Quem trabalha com tratores deve ficar atento pois vários itens precisam ter manutenção diária.

Manutenção de tratores e máquinas agrícolas: saiba como fazer!

A manutenção de tratores, assim como a de qualquer veículo, é importantíssima para manter o serviço em dia. Quem trabalha com transporte de qualquer tipo sabe muito bem disso.

Afinal, as máquinas agrícolas ajudam muito a vida de quem presta serviços no campo, aumentando a produtividade e a eficiência do dia a dia.

Se a manutenção dos tratores não estiver em dia, porém, é bem possível que o agricultor perca não só dias de trabalho, mas até corra riscos de causar danos à sua produção. 

Neste texto, vamos explicar como deve ser feita a verificação desses veículos. Também vamos falar sobre os diferentes tipos de manutenção de máquinas agrícolas e quais as vantagens de se adotar a manutenção preventiva na sua operação.

Vamos lá? 

O que é manutenção de tratores?

Se você procurar no dicionário, vai encontrar que o significado de manutenção é o seguinte: é a medida ou o conjunto de medidas de ordem técnica para manter algo em bom estado de funcionamento e de conservação. 

A manutenção de tratores, por assim dizer, é uma série de métodos e ações que podem e devem ser adotadas para que esses veículos não só rodem bem, mas também para evitar que suas peças quebrem ou precisem ser substituídas. 

A manutenção também pode acontecer, como veremos a seguir, quando acontece algum imprevisto e uma peça quebra. 

É algo que ninguém deseja: afinal, além do custo do conserto ser maior, o veículo também fica indisponível para uso, causando prejuízos indiretos

Quais os três tipos de manutenção de máquinas agrícolas?

Como qualquer tipo de veículo, um trator ou outras máquinas agrícolas podem passar por manutenções de diferentes naturezas. 

Normalmente, divide-se a manutenção de um veículo em três tipos diferentes. 

  1. Manutenção preventiva

Você já ouviu o ditado que prevenir é melhor do que remediar, certo? 

Pois bem: a ideia por trás da manutenção preventiva é justamente cuidar dos problemas antes que eles surjam. 

Normalmente, a manutenção preventiva de um veículo é realizada a um intervalo de tempo específico – muitas vezes, itens diferentes do veículo pedem intervalos diferentes. 

A ideia é prevenir problemas ou identificar peças que podem ou devem ser substituídas antes que elas quebrem. 

Ao todo, a meta é obter uma economia de 50% – considerando não só o custo do conserto, mas também o prejuízo com os dias parados. 

  1. Manutenção corretiva

Como o nome diz, manutenção corretiva é aquela que acontece quando é necessária uma correção – isto é, quando algo precisa ser corrigido. 

Normalmente, isso acontece quando o trator quebra, precisando de algum conserto localizado ou até mesmo a substituição de partes importantes. 

Na maior parte das vezes, a manutenção corretiva costuma sair mais cara do que a preventiva – que, por vezes, pode ser só o ajuste de uma peça, e não sua substituição. 

  1. Manutenção preditiva

Um tipo diferente de manutenção preventiva, mas que acontece também antes de qualquer problema surgir, é a manutenção preditiva

Ele junta o conceito de olhar para os problemas do veículo antes que eles aconteçam com informações fornecidas pelo fabricante, recomendando certas atividades de manutenção. 

Você já deve ter ouvido falar desse tipo de manutenção com carros populares, por exemplo, em que é recomendada uma revisão geral a cada 10 mil quilômetros. 

Com os tratores é a mesma coisa! 

É muito importante fazer a manutenção preventiva de máquinas agrícolas evitando acidentes e quedas de produtividade..

Quando é a hora certa de fazer a manutenção preventiva de um trator? 

Existe uma série de fatores que podem ajudar qualquer pessoa a saber quando é a hora certa de fazer a manutenção preventiva de um trator. 

Um bom começo é observar o manual do veículo: cada marca de trator tem instruções para a manutenção dos equipamentos. 

Normalmente, o manual do veículo ou o painel de instrumentos indica o número de horas de uso para a próxima manutenção recomendada. 

Também é bom ficar atento a qualquer sinal de perda de desempenho – mas antes, é bom checar se a capacidade de tração do trator está bem ajustada. 

Além disso, é importante ressaltar que, diferentemente de um carro ou caminhão, o trator e outras máquinas agrícolas também pedem certos rituais de manutenção mais frequentes. 

Recomendações de especialistas – como os da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz, ligada à Universidade de São Paulo– ressaltam que, em alguns casos, é necessário verificar o trator todos os dias. 

Uma boa rotina de manutenção para tratores pode ser a seguinte, segundo eles: 

  1. Todos os dias: limpar filtros, verificar nível de água no sistema de arrefecimento, eliminar água no sistema de combustível e verificar sistema de arrefecimento. 
  2. Semanal: reapertar os rodados, lubrificar pinos, checar e ajustar correias, checar nível de óleo do motor e limpeza geral.
  3. Centenas de horas: trocas de óleo (sistema hidráulico e motor), substituição de filtro do combustível de óleo lubrificante.
  4. Milhares de horas: trocas de óleo e componentes da transmissão.

Por fim, vale o aviso: para não cometer erros ao fazer a manutenção, preste atenção períodos e recomendações estipuladas pelo fabricante.

Como fazer manutenção de tratores agrícolas?

Já falamos sobre os tipos de manutenção e a rotina que você deve usar com o seu trator, mas agora é hora de falar sobre alguns itens que merecem atenção especial. Vamos lá? 

  • Pneus: é importante sempre manter os pneus bem calibrados, para lhes dar uma vida útil mais longa, além de segurança e qualidade; além disso, as garras dos pneus de tração devem ser trocadas de vez em quando, por conta do desgaste. 
  • Sistema de combustível: o pré-filtro e o filtro de combustível devem ser drenados diariamente, para evitar o acúmulo de impurezas no local; além disso, é importante reabastecer o tanque todos os dias, para evitar condensação de vapor durante á noite. 
  • Filtro de ar: é preciso ser limpo periodicamente para garantir que não há poeira, água ou outras impurezas; se o filtro for seco, um jato de ar comprimido ajuda bastante, enquanto em filtros à óleo é necessário checar o depósito de óleo regularmente. 
  • Radiador: é bom verificar todos os dias o nível de água do radiador; além disso, é recomendável limpar o lado externo do componente para evitar o acúmulo de impurezas. 
  • Sistema de direção e transmissão: é bom ter cuidado com vazamentos de óleo nos cubos e nas mangas-dos-eixos; além disso, a caixa do diferencial e a caixa de marcha também devem ser checadas, não só limpando a sujeira, mas também completando o nível de óleo após o fim do serviço. 
  • Nível de óleo: também é importante checar o nível de óleo lubrificante no cárter do motor, usando a vareta quando o trator estiver em um terreno plano; se o óleo ficar entre as marcações de nível máximo e mínimo, está tudo OK! Caso contrário, complete! 

Há outros cuidados necessários ao realizar a manutenção do trator?

Além dos cuidados que já falamos, uma boa dica para qualquer pessoa que trabalha com tratores e máquinas agrícolas, de modo geral, é ter peças armazenadas

Algumas partes do trator são bastante comuns de terem problemas e é bom ter substitutos à mão – como é o caso de correias, filtros e fusíveis, que precisam ser trocados costumeiramente. 

Mais do que só uma economia, é uma forma de garantir manutenções com a máxima agilidade, sem afetar a produção. 

Agora que você já aprendeu bastante sobre manutenção de tratores, é hora de colocar os ensinamentos em prática! 

Esta publicação te ajudou? Confira essa e outras explicações sobre questões de logística e gestão de frota em nosso blog.

Fortaleça seu currículo: Curso de Segurança no trânsito para frotas. 100% gratuito, com certificação.
Fale com nossos especialistas!

Estamos disponíveis para tirar dúvidas e demonstrar o sistema de rastreamento e monitoramento de frotas da Cobli em ação.

Teste grátis

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.