuperação de dados para evitar a perda de informações valiosas em caso de falhas ou desastres.

Esta publicação te ajudou? Confira essa e outras explicações sobre questões de logística e gestão de frota no blog da Cobli.

Sobre o autor

Fale com nossos especialistas!

Estamos disponíveis para tirar dúvidas e demonstrar o sistema de rastreamento e monitoramento de frotas da Cobli em ação.

Teste grátis

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *